O SOBREVIVENTE | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

terça-feira, 13 de julho de 2010 - 12:58Gira mondo

O SOBREVIVENTE

SÃO PAULO (corrido, o dia) - Vai “gerar polêmica”, como se diz. Para muita gente, não é algo com que se deva brincar. Mas considerando que o protagonista passou pelo horror do holocausto, por que não refletir sobre, pelo menos, a alegria de viver? A dica foi da espevitada Carolina Mendes.

62 comentários

  1. Artur disse:

    Já tiraram do ar…

  2. Zé-Taubaté disse:

    Chupa, Hitler!!!

  3. Milton disse:

    Muitos podem falar o que quiserem, e achar o que quiserem. Não to aqui para defender nazismo, que aliás, detesto com todas minhas forças. Mas, se o vô foi lá de novo, encarou os locais de peito aberto e com tranquilidade e alegria de estar vivo depois de tudo, quem somos nós para criticar?

    Unica pessoa que eu ouviria, numa situação dessas, seria outro sobrevivente. Ponto.

  4. Z F1 Clássica disse:

    Uma pena q daqui a 50 anos não haverão palestinos a dançar em Gaza.
    Serão todos dizimados, bem antes disso.
    Sob o olhar omisso, complacente, da humanidade (?).
    Abraço ao Sr Gomes.

  5. Não vejo nada de mal, afinal, cada um exorciza seus demônios como bem entender. E a trilha sonora é adequada.

  6. Gerrard disse:

    Muito bom . Daqui 60 anos talvez algum sobrevivente de Gaza dance com seus netos o ” I will survive “

  7. TOM SEM FREIO disse:

    Muito bom o video. Primeiro mostra aos mais jovens, o que foi realmente a segunda guerra, para que aprendam um pouco, porque hoje em dia eles nem tem ideia da coisa. Quanto ao bailarinos e bailarinas, sem comentario, kkkkk. Agora, o senhor que realmente sofreu com tudo isso, merece meu respeito, porque nao deve ser facil voce voltar a um lugar, aonde os caras fizeram de tudo e com todos, qualquer tipo de atrocidade. Eu so imagino ele dançando e pensando : ” SEUS ALEMAES DE MERDA, AQUI ESTOU EU, VIVO, VAO PARA PQP…….”.

  8. Vitor disse:

    Não assisti até o fim. Lamento profundamente pelas milhões de almas que padeceram terrivelmente nesse e em outros campos de concentração, de tortura, e de extermínio. Não censuro a liberdade de quem quiser fazer peças artísticas dessa natureza, mas as repudio. Entendo que ninguém tem o direito de ter ideias de mau gosto relacionados a esses fatos. Guardar um silencioso respeito seria bem melhor.

  9. ChristianS disse:

    Espetacular! Uma lição mesmo!

  10. Andre Decourt disse:

    O Rio de Janeiro até os anos 90 era uma das cidades marcadas nos Atlas do MEC com a estrela de David, que siginificava ser uma das maiores concentrações de judeus na terra. E Copacabana era um bairro judaico, mais precisamente o Bairro Peixoto com 3 sinagogas no entorno. Tive vários vizinhos com números tatuados e ouvi muitas histórias de fuga e sobrevivência à máquina de exterminio facista. O pior que tem gente que fala que isso não existiu, ou o pior é mera manipulação…

  11. Marcos. disse:

    Hitler precisava ver isso.

  12. Jairo Fernando disse:

    Quem sobreviveu àquele horror tem mais é que demonstrar alegria mesmo.

  13. Augusto disse:

    Quanta demagogia… Não há nada de desrespeitoso nisso.

    Nem se não estivesse um sobrevivente no vídeo. Criticar seria pura demagogia.

  14. Ricardo Brito disse:

    Eu não sei o que ter certeza sobre esse assunto. Vejo uma propaganda continuista do “Holocausto” para não se deixar esquecer esse período. Propaganda essa feita pala parte que “ganhou” a guerra, não vejo muita “propaganda” feita pelo outro lado, os perdedores. Os Aliados(USA) foram os únicos que usaram uma Bomba atômica matando milhares de seres também inocentes, não sei o que foi o pior, se é que se pode dizer pior ou melhor. Só tenho certeza que esses fatos deveriam ter servido de ensinamento para todos nós sermos mais fraternos, respeitarmos mais uns aos outros, não discriminar, etc e etc…….. Vemos agora a situação do povo Palestino por exemplo, será que aprenderemos algum dia???

  15. Núcio disse:

    Isso aí, vamos dançar, e que as criancinhas africanas, palestinas, asiáticas, brasileiras, etc, que se explodam (eventualmente a si mesmas). Se só quem passou por isso pode fazer um comentário que seja, e a maioria concorda nisso, então concordemos que o único povo no mundo capaz de saber a dor da bomba atômica é o japonês. Estranho ouvir isso, não? Pois é, a vida é cheia de seus pesos e medidas.

  16. Fabio disse:

    Dança quem quiser, onde quiser, mas pra quem já visitou Auschwitz achei ridiculo, não combina.
    Esses campos a tempos já viraram atrações turisticas, mas são lugares que remetem muito mais a reflexão e reconhecimento aos que foram mortos, e da força dos que conseguiram sair. Alegria não é exatamente o que transmitem.

  17. Expert disse:

    tem gente que nao entendeu que os dancarinos do video sao o sobrevivente do holocausto e seus netos.
    perdoai-lhes pois nao sabem do que falam.

  18. Pantera cor-de-rosa disse:

    E os milhões que não sobreviveram ficam como nessa história? Quando se trata de genocìdio não existem vencedores, alguns sobrevivem, muitos não. Hoje em dia é muito cult fazer piada com as nossas mazelas, dançar em Auchwitz é apagar uma página da história que deveria sempre ser lembrada e lamentada. Até pq Auchwitz não faz parte de um passado negro e amaldiçoado, Auchwitz esta ai, o que é Guantamano? Muito mórbida essa piada sem graça, mórbida e deprimente. Gira mondo, gira…

  19. [...] This post was mentioned on Twitter by Panhoca; Bruno, Rafael Drumond. Rafael Drumond said: ele foi vítima do holocausto, portanto, hoje ele pode brincar. http://colunistas.ig.com.br/flaviogomes/2010/07/13/o-sobrevivente/ [...]

  20. Thiago Azevedo disse:

    Eles podem tranquilamente.
    Que bom que aquele senhor consegue brincar hoje com algo que tenha sido tão dolorido.

    Gerson

    Cara, na medida que existem pessoas que matam outras por diferenças que elas dizem existir, que elas enxergam, isso acaba sendo um problema da humanidade sim!

    E isso ainda acontece. Imagine se você estivesse entre as pessoas que são alvo… Para isso, basta um maluco imaginar uma diferença!

    Esse papo de um povo que não é nosso… É uma das coisas que ajudam a estragar tudo, das maiores besteiras que existe!

    Quem disse que “não estamos nem aí” com quem passa fome?
    Problemas existem e devem ser enfrentados. Mas são muitos. Se não é possível acabar com todos de uma vez, escolha um pra ajudar. Eles, do vídeo, se manifestaram contra o nazismo e indiretamente contra vários outros, como preconceito, intolerância… É uma brincadeira, mas traz o assunto à tona.

    Aliás, se você for descendente de alguém que sobreviveu à alguma guerra saberá o respeito que eles têm pelos alimentos. Para muitas destas pessoas desperdiçar comida é um crime, pois passaram fome. Se a história delas fosse mais difundida, melhor entendida, respeitada, talvez não fôssemos tão indiferentes com quem está nas ruas passando fome.

    Nada como se colocar no lugar dos outros…

  21. Fernando disse:

    nada de mal e eu que sou sobrevivente da era lula?

  22. Gustavo Oliveira disse:

    Só sei que a lourinha é gata demais!

  23. Tohmé disse:

    Belo protesto com muito humor. Requer coragem para estar lá defronto os fornos…

  24. Pedro Jungbluth disse:

    Recomendo aos que acham que o Holoscausto já foi muito discutido ou que acham que ele não ocorreu, ler a revista em quandrinhos “MAUS”, que retrata de forma brilhante não apenas os horrores do extermínio, mas suas consequências por toda a vida.
    Os negadores do Holocausto são tão parciais e cegos que em geral também são nazistas e neo nazistas. Eu mesmo filho de um idiota desses, já estou enjoado com esses papos, ouvi minha vida inteira, e sempre achei asneira de pessoas perversas que se identificaram com a maldade do nazismo.

  25. carlos disse:

    TRABALHO FÁCIL E HONESTO NA INTERNET
    DÁ BOM RENDIMENTO!!!!
    Você já imaginou ganhar até R$ 20.000 em menos de 4 semanas? Acha impossível? Leia este artigo e comemore!!!
    É muito fácil, simples e funciona! o texto é um pouco extenso porque explica detalhadamente, e fazendo tudo conforme está aqui, você vai ganhar dinheiro rapidinho. Pouco tempo atrás eu entrei no programa … estava olhando mensagens na internet, e encontrei um artigo semelhante a este que dizia que eu poderia fazer milhares de reais dentro de semanas com um investimento inicial de R$ 6,00! Assim eu pensei, “Que bobagem”, mas como a maioria de nós , eu sou curioso, e assim eu continuei lendo. Depois de refletir sobre o assunto com alguns amigos meus eu resolvi tentar, cheguei � conclusão, “O que eu tenho a perder Fora R$ 6,00 e seis selos? É um negócio que dá para arriscar. Dentro de 15 dias, fiquei surpreso quando comecei a receber dinheiro pelo banco! Já de início recebi R$ 12,00, pensei, Isso é uma fria.. Já recuperei o dinheiro investido e daí? Mas como outros ganharam R$ 12,00 e foram a mais de R$ 2.700,00, pensei…vou esperar… e percebi que o dinheiro continuou chegando…chegando…chegando…
    Só depende de você!!!
    Siga todas as instruções abaixo. Ao se tornar um membro do programa, você será orientado e receberá informações completas para fazer a divulgação da sua página! Você terá um suporte permanente, com pessoas que irão lhe orientar. Dentro de 15 dias você começará a receber cartas em sua caixa de correspondência! É simplesmente muito fácil de se realizar!
    Vamos revisar agora os motivos que você tem para fazer isso: o custo é de somente seis selos e seis notinhas de 1,00 que você envia para os nomes da lista abaixo pelo banco.
    Essa é uma atividade que você poderá fazer nas suas horas vagas, algo que requer de 1 a 3 dias no máximo, depois é só esperar, que o dinheiro estará a caminho. Depois sente-se e ironicamente dê um passeio até a sua caixa de correspondência, e pegue a sua recompensa!
    ENTÃO, É A SUA VEZ DE GANHAR DINHEIRO! Todos nós temos R$ 6,00 para colocar em tal investimento com retorno realístico de 15 a 25 MIL REAIS entre 3 a 5 semanas! Então deixe a loteria um pouco de lado, coma em casa ao invés de gastar R$ 6,00 comendo fora e utilize esta fortuna neste espantoso sistema de fazer dinheiro! Comece logo a ganhar dinheiro! Então você pergunta: O que eu preciso fazer exatamente para ganhar dinheiro com um investimento mínimo de R$ 6,00?
    Veja a Resposta, ai vamos nós!!! Veja como será feito todo o processo para você começar a ganhar dinheiro em menos de 20 dias.
    OBS: Todas as modificações serão feitas pelo administrador do programa, (da 6ª até a 1ª posição) você só precisará enviar as seis cartas para os participantes da lista logo abaixo e tão brevemente você estará começando o seu novo negócio eletrônico.
    Envie um real para cada uma das pessoas da lista que segue:
    Esta é a lista ATIVA, ou seja, irá mandar o dinheiro para cada uma dessas pessoas que e stão na lista ATIVA abaixo:

    1 WAGNER ROGEIRO DA COSTA – BRADESCO
    C/C – 0023431-1 / AG: 0660-3

    2 VANESSA SOARES STILLO – BANCO REAL
    C/C 5715393 – AG.0282

    3 SONIA ARIAS BENTO DA SILVA- CAIXA ECONOMICA
    C/POUPANCA 0021667-3 –AG. 0354

    4 MARCO ANTONIO PINHEIRO DA SILVA – CAIXA ECONOMICA
    C/POUPANCA 12585-1 – AG. 4169 – 013

    5 CRISTIANO – BRADESCO
    C/C 0002292-6 – AG. 0660-2

    6 REGINA KELLY SANTOS – CAIXA
    C-Poupança 4319-9 – AG 0204 – 013

    – DIVULGAÇÃO: Você receberá instruções e orientações para fazer a divulgação da sua lista, periodicamente passamos aos membros dicas para obter um grande número de visitas e explicamos também os lugares onde elas deverão fazer as suas divulgações. São infinitas as possibilidades de divulgação. A internet no Brasil ganha cerca de 1,2 milhão de usuários por mês e as suas reais possibilidades de obter uma sensacional fonte de renda são enormes. Envie agora mesmo as suas cartas para os seis participantes da lista e entre nesse negócio gigantesco para começar a ganhar muito dinheiro pela internet. Você vai se maravilhar com os benefícios, pode acreditar!
    Este é o passo que mais gosto. APENAS SENTE-SE E APROVEITE A VIDA PORQUE A GRANA ESTARÁ A CAMINHO! Tenha em mente que geralmente apenas uns trocados aparecem nas 2 primeiras semanas, mas a partir da 3ª semana uma TEMPESTADE DE GRANA, vai destruir a sua caixa de correio de tão cheia! e tudo o que você precisará fazer é pegar a grana e tentar não gritar muito alto, quando perceber que FINALMENTE CONSEGUIU ALCANÇAR OS SEUS SONHOS!, e ficou cheio de grana!!! CONFIRA SEU ENDEREÇO!
    FIQUE TRANQÜILO. ISTO É PERFEITAMENTE LEGAL! POR FAVOR, LEMBRE-SE QUE ESTE PROGRAMA PERMANECE PRÓSPERO POR CAUSA DA HONESTIDADE E INTEGRIDADE DOS PARTICIPANTES E AO CUMPRIMENTO DAS INDICAÇÕES DESCRITAS AQUI NESTE SITE.
    NOTA. Guarde todos os nomes e endereços das pessoas que enviarem dinheiro a você, em um computador ou em cópia de caderno. Assim, cada vez que essa mensagem for lida e as suas direções seguidas cuidadosamente, serão reembolsadas 6 sócios pela participação como contribuintes na lista com 1 real. Seu nome subirá na lista a cada remessa, de forma que quando alcançar a 1ª posição você já terá recebido milhares de reais em DINHEIRO VIVO!!! Lembre-se que você investiu R$ 6,00 (R$ 1,00 para cada uma das seis pessoas listadas acima) e cada remessa significa milhares de pessoas com o seu nome em suas listas. Você ficará surpreso com o resultado.
    Envie agora os envelopes e você estará nesse negócio como muitos estão!!!
    IMPORTANTE: Este não é um golpe, não é indecente, não é ilegal, funciona muito nos paises de 1° mundo e foi reportado positivamente pela revista EXAME!

  26. Roberto Fróes disse:

    Não chega não, Gerson, e nunca vai chegar!
    No dia em que eles calarem a boca, aparece logo um Ahmadinejah para dizer que nada disso aconteceu…
    Não estou com isso dizendo que são apenas eles, de jeito algum…
    O que aconteceu na China de Mao, no Camboja do Khmer Rouge, mais recentemente na explodida Iugoslávia, atualmente na Palestina, tudo isso é um horror!
    Mas pensando friamente, nada se comparou nem de perto ao que Hitler fez ao povo judeu! Foram 6 milhões, cara, processados como mortadela…
    Ou você também acha que nada disso ocorreu?

  27. marcelo disse:

    E o que os judeus fazem hoje em dia com os palestinos com a autorização de todo o mundo nao vale nada, eles sao tao sofredores quanto estes que morreram, porem nao sao lembrados pois nao dominam a midia com seus donos de redes de tv´s e spielberg da vida para fazer ser lembrados para a eternidade, senhores o que eles sofreram no passado nao da direito a eles se acharem pelo resto de suas vidas os coitadinhos de plantao, se eles sao odiados desde o inicio dos tempos deve ter algum motivo portanto nao usem isso como um argumento para serem eternos coitadinhos, que so o que sabem e fazer guerra juntamente com seu aliado mor.

  28. Gerson disse:

    O holocausto não é, ou não foi, um problema para humanidade. Foi para os judeus. Foi inesquecivelmente horrível, tá certo. Mas já chega, né? Tem gente morrendo de fome abandonada no meio da rua em São Paulo, famílias com crianças até, e ninguém está nem aí. Só lembram e relembram a morte de um povo que não é o nosso.

    • Julio Rubinstein disse:

      povo é povo, não interessa se é nosso ou não, xará. Sou brasileiro e judeu. Me incomodo com o ser humano ser tratado como lixo, seja em São Paulo, na Palestina, na África ou na América. É questão de humanidade. Não é possivel dizer quem merece mais respeito ou mais atenção. Saudações.

    • Pedro Jungbluth disse:

      Você acabou de resumir um preconceito.
      O Maior crime de Hitler não foi ter exterminado 6 milhões de Judeus, e sim 9 milhões de iguais a ele.
      Sim, Judeus são iguais outras pessoas. Uma nação que na época não tinha território. Lamentar o extermínio de metade de uma população específica é evitar que isso ocorra com outros seres humanos.

      Sobre o vídeo em si, não vi como brincar com o Holocausto, vi apenas um velhinho celebrando a vida. Parabéns à ele.

    • Machado disse:

      Os judeus então não são humanos? rs
      O holocausto talvez seja o símbolo máximo do desrespeito a raça e cultura do ser humano. Não ocorreria holocausto não respeitássemos uns aos outros. Por essas e outras que pessoas morrem abandonadas por aí. Pensamos somente no nosso umbigo. E nunca nos outros.

    • rafael pipoca disse:

      Judeu, cigano, homossexual, etc …
      Ainda li um artigo de um caçador de nazistas que o assustador é pensar que os crimes foram praticados por pessoas comuns, e era normalzinho matar. Foi uma das maiores merdas que o homem comum fez: carne, osso, banha como nós. Êta humanidadezinha miserável.

  29. edú disse:

    Pra quem gosta do Pânico e do CQC é um prato cheio, humor grosseiro, rasteiro e pior de tudo sem graça. O coitado do velhinho deve ter levado uma graninha pra fazer papel de palhaço, legal espevitada!

  30. Elio Pironi disse:

    O FG tem uma fixação por coisas que rendem vergonha alheia, videos com dancinhas escrotas e múscias gays que eu nunca i..

    *PS: Holocausto é máquina de fazer dinheiro pra os judeus de hollywood. Os gulag eram bem piores mas a diferença é que as vítimas nao eram ricas como os judeus

  31. Atenágoras Souza Silva disse:

    Belo vídeo.
    Mas será a vez do povo palestino também, se houver justiça no mundo.
    Nenhum povo ou etnia deveria sofrer o que parte da humanidade sofreu naquela época. Nem judeus, nem palestinos, nem o diabo a quatro.

    Um grande abraço do fundo do meu coração vermelho de outubro de 1917,
    Atenágoras Souza Silva.

    • Julio Rubinstein disse:

      Não aprovo a situação vivida pelos palestinos, mas não há que se fazer comparação com um genocídio e tampouco relacionar qualquer parte dos envolvidos no conflito do Oriente Médio, aos nazistas. Existe sofrimento que poderia ser evitado se houvesse mais tolerância de parte a parte. A mudança de cenário depende de todos os envolvidos e não somente de uma das partes, como ocorre em genocídios. É uma região em guerra onde não existem bandidos e mocinhos. De parte a parte existe um clima bélico e organizado. Curioso que ninguém lembra de outros povos igualmente ou até mais apartados de um ideal de soberania, como os curdos, por exemplo, ou mesmo os refugiados de países africanos… É “legal” falar dos palestinos, soa progressista. Não tenho nada contra qualquer tipo de povo, ao contrário, como judeu vejo-me muito mais semelhanças entre israelenses e palestinos e entre o “meu povo” (curioso, além de judeu, sou brasileiro, paulista, corinthiano roxo, cinéfilo, etc, etc…) e os árabes. Então, antes que digam sobre qualquer suspeição, sou a favor da existencia de um estado palestino, que Jerusalém seja internacionalizada, e todos as medidas que garantam a paz entre povos vizinhos, principalmente a justiça e a tolerância.

  32. Kleber Gabriel disse:

    Já é crime aqui questionar o holocausto ?
    Por via das duvidas é melhor eu ficar quieto !

    • Julio Rubinstein disse:

      “questionar o holocausto”? como assim, meu caro?

      o holocausto para você foi algo questionável??

      Você já se manifestou, agora não se cale.

      O video é autentico e mostra como o ser humano é resiliente e pode se refazer, sobretudo com espiritualidade e bom humor.

      Que lembremos sempre do holocausto e das atrocidades contra os judeus, armênios, bosnios, curdos e tantos outros… Os que ocorreram e os que ainda ocorrem. Para que lembremos que o homem pode ser tão destrutivo e nos protegermos, nós e todos os seres humanos, de tamanho sofrimento.

    • Pedro Jungbluth disse:

      Opa, negadores do Holocausto! Só o que faltava pra baixar mais o nível!

    • Eduardo Morelli disse:

      Não é crime, não. É ignorancia!

    • Janus disse:

      Não é crime, provavelmente.
      Estupidez, certamente.
      Se queria mesmo ficar quieto, perdeu excelente oportunidade.

    • Ernesto Longhi disse:

      Não, não existiu. Foi coisa do (sempre eficiente) marketing do Tio Sam. Deusolivre.

    • Pedro Jungbluth disse:

      provas documentais, fotos, testemunhos… Sobram!
      já a tal teoria de que o Holocausto foi uma farsa, não indica nenhum indício, além do maravilhoso raciocínio neo nazista do “deve ser falso”. Nenhum indício de como construíram campos de concentração falsos, como existem hoje milhões de descendentes de pessoas desaparecidas, nunca houve um testemunho de um juduo dizendo “me mandaram dizer que fugi de Aushwviz” nada assim!
      Um vez conversei com um neo nazista, árduo defensor de Hitler, e perguntei se ele tinha lido o “Mein Kampf”, ele falou que não. Busquei a minha edição e mostrei algumas coisas. Perguntei “concorda que quem escreveu isso tinha dificuldade de raciocínio e problemas psicológicos?’, e ele ficou sem argumento. No dia seguinte veio me dizer “olha só, esse teu livro foi escrito por judeus para difamar, o verdadeiro livro de Hitler foi apagado da história”, etc etc, esses papos imbecis.
      Depois, argumentando que o sistema Nazista “a única arma para evitar a miséria” era uma falácia, ouvi do energúmino o argumento que então ele apoiava o método Nazista para que um dia ele pudesse matar nordestinos na rua sem ser punido! Pra mim neo nazistas são assim, meros playboyzinhos com tesão por psicopatia!

    • Maurício Freitas disse:

      Só não é crime negar o holocausto, porque no Brasil não tem uma quantidade de imbecis suficiente para que seja necessária uma lei neste sentido. E se é para questionar o holocausto, o melhor a fazer é ficar quieto mesmo.
      Daqui a pouco vai ter gente questionando a idade média, a inquisição e vão dizer que Stalin era um bom sujeito.

  33. marcos disse:

    Viver não tem idade. Sobreviver, menos ainda.

  34. Fernando Guzzo disse:

    Muito legal. Sem dúvida, quem passou por este horror tem outra visão da vida, e a encara como uma celebração diária. Que o exemplo sirva para muitos outros.

  35. Maugham Zaze disse:

    Auschwitz não conheci, mas estive em Dachau, realmente só alguém que tenha passado pelas atrocidades para autorizar a felicidade da sobrevivência desta forma. Não permitir que o que aconteceu caia no esquecimento é fundamental, mas manter estes museus dos horrores é para pensar. A inscrição “Arbeit macht frei” (o trabalho liberta) existente nos campos de concentração não libertou ninguém, apenas aprisionou muitas almas. Saudações

  36. regi nat rock disse:

    Claro que pode e que exemplo de superação frente a um horror inenarrável.

    Que os que reclamam até de unha encravada, repensem suas inexpressivas “tragédias” com o exemplo do vovô e de muitos outros que conseguiram dar a volta por cima e recomeçaram com fé na vida.

  37. ALEX B; disse:

    Patetico! A falta de respeito é gigante! Gente, isso não existe! :(

  38. rafael pipoca disse:

    O mundo AINDA vai dar importância e refletir realmente sobre o ocorrido no século passado. Muito triste, muito mesmo …

  39. Rodrigo Oliveira disse:

    ai vai .!..

  40. Bruno disse:

    ha muito tempo nao me emocionava de verdade… hoje foi um dia desses… obrigado pelo video… muito importante a mensagem que ele deixa no final….

  41. CLAUDIO AUN disse:

    AOS SOBREVIVENTES MEU RESPEITO.
    AOS QUE SUCUMBIRAM AS ATROCIDADES DO NAZISMO MINHA INDIGNAÇÃO.

  42. Maurício Freitas disse:

    Alguns podem malhar, mas eu achei até legal. Não há nada melhor do que tripudiar a morte e somente quem sobreviveu a tão intensa barbárie pode ter a real dimensão do que isto significa.
    Se pensarmos bem, no filme “A vida é bela”, Roberto Begnini, faz a mesma coisa de forma diferente, ou seja, ri da desgraça, o que é a melhor forma de enfrentá-la.
    Muitas lições devem ficar de uma página tão negra da história, mas já se passou tempo suficiente para começar a encarar os fatos de uma forma mais leve. Passar a vida apenas chorando não é saudável.
    Apenas para ilustrar, o pai e os tios de um grande amigo meu, todos judeus, foram para um campo de concentração. Quando lá entraram, o mais novo tinha apenas 6 anos e o mais velho 14. Foi uma triste, mas comovente história em que o mais velho dedicou-se em tempo integral a assegurar a integridade dos irmãos mais novos, tendo várias vezes, de forma sorrateira e esperta, tirado-os da fila do banho, que na verdade os levava para a câmara de gás. Esses 4 irmãos sobreviveram, mesmo às custas de se esconder nos escrementos das latrinas, vieram para o Brasil, se estabeleceram e acabaram por abrir uma indústria, onde prosperaram.
    O pai deste meu amigo tinha o braço tatuado com números do campo de concentração e era muito pequeno devido à desnutrição que sofreu na infância, quando sofreu imensamente, até porque os pais foram mortos pelos nazistas. Mesmo assim, era uma pessoa alegre, que via o mundo como se ele fosse cor-de-rosa. Tudo para ele era alegria, tinha imensa felicidade, sorria para todos e era extremamente gentil. Tinha a convicção que depois de tudo o que passou, tudo na vida era lucro.
    Era pequeno, magro, falava baixo e sempre calmo, mas para mim foi a maior e mais bela pessoa que conheci.
    Chamava-se Samuel Tabacnik e deixou muitas saudades quando faleceu ano passado.

  43. Eduardo Morelli disse:

    Ele pode. E que bom que alguém com essa história consiga ser feliz dessa forma. Mas só ele e quem passou pela mesma tragédia.

    Que outros não se sintam à vontade para, mesmo que com boas intenções, vir a desrespeitar a dor de pessoas que passaram por tragédias semelhantes.

    Que todos possam achar a alegria da vida como este vovô.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>