O MISTÉRIO DA VARA | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

terça-feira, 19 de agosto de 2008 - 6:50Pequim 2008

O MISTÉRIO DA VARA

PEQUIM (continuo na mesma) – Desleixo dos organizadores ou erro do staff técnico da Fabiana Murer? O grande drama brasileiro destes Jogos, meio bizarro, até, segue sendo um mistério. Afinal de contas, quem deveria tomar conta da vara?

O que se sabe até agora é que a vara que ela usaria para os saltos de 4,55 m e 4,65 m não estava no Ninho na hora em que deveria estar. Foi levada de volta a um depósito da Vila Olímpica junto com as varas das atletas que não passaram à final.

Quem deveria checar se ela estava lá, no local da competição, no dia seguinte? Não sei. O técnico Elson de Souza disse, na entrevista que ouvi na ESPN Brasil, que era obrigação “dos organizadores”. Outras varas foram levadas para o estádio no dia da final. Todas as outras atletas tinham suas varas no lugar, menos Fabiana. Não estou insinuando nada, nem tentando achar um culpado. Apenas acho que a situação foi mal conduzida na pista. Aqueles momentos em que Fabiana ficou procurando a vara, agoniada, acabaram com qualquer possibilidade de se concentrar para a prova.

Como os técnicos ficam nas arquibancadas, a distância, é difícil também procurar ajuda externa. As atletas ficam sozinhas na arena, aos leões, e Fabiana se desesperou, o que é mais que compreensível. Tentou até parar a prova postando-se à frente da competidora chinesa, me lembrando aquele estudante na Praça da Paz Celestial que em junho de 1989 enfrentou uma coluna de tanques armado apenas com uma sacola e o peito aberto, numa das imagens mais fortes do século 20 (curioso que tentei procurar no YouTube algum vídeo para colocar aqui, mas ao usar certas palavras-chave, esquece, não abre picas; mas é fácil encontrar “youtubando” aí no Brasil).

Fabiana não parou a prova, assim como o estudante não impediu o massacre que o governo chinês não gosta que seja lembrado. Mas dizem que o rapaz ainda está vivo, ninguém sabe seu paradeiro, e Fabiana segue vivíssima, com uma carreira inteira pela frente.

Agora, que a história da vara é misteriosa, isso é.

22 comentários

  1. Marcio S disse:

    O Amaral Foi perfeito!!!! Nada a acrescentar.

    Salvou esta lista do punhado de ignorância e falta de inteligência que vários “especialistas” estavam exibindo nos demais comentários…

  2. Karen-SP disse:

    1) João de Pulo – Moscou/1980: acho quer os russos anotaram o salto errado, ou seja, saltou demais e marcaram de menos…corrijam-se se estiver errada…é que eu era muito piquinininha…

  3. Marcelo Mig disse:

    No ciclismo, cada ciclista tem sua bicicleta ajustada milimetricamente para as suas dimensões e características. A que fica boa para um ciclista não ficará para outro. No iatismo, as regulagens também fazem toda a diferença de desempenho e são individuais para cada velejador. E assim em todos os esportes de precisão. Portanto, certamente a vara que faltava a ela não poderia ser reposta com as mesmas características por nenhuma outra.

  4. Rodolpho disse:

    A Ferrari não erra nos boxes cuidando de 2 carros, imagina a chinezada cuidandodaquela centena de varões, devem ter acontecido dezenas de outras situações com atletas de outros paíse e não ficamos sabendo, agora dizer que um certo ginasta levou a vara da Fabiana é muita sacanagem, essa turma , da ginastica, é uma das poucas de quem podemos nos orgulhar.
    No futebol faltou o chinez das varas, não tava la, elas não sumiram, levamos 3, o Galvão esteve ótimo, pela voz deu para ver a cara anadegada.

  5. Paulo Barros disse:

    Assunto muito específico este prá mim. Não atrvo-me a meter o bedelho, mas quem falou tudo aí foi o Amaral. Concordo plenamente com tudo, em especial o último parágrafo.
    Grande Amaral! Esse enxerga.

  6. Acarloz disse:

    Não entendo lhufas de salto com essa p….a de vara, mas se sumiu a vara para saltar 4,55 e 4,65 não dava prá usar a vara dos 4,75 ? ?
    Que troço doido sô.!

  7. Adriano Silva disse:

    Acho que já ficou claro (pelas notícias e entrevistas por aí) que as varas são realmente bastantes específicas. Não é questão de usar “qualquer uma”. E foi comentado na TV (e não foi o Galvão) que em Pequim criaram um sistema diferente de controle dos materiais dos atletas, que normalmente não ficariam todos no mesmo tubo, como foi feito. A própria Fabiana falou disso também. Não acho que foi conspiração, foi fatalidade e desorganização mesmo. Também não creio que foi culpa da atleta, como a (des)organização comunicou. E insinuar que a própria atleta usou desse recurso para sair de fininho… sem comentários. Ah, e aquela declaração da russa de que “se pedisse, eu teria emprestado a minha vara…” foi só pra sair bem na foto, mesmo. Mas pelo menos foi gentil.

  8. Paulo Franco disse:

    Bom dia/noite a todos!
    Uma vez, eu li que o grande Sergei Bubka tinha uma parceria com uma Universidade e uma empresa de polímeros, fibras diversas, (não me lembro bem qual era o material) para desenvolver e fabricar varas especiais, personalizadas para o seu biotípo.
    A reportagem dizia que o equipamento usado por Bubka, chegava a ter fibras dispostas de tal maneira que favoreciam a flexibilidade e impulsão.
    E que era justamente isso que o fazia quebrar recordes, em cima de recordes.
    Se for verdade de fato, varas adequadas a cada atleta, isso explicaria a importância da vara X para a altura Y e o nervosismo de Fabiana. Talvez a vara usada por outra atleta não servisse para Fabiana.
    Quanto ao desaparecimento, pela TV Fabiana disse que a organização levou a suas varas para um tal “carrinho” e deu até um recibo de dez varas.
    Então, acho que não houve desleixo da parte técnica brasileira.
    Eles acreditaram na seriedade dos chineses.
    Mas quando eu corria, sempre que a moto dormia nos boxes, a primeira coisa que eu fazia no dia seguinte era checar as regulagens de suspensão, pressão dos pneus, parafusos das pinças de freio, etc… porque…. sabe cumé, nos boxes tá cheio de esperto, né?
    Será que nas Olimpíadas tambem?
    Talvez a equipe olimpica devesse ter um treininho “de boxes”…
    Paulo Franco
    P.S: Li aqui que o João do Pulo foi sacaneado em Moscou.
    O que aconteceu ele em 1980?

  9. Eninho disse:

    No dia do acontecido, alguem se lembrou de procurar essa vara na Vila Olimpica, no quarto de determinado ginasta por exemplo?
    Como pode sumir uma vara daquele tamanho?
    “Confundio”: A arrogancia de uns é aliada ao desleixo de outros, portanto….

  10. Amaral disse:

    As varas são feitas sob medida, têm a flexão precisamente dimensionada para o porte da atleta e para a altura do salto. Por isso são dez, e por isso não havia como pegar uma emprestada de outra atleta.
    Não era como no caso dos barcos, que são praticamente idênticos por regulamento – é exatamente o contrário no salto com vara.

    A melhor atitude a tomar naquele instante, me parece foi a que a atleta e o técnico tiveram: não fazer o passo da altura da vara que faltava, e partir para o passo seguinte que tivesse que ela tivesse o equipamentoi adequado.
    Aí faltou tranquilidade para Fabiana, mas também teria de ser uma pessoa com uma capacidade de excepcional frieza de temperamento (muitíssimo raro entre brasileiros) para realizar o salto seguinte com sucesso, apagando em instantes a perturbação por que passava.

    Ela é uma atleta com característica de muita técnica para compensar uma menor força física que a média das atletas na modalidade, e o incidente arrasou a possibilidade dela executar toda a sequência do salto, que é das coisas mais complexas e das que mais exigem coordenação motora dentre os esportes olímpicos.
    Vai servir como grande experiência em lidar com imprevistos em competições futuras, é o que resta a fazer, tirar lição de uma derrota desastrosa.

    Mas quem disse que isso importa para nós aqui, com a bunda fofa no sofá, não é mesmo?
    Nós aqui nos importando com o outro desastre, do time de futebol de alienados milionários imberbes e raivosos que não têm, nem nunca vão ter, a menor idéia do que representa uma medalha olímpica, seja qual for, pois se acham a nata de seu esporte no planeta, pensam que só a de ouro vale a pena, mas nem sabem se preparar para uma Olimpíada – como pode um atleta ir competir nesse evento com problema de excesso de peso, gordura na barriga?

    E o distinto público nacional se achando no direito de azucrinar a atleta genuinamente olímpica que sofreu um revés inacreditável, afinal, oh, somos brasileiros, só queremos saber de sermos campeões.

    Gomes, com referência ao seu post acima sobre o futebol masculino, “o pentacampeão”, venho aqui xingar de fdp não é o técnico, nem mesmo esses jogadores imbecis de primeira classe, venho xingar é esse público cabeça de bagre incapaz de compreender qualquer esporte que não tenha bola no meio.

    grande abraço
    seu trabalho aí continua cada vez melhor, esteja certo disso.

    Amaral

  11. Paulo disse:

    A respeito do episódio da Praça da Paz (?) Celestial, tanto o estudante quanto o militar foram executados.

  12. Magno Amorim disse:

    Amigos, sei não…
    Sou um competidor em algum esporte e sempre, sempre sempre sempre sempre, fui ensinado que cabe ao competidor que use qualquer outro instrumento além do seu corpo a responsabilidade sobre o seu equipamento, esteja ele competindo onde estiver, aqui ou na China. Que história é essa de vara sumir na hora do salto??
    Pô, mas só na hora do salto?? Cadê o técnico que anda junto?? Cadê a responsabilidade do atleta com o seu equipamento??
    Caras, não consigo ver outro culpado para esse “mistério” do que a própria atleta e o seu técnico, sinto muito.
    Pôxa, sumiu logo a vara especial, que era “igual” as outras, mas era especial!!!
    Mil perdões a quem estiver me lendo, mil desculpas aos ofendidos, mas para mim, a culpa disso tudo é da atleta e do técnico, que não se preocuparam com um fundamento básico do esporte, de qualquer esporte, a responsabilidade.
    O equipamento é seu, você tem o dever de zelar por ele, de chegar cedo ao local de competição e vistoriar tudo, verificar tudo e declarar que tudo está em ordem ou não. Isso é para qualquer esporte!!
    Faltou sorte, porque erraram logo com a vara da moça Brasileira, mas principalmente faltou profissionalismo, faltou responsabilidade, faltou competência por parte da comissão técnica.

  13. Gixxer disse:

    Calma pessoal!!!! temos “especialistas” para resolver o problema da vara….Clodovil, Elton John, Nick B…..e outros…

  14. Nilson Duarte Monteiro disse:

    Eu tenho minha teoria da conspiração.

    As varas foram entregues para a organização antes de começar a prova qualificatória para serem guardadas dentro do tubo comunitário, aquele que aparece na pista. Nas eliminatórias, a fabiana deve ter enfiado a vara, no buraco errado do tubo comunitário, ou seja, no buraco de uma atleta que foi desclassificada, aí levaram embora as varas das desclassificadas para o depósito da Vila.

    A nossa saltadora não conferiu se as varas dela estavam todas no tubo antes de ir para a final, deu no que deu.

    Resumindo, não foi falha da organização, mas um descuido da atleta e seu treinador. A vara entrou pela culatra.

    É até cômico, a nossa saltadora procurando a sua vara e o Usain Bolt movido a mandióca como disse o pai dele.

  15. Rubem Rodriguez Gonzalez disse:

    Acho que tem carne embaixo desse angú, a atleta brasileira queria buscar inconcientemente uma desculpa, fruto do despreparo psicologico da esmagadora maioria dos atletas tupiniquins, só encontro essa explicação plausível para tal descontrole emocional da atleta, salvo que a vara que “sumiu” era especial, já que sou leigo no assunto, com a palavra os especialistas e aficcionados do esporte, como não sou fico na platéia.

    Sempre quis comentar esse episódio da coluna de tanques barrados apenas pela audácia e coragem deste estudante, o engraçado é que ninguém fala do heroísmo do comandante da coluna, que mesmo treinado e doutrinado para não ceder em hipótese nenhuma, ninguém nunca falou nesse militar que antes de tudo lembrou que era um ser humano, mas fica “mal” e politicamente incorreto tecer comentários favoráveis a um militar ainda mais do regime comunista, não sei o destino nem de um nem de outro, só tenho certeza que ambos tenham sidos punidos exemplarmente, pena que para a história ficou apenas a “aura” de héroi para apenas um dos personagens do episódio, o outro sempre foi relegado ao limbo da história, fica aqui hoje a minha singela homenagem a esse personagem oculto que para mim dentro do quadro apresentado e dadas as circunstancias foi mais herói ainda que o estudante.

  16. Confúndio disse:

    Confúndio disse: Nunca tire uma vara das mãos de uma mulher. As consequências poderão ser desastrosas.

  17. Eric disse:

    Pô,o barquinho dos dinamarqueses quebrou o mastro e os caras pegaram emprestado o dos croatas….

  18. Squa disse:

    Gomes, o link para o vídeo citado está abaixo.

    http://www.youtube.com/watch?v=t7kmAp9xx6Q

    Agora, sobre o chines q parou na frente dos tanques, li uma vez q ele foi condenado a morte por isso, foi executado com um tiro na nuca e ainda a família dele teve q pagar o custo da bala, como determina a lei chinesa. Alguém confirma?

  19. Eric disse:

    Olha as varas ali em cima dos tanques…..

  20. rosemeyer disse:

    Falando em Galvão,quando zappeando passo por esse programa comandado por ele,e da’ um enjoo enorme.Ele decididamente ,e’ o rei dos Panfilios,e a contribuição que ele da’ para esse sistema brasileiro de criar imbecis imconpetentes arrogantes e’ extraordinaria.

  21. Rafael Chinini disse:

    Olha, concordo que ela tenha ficado abalada…porém, vamos aos fatos.
    Disseram que ela levou para os jogos 10 varas, e contou no tubo apenas 9 na hora de saltar! Não dava pra ela pegar qualquer outra vara??? O técnico ainda disse que podem ter confundido a vara porque “são todas da mesma marca, e praticamente iguais”….mas caraio! se é tudo igual, pq não usou qualquer uma?

    Olha, acho que ela poderia ter se abalado, mas talvez não seja motivo pra ter feito essa tempestade!!

    Só ver nossa atleta do pentlato, teve problemas com o equipamento de esgrima, foi lá comprou outro e tals, e ta tudo certo.

  22. vinicius disse:

    Aposto que o Galvao vai dizer que isto é um complô mundial contra os atletas brasileiros….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>