MENU

domingo, 12 de março de 2006 - 7:37F-1

Ecos da areia

SÃO PAULO (que não seja um deserto de idéias) – Deixo já aqui o espaço reservado aos incautos que, depois do GP do Bahrein, quiserem falar sobre a prova de abertura do Mundial. Não que os comentários de ontem tenham sido muito alvissareiros (será que neguinho não consegue discutir nada sem xingar o outro, falar palavrão e exercitar a intolerância?), mas afinal este é um blog, como sempre disse, que TAMBÉM discute F-1.

Sejam gentis e bem-humorados. Hoje é domingo, pé de cachimbo. (Ou seria “pede cachimbo”, como alertou um blogueiro? Vixe, e agora? Para mim, a vida toda, foi “pé de cachimbo”. Sim, eu sei que cachimbo não dá em pé nenhum, mas sempre achei que era uma daquelas maluquices do realismo fantástico que empurram na gente a infância toda. Se existe Saci Pererê e mula-sem-cabeça, por que não árvores com cachimbos pendurados? Aliás, esses pares de palavras que por vezes são apenas uma se repetem em português, principalmente com as crianças. Meu filho mais novo, quando eu pergunto “hoje tem que fazer lição?” responde “temque”, do conhecidíssimo e desprezado verbo “temquer”.)

271 comentários

  1. Carlos Piazza disse:

    Acho sim Bruno, até porque vi tantas vezes isso acontecer, com quase todas as escuderias, algumas que já nem existem mais…, além do mais, sua muito bem montada pesquisa serve somente para demonstrar desempenhos comparativos seja do piloto qto do time e garanto que se repeti-la para cada uma das outras escuderias vai encontrar paralelos muito semelhantes.
    Voçe está se deixando sugestionar somente pelos dados que quer ver.

  2. Bruno disse:

    Por fim, apenas uma indagação ao Carlos (e àqueles que possuem opinião semelhante): acham normal uma equipe como a Ferrari cometer erros com pane seca? E apenas em 1 carro?

    Rubinho teve isso em 2 GPs do Brasil e em um GP da Bélgica. Importante frisar que nos GPs do Brasil, em um ele liderava (e tinha o carro mais veloz) e em outro tinha chances de vitórias, pois estava se destacando (galgando posições).

    Logo, eventuais erros deveriam ocorrer quando se escolhe estratégias arriscandas, isto é, somente quando não tem muito o que perder. Acho imponderado arriscar quando se é 1º colocado… E mais: com a telemetria desenvolvida dos tempos de hoje, sabe-s exatamente quantos litros de combustível ainda restam.

    E somente no GP da Bélgica é que Barrichello parou na volta em que se dirigia aos boxes (o que seria perdoável). Nos GPs Brasil, nem perto de parar ele estava.

  3. Bruno disse:

    Eu li que o recorde de GPs seguidos pontuando era do Schumacher, mas creio que me enganei quanto aos números (disse 34 GPs), quando parece ser 24 (HUN 2001 a MAS 2003). Salvo engano, foram 34 GPs seguidos sem problemas mecânicos, sendo que um (ou dois) desses “abandonos” seria em razão de acidente. Note-se que no período de 24 GPs em que o Schumacher pontuou de forma consecutiva, Barrichello teve 4 abandonos, não largou 2 vezes (uma por causa de um cavalete esquecido embaixo do carro no grid e outra porquê o carro sequer saiu para a volta de apresentação), e se não bastasse, teve que “dar” a vitória ao alemão na AUT 2002.

    As únicas temporadas em que houve equilíbrio nos problemas foi em 2004 (Ferrari tinha supramecia absoluta) e 2005 (Ferrari tinha um carro limitado). Nada mais óbvio…

    Em 2000, salvo engano, os abandonos do Schumacher foram decorrentes de acidentes, apenas 1 foi quebra.

    O problema desses resultados (que postei) é que só falam em “abandono”. Não especifica se é quebra ou acidente. Se alguém tiver ou souber de algum site mais detalhado, por favor avise. Mas eu não perco uma corrida desde 88 e pelo que me lembre, o Schumacher abandonava em razão de acidentes, e poucas vezes por quebras. Com Rubinho era o contrário.

    Bom, enfim, números podem ser interpretados ao gosto do freguês, sei disso. Mas acho estranho alguém não quebrar 24 vezes seguidas (e não ter quaisquer imprevistos) enquanto seu companheiro tem 4 abandonos, não larga 2 vezes, além de outros percalços, como estratégias de pits estranhamente bizonhas.

    Tenho que admitir que queimei a língua, afinal, o Schumacher resolveu trocar de motor. Mas (com a entonação do Pânico na TV)…

    Outra indagação: Massa fazendo 1GP e meio nos treinos livres? Nunca vi isso, não com pilotos titulares. E 2 trocas de motor? Saiu até que uma 3ª troca foi feita, porém a Ferrari mencionou que se equivocou. Nem contar eles sabem… E foram 6 vezes campeões seguidas de construtores…

    É, o jeito é torcer pelo Raikkonen esse ano…

  4. Bruno disse:

    Prezado Carlos, seguem os resultados abaixo (comento na mensagem posterior):

    Site: http://www.f1naweb.com.br

    TEMPORADA 2000

    AUS: SCH 1º/BAR 2º
    BRA: SCH 1º/BAR Abandono
    SAN: SCH 1º/BAR 4º (a 1m20s)
    GBR: SCH 3º/BAR Abandono
    ESP: SCH 5º/BAR 3º
    EUR: SCH 1º/BAR 4º (a 1 volta)
    MON: SCH Abandono/BAR 2º
    CAN: SCH 1º/BAR 2º
    FRA: SCH Abandono/BAR 3º
    AUT: SCH Abandono/BAR 3º
    GER: SCH Abandono/BAR 1º
    HUN: SCH 2º/BAR 4º
    BEL: SCH 2º/BAR Abandono
    ITA: SCH 1º/BAR Abandono
    EUA: SCH 1º/BAR 2º
    JPN: SCH 1º/BAR 4º (a 1m20s)
    MAS: SCH 1º/BAR 3º

    TEMPORADA 2001

    AUS: SCH 1º/BAR 3º
    MAS: SCH 1º/BAR 2º
    BRA: SCH 2º/BAR Abandono
    SAN: SCH Abandono/BAR 3º
    ESP: SCH 1º/BAR Abandono
    AUT: SCH 2º/BAR 3º (obs: BAR “cedeu” o 2º lugar)
    MON: SCH 1º/BAR 2º
    CAN: SCH 2º/BAR Abandono
    EUR: SCH 1º/BAR 5º
    FRA: SCH 1º/BAR 3º
    GBR: SCH 2º/BAR 3º
    GER: SCH Abandono/BAR 2º
    HUN: SCH 1º/BAR 2º
    BEL: SCH 1º/BAR 5º
    ITA: SCH 4º/BAR 2º
    EUA: SCH 2º/BAR 15º (a 2 voltas)
    JPN: SCH 1º/BAR 5º

    TEMPORADA 2002

    AUS: SCH 1º/BAR Abandono
    MAS: SCH 3º/BAR Abandono
    BRA: SCH 1º/BAR Abandono
    SAN: SCH 1º/BAR 2º
    ESP: SCH 1º/BAR Não Largou (obs: cavalete “esquecido” embaixo do carro no grid)
    AUT: SCH 1º/BAR 2º (obs: BAR “cedeu” o 1º lugar)
    MON: SCH 2º/BAR 7º (a 1 volta)
    CAN: SCH 1º/BAR 3º
    EUR: SCH 2º/BAR 1º
    GBR: SCH 1º/BAR 2º
    FRA: SCH 1º/BAR Não Largou
    GER: SCH 1º/BAR 4º
    HUN: SCH 2º/BAR 1º
    BEL: SCH 1º/BAR 2º
    ITA: SCH 2º/BAR 1º
    EUA: SCH 2º/BAR 1º
    JPN: SCH 1º/BAR 2º

    TEMPORADA 2003

    AUS: SCH 4º/BAR Abandono
    MAS: SCH 6º (a 1 volta)/BAR 2º
    BRA: SCH Abandono/BAR Abandono
    SAN: SCH 1º/BAR 3º
    ESP: SCH 1º/BAR 3º
    AUT: SCH 1º/BAR 3º
    MON: SCH 3º/BAR 8º
    CAN: SCH 1º/BAR 5º (a 1m05s)
    EUR: SCH 5º/BAR 3º
    FRA: SCH 3º/BAR 7º (a 1 volta)
    GBR: SCH 4º/BAR 1º
    GER: SCH 7º (a 1 volta)/BAR Abandono
    HUN: SCH 8º (a 1 volta)/BAR Abandono
    ITA: SCH 1º/BAR 3º
    EUA: SCH 1º/BAR Abandono
    JPN: SCH 8º (a 1m)/BAR 1º

    TEMPORADA 2004

    AUS: SCH 1º/BAR 2º
    MAS: SCH 1º/BAR 4º
    BRN: SCH 1º/BAR 2º
    SAN: SCH 1º/BAR 6º
    ESP: SCH 1º/BAR 2º
    MON: SCH Abandono/BAR 3º
    EUR: SCH 1º/BAR 2º
    CAN: SCH 1º/BAR 2º
    EUA: SCH 1º/BAR 2º
    FRA: SCH 1º/BAR 3º
    GBR: SCH 1º/BAR 3º
    GER: SCH 1º/BAR 12º (a 1m 15s)
    HUN: SCH 1º/BAR 2º
    BEL: SCH 2º/BAR 3º
    ITA: SCH 2º/BAR 1º
    CHN: SCH 12º (a 1 volta)/BAR 1º
    JPN: SCH 1º/BAR Abandono
    BRA: SCH 7º/BAR 3º

    TEMPORADA 2005

    AUS: SCH Abandono/BAR 2º
    MAS: SCH 7º/BAR Abandono
    BRN: SCH Abandono/BAR 9º (a 1 volta)
    SAN: SCH 2º/BAR Abandono
    ESP: SCH Abandono/BAR 9º
    MON: SCH 7º/BAR 8º
    EUR: SCH 5º/BAR 3º
    CAN: SCH 2º/BAR 3º
    EUA: SCH 1º/BAR 2º
    FRA: SCH 3º/BAR 9º (a 1 volta)
    GBR: SCH 6º/BAR 7º
    GER: SCH 5º/BAR 10º (a 1 volta)
    HUN: SCH 2º/BAR 10º (a 1 volta)
    TUR: SCH Abandono/BAR 10º (a 1 volta)
    ITA: SCH 10º (a 1 volta)/BAR 12º (a 1 volta)
    BEL: SCH Abandono/BAR 5º
    BRA: SCH 4º/BAR 6º
    JPN: SCH 7º/BAR 12º
    CHN: SCH Abandono/BAR 12º

  5. Carlos Piazza disse:

    Bruno desculpe, mas eu gostaria de ve-lo comprovar o que disse com algo mais do que ´´a sua opinião´´…

  6. Bruno disse:

    Bom, não vou me prolongar na discussão, uma vez que deixei minha opinião bem clara.

    Existe sim estatísticas acerca da durabilidade do equipamento da Ferrari. Tanto que é um dos recordes do Schumacher: mais GPs seguidos pontuando (34)… De outro lado, Rubinho quebrava frequentemente (quem assistia às corridas via). Tudo coincidência.

    Massa incomodou nos treinos… Na corrida, a questão é: Schumacher agora tem 8 pontos de vantagem. Talvez, se Massa não tivesse “problemas” no pits, essa vantagem fosse menor. Com 8 a 0, quem será o postulante ao título? Ganha um doce quem acertar.

    Por isso Rubinho quebrava com frequência no início do ano e depois voltava a ter equipamento confiável. Isso são fatos. Se é coincidência ou não fica a critério de cada um julgar.

    Paulo Sérgio: o Brasil não progride graças a pensamentos como esse. Muitos são alijados de conseguir um emprego por isso, a famigerada “experiência anterior”. Você não tem emprego porquê não tem experiência anterior e não tem experiência anterior porquê não consegue emprego. Círculo vicioso que insiste em perdurar nesse país.

    E outra: às vezes prefere-se um incompetente que você conhece a dar oportunidade a alguém que possa mostrar seu valor. Isso no setor privado. Na Administração Pública então nem se fala. Nepotismo, clientelismos, favorecimentos, a lista é extensa…

    Partindo dessa premissa, dever-se-ia contratar o Alex Yoong a dar uma chance ao Rosberg. Aliás, Raikkonen entrou na F1 com apenas 1 ano de experiência em monopostos. Como diz a propaganda da FIAT: “Está na hora de rever os seus conceitos”.

    Discussões civilizadas à parte, abraços a todos!

  7. Carlos Piazza disse:

    Bruno (e seus seguidores) !!!
    Paranóia total !!!
    Não creio que existam pesquisas tão refinadas (e paranóicas) que revelem quem quebrou mais, ou quem bateu mais cabeça no box, ou qual equipe pisou mais na bola com seu 2° piloto., ou o 1°..mas, se algum idiota resolvesse faze-la AFIRMO que o resultado não apontaria nenhuma equipe (nem mesmo a extinta Minardi) como vencedora.
    Vc precisa conhecer melhor “o ambiente” e principalmente informar-se mais sobre a longa história do mundial e seus principais personágens (humanos e mecanicos). Se realmente acredita nas suas palávras faça ´´a tal´´ pesquisa e honestamente descreva as conclusões que chegar.

  8. Paulo Sérgio disse:

    Bruno,

    Já falei e vou dizer de novo. Quando o Massa Rodou estava em terceiro, à uns 5 segundos do Schumacher, tava encomodando pra karalho né?

    Faz-me rir Bruno! Sobre a Ferrari favorecer o Schumacher, o Sousa já respondeu isso em seu Belíssimo post abaixo. Agora só pra completar e pra vc entender melhor pq a Ferrari favorece o alemão, numa estrevista de emprego, quem é favorecido, o cara que já trabalho sete anos, ou o que nunca arrumou um emprego?

    Que comecem os trocadilhos!!!!!

    Até +

  9. Pedro Neto disse:

    Caro Piazza, obrigado por ler meus escritos..
    Piloto sim. Mas é moto, não tem nada a ver.
    Só que o GB fala com se fosse moleza rachar uma curva com o Schummy´s

    Ahh , ele leva volta na Malasia

  10. Bruno disse:

    Só para complementar: há anos digo que Alonso e Raikkonen dariam trabalho para Schumacher, que bastava um equipamento à altura de seus talentos para tanto.

    A maioria de meus amigos discordaram. Pois bem. Aí está!

  11. Bruno disse:

    Bom, meus questionamentos se limitaram à Ferrari. Afinal, nas demais equipes, malgrado as quebras ocorram mais para um do que para outros (probabilidade matemática), não é algo tão gritante como ocorria (e ocorre?) na Ferrari.

    Palavras do Piquet: “não existe equipamento mais confiável. Existe mais atenção e menos atenção”. Curioso que, quando Rubinho tinha a mesma atenção (após o título estar praticamente definido), andava junto com Schumacher (e até mesmo na frente). Isso são fatos, basta consultar.

    Realmente Raikkonen andou quebrando mais que Montoya. Mas o colombiano também teve alguns problemas ano passado. O que não dá é a Ferrari do alemão ficar mais de 35 GPs sem quebrar e o Rubinho com problemas GP sim, GP não (quando não ocorria 2 GPs seguidos)… Isso convém a vocês explicarem.

    Até o SporTV News anunciou hoje: “Bastou Massa incomodar Schumacher para ter problemas. Uma rodada estranha, um pit desastroso e uma troca de motor inesperada. Seria coincidência?”.

    Schumacher disse estar com receio no que tange à durabilidade do motor para esta etapa (GP da Malásia). Ué, porquê não troca também??? (ah lembrei: ele não se dá muito bem quando larga de 5º para trás, pois ultrapassar na pista nunca foi seu forte).

    Há essa teoria da conspiração do Senna. Eu não me filio a ela, por inúmeros motivos. Contudo, creio que toda a verdade ainda não veio à tona. Explico: Senna provavelmente teve morte instantânea, em minha opinião de leigo. Uma barra transfixando o crânio é algo deveras fatal, não acho que ainda estivesse com vida. Lembrando: a legislação (de San Marino) estabelecia que assim que ocorrer uma morte o evento esportivo deve ser interrompido. Como o show devia continuar…

    A quebra de Rubinho na Honda é obra de mero acaso mesmo. Acho improvável que ocorra em Sepang. Assim como creio que Button possa ter tais problemas (o que não ocorria com Schumacher na Ferrari).

    Quanto às quebras, posso até concordar – em termos – com vocês, pois é difícil mensurar (e identificar) má-fé nesses casos. Todavia, como se explicam as panes secas e outros incidentes imponderáveis, tais como o cavalete no grid, cinto solto durante a corrida, pneu não encontrado em pit?

    O que eu mencionei são apenas questionamentos que são pautados em fatos. Não estou dizendo que é assim. Somente que é provável que seja. Ou alguém aqui se lembra de outra equipe onde há ordens de equipe?

    E mais: em toda a Europa é sabido que a Ferrari favorece – e muito – Schumacher em detrimento de seus companheiros de equipe. Só aqui no Brasil insistem em dizer que Rubinho sempre teve mesmas oportunidades e que não andava porquê é pior do que Pedro Paulo Diniz (esse sim a mídia devia fritar, mas nunca o fez).

  12. Paulo Sérgio disse:

    Sousa,

    Excelente seus questionamentos! Responde Bruno? Eu ponho mais em Sousa.

    6º o Rubinho quebrou porque a Ferrari pediu.
    7º O Massa robou por que o Schumacher mandou.
    8º O Cristian Clin andou na frente do Coulthard porque a Red Bull o sacanei.
    9º O caro do Kimi Raikkonen quebrou na classificação porque um mecânico de proposito não apertou os parafusos da asa para beneficiar o Montoya.

  13. Sousa disse:

    Bruno
    A Teoria da Conspiração nunca morre, algumas perguntas:
    1) Quem voce acha que tem interesse em prejudicar o Raikkonem por exemplo, a Mclarem, MOntoya, Alonso ??
    2) POr que a Ferrari não entra com um carro só, para que gastar uma fortuna com o segundo carro para tirá-lo até da zona de classificação ??
    3) Se voce tivesse 02 pilotos e um equipamento mais confiável voce daria para um que tem 07 títulos Mundiais e 84 vitórias ou para um que nunca fez um único pódio na carreira de F1 ??
    4) Continuando a teoria da Conspiração, voce acha que Senna foi assassinado ?? se sim por quem ?? Tio Frank, Prost, Schumacher ??
    5) Voce acha que a HOnda de Diretor Brasileiro está prejudicando o Rubens ?? será Button que já tem um pré-contrato com Maranello para 2010 que já está tratando de enterrar o Brasileirinho contra o Mundo?.

  14. Bruno disse:

    Carlos, posso até ser paranóico, mas burro não. Gostaria que me explicasse então esses estranhos acontecimentos da Ferrari…

    Acha normal uma equipe com a estrutura dela cometer erros como pane seca? Ou não encontrar pneus em pits (isso com o Irvine, não com o Massa)? E o cavalete “esquecido” embaixo do carro de Barrichello no grid de largada (acho que foi no GP da Espanha de 2003)?

    Bom, quem conhece as histórias da Benetton 94/95 sabe qual a verdadeira “ética” dessa corja que hoje está na Ferrari (Schumacher, Todt, Brawn)…

    Logo vão dizer que não foi a Ferrari quem mandou Rubinho abrir para Schumacher na Aústria, mas que foi um ato de solidariedade do brasileiro…

  15. Carlos disse:

    Bruno, vc é paranóico !!!

  16. Bruno disse:

    Bem-vindo à Schurrari, Massa!!!

    Mais uma vez – agora com outro brasileiro -, as quebras corriqueiras apenas no segundo carro da Ferrari voltam a acontecer… Também, quem mandou incomodar o alemão logo na estréia??? Imagina então se não tivesse errado na corrida? Era capaz de ter até o assento ejetado durante o GP…

    Vai ver é tudo coincidência… Uma vez mais. Por isso o Schumacher ficou mais de 2 anos sem quebrar enquanto o Barrichello quebrava sempre (o rol é extenso: problema hidráulico, câmbio, motor, pane seca, suspensão quebrada, cinto solto, etc.]. E nem se diga que é culpa do piloto as quebras, tal mito já foi desfeito há tempos, haja vista que atualmente a tecnologia embaracada é tanta que afasta qualquer barbeiragem do piloto em relação à durabilidade do equipamento.

    E isso nem é exclusividade dos pilotos brasileiros. Quem não se lembra quando Irvine disputava o título em 99 e na corrida de Nurburgring a Ferrari demorou mais de 50s para ACHAR um pneu nos pits… Aquilo foi o fim do mundo. Estava escancarado que se alguém tinha que conquistar o título (interrompendo o jejum), esse alguém seria o Schumacher. Tanto que o alemão foi na festa do título do Hakkinen…

    Tem gente ainda que quer comparar Schumacher com Senna e outros gênios. Faz favor!

    Todo início de ano era assim, Rubinho quebrava e o alemão disparava como piloto a disputar o título. Depois, quando tudo estava praticamente decidido, misteriosamente Barrichello começava a andar mais que o alemão… Claro que é tudo coincidência, oras!!!

    Se cuida Massa, senão será a próxima vítima de uma marmelada como Aústria 2002 (e 2001 também, quando o Rubinho “deixou” Schumacher ficar com o 2º lugar [Coulthard venceu]).

  17. Marcello disse:

    Site do Grande Prêmio: Equipe troca motor e Felipe perderá posições.

  18. Toty disse:

    Tanta gente chata, falando um monte de besteiras (muitas vezes laudas monótonas e sem importância alguma) e criticando o Galvão Bueno. Quanta incoerência!!!
    O escorraçado narrador tem que falar sem parar por quase duas horas, ao vivo, satisfazer aficionados, leigos, chatos, bonzinhos e etc. Queria ver esse tanto de mascador de goma que abunda por aqui no lugar dele. O caos seria total!!!
    Menos ódio, intolerância, ignorância, arrogância e tantas “ânsias”.
    Inteligência já!!!!!!!!!!
    PS: Ninguém entendeu (ou fingiu que) a história do punta-taco. Quem tem ao menos 2 neurônios percebeu o que queria ser dito.

  19. Pablo disse:

    Bruno, tbm achei barbada demais….mas fazer oq??! O meu colega eh teimoso pra caramba!
    Mas apostar a volta q o rubinho vai quebrar eh dificil…hehehe. A gente sabe q ele jah entra na corrida com 70% de chance de quebrar!hehehe. Eu acho q vou apostar o motivo da quebra…o cambio! Ai ganho mais 2 geladas!

  20. Capitão Caverna disse:

    PESSOAL! ANTIGAMENTE O F1ONBOARD.COM PUBLICAVA VARIOS VIDEOS ONBOARD DE TODAS AS CORRIDAS, CONHECEM ALGUM SITE QUE TEM ISSO? ACHO QUE LÁ NÃO TEM MAIS….

  21. Sousa disse:

    Errei, pode sim se trocar pneus, porém o carro pode fatalmente ter mais gasolina na volta rápida do que nas baterias anteriores já que o cálculo de consumo pode ser atrapalhado pelo tráfego.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>