Pilotos, uni-vos | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quarta-feira, 25 de janeiro de 2006 - 15:18Automobilismo brasileiro

Pilotos, uni-vos

BARCELONA (se fosse assim com o salário…) – Não tem nada a ver com o que estou fazendo aqui, mas rola um pau homérico em SP por causa do Campeonato Paulista de Velocidade.

Não sei se todos sabem, mas em SP a coisa funciona assim: a FASP divulga um calendário, homologa as categorias, e os clubes organizam as corridas. Quando digo clubes, não me refiro a entidades com piscinas e ginásios, mas sim a clubes mequetrefes que se dizem de corrida, como o Interlagos, o Centauro, o da Lapa, essas coisas.

A eles cabe fazer com que as corridas aconteçam. Colocam bandeirinhas, ambulância, alugam o autódromo e começam a contar o dinheiro. Porque os pilotos devem pagar a taxa de inscrição para cada corrida aos clubes, e essa é uma das mais vigorosas fábricas de dinheiro fácil do mundo.

Ano passado, eram 550 reais por corrida. Já é um abuso. Imagine um fim de semana em Interlagos com 150 carros. É mais ou menos o que tem, nas oito categorias do Paulista. Dá um faturamento de mais de 82 mil reais. O aluguel da pista sai por menos de 10 mil.

Bem, tem neguinho enriquecendo há anos com essa picaretagem, e a Prefeitura, burra, reclama que o autódromo dá prejuízo. Fosse essa taxa repassada para a Prefeitura, ou boa parte dela, e o autódromo começaria a dar lucro. Seria limpo e funcional, e não o lixo que é.

Mas isso é outro problema, se nunca tivemos e não teremos prefeitos e prefeitas capazes o bastante para fazer um autódromo funcionar, paciência.

Só que agora chega a informação de que a taxa de inscrição para as corridas do Paulista em 2006 será de 770 reais. Sim, isso mesmo: 770 pilas por piloto. Um aumento de 40% em relação ao ano passado.

Me digam uma coisa: o que aumentou 40% no Brasil do ano passado para este? Alguém recebeu aumento de salário assim? A gasolina subiu? A banana nanica? O bombril?

Fora que renovar a carteira de piloto (adivinhem quem renova? sim, os clubes) em SP custa 960 reais este ano. Em Brasília são 520: 240 para a CBA, 240 para a federação local e 40 para o clube de lá que não sei qual é. Aqui, os clubes repassam 480 para CBA e FASP e embolsam o resto, 480 reais.

É ganância demais, putaria demais, ladroagem demais. Estou pensando em tirar minha carteira no Acre, se for preciso, e vou correr sozinho no inferno. Pagar 770 paus para andar naquela bomba de pista de Interlagos por meia hora é demais. E gostaria imensamente que esse infame cartel de clubes me explicasse, e às centenas de pilotos de SP, no que se basearam para aumentar as taxas em 40%.

Ah, para terminar: a única obrigação dos clubes para com os pilotos é comprar taças e troféus. Todos medonhos, com base de granito vagabundo. Os que tenho estou pensando em desmontar para fazer uma pia.

Pronto, falei.

50 comentários

  1. Gomes disse:

    Edison, me penitencio. Guardo todos meus troféus com enorme carinho. Foi apenas uma forma (meio grosseira, reconheço) de dizer que os clubes não nos dão nada além de troféus que são comprados pelo menor preço e de qualquer jeito. Nota-se que não há carinho nenhum por parte de quem escolhe os modelos. Alguns que recebi no ano passado tinham impressões feitas em computador com papel contact por cima. Mas, mesmo assim, guardo todos e me orgulho de cada um. Não sei se sua empresa faz troféus para as corridas de SP, mas não se sinta atingido. A responsabilidade pelo desleixo é de quem compra. Quem fabrica apenas faz o que lhe é pedido.
    Abraços.

  2. Edisom Luis Aroni disse:

    Flavio Gomes

    Acompanho você na Radio Bandeirante e gosto de seus comentários, gostaria de fazer um comentário sobre um assunto que me diz respeito, não sem antes ressaltar que não tenho nem de longe o dom que você tem de se expressar através da escrita.
    Um troféu quando está em uma loja ou fábrica para ser vendido pode ter o seu valor debatido, afinal é um produto comprado com a finalidade de premiar uma competição , uma pessoa ou grupo por algum mérito Mas depois de competido e conquistado , não importa a modalidade esportiva ou mérito e muito menos a colocação. Não é mais um produto e sim um prêmio e não existe material nobre, assinatura de escultor famoso ou tamanho que possa relatar a história deste troféu. Só mesmo quem o conquistou sabe do esforço, dedicação, privações e histórias que o levaram a conquistar este troféu. É uma peça única por mais replicas que possamos fazer a história dele será a mesma cada conquista tem um significado e uma maneira de se chegar a ela. Não existe quem fique passivo diante de um troféu exposto, sempre vem uma pergunta ou até mesmo uma surpresa do tipo ” eu não sabia que você praticava este esporte” como foi ? onde ? é mesmo ! Nenhuma pergunta fica sem resposta, são varias histórias contidas naquilo que era um simples troféu. Não é mais simples nem igual aos outros podem se ter 10, 20 ou 100. Pode ter sido conquistado no futebol, no boteco na sinuca, no automobilismo, no truco em uma ação social enfim existem diversas maneiras de se conquistar um troféu e não menos são as histórias que levaram a conquista-lo.
    Me lembro das Mil milhas de 1994 onde os vencedores foram Wilson Fittipaldi e Christian Fittipaldi , O podium seria feito apenas para registro da imprensa e os troféus recolhidos para serem entregues em uma festa. Quando fui retirar o troféu do Wilson explicando que o mesmo seria entregue posteriormente ele me respondeu o seguinte: “Este não , não tem festa que me faça devolver este troféu, você não tem noção da história que existe até chegar a esta conquista”No que foi respeitado de imediato pelo saudoso Eloy Gogliano.
    Isto tudo tem a intenção de desanima-lo no propósito de transformar seus troféus em uma pia , seria um desperdício e jogar fora a sua história de piloto. Os troféus são feitos de diferentes materiais porque buscamos não repetir troféus para os pilotos não ficarem com vários troféus iguais na prateleira, apesar da história sempre ser diferente.
    Agradeço a atenção e continuo sendo seu fã

    Edisom Luis Aroni
    ARONI INDUSTRIA E COMERCIO DE TROFÉUS MEDALHAS E BRINDES
    http://www.aronitrofeus.com.br
    aronitrofeus@ig.com.br

  3. SASSA disse:

    ENTREI NO SITE DA FASP HOJE E COLOCAR COMO NOTICIA “FOI DEFINIDO O VALOR DA INSCRIÇÃO PARA PILOTOS DE VELOCIDADE NO ASFALTO” E VALOR FICOU EM 605 REAIS MAS O ENGRAÇADO POREM E ELES ALEGAREM QUE O ALUGUEM DO AUTODROMO AUMENTOU DE 5.500 REAIS EM SETEMBRO DE 2005 PARA 13.000 REAIS PARA 2006.
    SERA QUE A NOVA ADMINISTRAÇÃO QUER MORDER UM PEDAÇO DO BOLOS DELES OU ESTÃO ARRUMANDO DESCULPA PARA O QUE TINHAM FEITO DESPOIS DA REVOLTA DE TODOS??

  4. Helio Jardim disse:

    Pilotos Uní-vos

    Não. Não houve aumento de salários, gasolina, xuxu ou Bombril que justifique um aumento de 40% na taxa de inscrição do Campeonato Paulista.
    O que realmente aumentou,e muito, foi a taxa da semvergonhice, da safadeza, da arrogância e da incompetência da Federação e Clubes. A continuar desse jeito, vamos esvaziar o campeonato, vamos acabar com a farra deles. Eu vou renovar a minha carteira fora de São Paulo. É muita sacanagem.
    Interessante é que, quanto ao assunto do Autódromo de Jacarépaguá, todos os cartolas estão indo para a mídia como heróis batalhadores pelo bem do automobilismo. Ocerre que, com a cagada que estão fazendo naquele autódromo, vários pilotos estão se transferindo para disputar o Campeonato Paulista. E aí os cartolas vão querer cobrar R$ 770,00 dos caras. Que belo incentivo.

  5. sassá disse:

    sou bandeirinha e um apaixonado pelo automobilismo e tenho a esperança de um dia poder correr como os senhores mas vejo este valor cobrado de inscrições e filiação e vejo este será um sonho de infancia para sempre.
    mas o que eu queria mesmo dizer é que nos fiscais de pista trabalhamos todas as provas do ano no autodromo com sol,chuva,frio,calor por uma ajuda de custo como eles dizem de 35 reais por dia e vcs acham que vamos por dinheiro não vamos pela paixão e a unica forma de estar participando do nosso querido automobilismo.
    tem que protestar mesmo porque vcs virão que esse montão de dinheiro para nós é que não vem.
    falei tambem

  6. MFerreira disse:

    Olha os pilotos ai se reunindo… recebi este email recentemente.

    “Caros amigos pilotos,

    Gostaria de anunciar a coalisão das categorias Marcas e Pilotos Paulista, Copa Fusca 1600 e Super Classic 2006 (antiga Copa São Paulo de Carros Antigos), para as negociações das novas taxas de filiação e de inscrição, impostas para 2006.

    Algumas lideranças da APPTN(Nelson Carvalho), APTA(Alberto Reis e Sergio Spagnolo) e Speed(José Augusto e Gian) se reuniram com o presidente da FASP, Prof. Carpinelli e com Carlos Montagner, para um diálogo. Futuramente, todos serão informados do sucesso ou não de nossa iniciativa. Portanto, sugiro que, até uma resposta concreta e por escrito, não façam ainda suas carteirinhas da CBA.

    Estamos todos juntos nessa, e quem quizer juntar-se a nós será muito bem vindo (de qualquer categoria!!!)

    Para quem ainda não sabe, o valor da filiação é de R$ 960,00 (ou seja, R$ 240,00 p/ CBA, R$ 240,00 p/ FASP e R$ 480,00 para o clube) e o valor das inscrições será de R$ 770,00 (40% de aumento).

    Um forte abraço a todos

    APTA”

  7. Gomes disse:

    Meninos e meninas, tive de tirar deste post e do que está acima dois comentários idênticos do Torcedor Brasileiro. Nada de censura, podem ficar tranquilos. É que ele colocou um link enorme que faz com que quem quiser ler os comentários tenha de usar a barra de scroll horizontal. Aí fica um saco de ler. Da próxima, Torcedor Brasileiro, copie o texto inteiro e coloque aqui, se você achar que deve.

  8. MFerreira disse:

    E fazer o que, se o todo poderoso do automobilismo brasileiro é dono de 3 clubes que tem direito a organizar etapas do automobilismo paulista.

  9. SERGIO MAGALHÃES disse:

    Está na hora do pessoal se unir e acabar com essa farra com o dinheiro. Certas cifras na F-1 me faz perder a noção de dinheiro, muitas vezes não tenho ideia do que significa US$ 350 milhões para se gastar. E num campeonato como o Paulista, que já tive a portunidade de assitir, esses clubes poderiam ao menos aplicar um pouco do que arrecadam para divulgar o evento que é muito pobre de divulgação e informação. Talves por isso as arquibancadas estão sempre ou quase sempre vazias. Pelo menos quando eu fiu ver uma etapa, eu era um dos míseros gatos pingados.

  10. Fabio RC disse:

    Aliandro, acho mesmo que é por aí: garanto que rapidinho eles vao rever seus conceitos (como dizia a propaganda)…

  11. Aliandro Miranda disse:

    Se eles aumentam, fazem o que querem com a taxa de inscrição, é porque tem gente que paga.

    Captaram? Não preciso dizer qual é a solução, certo?

  12. Marcos disse:

    X.N. Voce nao deve ser do meio mesmo… É só ir no regional de SP e ver que muitos dos que correm lá, andam com patrocinios que dão pouco dinheiro ou fazem barganha com peças e serviços. Não são vendias ou padarias, mas são esses pequenos patrocinadores que sustentam o automobilismo paulista. E muitas vezes essas vendinhas são de propriedades dos pilotos mesmo… De uma circulada por 1 ou 2 etapas do regional e comprove. Garanto que tem muita gente aqui que até se ofereceria para servir de ´guia´ para você poder comprovar.

  13. Torcedor BRASILEIRO disse:

    DEIXA O SUJEITO CORRER!

    1. Não tem jeito. O cara pode trocar de escuderia, mudar o discurso, decidir sair da sombra do alemão, mas não adianta. Bastou uma semana, isto mesmo, uma semana de treino, que a turma já começou a esculhambar o desempenho do Barrichello frente ao seu companheiro Button.

    As manchetes taxativas dos jornais – “Barrichello começa mal na BAR…”. “Barrichello leva mais de um segundo do companheiro de equipe…”. “Button não toma conhecimento de Barrichello…” – soam de uma prematuridade, de uma irresponsabilidade que parece cheirar a um certo recalque.

    Esqueceram somente de colocar que, nos testes subseqüentes, ele teve excelente performance, não em comparação ao inglês, mas sim no desenvolvimento do carro. Mas isso não importa. No fundo, a impressão que passa é que muitos torcem para que Barrichello vá mal, se possível, bem mal, para dar razão às bobagens que muitas vezes são escritas.

    Por mais que estejamos sempre pegando no pé dele, e quase sempre por ele dar razão, acho que ainda é cedo, muito cedo para qualquer devaneio. Portanto, deixemos o sujeito correr em paz.

    E, convenhamos, Barrichello é hoje mais piloto do que Button.. Afinal de contas, o máximo que o inglês fez na F1 desde 2000 foi… desonrar contratos.

    2. Enquanto isso, ninguém fala do menino Massa, ninguém comenta…

  14. CARLOS disse:

    ESSE BARRICA NÃO TEM JEITO MESMO,,,, JÁ TÁ RODANDO NA FRENTE DO QUEIXADA…..

    Não só frio e chuva: Barcelona está sob neve
    Warm Up
    27/01/2006 – 09:03

    Os pilotos não só encontraram frio e chuva, como previa a meteorologia, para esta sexta (27) em Barcelona: a neve fez-se presente no autódromo catalão. Quando eram 10h30 locais (7h30 de Brasília), os flocos brancos começaram a cobrir a pista onde oito equipes fazem sua preparação para o Mundial 2006.

    Michael Schumacher, com a 248 F1, e Rubens Barrichello, guiando o RA106, foram os únicos que conseguiram deixar os pits antes da neve. Deram apenas voltas de instalação. O brasileiro acabou rodando.

  15. Pedro disse:

    Flavio,

    Se esse é um problema que realmente merece atencao e incomoda a muitos, pq vc nao aproveita o seu poder como formador de opiniao e inicia uma campanha? Pelo menos esta teria muito mais chances de dar certo que a da Kombi a ar.

  16. ADONIS disse:

    Desculpa galera mas o problema é que tudo mundo fala e no fim não fazem nada….. Os pilotos não conseguem suprimir a vontade de correr e sempre acabam se sujeitando a pagar o valor da inscrição. Cansei de ver piloto MENDIGANDO para algum colega que tenha qualquer tipo de negócio ( uma empresa por ex.) pagar a inscrição e algum outro pagar o combustível, tudo em troca de um mísero adesivo colado no carro e depois uma foto do mesmo pro cara pendurar na parede do escritório…

    Vamos ver no dia 11/02 se alguém vai deixar de alinhar o carro no grid e fazer greve…inclusive os que estão se manifestando neste Blig.

    Pronto, falei também!

  17. Olmiro ribeiro tacqu disse:

    É isso ai enquanto os pilotos não criarem uma associação forte e se unirem vão ser roubados em plena luz do dia. Larguei essa porcaria porque já estava trocando o macacão por uma roupa de palhaço. Os pilotos tem que pagar porque são trouxas dos clubes.

  18. Fabio RC disse:

    Olha, aqui na Argentina existe uma infinidade de categorias e embora quase nunca sejam televisadas sempre mostram alguma coisa na TV, mesmo en telediários (normalmente, há os programas específicos sobre o assunto). O mais impressionante é a importância que se dá a, por exemplo, o que chamam de Turismo Especial de la Costa, tem Fiat 147, 127 (ou Fitito como chama aqui), Dodge, etc, tudo carro velho, ops, antigo hehehe, exatamente como o DKW do Gomes e dá certo! As entradas têm preços razoáveis, no autódromo da minha cidade nem tem arquibancada, igual lota, tem participante a perder de vista, quase todos com carros parecendo circo, como o X.N. comentou mais abaixo, todos muito felizes de ser palhaços, porque, sobretudo, se divertem. E, ao contrário do que foi dito, que automobilismo é esporte elitista, replico dizendo que meu sogro está longe de ser um homem rico e até pouco tempo atrás era sócio numa equipe. Claro que barato nao é, mas dá pra se divertir sem precisar ser o Tio Patinhas. Deixou porque cansou, viajar pra cá e pra lá com o trailer uma hora cansa. Ah e tem isso, nao se restringe a correr no mesmo circuito toda vida. Enfim, se aqui dá certo, nao sei porque aí nao pode dar: a paixao por ferros, a estrutura e a vontade todos têm igual, o que falta, entao?

  19. Sergio Spagnolo disse:

    Prezado X.N.,
    Acho que vc não deve ser piloto. Se for, até sei quem é, e entendo sua posição, mas tenho certeza que não entendeu o conteúdo dos protestos do Flavio. Mas eu terei o prazer de te explicar:
    1- Ninguem aqui está dizendo que os pobres vão correr de graça, em mais um “programa” do nosso presidente. O caso é que 90% do Paulista, é composto pro profissionais que trabalham e sabem quanto custa cada centavo. Para vc ter uma idéia, uns 80% de todos os preparadores ganham menos que o valor de uma inscrição, o resto, ganha menos.
    Segundo, hoje no Paulista, temos categorias mais caras que correr no Brasileiro de Copa Clio ou Stock Light, vc acha isso normal??? e detalhe, ambas tem cobertura de TV que facilita em muito a captação de patrocínio. No Paulista, ninguem tem.
    Os maiores grids do Paulista são das categorias mais baratas, que sempre largam mais de 20 carros…veja a Porsche Cup, por exemplo….raramente largam mais que 10, porque será….eu explico, porque o carro custa US$150.000 para a primeira acelerada, mais US$150.000 por ano de manutenção.
    Agora, o grande volume de carros do Paulista custa menos que 1500 reais por etapa, sendo que 550 éra só de inscrição. Isso é o que este pessoal está disposto a gastar. Mais que isso, o pessoal pula fora. Resultado: o Paulista está muito ruim, sem interesse de ninguém, mas pelo menos tem mais gente interessada que as 1000milhas deste ano.

  20. X. N. disse:

    Automobiismo é esporte para quem tem dinheiro. Se fizer uma inscrição barata qualquer mané vai se meter a correr e tira totalmente o glamour. Prefiro assim, senão logo teremos carros de corrida parecido com carro de circo, patrocinados por pequenos comercios, vendinha de peças, tá louco!

  21. Carlos Piazza disse:

    Boa noite galera. A história se repete.
    O problema todo resume-se ao fato de que o automobilismo tupiniquim está nas mãos de meia duzia de “iluminados” (em todas as esferas) cuja maior (e unica) capacidade é a de dirigir mafiosamente e com competência duvidosa, desonesta, casuista e amadora, os destinos do automobilismo brasuka !!!

  22. Django disse:

    Ô Edgar, acordaaaa…….
    Autódromo privado em que os proprietários não visem lucro????
    Alowwwwwwww?????
    Se num público eles c.a.g.a.m na cabeça de todo mundo, mandam e desmandam e ainda LUCRAM, vc acha que num que seja privado será diferente???
    É ruim, heim…. Estamos no “BRAZIL”, esqueceu?

  23. Edgar Trujilo disse:

    Grande FG, infelismente a maioria dos dirigentes de federações, clubes e até da prefeitura tem maior paixão por dinheiro doque por carros, corridas ou automobilismo de maneira geral. Acho que única solução seria um autodromo privado em que o dono e os sócios não tivessem interesses financeiros, pelos cálculos que você fez é provado que se pode fazer e manter um categoria em que as pessoas fiquem mais satisfeitas com adrenalina no coração doque dinheiro no bolso.

    Edgar Trujilo – Osasco – SP

  24. MFerreira disse:

    Querem saber o nome dos ‘comandantes’ do automobilismo paulista?

  25. MFerreira disse:

    Renato, pelo simples fato de que, para se filiar a federação, é necessário uma bela grana e ficar 2 ou 3 anos filiado para pode organizar uma prova (em SP pelo menos). E como as 10 etapas sao organizadas na realidade por 2 pessoas que controlam os 10 clubes, ia ficar complicado…. E se filiar em outro estado e correr em SP, a inscrição é mais cara ai…

  26. Jef disse:

    Penso que o problema maior é convencer os acomodados e conformados…. Tem neguinho que tá cagando e andando pra 550, 770 ou 900 pratas…. Porisso a coisa tá assim há anos!

    Na teoria as coisas parecem fáceis. “Façam greve e pronto” Quem dera fosse assim. Mas será que todos ou a maioria dos pilotos vão concordar com a greve?

    Quando falam que a modalidade é cara, falam e fazem com que ela seja. Imaginem este esporte popularizado e pessoas como nós, que gostam de corridas e carros, etc, dividindo o mesmo espaço, a preço de banana, com por exemplo: Paulo Gomes, os Negrão, o Alemão, etc, etc.. Será que eles gostariam? Se vocês fossem eles me diriam que sim imediatamente. Mas pensem bem, você é uma “estrela” e outras tantas desconhecidas ameaçando apagar seu brilho.

    Não sou a favor da maracutaia, mas acho que tem muito interesse por traz disso…. não é só dinheiro… é de tudo um pouco.

  27. Rafael Moreira Preto disse:

    FG , se voce acho isso caro e eu que pago pro kartodromo da granja 600 paus para correr uma corrida de kart !!!!
    Depois não sabemos porque da falta de pilotos!

  28. Claudio Ceregatti disse:

    FG:
    Porque vc não põe fogo no circo de uma vez?
    O Piquet fez isso e arrumou uma enorme confusão com esse bando cartolas. Não sei se ele continua, mas se tem um cara que é doido pra arrumar confusão, e “sabe tudo” de carro e de corridas, é ele o cara.
    Voce, FG, tem um outro poder imenso: O das palavras. Use-o.
    O que ocorre agora é muito, muito antigo. E o tom é o mesmo de nossa podre política: Se dar bem a qualquer preço, ignorando o óbvio.
    Vai pra cima dos caras, use seu espaço na ESPN. Vai ter um apoio imenso.

  29. RODRIGO' disse:

    É a famosa “lei de Gerson”…isso é uma putaria sem tamanho!

  30. Léo Engelmann disse:

    Isso! Desmonte os troféus, monte a sua pia e em seguida, coma banana nanica lavando com Bom Brill.

  31. Staccato disse:

    Porque voces não formam uma liga para organizar o proprio campeonato? Faz independente mesmo. Se tem 150 pessoas dispostas a pagar 550 por corrida já é um capital suficiente para manter a liga.

  32. Rodrigo disse:

    É por isso que tu és o cara. Desbocado (no bom sentido), fala o que tem que ser dito. É isso ae!
    Essa da pia no final ficou ótima uahuahauhauah.
    Abraços

  33. gabriel disse:

    Oi Flavio em relação a interlagos que tal criamos algo como uma comunidade no orkut reclamando da forma que o pessoal cuida dele ?

  34. Luciano Schettini disse:

    Boa a sugestão do Renato. Montem seus clubes, ou então, se organizem e façam greve. Façam alguma coisa, só nao deixem os clubes fazerem os pilotos de bobo.

  35. CM disse:

    Para entender melhor o assunto,na capa do site da Federação Paulista http://www.faspnet.com.br pode ser vista uma absurda homenagem feita pelo seu presidente da FASP à Paulo Scaglione, presidente da CBA.
    Para minha surpresa, este senhor herdou do pai o Automóvel Clube da Lapa e, como o texto deixa claro, fez disto seu meio de vida à custas de uns tontões apaixonados por DKWs e outras categorias.

  36. Pablo Vargas disse:

    Por isso que o automobilismo vinga lá fora. Enquanto lá você tem inúmeros campeonatos, de todos tipos e marcas, o piloto brasileiro tem que ser milionário e se sujeitar às vontades da CBA e dos clubes.
    E por isso também que o Brasil é o país do futebol. Dá uma bola pro moleque e deixa ele jogando em qualquer quintal. Custa bem menos.

  37. Sucrilhos disse:

    Tirar brevê de piloto no Acre??? Só se for pra piloto de rali!

  38. DJÔU disse:

    GOMES, NEM VENHA PARA O ACRE QUE VC NÃO CONSEGUIRÁ TIRAR A SUA CARTEIRA DE “PILOTO” DE NENHUMA MANEIRA….NÃO EXISTE QUALQUER POSSIBILIDADE DISSO ACONTECER.

  39. Luciano Balarotti disse:

    Esses abusos de poder acontecem em quase todas as federações esportivas (que tal a CBF) e vêm de longe. No automobilismo, vem desde antes da criação da CBA, que na época causou um imbroglio que quase baniu o Brasil do automobilismo mundial.

    De lá para cá, muita coisa mudou, menos o bando de incompetentes que só querem saber de ganhar dinheiro, público ou privado.

    A solução é fazer um circuitinho num estacionamento de supermercado (será que o Diniz deixa) bem ao estilo norte-americano e dar uma banana para o pessoal desses clubes.

  40. Demerval Caixeta Jr disse:

    Concordo plenamente com o Guilherme Behmer. Infelizmente o Brasil é o país dos contrastes, a velha briga entre competência (rara) e incompetência (farta), que somada à picaretagem sempre ganha, e de longe. A propósito, também gosto de coxinhas. Se sobrar alguma aí….

  41. Francis Henrique disse:

    FG, o jeito é boicotar as provas. Já diz o ditado: “o povo unido jamais será vencido”, e os pilotos tb.
    E isso vale para o público tb. Se o autódromo tá um lixo, não vão, façam outra coisa…
    Aqui em SC a “nossa” federação é comandada desde o final dos anos 80 por apenas 2 senhores, que ficam se revezando na ‘boca do caixa’ para contar a graninha…
    O Catarinense de Velocidade na Terra é um show, mas não por competência da FAUESC e dos organizadores, e sim por causa dos pilotos e equipes.
    Algumas ”fau’s” bem que mereciam uma CPI pra ver que destino tá sendo dado pra tanta grana….
    Não é por nada que os caras só andam de carro importado!!!

  42. Tohmé disse:

    Flávio, tá ficando dificil “entrar” nesse hobby. Ou então vou montar um “clube”.

  43. Renato Chedid Garcia disse:

    A saída é simples: cooperativa de pilotos…e ponto final.

  44. Guilherme Behmer disse:

    Olha só, eu evito dizer isso, pq muita gente fica brava mas é verdade: O brasileiro tem 2 dons incríveis: A criatividade e a incompetência!
    Só um povo como o brasileiro poderia misturar o Jazz com o Samba e a poesia de Vínicius para criar a Garota de Ipanema. E só um povo tão incompetente precisaria do Frank Sinatra para divulgá-la pelo mundo!!!
    Não me espanta que um monte de bandidos encha os bolsos de dinheiro com algo que é público como o autódromo. Me espantaria se fosse algo eficiente e bem administrado.
    É triste, mas é verdade, a incompetência brasileira é insuperável.
    PS: Gomes, rola de trazer umas coxinhas da Espanha? Aquelas da Itália eu tô esperando até hj!!!

  45. Cleber disse:

    É uma ladroagem deslavada. Pra tirar uma carteirinha de piloto, após fazer um suado, caro e mequetrefe curso de pilotagem, tem que pagar mais 900 pilas pro clube fazer a carteirinha. Bando de picaretas! Espero que os pilotos se toquem açam greve! E vão brincar no kart indoor…

  46. Zanfa disse:

    Destoando um pouco mas na mesma linha de raciocínio os ingressos p/ o GP Brasil de F1 2006 subiram 7,7% !! isso pra ficar la naquele lugar nojento e escroto que é o setor “G”…!!
    Eu odeio o Brasil!!

  47. Rafael Schettini disse:

    Fiquei impressionado com o “roubo” que ocorre p/ se correr em Interlagos! Um absurdo isso! Não só o Flávio Gomes tem que falar…todos que participam devem reclamar (aqueles que não fazem parte do clube de bolinhas)…
    Por isso que esse Brasil não vai p/ frente mesmo!!!
    Abraços!

  48. disse:

    Para se montar um clube é necessário depositar um a quantia enorme em uma conta da CBA. A saída é simples, façam greve! No calendário do Paulista existem 10 etapa, cada clube é responsável por uma (teoricamente), se bem que tem dono de clube que é responsável por mais de uma, mas se ninguém correr uma prova imaginem e o prejuízo que estes caras vão ter. Na legislação de trânsito está escrito que toda prova de automobilismo deve ter o aval da CBA e ou clube pertencente à ela, mas não fala sobre kart ou kart-cross, por isso que no interior existe mais prova pirata destas categorias do que oficiais, eles é que estão certos! Quanto as carterinhas, existe federação pedindo pelo amor de Deus para aumentar o nº de filiados, já que ela tem validade nacional o jeito é fazer lá em Tocantins.

  49. Renato disse:

    Pq os próprios pilotos não montam seus clubes, se registram na (con)federação e promovem as suas corridas, dividindo os custos entre eles?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>