TCHAU, GM | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quarta-feira, 19 de agosto de 2009 - 11:10Indústria automobilística

TCHAU, GM

SÃO PAULO (que ótimo) – Está no Webmotors. A GM e a Koenigsegg fecharam acordo que vai transferir à pequena montadora de superesportivos suecos todas as ações da SAAB até o fim do ano. Assim, a gloriosa marca que nasceu fazendo aviões antes da Segunda Guerra sobrevive à sanha americana da GM, que nos anos 80 e 90 saiu comprando até fábrica de miniatura e bicicleta. A SAAB foi uma das vítimas e a GM, claro, não soube administrá-la. Chegou a montar carros da marca na Alemanha, e usou a planta de Trollhattan para fazer Cadillacs. Não tinha como dar certo.

7 comentários

  1. Borges Borsatto disse:

    Excelente notícia! Os Trolls devem estar muito contentes, a festeja em nos bosques de Trollhattan! E que venham mais Aero ,9-3, 9-5, etc.

    Agora tem a situação da Opel, bem mais delicada, com dinheiro russo, por meio dos canadianos da Magna. Quem viver, verá.

  2. Emerson Lima disse:

    Penso que empresas como a GM devem mesmo fechar ou mudar de vez o modelo de administração. Não é possivel nos dias de hoje, ainda se possa fabricar essas porcarias que além de ter um consumo imenso de combustivel, desempenho precário, custar o que não valhe e ainda dar prejuizo é o fim. É preciso modernizar não só os veículos mas também a forma de administração. Rever o velho conceito americano de fazer as coisas. O futuro como hoje e não amanhã.

  3. YPVS disse:

    Pena que as coisas são assim. Como já escrevi aqui, eu acho que qdo uma marca é comprada pela outra, ela deixou de existir. Assim foi com a Lambo, a Bentley, Skoda, Seat, Saab, Volvo….. Nada mais são do que VWs, Fords e GMs com um símbolo diferente pendurado. Por que comprar um C30 se ele é um Focus? Vc compraria um BMW 330 se ele fosse um Vectra com outro símbolo e um pouco mais de luxo? Isso pra mim é pra trouxa… Pena, pq a história vai indo embora, infelizmente. Vamos ver o que a Koenigsegg fará com a SAAB. O pior dessas compras seguidas de venda qdo dá merda é que a adquirente geralmente não tá nem aí pra preservar a história ou valores da outra marca. Pelo contrário, quer mais é matar mesmo. Nessa palhaçada perdem-se, as vezes, capacitações fantásticas que a adquirida tinha e levou anos pra desenvolver…

  4. Antonio Vieira disse:

    É a chance da SAAB voltar a fazer SAABs. Tomara que dê certo. Quanto à GM, agora que é quase uma estatal, resta torcer pra que tenham aprendido alguma coisa e pra que comecem a fazer bons carros. A concorrência é bem grande e até mesmo os americanos parecem já ter percebido que tipo de carro eles produzem…

  5. Paulo Z disse:

    A SAAB foi como nós aqui sabemos controladora da SCANIA do Brasil em um dos períodos mais importantes desta empresa brasileira.

    Apesar do nome SAAB nunca ter se associado aos caminhões e ônibus SCANIA, permanecendo pelo contrário alguma lembrança do nome SCANIA-VABIS, foi no período da associação com a SAAB que a SCANIA brasileira enfrentou com garra as gigantes VOLVO (no setor de caminhões) e M.Benz (nos ônibus).

    Nunca pensei que a GM fosse da tantos exemplos de má administração!

  6. Geraldo disse:

    Flávio Gomes, a sua implicância com a GM passa dos limites … Se não fosse a GM, a divisão de automóveis da SAAB teria fechado as portas em 1990 … já que a família proprietária não se interessava mais por esta divisão, que sempre deu prejuízo … Tem mais, o negócio só vai ser concretizado, se o Governo Sueco avalisar o empréstimo da grana … que é alta ….

  7. Thiago disse:

    Agora a Webmotors é a portadora das notícias oficiais, como o Galvão “Globo” Bueno? rsrsrs

    A notícia estava no iCarros desde terça de manhã

    RESPOSTA DO FG:

    Não. Mas foi onde eu li, e quando eu li. Não leio todos os sites do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>