emmo lá | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

sexta-feira, 13 de junho de 2008 - 20:42Sem categoria

emmo lá

SÃO PAULO (quem sabe…) – O presidente Lula recebeu Emerson Fittipaldi e uma comitiva da GT3 hoje em Brasília, e prometeu dar uma força para ajudar a recuperar os autódromos brasileiros.

Pergunte se a CBA estava junto…

39 comentários

  1. J. N. Dias disse:

    Também não estou muito confiante acerca do incentivo público ao automobilismo e ao esporte a motor em geral. Tínhamos que copiar os modelos de administração e manutenção de autódromos que estão dando certo lá fora e adaptar para o Brasil.
    A máquina pública em mais com o que se preocupar, o máximo que ela poderia fazer é incentivar a iniciativa privada a dar esse apoio necessário ao esporte a motor.
    E por favor, façam uma faxina na CBA, tirem esse tal de Scaglione e coloquem o Emerson Fittipaldi, porque não se dá a um pedreiro a presidência de uma associação de engenheiros, assim como não se dá a um político a presidência de uma federação de automobilistas!

  2. Carlos Sato disse:

    D U V I D O ! ! ! !

  3. Mauro Santiago disse:

    Precisou um piloto das antigas como o Emerson para tomar a iniciativa. É impressionante a falta de líderes nos mais jovens.

  4. Baygon disse:

    “No caso de Brasília, por exemplo, o mais difícil foi feito, que era construir o autódromo. Agora que está feito temos que manter.”

    Alguém explique ao presidente que o Autódromo de Brasília foi inaugurado em 1974. Já tem 34 anos que está em manutenção…

    Basta fazer uma privatização bem feita que o problema se resolve.

    Um pais que não consegue dar saúde, educação e segurança dignas para sua população não pode se dar ao luxo de aplicar dinheiro em em algo que funciona muito melhor em mãos (e grana) da iniciativa privada.

  5. Marcelo disse:

    O governo deve sim apoiar a reforma e construção de autódromos, mediante subsídios fiscais e planejamento para o setor privado, que deveria assumir o encargo, pois o dinheiro público, tem como prioridade o atendimento das necessidades mais básicas da população, como saúde e educação.
    O problema é que não há incentivos do governo p/ isso e tmb o automobilismo fica em segundo plano em relação ao futebol, que centra as atenções da mídia e do povo, além de dar mais recursos p/ os empresários.
    A F-Renault, que contou com o brilhante kubica por aqui, foi extinta, tmb não há outras categorias como antigamente existia. A mídia global se concentra na Stock, que dificilmente incentivará a introdução de campeonatos de monopostos por aqui e nem revelará ninguém p/ F-1. Pilotos como antigamente ficaram no passado, depois do Bruno Senna não deve aparecer ninguém, aí eu quero ver como a Globo vai vender seu peixe. A sorte da CBA é que existe laboratório farmacêutico p/ remediar sua situação e manter sua apagada imagem na mídia global sem maiores críticas e alarde sobre sua “política” de falta de incentivo.

  6. Renato disse:

    Apesar do esforço diplomático de Emerson e demais pilotos presentes (exceto Piquet que fala muito, mas faz pouco) em conseguir apoio de Lula para a idéia, que certamente virá, o automobilismo brasileiro não vai prá frente sem a iniciativa privada por a mão.
    E ela não quer por a mão.
    Não dá dinheiro, não dá mídia e convenhamos, não tem público.
    Tirando a F1 e a oficialesca global e farmaceutica Stock, todas (TODAS) as corridas são vazias de público.

  7. joao vitor disse:

    grande lula, grande emerson!!

  8. Douglas disse:

    Com muita sorte tivemos pilotos da categoria de Emerson-Piquet-Senna pois ninguém apóia o automobilismo no nosso país. Nem governo e nem empresas. O automobilismo sobrevive aqui é pela paixão do torcedor e nada mais.

  9. Milton Flávio disse:

    O segredo para os autódromos particulares, é construí-los de forma simples e frugal. Nada de projeto de 18 milhões de dólares, com hotel, sauna mista e o escambau… Pistas simples, com box simples, bom asfalto e só. Nos EUA 95% dos autódromos são assim, e, com um pouco de divulgação, se tornam viáveis economicamente somente com as categorias locais, arrancadas, track-days e etc…

  10. disse:

    Agora vem a avalanche de projetos de autódromos, o PAC, programa de aceleração da cba. Vai sair o da velhinha de Taubaté, o da neblina em São Bernardo que anunciaram ano passado, afora o de Guarulhos .
    Vão formar grupos de 3 e mandar ver. E as actegorias de base. Pô, faltou o Ingo na foto, seriam os Brasileiros fora o Nélson que guiaram o Copersucar.

  11. --- disse:

    É, me parece que nosso censor colocou as coisas nos seus devidos lugares.Parabéns.

  12. Celso Silva disse:

    Cade o Piquet? Tem que abraçar a causa tambem Piquet..

  13. Nelson Fernandes disse:

    Prezado Flavio, você poderia me responder uma coisa.
    O que é a CBA, que falta ela faz para o automobilismo brasileiro,se você tivesse dinheiro(verba privada)e quizesse fazer um autodromo e realizar corridas por lá, haveria como???

  14. Eder Coelho disse:

    Tb sou contra o uso de dinheiro público em autódromos, assim como em estádios.

    Por outro lado, sou a favor do governo dar incentivos (seja por subsídios ou apoio técnico da Petrobrás) às montadoras e donos de equipes para criar uma categoria de monoposto (talvez até sul-americana) com objetivo de revelar novos talentos, bem como para fazer propaganda do etanol.

    Resolveria 2 problemas: a falta de uma competição de fórmula para revelar talentos para a F-1 e traria subsídios ao próprio Estado, por propagar o uso do etanol.

  15. Fernando Assis disse:

    Acho louvável e dou os parabéns ao que o Emerson está fazendo…
    Meio tarde mas está…
    E acho que têm interresse dele por trás…
    Duvido que faz por amor ao automobilismo…
    Senão já teria feito a muito tempo atrás…

  16. Bianchini disse:

    Os autódromos brasileiros estão lascados… vão virar plantação de cana… ó vida, ó céus, ó azar!

  17. Ronaldo Reis disse:

    Meus pitacos:

    1 – o Presidente Lula pediu a elaboração de Projeto.
    2 – não sei como funcionam o financiamento dos autódromos particulares nos EUA. Não consigo imaginar algo semelhante no Brasil.
    3 – concordo que o Estado deve priorizar saúde, escolas e os mais pobres. Mas um bom projeto pode atender o automobilismo sim. Infelizmente não conheço bons autódromos privados.
    4 – Mais uma vez, parabéns ao Emmo.

  18. Felipe Morais Camarg disse:

    A CBA estava junto ?

  19. Aliandro Miranda disse:

    Aos chatos de plantão: Lula não veste só bonés de todo mundo. Coloca capacetes também!

    E ainda falando aos chatos: agradeçam ao Emerson pelo seu jeitão diplomático, que há decadas vem abrindo portas para o automobilismo nacional. Se relaciona bem com quase todo mundo.

  20. Rodrigo Mattar disse:

    Prefiro ser cético e acreditar impossível o governo federal ajudar o automobilismo. É mais fácil chover pra cima, afinal de contas, não foram eles que cacifaram mais de 50 milhões de dólares para o projeto Rio-2016?

  21. Roberto Fróes disse:

    Flávio, você deveria ter ido junto, defender os Clássicos de competição…

  22. Milton Flávio disse:

    O que diabos o governo tem a ver com automobilismo ??? Autódromo tem que ser privado, e aberto todas as noites para a garotada poder se divertir com segurança, e manter a estrutura economicamente viáve. Automobilismo amador, sem CBA e outros tumores malignos, e gerando renda e emprego, além de, quem sabe, campeões…

  23. Roberto Fróes disse:

    Emerson Fittipaldi e Nelson Piquet, o pai, tiveram uma sociedade e um contrato com a administração do Autódromo do Rio de Janeiro, onde os dois pretendiam realizar muitas e boas por aqui.
    A associação cavernosa entre a Garotinha, o Garotinho e o Cesar Mala levou tudo pelo esgoto abaixo.

  24. Germano disse:

    CBA??? q isso?

  25. disse:

    É, o Lulalelé mandou bem com a parada do álcool. Segura agora o sacaglione querendo entrar na fita.
    Categoria Top é outra coisa, vai pouca gente e dão capacete de presente.

  26. luiz disse:

    A CBA estava junto?

  27. luis disse:

    piquet nao foi…

    “seu pai fala muito palavrao?”

    “nao so quando ver o lula na tv”

    suashuashusahsuahsauhsausa

  28. João Kohl disse:

    A CBA estava junto?

  29. jose carlos disse:

    sera que o nosso mandatario mor nao sabia da destruicao de jpagua para fazer o que fizeram la
    traz o projeto e sempre o mote
    na realidade eles acham automobilistas um bando de %!@$&@#louca e so elogiam quando se ganha titulos e campeonatos
    apoio never,escolas de base never,patrocinio never,treinamentos e ou importacao de equipamentos never
    o resumo da opera e um contra senso com o aplicado ao autodromo do rio
    jc sete lagoas

  30. Nosso Clapton disse:

    Emmo is GOD!

  31. Tatú disse:

    Impressão minha ou o Lula tá com o capacete entalado na cabeça?

  32. Thiago disse:

    Lá vai o Fittipaldi pleitear dinhieiro para o automobilismo. Esse é o nosso ´´herói´´.

    Não basta fazer o que ele fez com a Indy no Rio. Quer mais. Mais verba pública para futilidades, não bastando as obras do PAN. Aliás, não bastando as futuras obras para os Jogos Olímpicos e Copa do Mundo.

    ´´Emmo´´, bata nas portas das montadoras. Existem várias no país. Esqueça o dinheiro público, pois ele deve ser empregado na construção de escolas, melhoria da saúde, modernização do transporte, entre outros. Faça como nos EUA, lugar em que você viveu por tanto tempo, onde a iniciativa privada se encarrega de abastecer o automobilismo.

    Por favor, Emerson, esqueça a máquina do Estado.

  33. André de Itaiópolis disse:

    Tomara que ele faça sim mas é difícil em um país com uma presidência da CBA como a de hoje conseguir alguma coisa, até porque o presidente da república disse que se trouxessem um projeto e fosse bom, ele ajudaria, e quem poderia fazer esse tal projeto? Não é a CBA?

  34. Hamilton disse:

    O problema agora vai ser conseguir tirar o capacete do presidente!!!

  35. Ricardo - OR disse:

    Tinha alguem da CBA la?
    Se nao tinha, deveria estar? ou e melhor assim?
    Mais com certeza na hora que comecar a sair o dinheiro, se e que vai sair alguma coisa, ai a CBA encontra uma maneira de tomar a frente.
    Ricardo

  36. Donni disse:

    Se não tiver um Emerson Fittipaldi no meio dessa comitiva o Presidente nem da atenção! O duro é acreditar quando político promete algo aqui no País!

  37. André Buriti disse:

    Acho muito bonito isso tudo, mas acho também muito difícil o presidente conciliar os interesses do autombilismo com os interesses dos sócios do Ministro dos Esportes, leia-se os picaretas do COB que receberam um belo cheque de 80 milhões de reais para farrear na promoção de uma candidatura furada e impossível.
    Ali tá todo mundo se rindo, mas na hora do “vamos ver” e pedir as coisas vamos ver se são tão solícitos.
    Estou muito incrédulo com tudo isso, depois desses anos todos assistindo a incompetência dos responsáveis do esporte e dos administradores dos equipamentos públicos não consigo ver nestas pessoas a “boa vontade” que elas parecem demonstrar.
    Gostaria de estar errado, mas até o momento, infelizmente, estou acertando.

  38. Saloma disse:

    Olha aí uma atitude empreendedora da rapaziada…”Que esperar não é saber Quem sabe faz a hora Não espera acontecer”…ficar acomodado com a situação das pistas brasileiras é não saber ou ignorar a patifaria que rola na terrinha. E esses caras sabem o que fazer, o caminho das pedras. É para quem gosta e ama o automobilísmo…é isso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>