MENU

quarta-feira, 8 de abril de 2009 - 17:37Colunas Apex

MALÁSIA, BY JUNG

SÃO PAULO (preciso, as always) – Está no ar a coluna Apex do nosso baterista-mor Andre Jung, analisando o GP da Malásia. Para ele, Ferrari e McLaren viveram, nos últimos anos, dos projetos bem nascidos de Rory Byrne e Adrian Newey. Agora que precisaram sair do zero, sucumbiram ao maior talento de outros engenheiros, Ross Brawn inclusive.

Na mosca.

Jung fala também sobre Button, que foi do inferno ao céu em duas corridas. A ilustração é da Marta Oliveira. Leia lá, comente aqui!

7 comentários

  1. Cláudio F-1 disse:

    Muito boa a coluna do Jung, mas só discordo dele em uma coisa, o Adrian Newey fez carros excelentes na McLaren nos três primeiros anos (1998, 99 e 2000), já em 2001 o carro já não era tão rápido e nem tão confiável quanto o da concorrência, tanto que a partir deste ano a equpe entrou em uma expiral decrescente que só se reverteu em 2007(ano do caso de espionagem) e em 2008, época en que Newey não trabalhava mais para os prateados. Mas com esta nova regulamentação, Adrian foi capaz de demonstrar mais uma vez a sua genialidade, produzindo um carro extremamente competitivo e (ainda) sem o uso do miraculoso difusor.

  2. Carlão disse:

    Concordo com a maioria das observações que o Jung emite, porem quero acrescentar que Rubinho, Trulli e Buton sempre estiveram na minha lista de excelenmtes pilotos; daqueles que não precisam provar nada prá ninguém. A minha opinião é de que tá andando melhor quem trem braço. Esse negócio só de projeto não está muito claro não. Vendo a corrida todos os carros estão extremamente ariscos, e aí o que vale é braço. Esses tres aí tem.

  3. Marcelo D disse:

    O Jung é o melhor colunista de F1. Pena que escreva com pouca frequência.

  4. Antonio Carlos disse:

    Putz, lá em cima, claro que quiz dizer “piloto arrojado”.
    Arrochado tamos nós.

  5. Lucius disse:

    Na Williams falta é piloto. Esse Rosberg nunca me convenceu.
    Quanto à Ferrari e McLaren, acho que ainda é cedo para análise. Ainda vou aguardar até a Europa para ver o rendimento dos carros.

  6. Antonio Carlos disse:

    FG, como todos, achei que o Rubinho era a escolha ideal para um carro estreante que necessitava de pilotos esperientes.
    Agora, vendo a performance dos carros já acho que um piloto jovem, mais arrochado e com mais gana (pode ser o Bruno ou outro) poderia obter melhores resultados, pois o carro esta muito bom, pronto pra qualquer tipo de tocada. Ou nao.

  7. Anderson Silva disse:

    Excelente texto. Muito boa as observações do Jung.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>