CARROS QUE EU GOSTO: FORD CORTINA | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

segunda-feira, 26 de abril de 2010 - 13:42Carros que eu gosto

CARROS QUE EU GOSTO: FORD CORTINA

E adoro o nome. Mas não me lembro de ter visto nenhum no Brasil recentemente… Quanto ao modelito da dupla, melhor nem comentar. Foto enviada pela Jackie Della Barba.

45 comentários

  1. Maria disse:

    Tenho um 1966 e quero vender.

  2. Pecos Kid disse:

    Eu vi o Jim Clark guiar um Lotus Cortina em 1965 em Brands Hatch ficando na frente de Mustangs e chegando em ficar em duas rodas em determinado momentos ate o carro quebrar. Mais tarde eu tive a chance de dar umas voltas num Lotus Cortina ao lado de um piloto profissional (eu guiava e ele me julgava dando nota) numa escola de pilotagem. O carro, com suspensão rebaixada era um espetaculo nas curvas.

  3. Manuel disse:

    Eu tenho um Ford Cortina L MKIII 1972. Há mais alguns Cortinas espalhados pelo Brasil já achei 3 ou 4. tenho um blog com umas fotos e videos do meu cortina. Tá meio desatualizado mas tem material suficiente para ver o carro. http://www.fordcortina.com.br

  4. Claudio Marcucci disse:

    Boa noite Flávio.
    Belo corcel II o seu!
    Estava na avenida ibirapuera por volta de meio dia quando vi um corcel II zerado do outro lado do farol. Quem era? O grande Flavio Gomes de olho no meu carro. ( um PT CRUISER CABRIOLET com rodas foose grafite.) Sem dizer que do meu lado, uma FERRARI F430 SPIDER! rs
    Um grande abraço.
    Claudio

  5. Diego Neto disse:

    E quero um desses! =D

  6. Adriano Reis disse:

    Prezado Flávio Gomes,
    o título do post correto seria “Carros DE que eu gosto: Ford Cortina”, pois quem gosta, gosta DE alguma coisa ou DE alguém…
    Eu, por exemplo, gosto de seu blog! Parabéns!

  7. Esta é uma nova série? “Carros que Gosto”. Como se fosse o “Mulheres que Amamos” da Playboy? Se for, boa pedida!

  8. drews disse:

    Você precisa assistir Life On Mars, seriado da BBC: http://www.imcdb.org/movie_478942-Life-on-Mars.html

  9. Bianchini disse:

    O Cortina só vale na versão Lotus, de resto é um dos carros mais sem graça da década de 60. Carro feioso por carro feioso, acho que preferiria um Citroën ou Renault da época, ao menos não pareciam clone mal feito do Fiat 125.

  10. Gustavo Oliveira disse:

    Então o Cortina não é um “pai” do Corcel? E o parentesco desse com o Escort que arrepiava nos ralis de outrora? Sempre achei os três muito parecidos.

  11. Luciano disse:

    Carro bom, amado por muitos Brits, Aussies, Kiwis e mesmo Canadenses até hoje com um dos “bons carros britânicos construídos”. Bem que gostaria de dar uma bela volta no Reino Unido e Irlanda e depois importar um desses para o Brasil, com direção no lado direito e tudo (tal qual nosso blogueiro está fazendo – sem admitir oficialmente – com o Gerd).

  12. Guilherme disse:

    Existe um Lotus Cortina também, não? É o mesmo carro montado por outra empresa?

  13. Ernesto Longhi disse:

    Corcel metido a besta.

  14. Homosapiens disse:

    Tá mais é pra corcelzinho I mesmo.

  15. Aléssio Marinho disse:

    O Corcel I é derivado do Renault 5. O pessoal da Willis trabalhava em cima da carroceria do Renault, quando a Ford a adquiriu. Impressiona a semelhança do parabrisas, do perfil do teto e do formato das portas do Cortina com o Corcel I. Bati o olho e reconheci imediatamente, afinal já prestei consultoria na reforma de um 71, quase cor de mel…
    Benditos Cds da 4rodas…

    • vitão disse:

      o Corcel deriva do REnault R-12 . Quando a Ford comprou a Willys o desenho e estamparia do carro já estavam prontos. OS estampos foram feitos pela Chasson na França. O Cortina era uma opção mas doi descartado para ser feito no Brasil porque o Crocel estava pronto. O Corcel II foi feito em conjunto pelo Brasil + Inglaterra .
      Veja mais mais no excelente livro do Claudio Habara

      http://blogdoquadriculada.blogspot.com/2009/11/biografia-do-automovel-brasileiro.html

      • Ari Rocha disse:

        Vitão, em complemento ao que disse antes, também não foi o Renault R-12 que serviu de base para o Corcel, mas ao contrário ele se ‘inspirou’ no projeto brasileiro, lançado em 1968, um ano antes de sua apresentação.
        O Roberto Araújo, que era chefe do Design da Willys e depois da Ford, foi promovido a Diretor, por causa desse projeto, a partir de uma sugestão do jornalista Mauro Salles, ao presidente da empresa, Max Pearce.
        Ele foi à França para negociar a aquisição dessa tecnologia já em 1965/66, em seguida ao lançamento do inovador R-16.
        Fez um excelente trabalho, o que lhe valeu o convite para permanecer no grupo, no cargo de Diretor de Design, quando o controle acionário foi adquirido pela Ford.

    • Ari Rocha disse:

      O Corcel não derivou do Renault R-5.
      A base de referência foi a do Renault R-16, ainda no tempo da Willys.
      Quem coordenou os trabalhos foi o Roberto Araújo e foi uma bela história…

  16. geraldo nunes disse:

    Kamarada Gomes, mas a roupa é “style”, ir assim em Interlagos seria um barato…

  17. Batista Lara disse:

    Grande mesmo a semelhança entre ele e o Corcel I. O interessante é que o corcelzinho não é um projeto da Ford. Foi desenvolvido numa parceria da antiga Willys e Renault. Será mera coincidência a semelhança de ambos?

    • Fábio Amparo disse:

      Creio que deve ser compartilhamento de projetos mesmo.

      Naquela época Lee Yacoca não havia escrito seu livro sobre a Chrysler ainda, mas muitos projetos já eram reaproveitados ao redor do mundo.

      Os Renault 12 (primos portenhos do Corcel I) ainda rodam em grande quantidade pela Argentina.

      Aliás, há uma belíssima matéria sobre a história do Corcel I na Revista Classic Show deste mês. Recomendo aos interessados.

      Abraços

    • Diogo disse:

      Não Fábio. O Corcel foi desenvolvido a partir do Renault 12. A Willys havia comprado o projeto francês para desenvolver um novo carro par substituir o Gordini. Quando a Ford comprou a Willys, o projeto veio junto. Como forma de aproveitar, meteram outra casca em cima do Renault e venderam como Corcel. A semelhança entre o Corcel e o Cortina está no estilo.

  18. FES disse:

    Bonito pacacete!!!

    Me lembra o Corcelzinho (que na minha opinião, é o Ford mais bonito de todos).

  19. Blackbird disse:

    Tem um abandonado, perto do aeroporto de Congonhas, no caminho para o restaurante Mister Tango, logo depois de virar no antigo galpão da VASP.

  20. Very disse:

    Cara, eu adorei essa foto.

  21. Raphael disse:

    FG,aqui em Natal tem um Ford Cortina dessa mesma cor,mas é um modelo Mark III,acho que é modelo 74,mais ou menos.E com direito até a volante do lado direito,um charme só!

  22. Rogério Magalhães disse:

    Carrinho simpático, claramente um “irmão mais velho” do Corcel I, de tão parecido… e essa grade dianteira tem um quê daqueles primeiros Opalas…

    Do modelito fashion das pessoas da foto, como diria minha mãe, pelo menos estão “ornando”, hehehehe…

  23. Diogo disse:

    O antecessor do Escort na Europa.

    E aqui vai um excelente texto do Best Cars sobre o Lotus Cortina citado pelo Leo:
    http://www2.uol.com.br/bestcars/ph/117b.htm

  24. Victor disse:

    Tinha muito desses em Portugal

  25. Leo disse:

    Ford Cortina que virou Lotus Cortina.
    Foi desse carro o primeiro motor Ford Kent que a Cosworth preparou, dando início a histórica e vitoriosa parceria Ford-Cosworth.

  26. Moncho disse:

    Nas roupas, a Op Art, dos gloriosos 60′s, pô… Recentemente emulada pela dupla do White Stripes.

    Coisa chic…

  27. Weber disse:

    Tem certeza de que não um ‘Corcelzinho”?? Muito parecido.

  28. Rodrigo Font disse:

    é o CORCEL I….e, o Corcel II, é chupado do VW PASSAT I

  29. Renato Schmeling disse:

    Outro belo carro e de nome bonito, e outro Ford. Ford capri. Inglesinho marrento no rally

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>