MEDALHA, MEDALHA, MEDALHA | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

sábado, 9 de agosto de 2008 - 10:55Pequim 2008

MEDALHA, MEDALHA, MEDALHA

PEQUIM (nem tudo que reluz) – Uma das coisas boas desses megaeventos é que a gente ganha uma porção de livros que jamais compraria — eu, pelo menos. Um desses é um baita guia com a história dos Jogos Olímpicos em números, medalha por medalha, que faria a alegria do Mutley.

O compêndio é ótimo. Traz Olimpíada por Olimpíada, esporte por esporte, prova por prova, destaca atletas recordistas, é daqueles que transformam qualquer um em especialista.

E muitas curiosidades, também. Exemplo: 139 países, até hoje, ganharam medalhas nos Jogos. Alguns não existem mais, como a Alemanha Oriental, que até hoje é a oitava colocada no ranking com 153 de ouro, 129 de prata e 127 de bronze. Na disputa particular com outra nação extinta, a Alemanha Ocidental, a do Leste dá um banho. A Alemanha rica ganhou 56 de ouro, 67 de prata e 81 de bronze.

Os EUA lideram em tudo. Têm, no total, 2.177 medalhas — 891 de ouro, 687 de prata e 599 de bronze. A União Soviética é a segunda colocada com 1.017 no total. Grã-Bretanha (660), França (593) e Itália (495) completam o “top five”.

O Brasil aparece em 38º no ranking, com 17 ouros, 21 pratas e 38 bronzes, 76 no total. É engraçado que em algumas edições antigas, alguns países se inscreviam em duplas em certas modalidades. Austrália e Nova Zelândia, por exemplo, ou Grã-Bretanha e EUA. Os britânicos, aliás, foram mestres nisso. Fizeram duplas, igualmente, com Austrália, Alemanha, Boêmia (suponho que seja o que é hoje a República Checa), e teve também EUA-França, Suécia-Dinamarca, México-Espanha, uma zona federal.

No placar geral dos países vencedores de Olimpíadas, os EUA têm grande vantagem. Ficaram em primeiro lugar nos Jogos de Atenas/1896, Saint Louis/1904, Estocolmo/1912, Antuérpia/1920, Paris/1924, Amsterdã/1928, Los Angeles/1932, Londres/1948, Helsinque/1952, Tóquio/1964, México/1968, Los Angeles/1984, Atlanta/1996, Sydney/2000 e Atenas/2004.

A extinta União Soviética foi campeã em Melbourne/1956, Roma/1960, Munique/1972, Montreal/1976, Moscou/1980 e Seul/1988. Em Barcelona/1992, como a URSS tinha sido dissolvida e não deu tempo de formar delegações à parte para cada república, o ex-país disputou os Jogos como Comunidade dos Estados Independentes, e também ganhou.

França (Paris/1900), Grã-Bretanha (Londres/1908) e Alemanha (Berlim/1936) foram as outras nações vencedoras.

Entre os homens, o fundista finlandês Paavo Nurmi (1897-1973) é o atleta mais bem-sucedido da história. Ganhou nove medalhas de ouro e três de prata. Mark Spitz (natação) e Carl Lewis (atletismo) também ganharam nove ouros, mas no ranking geral perdem para Nurmi porque têm menos medalhas no total. Todos eles devem ser superados neste ano por Michael Phelps, que já tem seis ouros e pode chegar a 14 se vencer todas as provas que pretende ganhar nas piscinas de Pequim. Quatro ele leva, fácil. Com 15 no total (sete de ouro, cinco de prata e três de bronze nos Jogos de 1972, 1976 e 1980), o ginasta soviético Nikolai Andrianov é o maior colecionador de medalhas de todos os tempos.

Entre as mulheres, também é soviética a maior medalhista de todas: a ginasta Larissa Latynina, com 18 no total (nove de ouro, cinco de prata, quatro de bronze). Larissa, pelos números, é o maior nome de Olimpíadas em todos os tempos. Um fenômeno.

É isso aí. Podem perguntar que eu respondo. Virei especialista.

47 comentários

  1. amanda disse:

    Oi…
    Estou procurando algum colecionador da segunda guerra mundial.
    tenho uma medalha alema manchada de sangue de um ex-combatente de Hitler.
    contato: amandinha_bstj@hotmail.com

  2. izabela disse:

    Flavio nao achei a resposta que queria….
    quero saber quem nessa olimpiada ganho mais medalha na corrida e se foi medalha de ouro, bronze ou prata.

    abraços

  3. Fábio de Castro disse:

    Ótima matéria! Gostei das curiosidades.
    Só não consigo entender o fascínio de alguns brasileiros por Cuba. Qual a importância de se colocar as medalhas deste país? A matéria foi ilustrativa e com curiosidades e não ideológica…
    Se Cuba fosse bom ninguém tentava fugir de lá em carros e banheiras improvisadas, no meio de tubarões e mar bravio. Só para chegar a um lugar decente. Tampouco fugiria da Vila Olímpica e pediria asilo político.
    Aliás, para quem acha que Cuba é uma maravilha, faço a seguinte sugestão: mude para lá. Mas vá viver como os cubanos, ok?
    Desculpe o desabafo Flávio.
    Parabéns.
    Abraços.

  4. Fabricio disse:

    Mais uma coisa; lí na Superinteressante número 215 julho de 2005 (uma revistinha chulé que não compro mais nem sob ameaça terrorista) a mesma coisa…que as olimpiadas de Berlim foram um “Fracasso” que a Alemanha foi humilhada” pelo negro Jesse Owens…..queria que o Brasil fosse humilhado assim……com 33 ouros….pelo amor de qualquer Deus…..parem de hipocrisia e mentiras por favor….já não tá colando mais, o povo ta esperto pô.

  5. Fábio disse:

    verdade….estava assistindo natação na BAND e um imbecil de um comentarista disse que essas olimpiadas serão lembradas pelo Phelps….OK….concordo, mas vejam a pérola do infeliz: ASSIM COMO EM 36 AS OLIMPIADAS SÃO LEMBRADAS PELO NEGRO QUE DESAFIOU HITLER……..sem comentários…….acham que o Brasil inteiro é burro!!!!

  6. Ivan Sales disse:

    O mundo da imprensa e propaganda é assim:
    O fato é… A Alemannha venceu a Olimpiada de Berlin de 1936 com 33 ouros, 26 pratas e trinta bronzes. Total 89 medalhas.

    Em segundo lugar, os Estados Unidos com 24ouros, 20 pratas e 12 bronzes. Total 56 medalhas.

    A notícia foi… A Alemanha foi humilhada porque Jesse Owens ganhou 4 medalhas de ouro nos 100m, 200m, salto em distância e revezamento 4x100m.

    Mais alguns fatos: Os Estados Unidos segregavam os negros na época. O Brasil também (Pixinguinha escreveu a música “Lamento” porque o porteiro de um clube o impediu de entrar pela porta da frente de um clube. Ele era negro). A África do Sul segregava negros e mestiços até nos dias de hoje. Os exemplos não faltam.

    Certamente a forma de noticiar ou documentar fatos, sofre tendências, completamente, suspeitas. E as versões variam de acordo com interesses, cultura, religião, raça, sexo, posição social e qualquer fator que molde a concepção ética das pessoas.

  7. Naíla disse:

    Sem dúvida; os Alemães foram os campeões das Olimpiadas de 1936…….quanto ao negro que venceu a corrida nada tem a ver com racismo, mera invenção da mídia pós guerra. abraço a todos.

  8. Valdeir disse:

    Sem sombra de dúvida, em 1936 todos dizem que Hitler foi “Humilhado” que a Alemanha foi Humilhada………..que um negro venceu as corridas e blá blá blá……….ok um negro venceu uma corrida de 100m ou sei-la o que (legal…e daí? os negros então q são superiores?? nada a ver), mas a Alemanha saiu vitoriosa, ficou em primeiro lugar no quadro de medalhas, aliás, superou os EUA e o resto do mundo………..nada a ver esse papo furado de que Hitler não apertou a mão do negro que venceu a corrida (ele teve que sair antes por motivos pendentes) não quero vangloriar a vitória da alemanha nazista nas olimpiadas de 1936, mas a mentira que a Alemanha foi “derrotada” e “humilhada” em 1936 tem que cair por terra,,,,,,essa é a verdade, a ALEMANHA NAZISTA FOI CAMPEÃ ABSOLUTA NAS OLIMPIADAS DE 1936, e doa a quem doer………..é a história, é a verdade, é a vida…..quanto ao negro vencedor PARABÉNS A ELE E A TODOS OS NEGROS E SUA LINDA CULTURA, nada o que escrevi aqui tem algo a ver com racismo ou superioridade qualquer que seja a idéia, tem a ver apenas com a VERDADE!!! mesma coisa eu dizer que michael phelps humilhou a China e a China sair vitoriosa nas olimpiadas…………..dizer q a china foi humilhada…..sendo que (talvez) saira campeã……………pessoal, vamos deixar de hipocrisia, quer queiram, quer não queiram, a Alemanha de 1936 foi campeã ABSOLUTA nos jogos Olimpicos………..doeu?????

  9. Tambem acho uma injustiça que alemanha oriental tenha uma contagem diferente.Se eles eram uma só nação separaram por algum tempo e depois voltaram a ser um só, deveriam somar as medalhas. Alemanha sempre foi Alemanha. Oriental ou Ocidental sempre foram uma nação. Apenas foi separada por um muro por algum tempo. O mesmo muro que ainda está separando a contagem das medalhas.

  10. bruno allen disse:

    gostei muito desse resumo isso faz que a Alemanha fique bem conhecida e ganhe nessas olímpiadas e é muito interessante

  11. Jéssica disse:

    Oi, queria saber quais países NUNCA participaram dos Jogos Olímpicos e quais as lutas muçulmanas que estao nas Olimpiadas. Se possível, me responda o mais breve possível e também se possível pro meu e-mail porque nao sei se encontrarei esse site novamente. Encontrei por sorte.

    Beijos

  12. Jean disse:

    Já que agora você tem o compêndio, e eu sou fã de relógios, principalmente os cronógrafos e cronômetros, poderia listar qual marca foi oficialmente responsável pela cronometragem de cada edição dos jogos? Essa de Pequim é da OMEGA. E as anteirores?

  13. Tuta disse:

    RG, telefone e endereço de cada medalhista faz favor…
    País do marketingue, os EUSA sabem desde sempre que têm que fazer sua gente competitiva, e no orçamento de um governo, um incentivo forte no esporte seria um mijinho. Pena que não se tem essa consciência – e lucro, afinal, estes atletas falam bem do país até para seu próprio povo – no Brasil.

  14. Lucas disse:

    É óbvio q a Alemanha tem 613 medalhas…….e está em quarto lugar, sem contar que em 1936 a Alemanha Nazista foi campeã absoluta nas Olimpiadas superando os EUA e afins…….essa é a verdade doa a quem doer!!!!

  15. Grünwald disse:

    Sensacional… adoro estatísticas e curiosidades. Esse livro deve ser mesmo uma mina de ouro para quem trabalha com Jogos Olímpicos. Vejo que estás se divertindo em Pequim, hein?

  16. Vecchio disse:

    Estou indignado!!! Você retirou o #96 do cabeçalho do blog.

  17. Flávio.Carl Lewis, Mark Sptiz e Larissa Latynina também ganharam nove medalhas de ouro. Assim, o Paavo, que tb ganhou nove, é uma das quatro lendas que ganharam esse número absurdo de medalhas douradas. Agora, como o Phelps vai passar disso jajá, vai se tornar o maior atleta da história dos 112 anos de Jogos Olímpicos. Valeu e parabéns pelo Blog.

  18. Rodrigo Moraes disse:

    Flavio, então, uma pergunta: esses países expoentes nos esportes têm Educação Física nas escolas e Universidades ou é cada um por si, como aqui no Brasil, onde só há apoio para os atletas de ponta, depois que eles se destacam por conta própria?

  19. Bruna disse:

    Olá Flávio,

    Tenho a impressão que no final das Olimpiadas talvez tenhamos algumas surpresas, você não acha? está pintando a mesmice de sempre, EUA na cabeça e tals, mas meu feeling me diz que no final talvez a gente se surpreenda com uns e outros que até agora não tinham se destacado.

    Será que o Brasil supera o número de medalhas de ouro das últimas Olimpiadas? Tomara!!

    Beijos

  20. O Spitz não tem 9 de ouro, também? Acho que ele ganhou dois revezamentos no México-68.

  21. Simone Valls disse:

    Parabéns! Estou adorando ler suas reportagens. A hegemônia dos Eua ja era esprada né Flávio?! Será que a China consegue o segundo lugar?
    Beijo grande

  22. gustavo giroti disse:

    vc também não acha que essas medalhas deveriam ser redistribuídas pela orgiem do atleta que a conquistou…

    senão fica um balaio de gatos

  23. Marcelo disse:

    FLavio,tem mais dois atletas que tem 9 de ouro além do finlandês Paavo e da ginasta Larissa(aliás não seria ela a maior colecionadora de medalhas ao invés do Nikolai).Checa se não é o Carl Lewis eo MArk Spitz(infelizmente dois americanos).E viva a CCCP ou melhor a LAda.

  24. Fabio N disse:

    Especialista mesmo?

    Então lá vai.

    Quem é o mais novo a ganhar uma medalha? E o mais velho?
    Alguém já ganhou medalhas por países diferentes? E modalidades diferentes?
    Quem ganhou medalhas em mais diferentes Olimpíadas?
    Alguém já se recusou a subir ao pódio e a receber a medalha?
    Quais são as maiores hegemonias? Ou seja, número de Olimpiadas seguidas vencidas(país)?
    Quem teve medalhas retiradas por motivos inusitados(claro que doping não conta)?

  25. Andre Veloso disse:

    Qual o menor pais a ganhar uma medalha de ouro? ( so para tonar as coisa mais dificeis).Ah, e o nome do livro, qual e?

  26. Evandro disse:

    Estranho……..então depois da queda do muro de Berlim a Alemanha se unifica novamente; então pela razão a Alemanha tem 613 medalhas……..pq se for pra dividir entre Alemanha oriental e Ocidental teria que dividir da antiga URSS também……ora se pensarmos direito (sem desmembrar a URSS) tbém ñ podemos contar a Alemanha em separado………se for assim a contagem de medalhas da Alemanha começou de novo????? mas começou por qual principio? oriental ou ocidental???? que palhaçada essa classificação, por ela a Alemanha estaria em quarto lugar……não???!!!!

  27. Camacho Real disse:

    Por favor, FG, vc podia me dizer, ai, se vc somasse as medalhas das duas alemanhas no geral e em cada olimpiada, teriam, juntas vencido EUA ou URSS em alguma olimpiada?

  28. Carmem disse:

    Caramba!!! Eu quero um catálogo desses..
    E já que permite os questionamentos de leigos como eu, além do ranking, o que o livro fala mais sobre “curiosidades” de brasileiros, como por exemplo, o recorde de cestas e de participações do Oscar no basquete????
    Abração!!!!

  29. Roberto Fróes disse:

    Não entendi como funciona, ou funcionava, esse negócio das duplas de países.

  30. disse:

    Então corrige a lápis ai, depois vc. passa a limpo.
    Tira uma de ouro da Estônia, uma de prata da Geórgia, se é que vai sobrar algo lá, pois o pau tá comendo.
    E coloca uma de Ouro a mais para o João do Pulo.
    FG, Luis Pereira Bueno perguntou do seu DKW, pois não havia nenhum hoje.
    O Méca Chefe estava espumando no babador, pois perdeu a corrida na última volta, rodada básica.
    O Maluco do Belair me deu de presente via Emirados o HD 250, cancela o meu e compra que vale a pena.
    Pela segunda vez levei a Camiseta para presentear o Sr. Carpinelli mas, não estava presente!
    Aliás, no site da FEDERAÇÃO PAULISTA de AUTOMOBILISMO, existe uma mensagem do presidente intitulada;
    Os Amigos que nos deixaram.
    http://www.faspnet.com.br/noticia_exibe.php?noticia_id=3028
    FG, acho que o Professor deveria descer do “barranco”.
    Sr. Rubens Carpinelli, e Sr. “Interlagos Motor Clube”.
    Sabem porque vcs. nunca vão encontrar o Jorge Lettry?
    O Jorge esta no céu.
    FG, a maior do dia foi o coro. Com direito à foto do RR.
    ACORDA BANDEIRINHA.

  31. Mauro disse:

    Ok. Então lista pra gente os medalhistas de ouro do Brasil.

  32. Ayrton Piquet disse:

    Grande Flavio! Cara, q livro é esse? Achei o máximo! Dá a dica ai pra gente!

  33. Claudio Arantes disse:

    muito bom

  34. Wagner Scaglione disse:

    As medalhas da Alemanha Oriental se deve muito a industria do DOPING, teve uma edição dos jogos em que 100% dos atletas estavam dopados.

    Tanto que hoje varias atletas da antiga Alemanha Oriental estão com aparencia de homem, uma fez até cirugia e trocou de sexo.

  35. geraldo nunes disse:

    P.S. : Kamarada Gomes, por favor, mude a foto ao lado. Óculos escuros, de mal-humor, e um poste (ou uma árvore?) brotando por trás da cabeça, está mais para Galvão Bueno, pô!!!

  36. geraldo nunes disse:

    OK, então, Kamarada: quem foi o primeiro medalhista dos Jogos Olímpicos, lá em Atenas???

  37. Marina disse:

    Ah, eu quero esse livro!

    Quantas medalhas tem Espanha?

  38. André Luiz disse:

    Apesar de eu simpatizar com o leste europeu , não podemos nos esquecer que muitas das medalhas de ouro conseguidas pela Alemanha Oriental só vieram pela extensiva prática de doping dos atletas deste extinto país , prática aliás que era uma espécie de “política de estado” na DDR . Muitos dos que foram dopados até hoje sofrem com as seqüelas desta prática , é até um assunto bem interessante de pesquisar .

  39. Ricardo Botto disse:

    Também com aquele(a)s atletas turbinados de anabolizantes o resultado só podia ser este. Não que os outros não tomassem mas o caso das nadadoras alemãs é indecente.Gomes quem participou mais vezes e a modalidade?

  40. vivi disse:

    eh, mas o caso de doping em massa da alemanha oriental tiraria um número bom dessas medalhas não? vi um documentário sobre isso uns dias atrás e fiquei em choque.

    eu adoro esses números. Não tem quantas medalhas o brasil tem na sua história não???

  41. odair disse:

    Se os exames que prevêm a punição aos atletas que usam drogas para melhorar desempenho nas competições fossem justos os estados unidos teriam bem menos medalhas.

  42. Squa disse:

    One question: cadê as pernocas?

  43. leoengelmann disse:

    …mas em algumas edições houveram boicotes, como em 1980, em Moscou*, quando do boicote dos Estados Unidos.

    Se eu não me engane, em 1984, Los Angeles, a CCCP boicotou.

    Nas Olimpíadas que estão em curso, Brunei teve problemas ao inscrever a sua delegação de 2 atletas e não participou. A inscrição deles não foram enviadas ao COI. Como disse minha esposa, “o rapaz do fax não passou”.

    * nada a ver: me lembro de uma coleção de livros infantis da Abril que trazia o nome da capital russa grafada erroneamente: Mosocu.

  44. Fabio Jorge disse:

    Se não me engano o Phelps ainda tem mais duas de bronze, ou seja poderá ter 16 no total, sendo o maior do maior né ?

  45. brasil no futebol masculino vai ganhar ouro.
    femenino tbm.
    esse ano brasil vai ganhar bastante ouro.

    http://sobreofutebolcarioca.blogspot.com/

  46. Embora sejam dados relativamente frios, é interessante ver a evolução do quadro de medalhas durante os tempos. Quanto a disputa entre as Alemanhas, a Oriental foi muito favorecida por uso sistemático de dopping, que na época não tinha uma fiscalização tão rígida

  47. Lucas Rafael Chianello disse:

    Gomes

    Faltou dizer a colocação de Cuba. Estou no aguardo. De você, essa informação não poderia faltar.

    Abraços,

    Lucas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>