UM CRIME, MAS… | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

domingo, 29 de junho de 2008 - 20:41DKW & cia.

UM CRIME, MAS…

SÃO PAULO (não houve tempo) – É que o Fissore ficou só quatro anos em produção, e projetos de conversíveis sempre foram muito caros e de retorno duvidoso. Mas essa foto mostra, ao menos, o que poderia ter sido esse carro sem capota. Não é que ficaria lindo?

29 comentários

  1. Henio disse:

    Aliás, vc ja viu a foto que está rolando na net de um Belcar azul abandonado em um terreno baldio?

  2. Henio disse:

    Abre o jogo e liberar pra gente o local onde este belissimo exemplar da industria automobilística brasileira descansa

  3. marcelo davila ganserrolsses kulerwr disse:

    pelo amor de DEUS fale para mim onde está este cornofissore para eu mandar por fogo nele, OH CARRO FEIO!!!
    UAHUAHAUHAUHAUHAUAH

  4. rogerio disse:

    Tenho um fissore , e gostareia de saber onde se encontra ou fone do lu gar preciso de umas peças , ocarro e´uma reliquia que nao volta mais , um abraço .

  5. Alexandre disse:

    O Fissore da foto até mereceria uma restauração. O estilo é mesmo interessante.

    Flávio, onde estaria esse carro? Digo, em que ferro velho?

  6. Cesar Costa disse:

    Caíque:
    Olha aí uma boa idéia para o seu…

  7. Alvaro disse:

    a 1 quadra da minha casa tem um terreno baldio com 2 fissore jogados, apodrecendo, vou ver se consigo tirar uma foto e mandar, da uma dor no coração mesmo

  8. Antonio Jose disse:

    É uma pena ver um Fissore assim. Ele foi um dos melhores projetos que tivemos aqui. Design avançado, painel fantástico, o carro era muito bonito além de ser confortável. E tudo isso num compacto com mecânica simples e econômica. Eu diria que automoveis com essa concepção e dessa categoria fazem muita falta em nosso mercado. Eles seriam sob medida para milhões de bolsos Brasileiros.

  9. Roberto Fróes disse:

    O Roder perguntou se o motor do Fissore era o mesmo dos outros DKW.
    Era basicamente o mesmo, com alterações nas janelas de admissão e transferência – o que equivale a outro comando de válvulas, nos motores 4 tempos – ligeiro aumento da taxa de compressão e, nas ultimas séries, uma alteração na câmara de combustão. A potência, segundo a fábrica, crescia de 50 para 60 hp.
    Muita gente dizia que isso tudo era mentira: os motores seriam todos iguais, testados em dinamômetro, e os que rendessem mais eram chamados de “S” (de special) e instalados nos Fissore – bem mais pesados que os Belcar e Vemaguet – e “declarados” com 60 hp.

  10. fe disse:

    Marcelo

    no meu computador o link que aparece ainda é pro blig, também…

  11. Rogério Magalhães disse:

    Até as galinhas ali do lado concordam contigo… até elas foram verificar de perto…

    Realmente os Fissore que já vi são muito bonitos mesmo…

  12. ferreirovitch disse:

    Na minha mocidade, digo o período entre 18 e 22 anos, meus sonhos automobilísticos eram o Fissore, a berlineta Interlagos.Como não tinha bala para tanto, na época, me contentei com um possante Renault l.093 vermelho.
    Meu vizinho de prédio lá em Copacabana tinha um Fissore azul profundo, volante Fittipaldi, pneus Pirelli Cinturato (o máximo naqueles tempos), buzina Fiamm, bancos vermelhos, etc..
    Resumindo belo carro.

  13. TULYO CRUZ disse:

    E uma pena ver parte da historia automobilistica se perder em ferrugem desta maneira. Mas fazer o que…..

  14. Marcao Fioretti disse:

    Demorô… Flavião… vai lá e leva ele pra sua casa….. junto dos irmãos!!!!!

  15. vou avisar de novo, flávio. ultima vez, ein. hehe

    o link pro teu blog, lá no menu do grande prêmio, tá errado. ainda consta o antigo. arruma lá, po.

    abraço!

    REPOSTA DO FG

    No meu computador está indo para o lugar certo. Dá uma limpada na sua memória cache (é assim que se chama?).

  16. André Buriti disse:

    O que resta é tirar as peças aproveitáveis do carro, como o pára-brisa, tampas e portas, é uma tristeza ver um carro desses acabar assim.

  17. Bruno Bastos disse:

    Flavio Gomes:
    Vc pode dar uma dica sobre o local desta “batcaverna”??
    Abraços

  18. Renan Nery disse:

    Dá vontade de comprar e restaurá-lo, sonho em fazer isto com um Belcar, de preferência que já esteja com o teto danificado, tenho o projeto em mente, seria um carro domingueiro, diurno e veraneiro, pois não teria capota alguma, apenas muito charme.

  19. Roberto Fróes disse:

    Eu recuperaria um carro desses. O Doctor Helius também…

  20. pedro arnaldo disse:

    Gostaria de entrar em contato com o proprietário, responsável ou carcereiro……..caro FG, vc poderia repassar mais detalhes do local, da foto…ou qualquer coisa que possa viabilizar mais informações sobre esta ” natureza quase morta ‘ ?

  21. Fábio Aguilera disse:

    Dias atrás fui para o sul de MG e me deparei com um Fissore preto, “inteiro”, mas parado numa garagem de terra. Tava bem sujinho, mas tá alinhado. Um senhor que passava e me viu tirando umas fotos do carro disse que o motor funciona. Tá com placa amarela ainda!

  22. Romeu disse:

    O DKW Fissore é lindo de qualquer jeito.
    Um design bem nascido, que não se desatualizou.
    Hoje não existe nenhum carro que proporcione a visibilidade que o Fissore apresentava.

  23. André Amaral disse:

    Flavio,

    Vai lá e compra ele para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>