MENU

terça-feira, 6 de abril de 2010 - 17:51Legião urbana

LEGIÃO URBANA

SÃO PAULO (e molhada) – Numa tarde cinza, fria, feia, de muita chuva, alegra os olhos ver um Escortinho Hobby impecável nas mãos de uma senhorinha incólume pelas ruas da cidade. Não sei precisar o ano, nem ousaria dizer que é um modelo muito raro. Mas tem cara ser aqueles carrinhos que nunca mudaram de mãos, e que para alguém dirigir, que não seja a dona, só se pagar um sorvete de casquinha para ela. Com cobertura.

107 comentários

  1. Angelo disse:

    Pedro o 1.6 como vc deve saber, vinha com a inscrição 1.6 no logo traseiro que era se não me falha a memória escrito “Escort Hobby 1,6″ com o “hobby” em fonte script (escrita a mão), e esses só existiram em 1993 com a tal faixa cinza na parte inferior lateral, a partir dos modelos 93/94 passou-se a usar o motor 1.0 e pela cor dele, com certeza é 1995. Dizem que esse motor tem o mesmo bloco do 1.6, que passava por algumas modificações para baixar para 1.0 e era fornecido também para os primeiros Gols 1.0 (quadradinhos).

    • Pedro Jungbluth disse:

      O meu é 93, nunca teve o nome “escort” atrás…
      Mas realmente, pelo tipo da cor deve ser 1.nada mesmo.

      O 10 usava o mesmo bloco sim, era um motor razoável, 50 cv com curso e diâmetro menor, e bielas maiores, então era muito liso. Só que incapaz de fazer o carro andar, daí o consumo maior que o 1.6. O motor bom precisa de um carro adequado pra ele.
      Volta e meia vejo anunciado 1.0 como sendo econômico, mas é mentira, o consumo do 1.0 é beeem maior que do 1.6.
      O 1.0 faz 10 km/l na idade e 13km/l na estrada, o 1.6 faz 11km/l e 16km/l, com teste da própria 4 rodas da época, e eu mesmo aferi isso no meu.

  2. Wolf disse:

    Em 96 fui pelo litoral de Sp até Fortaleza -ida e volta- em um Hobby 93 básico (1a fornada). Não deu um defeitinho sequer em 7 mil km.. E olha que na ocasião já tinha mais de 90 mil km rodados!

    O básico sequer tinha retrovisor direito e ajuste do encosto no banco do passageiro- não reclinava- era fixo! Mas tinha odômetro parcial e acabamento em tecido nas portas e laterais…e pneus 155.

    Esse da foto é 95, e completinho (vidros verdes, calotas grandes, limpador e desembaçador traseiro, banco do passageiro reclinável, pneus 175, reloginho digital no teto, radio original, volante do XR3 – isso mesmo, do XR3!, uma GRAÇA!)

    Já o 96 além disso descrito acima, tinha para-choques na cor do carro e podia ter rodas de liga aro 14.

    E tudo isso com acabamento Ford.

  3. Flavio Bragatto disse:

    Este aí é 95. Em 94 o nome “Hobby” era escrito com o Escort antes e o Hobby em “letra de mão”.

    A partir de 95 (até 96) usava só o nome Hobby. Este aí é 1.0, pois o 1.6 fabricou até 94 e havia uma faixa abaixo do friso lateral, parecendo uma tinta fundo cinza fosca.

    Eu tive um 96 1.0 azul perolizado. Lindo… o carro mais bonito que eu já andei (pena que era pelado e com motorzinho de dentista). O acabamento era bom (cinza) e de bom gosto e o volante original era do XR-3 que tinha uma pegada melhor.

    Bom carro! Xôxo, mas bom!

  4. Estevão, de Curitiba disse:

    Na minha cidade, Colombo/PR, tem uns três que vejo todo dia. Inclusive o do meu primo que ainda temas calotinhas originais e é da mesma cor que esse aí da foto.
    Meu irmão também teve um, mas marrom.
    Não é um carro difícil de se encontrar inteirinho, não.
    Abs.

  5. Renan Veronezzi disse:

    Quando minha mãe comprou um desses, prateado e com o motorzinho CHT extremamente fraco, nós fomos direto pra intanhaém. Garanto que o acabamento é melhor que o do Gol da família, ano 2009. Além de ser simpático, esse aí está inteirão mesmo. Agora…sorvete de casquinha????

  6. Rodrigo disse:

    =((( poxa FG, baixou o nível hein… entro no site pra ver raridades e você posta a foto de um escort?????????????? vou começar a procurar outro blog, uhauhauhauha

  7. Fabio Bill Tognolo Aggio disse:

    Quase impecável. Se vê um “ovinho” perto de uma das letras “B” do logo

  8. Aléssio Marinho disse:

    Meu primeiro carro foi um Escort Hobby 1.6 Alcool 1993 prata. Em 1996.
    Em 2005 a vida me levou a comprar outro Hobbynho, só que vermelho. Foi carinhosamente apelidado de “Batom” por um querido amigo. Trabalhávamos juntos e viajamos muito com ele por nosso país. Em 3 anos rodei 130 mil km com ele, e o vendi para um cliente no MT, pois não tinha onde guardá-lo… Arrependimento matasse…
    Fiz longas viagens com ele na Belém-Brasilia, e dei muito “coro” em carro grande com ele nessas viagens.
    Conseguia manter médias de 140/150 Km/h direto nas retas do Tocantins com ele, principalmente nas estaduais.

  9. Carlos Lins disse:

    Eu queria que aqui em BH os carros tbem tivesse placas CAM… ia vender na hora no meu HCL pra ter uma dessas

  10. Raphael disse:

    Tenho um XR3 85 espero que fique novinho igual a esse quando eu for reformar.

    FLAVIO por favor quando publicar uma foto de um auto apague a placa do veículo.

  11. Alfredo Gehre disse:

    Comprei um destes, ano 1995 para minha irmã. Era um bege-champagne, muito bonito mas muito fraco devido ao motor CHT 1000. Eu tinha um GOL 1994 com este mesmo motor. Já era ruim, imaginem o Escort, muito mais pesado…
    mas foi o começo ! Hoje os motores 1000 já chegam quase aos 80 HP. O suficiente para andar numa cidade como São Paulo. ANDAR…?

    • Bianchini disse:

      Desculpe, caro Alfredo, mas sempre tive a sensação do Escort andar melhor que o Gol 1000 com o mesmo motor. Não sei se devido às 3 primeiras marchas bem curtas, se a posição transversal do motor ajudava na “respiração” do motor, o fato é que, andando com os dois carros na mesma subida, o Escort me parecia enfrentar o desafio com maior galhardia.
      Mudando de assunto, o Dodginho vai correr esse fim de semana?

  12. Digo Garcia disse:

    Esses carros tem uma lance interessante: pega -se o motor 1.0 CHT e coloca-se o kit Mahle do CHT 1.6. ele vira praticamente um 1.3, andando mais e bebendo menos.

    é uma ótima solução, visto que o kit custo benefício é bem agradável.

    • Fábio Amparo disse:

      Neste caso, não basta apenas a troca do conjunto Camisa/Pistão/Anel. É necessário ajustar a taxa de compressão, uma vez que o volume da mistura ar/combustível será consideravelmente maior.

      Só assim o desempenho será otimizado corretamente.

      Abs

  13. Saulo Weber disse:

    Esse é 1.0, tenho um 96 prata com parachoque pintado, ele faz 11 na cidade, mas o ruim dele sao as relações de marcha muito curtas, mas dentro da cidade é um carro muito bom em comparção aos carros da epoca, era o unico com disco ventilado na dianteira e tem a suspenção traseira independente, poucos tinham. A retomada dele também era um dos melhores, claro por causa da relação, e tinha um senhor porta malas, em comparação aos 1.0 da epoca.

  14. Eric disse:

    Se não for placa escolhida a CAM é de 1995.

  15. João Vitor disse:

    Que carro,

    sim, um brinde ao melhor design dos anos 80, o lindo Escort. As linhas versáteis que ficaram ótimas no modesto Hobby e no esportivo XR3, com seu estofado especial, volante, rodas, faróis de neblina e todos os adereços esportivos como o famoso aérofólio. Um design moderno e limpo, coisa de gente fina. Trago sempre na memória os antigos XR3 ainda novos andando forte pelas estradas, praticamente absolutos… Meus sonhos de infância, um gol GT 84 e um XR3 da mesma época, quem sabe conversível… Sim Mestre dos Magos, hoje é praticamente impossível encontrar um (mesmo que seja um Hobby dos mais recentes) em estado de 0Km, uma pena e uma injustiça para com aquele carro que ja foi dos mais bonitos, elegantes e esportivos do nosso país, simplesmente saudade.

  16. Aparecido disse:

    Boa noite Flavio, esse Escort é ano 95 pois 93 somente 1.6 e não tinha como opcional limpador e desembaçador trazeiro. Essa cor saiu nos modelos 95 e 96. O 96 os parachoques são da cor do veiculo. É um carro de um tempo que não volta na qual os modelos tinham personalidades e você quando mudava de categoria realmente sentia que tinha mudado, não hoje que com a padronização das plataformas não se diferencia o jeito e a maneira de dirigir e de sentir o carro. Somente sabe-se que mudou de categoria devido ao tamanho. Um abraço e parabêns pelo seu trabalho junto ao automobilismo em geral

  17. Marcos Malfatti disse:

    Muitas saudades do meu XR3 CHT álcool da mesma cor e geração. Melhor carro que tive (considerando que na época eu era um moleque).

    Mas como sabes que a “senhorinha é incólume”?

  18. Bianchini disse:

    Eu não botava fé nos Escort Hobby 1.0 até o belo dia, em 1996, que minha tia comprou um Hobby 1.0 1994. Conhecedor do fato que minha tia só faz manutenção quando o carro dá problema, achei que o carro não teria um futuro muito longo. Ledo engano. O carrinho está na mão dela até hoje, mesmo usando por um tempo razoável o famigerado óleo Lubrax MG-1 (sim, aquele monoviscoso; o dia que descobrí, dei uma bronca na minha tia que ela até assustou e passou a usar óleo decente), o motor só precisou de retífica com cerca de 130 mil km (mesmo com esses maus tratos todos), o carrinho já fez “mudança” de São Paulo para a casa alugada no litoral e vice versa, enfim, é quase um tanquinho de guerra. De quebra, devido a um câmbio melhor escalonado, tem desempenho um pouco melhor que o mais leve Gol 1000 “quadrado”, que usa rigorosamente o mesmo motor. Se eu tivesse que comprar um carro com motor 1.nada para trabalhar, ele seria uma opção.

  19. Odilon Silva Henrique Junior disse:

    Flavio,

    Se me permite lhe chamar assim? Acompanho seu blog há um certo tempo e gostaria de parabenizar vc, seus comentários, suas palavras, principalmente contra a exclusividade de transmissão da F1, a falta de concorrência é uma M. O Brasil é um país todo errado nesse sentido, se espn passasse em canal aberto, melhorariamos bastante! A muito gostaria de escrever e agora fiz esse comentário sem ter a ver com a foto e/ou mensagem do blog. De um abraço ao João e ao Mauro, vcs são D+!

  20. marcio felomeno disse:

    Eu tive um escort Hobby, o meu era um xr3 1.8, belo carro.

  21. JP disse:

    Por aqui na minha cidade, ainda vejo muito desses, conservado.

    E o motorzinho CHT… dispensa comentários. Um dos melhores já fabricados. Mesmo carburado consegue ser mais econômico que muito motor pós-moderno de hoje.

  22. pasquale disse:

    Olhos sensíveis de uma pessoa sensível. Parabéns!

  23. Luiz Felipe disse:

    Pedro,esse aí é 95,o 94 tinha calotas oriundas do Verona e o 96 tinha parachoques na cor do carro e outras calotas.

    • Pedro Jungbluth disse:

      como disse, o meu é 93, tem essas calotas, esse emblem, só que aquela lateral cinza que indica o motor 1.6. Como esse carro aí é cinza, não consigo ver se se a lateral é fosca ou não.
      Mas acho mais provável que seja 95 mesmo…

  24. Joel_RS disse:

    Difícil ver um desses, ainda mais inteiro desse jeito.

    Pegaria um pra enfiar um Duratec nele.

  25. Luiz Felipe disse:

    Papai já teve um desses,exatamente o mesmo modelo,mesmas calotas,só que era azul,foi o primeiro 0Km de casa.Não andava muito,mas tinha um acabamento exemplar,melhor do que o de muitos “pseudos-premium” de hoje.

  26. Corredor X disse:

    O meu pai tem um desse pegou com 15.000 km e agora tah com quase 200.000 km eh meio frouxo na subida por causa do motor 1.0 e a suspensão naum eh das melhores, mas mesmo assim tenho um xodó com esse carro

    Mais um detalhe com essa quilometragem toda não trocou disco de embreagem ainda hahaha.

    Eita carrinho valente !!!

  27. Luis Fernando disse:

    Estava fazendo falta essa parte do blog. Em março, foram só 3, em fevereiro nem teve. Que bom que voltou.

  28. Varlei disse:

    Minha mulher tinha um hobby 94 com 28000 km originais, era dela desde zero, só usava para ir trabalhar, roubaram em Sto André a tres anos atrás,uma pena o carro tinha todos os selos originais de fabrica dava até dó usar ele, até os pneus eram originais.

  29. Pedro Jungbluth disse:

    Ele pode ser 93 tb, lateral cinza (cinza fosco) que não dá pra reconhecer direito, e os modelos 93 tinham o Hobby em vermelho tb. Isso significa que é 1.6, por que 1.0, sinceramente, muito ruim, gastava mais combustível que o 1.6, era barulhento e andava muito pouco.

  30. Pedro Jungbluth disse:

    Eu tenho um Hobby.
    O meu é 1.6, esse aí, apesar de não poder notar direito na foto creio ser 1.0, por não ter as laterais cinzas. Ou seja, é 94-96.
    O meu eu já tenho a muito tempo, está bem judiado, uso pra trabalhar, está batido, usa GNV (o melhor carro do mundo pra GNV é Escort AE 1.6, não aquece, o motor tem torque pra perder e o porta-malas ainda fica com algum espaço), tem cascas de tinta caindo no chão, infiltração, hoje quebrou um coxim do motor, a coisa está feia, está quase no ponto de aposentadoria. Pelo menos mantenho a mecânica e toda parte de segurança 100%, dai falta pra lataria, acabamento, essas coisas.
    Pra andar forte, Escorts são uma temeridade, a suspensão é muito ruim, principalmente pelo desequilíbrio do carro.

  31. Rodrigo Abreu disse:

    pela placa (CAM) é 95 com certeza, tem até o ano na placa…

  32. Ernesto Longhi disse:

    Ah e a família, quando eu morava na casa da Mama, tinha um 95 azul. Fomos para praia; meu coroa na boléia, eu e meu irmão, lá por 97. O véio socou a bota, podamos Tempra 16V, Vectra…

    Segundo o coroa era para “dar uma desengripada” no motor, que só andava na cidade. 120 Km;h na barbada. O foda era quando pegava trânsito e perdia o embalo. Aí o motor 1.0 mostrava sua fraqueza.
    Loucura…

  33. Galvão disse:

    É ruim! Acho que ninguém mete a mão no carro da tia.

  34. Dr Dre disse:

    Muito bonito e aprentemente bem conservado este Escort, embora não seja raro de ser visto outros parecidos rodando por ai em bom estado.
    Falando em Legião Urbana, Brasilia e 50 anos, história legal é desta Brasilia ( carro) da Legião Urbana ( banda ).
    http://www.centercarjf.com.br/entrevistas.aspx?codentrevista=9

  35. Chico Cougo disse:

    Tivemos um igual a este na família. Por DEZ ANOS! Em uma década, o carrinho (que era de segunda mão, literalmente) só teve uma quebra de cabo do velocímetro e um pneu furado. De resto, era completamente original. O ano, 94. A cor, azul. Meu pai o vendeu com certa dor no coração. Estava, na época (2006), com 42 mil km rodados.

    A professora que o comprou até hoje tem ele. Impecável e, segundo ela, “virgem de oficina mecânica”. Um dos melhores Ford já fabricados, com certeza!

  36. chico rigo disse:

    aqui em nova prata RS, temos um carro muito mais raro: CORCEL II HOBBY, lembras??

  37. Jose Mello Jr disse:

    Putz grila Flávio, juro que tenho um medo danado de chegar perto de um Escort. Diz uma lenda urbana que são péssimos motoristas e o risco de colisão é iminente…

  38. Willian disse:

    Querida senhorinha. Se quiser vender seu carro, me ligue que eu pago bem!

  39. Johann disse:

    Com certeza era 95. Tive um só que azul, primeiro carro. Muito bom o carrinho bem econômico mesmo, carburado, gostoso de dirigir e de andar nele.

    Meu pai levou em um mecânico que deu uma geral nele e ficou até mais potente, colocava 6 no carro e chegava a subir as ruas das Perdizes em 3ª sem forçar o bichinho.

    Muitas histórias, baladas, namoros esse carro me lembra. Pena que o imbecil aqui deu PT nele.

    Abraços.

  40. Bruno Abila disse:

    Esse está bem conservadinho mesmo. Tem até os borrachões com os frisos vermelhos.

  41. Fernando D'Angelo disse:

    É um 95 com toda a certeza.

  42. Mario disse:

    Tive um 1993 que comprei em 1995 fiquei com ele até 2000, aí comprei um sapao (escort autolatina) 1995 motor ap 1.8 gli. dos 5 anos que fiquei co o hobby, só precisei trocar os pneus e o escapamento. Nunca me deu problema e me deixou na mão. Tenho saudades desde carrinho, muito confortavel e espaçoso para a categoria.

  43. Ernesto Longhi disse:

    Não está impecável.

    Tem um amassado que salta aos olhos acima da inscrição “Hobby”, mais precisamente acima do segundo “b” e o “y”.

    Desculpe, sou muito detalhista e, antes que tu reponda, chato também.

    • Rapaz… e não é que tem mesmo…

      Que dó pois realmente estão ficando raros carros como este, todo alinhado andando por ai…

      Abraço

    • Ernesto Longhi disse:

      Claro que não tira o charme do autinho…À contraire. Pode até ser um charme a mais, pois conseva a pintura original.

      No extinto museu da ULBRA em Canoas, RS tinha uns 4 ou 5 carros com um ou dois amassadinhos desse tipo. Aí os caras lá disseram que era para conservar a pintura original.

      Sabe, vai acertar a tinta certinha de um Thunderbird 1960, ou de um Rolls Royce 1952. Foda, não?

    • Fulvio Racer disse:

      Ernesto, que idéia fenomenal essa sua: “amassado conserva a pintura original”. Minha porta tem um amassado, mas vai acertar as cores (branco E cinza, o amassado é bem no meio) de um Holden Calais 92 queimado de sol. Vou falar isso pra todo mundo que reclamar do amassado.

      Comprei com este amassado, e faltando um friso, e faltando um pequeno pedaço do painel. Não fui eu, não sei quem foi e já estava assim quando comprei.

    • sérgio castro disse:

      E aí pessoal, vcs já ouviram falar em Martelinho de Ouro???

    • João Vitor disse:

      Pode ser que a dona não tenha consertado com medo de ficar ruim ou tirar a originalidade. Bons funileiros chegam até a não aconselhar o reparo…

  44. Felipe Olivani disse:

    Minha mãe teve um destes, era fantástico, o acabamento digno de nota, apesar de ‘popular’, motor puxava bem e a suspensão, nada muito mole nem dura!

  45. Rafael Vieira disse:

    Vendi meu passado um Escort 98 – Zetec, segundo dono e amigo do primeiro dono. Melhor motor do mundo, pena d Ford ter descontinuado, tanto o motor quanto o carro, que era mto bom. Foi substituido por outro carrão que é o Focus.

  46. Angelo disse:

    Flávio esse Hobby deve ser 1995, pois tive um 94 e quando estava pra comprá-lo ví em uma agência ao lado da que comprei um exatamente como esse, com esse logo e essa cor, era 95… Os modelos 93/94 vinham escritos “Escort Hobby” com o “hobby” Italizado.

    Adorava esse carro, andava bem, e era muito econômico, cheguei a fazer 16kms/l na estrada com ele, sem falar do porta-malas e espaço interno, embora o motor na época não fosse considerado potente, tinha um ótimo torque em baixas rotações o que tornava a condução na cidade razoavelmente confortável. Esse carro que tive há mais de 10 anos está ainda na família da minh ex-mulher, pois vendí para o meu (então) sogro. Abrç.

    • Gustavo Reis disse:

      Partilho dessa sua opinião. o Hobby aqui de casa foi comprado em Setembro 1995. Sempre nosso, tiramos zero da boa e velha Souza Ramos… ta com 302mil km rodados, nunca fizemos retifica de motor, e ele continua fazendo 13km/l na cidade…

  47. Ronald Wolff disse:

    Nao sei na sua cidade, mas aos que me referi, sao todos bem conservados….tanto os da garagem, quanto aos Hobby dos quais me deparo….

  48. Vinicius disse:

    Incomum é ver um desses inteiro. Meu pai tem um apolo 1990 GLS todo original, com 100 mil KM. Não é um carro raro, mas é raro encontrar um desses inteiro.
    Meu primeiro carro foi um Verona 1990 LX 1.6 CHT, todo original, até o rádio ford, isso em 2003.

    Meu Pai sempre diz “Se seu carro não é novo e tem mais de 10 anos, matenha o limpo e conservado. Sujo ele vira carro velho, limpo é carro antigo”

    Hoje ando com um uno 1.6R MPI 1994 (que é mais raro que o verona) porém não anda sempre limpo por falta de tempo.

  49. Artur disse:

    Flavio, boa tarde.

    Como faço pra lhe enviar uma foto que tirei de um GURGEL (não sei dizer o modelo, mas parece um Gordini) novinho, novinho que esteve aqui a minha loja para você dar uma olhada?

    Abração!

  50. Ronald Wolff disse:

    Desculpe, mas parece falta de assunto… esse carro ainda é muito comum, pelo menos aqui em Campinas….só na garagem do meu prédio tem uns 4 velhinhos, como Versailles, Chevette, Uno, Corsas Wind….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>