MENU

quinta-feira, 16 de julho de 2009 - 10:43F-1

AU REVOIR, SEB

SÃO PAULO (nossa, que título mais franga…) – Sébastien Bourdais está fora da Toro Rosso, como se esperava, e como indicou o abraço em Giorgio Ascanelli no domingo na Alemanha. Jaime Alguersuari, espanhol de 19 anos, deverá ser seu substituto na Hungria, salvo enorme surpresa. Aliás, curiosidade: como vão dar a superlicença para esse rapaz correr? Ele nunca sentou num F-1 na vida. Vai andar em linha reta, e só. Essa história de proibir testes vai contra os critérios de emissão de superlicença, que antigamente exigia que o fulano tivesse um mínimo de quilometragem num F-1 para poder disputar corridas. Como a Toro Rosso não anunciou oficialmente o nome de Alguersuari, pode ser que pinte algum outro nome, como Vitantonio Liuzzi, por exemplo.

Bourdais não deu certo na F-1. Tetracampeão na Champ Car, voltou à Europa cheio de sonhos (como Zanardi fez, no fim dos anos 90) e todos eles foram frustrados. Foi batido por outros dois Tiões, Vettel e Buemi, e sua autoestima reduziu-se a zero. Mas é um piloto com carreira sólida, que terá onde correr no futuro — seja com protótipos, seja nos EUA em monopostos de novo.

66 comentários

  1. soneca disse:

    Tá todo mundo aí achando que o Kimi vai ficar deprimido…

    Eu já acho o contrário pq se o Alonso for mesmo pra Ferrari, imagino que lugar perfeito para o Kimi é a Toro, afinal lá tem red bull a vontade… aí ele leva o wisky e pronto, a farra tá feita…. acho até que isto tudo já estava articulado…

    valeu…

  2. Geraldo Netto Cavalcante disse:

    É uma pena para o Bourdais, torcia por ele!

  3. Atenágoras Souza Silva disse:

    Eu também gosto do Bourdais. Pelo que eu pude ver em 2008, ele tem algumas dificuldades em acertar carros mais ariscos. O do ano passado era bom, mas era muito arisco, tinha uma tendência de sair de frente… Não sei porque esta dificuldade. Já vi um artigo do Divila (é assim que se escreve?) elogiando-o tecnicamente, e pelo que ele fez nos protótipos e na Champ Car, eu acredito.
    Espero que consiga êxito ao processar a equipe.

    Um grande abraço do fundo do meu coração vermelho de outubro de 1917,
    Atenágoras Souza Silva.

  4. Guga. disse:

    Pô, que montanha russa pro Bourdais. Ganhar Le Mans – onde foi o piloto mais rapido na corrida – e ser despedido da F1 quase um mês depois. Esse mundo tá perdido mesmo.

  5. Mário Campos disse:

    Brm lembrado pelos colegas, diversos pontos. Bourdais é um grane piloto que foi eliminado com a herança maldita do Berger, como diriam. Acho estranho mas compreensível queimar o Alguersuari agora. Mas acho mais interessante o fato de a Volkswagen aparecer no site da Toro Rosso como patrocinador. Ato Falho? Fato interessante para quem investiga, não é Gomes? Imagino que no final não vá ser oficial, mas poe ser alguma coisa.

    PS: Espero que você aprenda a pilotar tão bem como é jornalista… Um abraço

    RESPOSTA DO FG:

    Vou tentar, Ayrton Senna. Sobre a Volkswagen, eles têm uma parceria por causa do caminhão.

  6. Atenágoras Souza Silva disse:

    Eu também gosto do Bourdais. Pelo que eu pude ver em 2008, ele tem algumas dificuldades em acertar carros mais ariscos. O do ano passado era bom, mas era muito arisco, tinha uma tendência de sair de frente… Não sei porque esta dificuldade. Já vi um artigo do Divila (é assim que se escreve?) elogiando-o tecnicamente, e pelo que ele fez nos protótipos e na Champ Car, eu acredito.
    Espero que consiga êxito ao

  7. MSM disse:

    Apesar de não ter dado certo na F1, e´um bom piloto, melhor do que muitos que ainda estão na categoria, mas que terão o contrato de validade vencido em dezembro. De qualquer forma, se voltar para os EUA, voltará a vencer na Indy, ou melhor, na AMLS, onde conseguiu um bom 2º lugar em LeMans este ano.

  8. Márcio Vilarinho Amaral disse:

    Achei injusta a demissão do Bourdais. Em 2008 ele correu pela primeira vez com pneus sulcados, e em 2009 ele correu pela primeira com pneus slick na F-1. Acho que ele só poderia ser julgado ao final de 2010. Quanto ao substituto: acho que será o Brendon Hartley – ele já atingiu a quilometragem necessária para ter a superlicença, e deixou o cargo de terceiro piloto da Red Bull. Estranho, não?

    P.s.: Houve algum problema entre o Geladeira e o Bordéu?

  9. Manfred W. disse:

    Feliz Aniversário Atrasado!

  10. Manfred W. disse:

    Ganhou a f3000 no Tapetão e a CART na época das vacas magras,brigou com o Paul Tracy e levou o troco do Kimi.Sinceramente,já vai tarde…

  11. Guilherme Bezerra disse:

    Apesar de não ter feito muito em sua passagem pela F1, meu conceito sobre Bourdais se mantém inalterado. Trata-se de um ótimo piloto. Quando teve um carro rápido na mão, andou junto com Vettel (Monza 2008) e só não disputou a vitória com seu companheiro de equipe naquela oportunidade, porque seu carro apresentou problemas. O fato é que hoje na F1, se você não chega com um carro ao menos razoável, que permita alguns resultados, não há a menor chance e Bourdais chegou à F1 em uma equipe difícil. Não teve como demonstrar su talento, principalmente na atual temporada. Hoje, um piloto de valor em um carro fraco, já não é mais levado em consideração como em um passado recente. Um caso como o de Nick Heidfeld, por exemplo, – que depois de perigrinar por equipes pouco competitivas, conseguiu construir uma carreira na F1 (mesmo sem ter conseguido vencer um GP sequer) e se estabelecer em uma equipe de fábrica – parece ficar cada vez mais raro nos dias de hoje. Parece que não há mais tempo para isso. É uma pena.
    Abraço.
    G.B.

  12. Rodrigo Duarte disse:

    Também não sei se foi boa idéia essa demissão, mas cada um sabe o que faz.

  13. Ivo Mamede disse:

    Gomes,

    Seria interessante fazer um histórico e, de certa forma, buscar alguns indicadores da razão de a maioria (talvez a totalidade ?) dos pilotos que vêem do automobilismo norte americano não dá certo na F1 ?

    abraços!!!

  14. leandro tullii disse:

    FG, fala pr gola avisar o raikkonen, pra tirar galinha preta do aquavit, pois reza dele deu certo, rs!

  15. Eduardo Cruz disse:

    Quando Bourdais foi anunciado na F1, fiquei curioso para ver o que aconteceria um cara que era tetracampeão da ChampCar e tentava a sorte num retorno ao velho continente. Quase 2 anos depois, não consegui descobrir a que ele veio. Seja lá por que situação for, nós, do lado de cá da telinha, nunca saberemos quais as cláusulas que beneficiam uns, punem outros, puxam o tapete de alguns.
    Como diria o Raikkonen, “vai com Deus, Caolho!”

  16. Felipe Fugazi disse:

    É verdade que o Bourdais não rendeu o que dele se esperava, mas troca-lo por um rapaz de 19 anos, que dentro do programa de preparação de novos pilotos da Red Bull, rendeu menos que seus pares (Hartley e Maki), que nunca sentou em um F1, talvez não seja a melhor alternativa.
    Vamos até aceitar que a verba da Toro Rosso não seja a mesma que a da Red Bull, que o espanholzinho tem um apoio consideravel da Repsol, e que ninguem anda muito afim de jogar dinheiro fora, mas se a coisa já estava feia, só tende a piorar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>