MENU

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010 - 16:40

cuba57c

cuba57c

3 comentários

  1. Clauke disse:

    Fangio tinha 45 anos nesta corrida e o carro é a Maserati 300S de 3 litros. Esta máquina veio para o Brasil (não está exatamente, mas uma igual) e correu e venceu várias provas nas mãos de Celso Lara Barberis, Ruggero Peruzzo e Ubaldo Cesar Lolli. Eu tive a honra de ver (e escutar) de perto este estupendo bólido no antigo “Templo” de Interlagos.

  2. Orlando Salomone disse:

    Bom dia! Não existe eletrônica que substitua uma boa pilotagem nem um bom projeto automobilístico. Carros básicos são insuperáveis neste quesito. Pena que em Cuba já não seja possível este tipo de acontecimento das fotos. E tem gente que ainda fala bem do regime…

  3. Conrado Andrade disse:

    Definitivamente não se fazem certas coisas como antigamente. Acho que a única coisa que se salva, são as mulheres e suas vestimentas (ou a falta de) – mesmo assim, a mente dessas mesmas tb não são como antigamente… rsrs.
    O desenho dos super-esportivos eram inigualáveis. Aposto que o som também… essa Maseratti vermelha está demais! Me lembra a Ferrari 250 Testarossa. Já tive o prazer de andar em um Jaguar XJ12 de 72 algumas vezes… são coisas que só andando pra explicar – não que se compare com uma Maseratti exótica. Não há parafernália eletrônica alguma que substitua o “feel” que aquilo passa. É inenarrável. Sinto falta de coisas desse tempo que não vivi. São coisas feitas de paixão, me parece…
    abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>