A RAIVA DO RATO | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quarta-feira, 3 de março de 2010 - 16:00Automobilismo internacional

A RAIVA DO RATO

SÃO PAULO (com razão) - Baita raridade este vídeo enviado pelo Humberto Corradi. Trata-se de um resumo da prova de rua de Miami da IMSA em 1985. Emerson Fittipaldi aparece batendo num comissário de pista. Por quê? Porque ele liderava a corrida quando estava atrás do pace-car e o piloto do carro-madrinha mandou que ele passasse. Emerson questionou, não queria passar, acabou passando. Aí, recebeu uma bandeira preta. Ele mesmo conta no vídeo. Divertidíssimo.

24 comentários

  1. Nick B. disse:

    Fla, queridón.
    A volta low profile tem justificativa.
    Sabe aquele malandro que foge do mapa e reaparece no barraco dois meses depois.
    Então, o malaco arruma até cozinha pra “nega” no começo.
    Depois…

    Abraços.

  2. Beto disse:

    Caramba, o Ingo correu, e ainda bateu? (2:51)

  3. Carlos disse:

    Tem um enigma nesse vídeo hein!!! No minuto 1:15, se pausarem o vídeo, percebe-se que ele tem um anel de vencedor da 500 Milhas de Indianápolis no dedo anelar da mão direita, mas o Emerson ganhou essa mesma corrida apenas em 1989 e 1993 e o vídeo é de 1985!!!! Como diria o Kiko: “QUE COISA NÃO?!?”

  4. Mauro José Santana Júnior disse:

    Esta entrevista deve ter ocorrido algum tempo após as 500 milhas de 1989, pois o Emerson estava usando o anel que os vencedores da Indy 500 recebem como parte do premio!

  5. Nick B. disse:

    Oi, Fábio.
    Olá amigos do Blig dos Games.

    Que coisa, não?!

    Eis aí, senhores, o primeiro “Emmo” que se tem notícia (quando superlativas eram as costeletas e não as franjas) mostrando porque conquistou inúmeras vezes o Troféu Limão da crítica especializada.
    Ele que namorou aquela apresentadora de programas infantis (Angélica) e aquela outra loirinha que hoje é madrinha de bateria (Adriane Cicarelli, que até chegou escrever um livro – O Caminho das Cigarras – quando separaram).
    Para mim, não causa espanto a ira do Emmo. Ou vocês não se lembram quando ele corria pela BRM e encheu de porrada aquele pobre piloto venezuelano (Roberto Chupo o Moreno), depois de uma barbeiragem deste último, nas curvas de Brands Hatch (circuito italiano), lá pelos idos de 1977, ano que sagrou o austríaco Alan Jones como campeão do mundo.

    Calma, santa!

    Bitocas.

    Nick B.
    (Preciso e lúcido como nos velhos tempos. Fla, o pulso ainda pulsa!!!).

  6. Fernando Zimmermann disse:

    nossa ainda bem que não entendo patalhufas de ingles

  7. Renato Rolim disse:

    Engraçado ver emo nervoso.. Chega a ser engraçado! Antes de ver esse vídeo, era inimaginável.

  8. Eduardo (PE) disse:

    Muito bom para desfazer o mito da infalibidade americana.

  9. Felipe Trench disse:

    Esse cara que mandou ele passar devia ser o Luis Szveiter, do STJD, lembra-se dele? Que coisa mais ridícula, mandam o cara passar e desclassificam-no.

  10. Roseli Lopes - São Bernardo do Campo disse:

    Lembrei do filme Hannibal, o Canibal. Pensei que o Emerson fosse comer a orelha do rapaz Mas, como escreveu outro blogueiro, ele é muito educado e foi muito engraçado o que falou na reportagem.

  11. RDV disse:

    “Emerson Fittipaldi aparece batendo num comissário de pista.”
    …erm, nao…saindo do carro ele esta falando com o dono do carro que iria para casa, como conta no video….nao bateu em ninguem…

  12. quickbr disse:

    O Piloto do pace car era o Sarney e o comissário o Arruda!

  13. claudio aun disse:

    O rato pegou um bandeira pelo pescoço aqui em GP do Brasil.
    Esta imagem o emo pegou o Mic para falar com o diretor de prova

  14. Caraca! pra tirar o Emerson Fittipaldi do prumo daquele jeito, não foi pouca coisa! Também, imagina tu lider da prova e os tontos do PC te mandando passar e ainda fizeram o mesmo com o segundo colocado… Nunca tiha visto o cara irado assim! Parecia aqueles cachorros loucos da Nascar!

  15. sergio disse:

    até que o EF foi muito educado. Um gentleman…..

  16. LBM disse:

    Quem foi o cara que venceu a corrida ( que foi beneficiado) ?

    Certamente um americano…

    • petrafan disse:

      com certeza. a conspiração planetária antibrasileira (tem hífen?) já estava em ação nessa época, mesmo antes de Rubinho e Massa despontarem, e como Emerson estava fadado a ganhar campeonatos na Indy e uma Indy 500, a conspiração tinha que garantir que ele perdesse alguma coisa nesse ínterim.

      não é improvável que Bernie Ecclestone também estivesse de alguma forma envolvido nessa história, em uma improvável e obscura combinação americana-européia para garantir que um piloto de um dos dois continentes não ficasse atrás de um latinoamericano (tem hífen?) na cidade mais latina dos EUA.

    • Quem levou foi Derek Bell, que é inglês.

      Brasileirinho Complex detected!

    • Duque disse:

      Flavio, pegando esse gancho do petrafan, sugiro uma matéria que conte a verdadeira história sobre como Bernie Ecclestone encheu os bolsos do Tony George (proprietário do Indianapolis Motor Speedway e da copyright INDY) de dólares, para dividir a INDY em duas e destruir os planos de Roger Penske, Chip Ganassi, Newman-Haas, Bobby Rahal, Michael Andretti, e outros, de trasnformar a Fórmula Indy numa poderosa categoria mundial, com corridas na Europa e Ásia !!! O Tony George fez tudinho o que o Bernie mandou, e a Indy nunca mais decolou !!! De quebra, ainda ganhou um GP em Indianápolis para a Fórmula 1, numa ridícula variante mista do circuito !!! O BERNIE COMPROU O TONY GEORGE !!! Essa é a grande verdade histórica !!!

    • Edu Pereira disse:

      Putz… sempre tem alguém pra encontrar a “conspiração” antibrasileira. Fala sério…….
      Emerson sempre foi um dos maiores “lordes” com relação às injustiças que já recebeu na vida seja como esportista ou como pessoa.
      Reação de corrida perfeitamente normal. Ficou puto como qualquer outro ficaria……. ou não???

  17. Arnold disse:

    Nossa….quanta raiva e quanto carro na pista!! Putz..em 1985 eu tinha 03 aninhos de idade….times fly by….man!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>