A VELA DO MUNDO É NOSSA | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quinta-feira, 21 de agosto de 2008 - 6:37Pequim 2008

A VELA DO MUNDO É NOSSA

PEQUIM (acabando…) – Vamos ver… fim de tarde aqui, vocês devem estar tomando o café da manhã. Então, para lhes poupar a leitura dos jornais, saibam que na madrugada o Brasil ganhou uma medalha de prata, na vela, classe star, com Roberto Scheidt e Bruno Prada — que tem nome de bolsa, o cara já vem com patrocínio embutido.

A prata da “nossa vela” (como dirão os apresentadores de TV hoje) levou a delegação do COB à 35ª posição, neste instante, no quadro de medalhas. O Brasil está entre Turquia e Bulgária. Vamos ver se me lembro de cabeça: ouro na natação (Cielo), prata na vela e cinco bronzes, sendo três no judô (Tiago Camilo, Ketleyn Quadros e Leandro Guilheiro), um na natação (também do Cielo) e um na vela (as meninas da 470, Fernanda e Isabel). O bom de nascer em país fraco em esportes é que as medalhas a gente decora. Imagine se eu fosse australiano, por exemplo. Seriam 37 para lembrar. Até agora.

Assim, temos judô 3 x vela 2 x natação 2. São as modalidades que ganharam medalhas para o Brasil em Pequim. Restam duas chances no vôlei de praia masculino, já que há uma dupla na final e outra lutando pelo bronze (no feminino, as meninas perderam hoje na decisão do bronze), duas no futebol (o feminino decide o título hoje com os EUA e o masculino pega a Bélgica pelo bronze) e talvez duas no atletismo, no salto triplo com Jadel Gregório e no salto em distância com Maurren Maggi. Há quem acredite no revezamento 4 x 100 m, mas acho difícil.

O hipismo, juro que não estou acompanhando direito. Desde que disseram que aquele cavalo do Rodrigo Pessoa, cujo nome era muito complicado de pronunciar, “amarelou” numa competição, preferi deixar as coisas equestres para quem gosta de montaria. Pobre do cavalo. E, claro, tem os “vôleis de gente”, como um amigo chamou hoje o vôlei de quadra, com boas chances para as duas seleções, que são ótimas.

Garantidas mesmo, portanto, nove medalhas: as sete já conquistadas e duas nas finais do vôlei de praia e futebol feminino — no mínimo, prata. Pelas minhas contas, a delegação do COB deve fechar os Jogos com 14 ou 15 medalhas, mas não sei se será fácil igualar as cinco de ouro de 2004.

A vela, com a medalha de Scheidt e Prada hoje, chega a 16 conquistadas em todas as Olimpíadas. O judô faturou 15. O atletismo, 13. A vela tem também o brasileiro com a maior coleção de medalhas olímpicas, Torben Grael, ouro em 1996 e 2004, prata em 1984 e bronze em 1988 e 2000, o que faz deste o verdadeiro esporte nacional do Brasil, que futebol que nada! 

No quadro geral, são 79 países medalhados, e foram distribuídas 221 de ouro, 222 de prata e 253 de bronze. No total, 696. A China segue liderando com 45 de ouro (81 no total), seguida pelos EUA com 27 douradinhas (83 no total).

Mas a líder de verdade no total é a URSS (a Rússia e as antigas repúblicas soviéticas), claro, com 108 medalhas conquistadas, sendo 26 de ouro, 32 de prata e 50 de bronze. Um show.

15 comentários

  1. pelo menos estamos liderando na América do Sul, e 11 posições na frente dos argentinos

  2. Claudio disse:

    Esse Robert Scheidt é um grande atleta tem preparo psicologico não é igual a alguns atletas despreparados e arogantes como esse Diego Hipolito ou esse Jardel Gregorio

  3. vitão disse:

    rico ou pobre, o que vale é o resultado alcançado com base no esforço aplicado. Ter dinheiro para praticar o esporte que se gosta não é crime, seja vela , hipismo ou automobilismo. Feio é querer usar o $$ de maneira anti-esportiva. E tanto mais mérito tem quem supera a falta de $$ e alcança conquistas; pobreza não é defeito mas não é nenhuma virtude também.

  4. JT disse:

    Scheidt e Prada fazem parte de um seleto grupos de abnegados do esporte brasileiro. São estes que sustentam o Brasil na metade de cima dos países que ganham medalhas nas Olimpíadas – não que isso seja algo expressivo.

    Nessa hora as confederações e os cartolas tem pouco peso, pois mesmo nas modalidades coletivas os times vencedores tem a cara de um grupo fechado e autônomo. É o time do Bernardinho e não é a seleção de basquete, por exemplo.

  5. Tiago S. disse:

    Scheidt é um cara que representa, lembro uma vez ele dando a entrevista quando ganhou ouro acho que na olimpiada passada, dele pegando a bandeira e dizendo que lembrava do Senna. Ainda ontem tinha lido que se ele desse sorte, conseguiria o bronze, e não é que deu prata. Mais do que merecida, esse representa no que faz.

  6. Eduardo disse:

    Pow Flávio….sacanagem com o cavalo….ele amarelou em 2000, mas se recuperou e ganhou o ouro em 2004….hehehehehehehehe…..é uma história bonita de superação….afinal, o cavalo também é brasileiro e não desiste nunca :P….hoje o probre ta aposentado, so fazendo herdeiros….o brasileiro de história bonita se chama Baloubet du Rouet….mudando de amarelões, eu juro, que so vou acreditar nas meninas do vôlei quando elas estiverem com a medalha de ouro no peito….afinal, elas tem mais histórias de perderem amarelado que o nosso herói Baloubet du Rouet….afinal, se elas ganharem ouro dessa vez não vão ser heroinas. :D….hehehehehehe….quanta besteira….abraços!

  7. Tiago Pastorello disse:

    Geralmente quem investe mais, ganha mais.

    Não adianta, não é só o tempo dedicado e bons atletas que fazem peso na hora de decidir quem ganha.

    Quem gasta mais dinheiro geralmente chega na frente. Isso é um tanto quanto frustrante, já que não é essa a intenção, mas é a realidade. Infelizmente.

    Queria ver uma competição onde todos tivessem a mesma estrutura para treinos, o mesmo investimento e tudo mais, no mínimo uma mudança nesse quadro de medalhas iriamos ter, com certeza.

  8. Pedro Araújo disse:

    Vôlei de gente… Boa essa.
    Mas estou torcendo pela Maurren Maggi, Muito por causa dos problemas que ela teve com aquele afastamento por causa de dopping. Ela é (ou foi) esposa do Pizzonia, certo?
    E torço também para o futebol das meninas. Porque a CBF não apoia, porque elas ralam muito mesmo, pra serem reconhecidas só em época de olimpíadas ou mundial. É muito pouco. Parece que nem campeonato brasileiro feminino a CBF organiza, né?

  9. Eric disse:

    Hehehehe….patrocinio embutido é phoda…..hahahahhaha

    O Scheidt já navegou no barco Mitsubishi e eu acho que esse Bruno é parente do diretor financeiro daqui…..vou verificar….

  10. regi nat rock disse:

    Ainda bem que o esporte da “massa” é a vela.
    Já pensou se fosse essa coisa ridícula de futebol e outros esportes estranhos, tipo, corridas, lutas, basquete, lançamento de peso, dardo, martelo ! martelo ?… canoagem , sei lá, tantos.
    Parabéns ao Scheidt e seu parceiro .

    Tua cobertura é nota mil. Em jornalismo, meu amigo komunista, medalhão de ouro, prata e bronze procê!! pros outros, latão e olhe lá…

  11. Rodolpho disse:

    Flávio, voce ja computou quantasmedalhas o Império Britânico ganhou? Levando em consideração sua forma no final do século XVIII, ou se usarmos na época que os EUA faziam parte dele acho que estaria liderando com grande diferença, ou a Russia na época de Pedro o Grande (certos atletas iriam adorar) ou da Catarina.

  12. miguel disse:

    somos o país da vela!!!!!!rs……

    um abraço.

  13. Pedro Migão disse:

    Boa noite aí pra você, caro Flávio.

    Na verdade, a hora em que formos analisar as medalhas de ouro comparativamente à Atenas, temos de nos lembrar que Robert Scheidt mudou de categoria e Torben Grael não disputou os Jogos. Em suas posiçoes anteriores, seriam dois ouros bem prováveis.

    Ou seja, se chegarmos a três medalhas de ouro, poderemos dizer que tivemos um desempenho igual às últimas Olimpíadas.

  14. vivi disse:

    o sheidt é foda! cara rico, porém super simples, educado, boa gente mesmo.

    super merecida a medalha, a dupla não começou bem, mas de pouco em pouco foi crescendo. e parabéns pro bruno, que fica escondido atrás do nome e da fama do robert, mas que OBVIAMENTE foi fundamental para a conquista

  15. André Luiz disse:

    O Rodrigo Pessoa disputa hj a final individual do hipismo com o seu Rufus , ficou em 7° nas provas classificatórias, talvez ele consiga alguma coisa hj também . E acho que as meninas do futebol vão trazer o ouro hein…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>