MENU

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009 - 11:56F-1

BOM PARA AS CRIANÇAS

GUARUJÁ (limpeza geral) – Devidamente “shupped” (para quem não tem familiaridade com o idioma, “chupado”) do sempre excelente Blog do Capelli vem esse comparativo entre a Ferrari do ano passado e a deste ano, em fotos tiradas exatamente do mesmo ângulo. Notem como o carro de 2008 era impossível de ser desenhado por uma criança.

Esse é o grande mérito do novo regulamento. As crianças poderão voltar a desenhar carrinhos de F-1 nos seus cadernos, enquanto a professora fala de Dom João VI. Eu desenhava escudinhos de times de futebol. Por isso não sei nada sobre Dom João VI.

38 comentários

  1. José Carlos Diniz disse:

    Acho que serei muito criticado, mas este carro ,o F60 está horrivel, é o pior Ferrari que eu vi na vida.

  2. Cristiano Azevedo disse:

    Agora vai dar para ver melhor o boi da Toro Rosso estampado na lateral do carro.

  3. Bianchini disse:

    Meus desenhos sempre foram de perfil, e eu desenhava carros (de turismo de competição ou sedãs estilo ianque dos anos sessenta, com capôs de motor enormes para caber, pelo menos, um V-8 entreeixos dianteiro) ou naves espaciais dos seriados Buck Rogers, Galactica ou Jornada nas Estrelas – pronto, entreguei a idade. Depois na adolescência passei a desenhar também autódromos, procurando seguir a idéia do circuito de Buenos Aires, uma pista com diversas opções de traçado.
    Gostei da nova Rossa, mas espero que a principal evolução seja nos boxes, para parar de ter saudades de Todt e Brawn.

  4. André disse:

    É cópia adaptada da Ferrari do início dos anos 90,qdo o Prost foi piloto deles.
    Com ctza os engenheiros das equipes que já corriam basearam os carros nos projetos dos anos 90.
    Coincidendemente,foi após a introdução dos pneus com sulcos,que esse monte de apêndices aerodinâmicos começou a se desenvolver.
    Eu achava bonito sim.Combinavam.
    Assim como tb acho que o bico baixo combina mto mais com o carro liso.Assim como na 1ª metade dos anos 90.
    O bico elevado,embora seja mto mais eficiente aerodinamicamente,não combina com o carro liso.

  5. Max disse:

    eu Desenhava carrinhos da mclarem kkkkkkk
    agora acho que da até pra voltar a desenhar!! o difícil vai ser colorir os carros com minha caixa de lapis de cor.. ou melhor os da minha filha!

  6. Otto Lima disse:

    O Fiat vermelho voltou quase ao normal. Só faltou aumentar um pouquinho o aerofólio traseiro…

  7. Bugre disse:

    Além das crianças poderem desenhar, quando saírem as réplicas do carro em miniatura, o Inmetro vai reduzir a idade mínima do brinquedo de 10 para 4 anos pela redução de pontas e partes cortantes.

  8. Daniel GoldAfinalman disse:

    Ah, eu desenhava também “logotipos” de bandas. Os mais fáceis eu desenhava tanto que se bobear ainda consigo, como Iron Maiden, AC/DC e Kiss.

    Carros e Rock. Assim era meu caderno.

  9. Turco disse:

    afff é “desenhand”o e não “dezenhando”. As aulas que eu perdia não eram de português, antes que alguém venha com essa. :)

  10. Turco disse:

    Uma vez minha mãe descobriu que eu não copiava a matéria que a tia da segunda série passava pq eu ficava dezenhando a McLaren do Senna no caderno. Nunca esqueci o di que ela rasgou a única foto que tinha do carro. Era de um ângulo lateral que a tornava perfeita para minhas investidas a desenhistas.

    Hoje cresci e como passa-tempo pinto carrinhos que faço com argila. na verdade acho que quando pinto meus carrinhos de argila volto a ser criança. Minha namorad não entende… Mas que mulher consegue entender essas coisas dos eternos muleques?

  11. Pablo disse:

    Rapaz, eu não desenhava não. A minnha brincadeira formulaunística era outra: eu deixa uma mangueira de borracha no sol, quando ficava bem maleável, em uma descida que tinha em casa, eu dobrava ela ao meio e fazia a pista. Lá de cima, soltava bolinhas de gude (entre as duas partes da mangueira, que formavam uma espécie de trilho). Fazia curvas e criava obstáculos. Uma época em que as crianças tinha que ser criativas para poder brincar. Brincar era criar.

  12. Iago Villar disse:

    eoo tbm desenha os escudinhos de times.HAHA

  13. Ricardo Beagle disse:

    Boas…

    As traquitanas que seguram os espelhinhos da Ferrari devem estar contempladas pelo regulamento, pois na Toyota elas também aparecem (e nesse caso nem os espelhinhos elas estão a apoiar).

    Fico a imaginar o trabalhão que dava para os aerodinamicistas acertar a infinidades de “asinhas” que os carros tinham.

    Hoje ficou mais facil… e no caso da Toyota aconomizará um monte de tempo para os caras chegarem a conclusão que o modelo de 2010 deve apresentar significativas melhorias… levando a Equipe a tão sonhada primeira Vitória.

    Abraços

    Imperador Ricardo Bigliazzi

  14. MSM disse:

    Incrível, o carro ficou mais enxuto, parece que fez lipo. Muita mulher vai querer saber a “fórmula” para emagrecer neste verão.

  15. Qualquer semelhança com o modelo de 1991 que a McLaren foi acusada de copiar, é mera coincidência ?

    Aliás, situação essa que mereceu até uma piada do Ayrton, dizendo que já que ele não foi pra Ferrari a McLaren fez uma pra ele…

  16. Fernando Dalla Palma disse:

    Up: Carro do Batman
    Down: F1.
    Lembra os carros dos anos 90, achei lindão, mas poderia ter um aerofólio maior.

  17. Felipe, de Recife disse:

    Acho que sou doido ou enxergo mal mesmo… continuo achando a F2008 muito mais bonita, mais “máquina”. Retrata bem anos e anos de evolução… mas se for mesmo para melhorar as corridas e diminuir os ganhos de rendimento com a aerodinâmica, tá valendo sim.

  18. Caio disse:

    Engraçado pensar que todas essas parafernálias, badulaques, penduricalhos e enfeitos foram inventados para compensar 4 ou 3 sulcos nos pneus. E este ano ainda se espera que os carros sejam mais rápidos.

  19. Penduraram o carro de ponta cabeça nos Alpes e chacoalharam.
    O que sobrou no corpo eles apertaram atrás pra aumentar na frente.
    Saiu isso aí.
    Uma Ferrari com menos bunda e mais peito.

  20. Felipe Luz CWB disse:

    Repondendo ao Husky, diretamente da Sibéria:

    N = Não mexa aqui senão dá m…

  21. Rodrigo Moraes disse:

    Será que as rodas traseiras são convergentes assim, ou é efeito da foto?

    Na aula a gente fazia corrida de caneta Bic. Desenhava a pista na folha e depois botava a ponta da caneta na linha de largada, a ponta do dedo indicador na bunda da caneta e escorregava com ela o quanto conseguisse. Onde a marca da linha encostasse na borda da pista, era o ponto de partida pra próxima jogada. Os pilotos alternavam, cada vez um, cada um de uma cor (até 4 pilotos), e vencia quem terminasse primeiro, com menos “escorregadas”.

  22. thiago disse:

    também é bom para os fabricantes de brinquedos.

    com um carro mais uniforme e limpo, desprovido de pedacinhos, não há a possibilidade de crianças engolirem partes tão pequenas acidentalmente. ;)

  23. Marcia Helena Guerra disse:

    A asinha traseira cintinua ridícula, de qualquer ângulo!!!!!!

  24. ¡Júlio! disse:

    O de cima parece um robô dos PowerRangers.

    Meus cadernos eram pautados poe escudos, circuitos e carrinhos de Fórmula 1. Ô, saudade.

  25. Olha, eu desenhava carrinhos na minha época. Tentei primeiro fazer bonitinhos, com escala, cada equipe com suas características… mas como minha habilidade com desenhos é limitada (leia-se: numa escala de 0 a 10, provavelmente seria menos 5), passei a desenhar um modelo mais “charge”. E assim foi indo, quase todas as minhas folhas tinham um carro desenhado…

    E algumas provas também. Posso mandar um desenho qualquer dia desses? Publica ele, tio?

  26. HM disse:

    transformer vs carro de corrida.
    N = Neutral? neutro?

  27. Allan Guimaraes disse:

    Sobre crianças: aprendi com um primo meu a desenhar pistas em cartolinas ou “costas” de estrelão (ainda existe?), bem como carrinhos vistos exatamente por cima. Acabava a corrida e já ia eu fazer a minha… Saudades!!!
    Sobre a observação do Marcolla: o problema visual do aerofólio traseiro é sua altura por largura, algo que acontece, por exemplo, com o Fox: visto por cima ele parece um carro normal; agora, de frente ou traseira…
    Sobre o F60: Está mais magro. Muito mais. E bicudo. Cade vez mais um F1 se afasta dos modelos dos anos 80, com o castelo bem pra frente e o compartimento da mecânica longo, como se fosse um avião de combate. Uma pena que, em nome da segurança, cada vez mais fiquem feios…

  28. Daniel Goldman disse:

    Eu também desenhava. Na verdade, ainda desenho, de vez em quando. Mas sempre de perfil, e obviamente sem as asas todas.

    O carro, visto de cima, realmente ficou muito mais bonito. Só o aerofólio traseiro ainda é duro de engolir. Não sei se alguém já falou isso, mas acho que se ele fosse fixado por apenas um braço central, tipo a F-Indy, ficaria menos estranho.

    Somos, a maioria, de uma época em que o aerofólio traseiro era enorme e o dianteiro, quando havia, apenas uma asinha de nada.

    Agora inverteram tudo. Aliás, parece que tudo está invertido neste mundo de hoje.

  29. Marcos disse:

    Nossa, quando criança passava todas as corridas desenhando os carros.

    Pelo menos desse angulo o modelo 2009 é bem mais bonito…

  30. Péricles Durães disse:

    e eu desenhava e coloria todas as escuderias (a benetton era a mais dificil – e a mais bonita, entre o fim dos anos 80 e inicio dos anos 90, na minha opinião) durante as aulas, chatissimas, de portugues

  31. Eric disse:

    Reparem que sem as abas laterais ao lado do piloto para direcionar o fluxo,as aletas acima do escape simplesmente perderam função e sumiram.

  32. Paulo Araújo disse:

    Só não sei se pros engenheiros essa facilidade de desenho foi tão boa quanto pras crianças :p

  33. Husky disse:

    uma curiosidade que eu sempre tive…o q significa aquele N desenhado um pokin acima do volante em todos os carros de F1?

  34. marcolla disse:

    olhando de cima, o aerofólio traseiro nao parece tão menor….

  35. Rafael Lucas disse:

    Eu também desenhava. Escudos de futebol, bandeiras de países e carros de fórmula um.

  36. Valdemar disse:

    Flávio, vc não perdeu nada. D. João VI era um mala-sem-alça (tem hífen?) Faliu o Banco do Brasil em 1821 quando voltou para Portugal (com todo o dinheiro do banco) por causa da Revolução Constitucionalista do Porto e ainda queria que D. Pedro I (que era outro mala) também voltasse para ser Pedro IV… Desse jeito, até eu gritava “Independência ou morte”…

  37. Claudio Ceregatti disse:

    Quando bem criança, desmontava pregadores de roupa – aqueles antigos de madeira – e brincava de “carro de corrida na parede”. O design da peça de madeira lembra vagamente um monoposto.
    Depois, quando adolescente, fiz aquela prancha de surf pintada de vermelho e com o número 9 do Sidney Cardoso, história maluca de paixão e coincidencia inacreditável.
    No Senai, desenhava esporte-protótipos. O filme “24 Horas de le Mans” e as provas que vi da Copa Brasil com Wilsinho e o Porsche 917 amarelo fizeram minha cabeça.
    E hoje, depois dos 50 ainda sonho com autódromos, chassis, motores e roncos e cheiros e cores.
    Quem gosta, nunca deixa de ser criança. Nunca.

  38. Tiago S. disse:

    Nossa, infinitamente mais bonito. Agora sim parece um carro de corrida e não um monte de parafernalha com rodas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>