VARIG, VARIG, VARIG | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

sexta-feira, 20 de agosto de 2010 - 18:03Nas asas

VARIG, VARIG, VARIG

SÃO PAULO (tchau, estrela) – A Justiça do Rio determinou hoje a falência da velha Varig. Que, até onde vai meu poder de compreensão, é a empresa original, que na negociação com a GOL ficou meio morta, operada por não sei quem. A GOL ficou com o nome, algumas rotas, algumas aeronaves, talvez. A parte boa. Ainda se pode voar de Varig por aí, mas evidentemente não é mais aquela.

Embora tenha sido fundamental no processo de foder a Panair, a Varig se tornou uma empresa querida de seus usuários. Eu, no começo de carreira, era “Repórter Varig” na “Folha”. Só voava Varig e um selinho saía junto dos meus textos com a rosa dos ventos.

Ainda tenho garfos, facas, cobertores e nécessaires (ah, esses acentos em francês… será que acertei?) da Varig. E lembro, sim, de frequentar suas lojas no exterior para ler jornais brasileiros de dois ou três dias antes. Eu gostava da Varig.

Aí no alto tem dois dos comerciais mais clássicos da companhia. E selecionei quatro links para matar a saudade, na listinha aí embaixo.

- Comercial dos 60 anos
- Comercial dos 78 anos, um dos últimos, muito bonito
- Homenagem em fotos
- Despedida do Electra no “Jornal Nacional”

Todo mundo aqui deve ter uma história vivida num avião da Varig. Contem. O maior patrimônio de uma companhia aérea são as histórias de vida que seus aviões carregaram.

39 comentários

  1. Ricardo Caldieraro disse:

    Alguém sabe onde posso comprar o livro “Varig, a eterna pioneira”?

  2. Marcia Moura disse:

    E uma pena que o sonho acabou, meu primeiro voo foi para Portugual foi lindo de maisss!!! meu esposo que foi funcionario Ednaldo M.F de Moura, temos lindas recordações. Só lamentamos!!!!!

  3. Eduardo Cl disse:

    Caramba! Mauro Salles estava no ultimo voo do Electra

  4. Vinicius disse:

    Ainda criança nos anos 80, morando perto do Galeão e filho de ex-aeroviário da Cruzeiro, às vezes visitava o aeroporto nas noites de sábado com meu pai e babava com aqueles aviões todos… dizia que queria trabalhar na VARIG quando crescesse. Cresci acompanhando a história da empresa e, mesmo sem ter parentes por lá (fator quase que indispensável pra se trabalhar na empresa), realizei meu sonho e fui trabalhar lá. Pena que já era no final da sua vida, seus últimos 4 anos voando. Mas foram os melhores e mais apaixonantes que pude viver, uma escola excepcional, fonte de amigos que convivem comigo até hoje, uma grande família. Viramos um exército de voluntários trabalhando sem salário nos últimos quatro meses. Quando veio a demissão em massa, no final de julho de 2006, não senti tanto porque, ainda ali, me sentia, mais uma vez, “voluntário” a favor da sobrevida da empresa. Busquei sobrevivência, continuo na aviação, já passei por outras duas empresas. Mas confesso que, agora, a notícia da falência definitiva doeu muitíssimo mais do que aquela demissão em massa, mais que os quatro meses sem salário e mais que os sei lá quantos mil de calote rescisório que levamos. Fica, enfim, um gosto amargo de um suor que foi em vão. Um suor que, no final, não salvou a empresa da morte.

  5. MARCOS ANDRÉ RJ disse:

    Falando em história…A primeira vez que andei de avião…foi pela Varig.

    Trabalhei para um executivo espanhol….que também só viajava de Varig

  6. Meu primeiro voo foi na Varig. No final dela na verdade: março de 2002. A aéromoça me derrubou um copo de suco de laranja. Lei para casa os talheres, o cobertor e o travesseiro… pobre é foda hehehehe

    Abraço,

    Fernando
    http://twitter.com/mafiadoapito
    http://www.mafiadoapito.com.br/

  7. Rodrigo Mota disse:

    mais um nome que vai ao chão no Brasil…

    diga-se de passagem. a VARIG fez uma sacanagem com a PANAIR DO BRASIL incentivada pelo governo militar, depois fez a mesma coisa com a CRUZEIRO DO SUL. parece que agora as duas finadas finalmente comemoram uma “vigança?”

    existe uma lenda que no dia em que a Cruzeiro do Sul Linhas Aéreas oficialmente deixou de existir um grupo de Pilotos se reuniu em uma igreja e jogou uma maldição na Varig desejando a ela o mesmo fim que teve a Cruzeiro, ou seja, agonizaria, seria comprada por uma rival e com o tempo teria seu nome e imagem esquecidos…

    Variguiano ou não sempre tem Comandante chato, isso não é exclusividade de Cmte ex-Varig, assim como existe muito ex “Vaspeano” chato, mas sempre existem grandes pessoas. Muitos Variguianos ou Vaspeanos são super gente boa e por incrivel que pareça tem uma mania estranha de falar por horas do B737-200, parece que amam o 737-200…

    Seja como for, junta-se a VASP, TRANS-BRASIL, TABA, PARAENSE, RIO-SUL, NORDESTE, HELISUL, AEROVIAS REAL, PANAIR DO BRASIL e inúmeras outras.

    Será que teremos outra cia aérea brasileira “gigante” de novo? tomara que sim…

  8. Paulo F. disse:

    A falência da Varig é sinal da política ( ou falta da mesma ) para o setor aeroespacial. O mercado não resolve tudo. Transbrasil, Vasp estão hoje no mesmo balaio. Amanhão Gol, Tam e quem sabe mais. Fora do Brasil as cia são ciosamente cuidadas e defendidas , veja o caso da Swiss. Saudades de quando o passageiro era tratado como gente e não apenas um número.
    Fazem falta Helio Schmidt, Rolin, e finalmente falta vontade com o setor! Ufa!

  9. Eduardo Azeredo disse:

    A parte que dava lucro da Varig, os vôos comerciais, foram desmembrados da fundação Rubem Berta e hoje tem o nome de VRG Linhas Aéreas, mas de fato pertence à Gol. Eu até o mês passado acompanhava os processos de importações deles e o volume de peças trazidas pra Guarulhos é considerável.

    Os outros serviços da Varig, creio eu, são os que estão incluidos neste processo de falência.

  10. Newton Fabio Farias disse:

    Archimedes Messina, que era amigo de meu falecido pai, está aqui:

    http://jovempan.uol.com.br/videos/entrevista-com-archimedes-messina-33522,1,0

  11. Marcelo disse:

    Se nao me falha a memoria, ainda e utilizado um desses para passeios aereos aqui em Porto Alegre, no aeroclube de belem novo, desculpem-me se estiver enganado.

  12. Ricardo Dias disse:

    “Estrela brasileira no céu azul, iluminando de norte a sul… ”

    Recomendo à todos o livro “Varig – Eterna Pioneira” do Gianfranco Beting.

    Para que todos saibam realmente o que aconteceu com a Pioneira.

    Pode ser encontrado aqui: http://www.jetsite.com.br/loja/

    VARIG, VARIG, VARIG!

  13. Flavio disse:

    Meu primeiro voo, foi em um Electra que ia para o RJ.
    Foi muito engraçado, sentei na potrona que ficava ao lado de um dos motores, e qdo. o piloto acelerou na cabeçeira da pista para decolar, o porra do motor que eu estava olhando, simplesmente parou….não precisa dizer que eu c… de medo, e tivemos q trocar de aeronave.
    Depois fui e voltei muito bem do RJ. Era um baita de um avião bonito.
    Umas das coisas q ajudou a fuder a VARIG, foi a tal Fundação Rubem Berta la no RGS, tinha 500 mil neguinho ganhando umas putas aposentadorias…
    Ai não tem quem aguente mesmo…
    Ai v em essa Gol, TAM , com um serviço de bordo que é uma m….., avioes super lotados, atrasados, e pronto, ficam ai prestando um descerviço a sociedade.
    Essa infelizmente é a realidade de quem precisa e depende destas empresas.

  14. Ricardo Cunha disse:

    Flávio:

    Para todos apreciarem, o Museu Aeroespacial, no Campo dos Afonsos – Rio de Janeiro, tem em seu acervo o primeiro Lockheed Electra II da VARIG, o PP-VJM.

    Ricardo Cunha

  15. É impressão minha ou aos 42, 43 segundos do comercial de 78 anos aparece uma ainda desconhecida Juliana Paes?

  16. Leonardo disse:

    Minha primeira viagem foi de Varig, na lua de mel em 1999.
    Nunca vou esquecer porque meu casamento foi quase um daqueles quadros “retrato falado” do Fantástico. Mesmo com 1 ano de planejamento, na hora H deu tanta coisa errada, um stress total, terminando com eu e minha esposa quase perdendo o voo pra Natal, pela Varig, no aeroporto de Guarulhos, porque ambos caimos em sono profundo no saguão do aeroporto. Não precisa nem dizer que na noite anterior festamos tanto que não rolou nada…Marisco mesmo só lá em Natal…rsrsrs

  17. Sidnei Vasconcellos disse:

    Quando os governantes fogem de suas resposabilidades fundamentais, devem sair da vida pública,pois envergonharam os cargos( não defenderam a VARIG como outras nações fizeram com suas companhias) fornecidados pelo voto do povo . Li essa frase e achei muito certo o que o autor escreveu.

  18. eugenio coelho disse:

    o meu primeiro voo foi em grande estilo!!!
    foi sao paulo rio de electra ll
    um classico!!!
    tenho do de quem voa hoje,tem ate que pagar por lanche e refri.. naquele tempo dependendo do voo tinha ate 3 refeicoes!!isso voo nacional,viajava todo ano de porto velho ate sao paulo ou de varig ou de cruzeiro.. saudades daquela epoca!!
    abraco a todos!!

  19. Camilo disse:

    Não sobre a VARIG, mas sobre o tema, estava vendo umas coisas parecidas ontem e encontrei isso>> http://pt.wikipedia.org/wiki/Boeing_737-200_PP-SMA o 1º 737-200 brasileiro, que serviu à Vasp por 35 anos! http://www.youtube.com/watch?v=TtkypYB_nwM&p=973856CF7330C4F8&playnext=1&index=55

  20. moacir disse:

    A varig caiu diante da incompetência (pra dizer o mínimo) de sua administração. E olha que os governos ajudaram e muito a companhia, mas eles nunca se preocuparam muito com a gestão. Deu no que deu.

    É uma m, porque era bom voar nos Boeings dela!

  21. Cabra disse:

    Se a minha memória não falha, quem canta o jingle do primeiro comercial é a Rosa Miyaki, aquela que há muitos anos apresentava o Japan Pop Show, na TV Gazeta.

  22. Takeshi disse:

    Vim ao Brasil em Julho 1986 de Boeing 747 (Jumbo) do Japão para o Brasil de Varig, e sempre que vejo a rosa dos ventos da Varig tenho saudosas lembranças… “Estrela brasileira do céu azul… iluminando de norte a sul……” Triste fim de uma grandíssima empresa.

  23. Carmem Spínola disse:

    Minha primeira viagem de avião, indo com a família inteira para São Paulo e Rio de Janeiro. Era dezembro de 1981 e eu tinha 7 anos. Depois de 20 dias de férias, voltei com uma baita gripe e tive febre durante o voo. A atenção que as aeromoças deram à minha mãe foi supreendente. Ainda hoje tenho o cobertor de lã com a estrelinha da Varig que me envolveu nas quatro horas de voo entre São Paulo e Natal. Ah, e os chocolatinhos servidos a bordo? Inesquecíveis! Outros tempos, outros tempos que não voltam mais…

    Abraços!

  24. Jorge Diehl disse:

    Meu pai começou a trabalhar na Varig na década de 50, e foi um dos primeiros funcionários da empresa. Até hoje é chamado de “Oswaldo da Varig” pelos amigos mais antigos. A Varig fez parte de toda a minha infância…Varig, Varig, Varig!!

  25. Thiago Sabino disse:

    PQP, varias crases erradas….merda de corretor da apple…. Cu.

  26. Thiago Sabino disse:

    Pois é!

    Foi a pá de cal mesmo.

    Que descanse em pá,em que pese todas as sacanagens feitas com a Panair, ainda assim é praticamente uma religião gaúcha, defendida com unhas e dentes pela pilotada gaudéria.

    Entre nós pilotos, variguiano é sinônimo de cara chato, arrogante, que adorava pisar em co-piloto, e que sempre se achou o ultimo biscoito do pacote.

    Mas , ainda vem, sempre tinham as exceções, e tenho grandes amigos variguianos da época do DC-3, Avro, Electra, entre outros….pessoas admiráveis, voaram até Boeing 747, e não sucumbiram á arrogância.

    Voltando á vaca fria: sua historia , é , de certo modo, parte da historia da aviação comercial brasileira, formadora de excelentes pilotos, e com nível de segurança de voo impecável.

    Descanse em paz, no mesmo jazigo que jaz a Panair….

  27. Betão disse:

    Minha primeira viagem aérea foi pela Varig, de CGH para BSB. Foi em 82. Acho que era um 737. Ganhei os talheres, uma bandeijinha e aquele kit que tinha pente, pasta de dentes, etc.

  28. Léo Engelmann disse:

    Archimedes Messina é o responsável pela viagem ao redor do mundo na propaganda da Varig.

    Para produzir cada comercial, primeiro dos estados brasileiros, a Varig fez uma proposta ao publicitário: a de viajar pelos estados, pela Varig, para conhecer um pouco de cada estado e, a partir daí, criar os jingles.

    O tiro foi tão certeiro que, algum tempo mais tarde, a Varig publicou no rádio e na TV uma série de propagandas sobre o mundo – duas dessas estão no vídeo que você postou. Assinada por Archimedes Messina. E viajando pelos países para conhecer um pouco de cada e criar os jingles.

    Curiosamente, Archimedes embolsou hoje, do Senor Abravanel, 1 milhão e 400 mil reais por violação de direito autoral.

    Sim. “Silvio Santos vem aí” também é de Messina. “Café Seleto” também.

    Tempos áureos da publicidade no rádio e na TV.

  29. Eu, com apenas doze anos, tenho história com a Varig, sim! Em 1999, com um aninho, fiz minha única viagem pela companhia, quando fui para Foz do Iguaçú visitar minha família. Lembro que minha mãe sempre me diz que eu tive dor de ouvido com os barulhos da turbina, hehe…

  30. Rafael Klein disse:

    Meu primeiro vôo foi pela Varig….
    2000, com 14 anos, Guarulhos – Porto Alegre

  31. Não é exatamente uma história, é mais uma curiosidade. Quando morei em Portugal, minha ex-mulher precisou vir ao Rio de Janeiro para fazer uma cirurgia e marcamos passagem para a manhã do dia 1º de janeiro, no vôo Porto-Lisboa-Rio-SP em um Jumbo . A curiosidade é que, em todo o enorme avião, nós dois éramos os únicos passageiros. Um vôo particular sobre o Atlântico num Boeing 747! Abraço e parabéns pela iniciativa.
    Renato

  32. Nunca viajei de Varig, mas temos grande admiração pela companhia que cresceu tanto.
    A unica história é de quando fazia meu curso técnico (Mecânica), fomos conhecer a manutenção da vasp. Entramos na pista do aeroporto e tinha um avião da Varig. Enorme! Olhei para o trem de pouso e vi que, os pneus tinham o mesmo bico inflador da minha moto. Tenho as tampinhas até hoje!

  33. Vinicius Goncalves disse:

    Mais uma q daremos adeus. Varig se juntando a Transbrasil e VASP. Eh uma pena…

  34. Massao disse:

    Boa tarde, Flávio.Morei e trabalhei no Japão por vinte anos.
    A primeira vez que viajei para lá foi de Varig.
    Excelente serviço de bordo, aeromoças e comissários atenciosos, comida boa…tudo de bom.
    A última viagem que fiz foi de Emirates e todos meus amigos dizem que é a melhor.Não chega nem aos pés do que era a Varig…era…

  35. Bruno Abila disse:

    Flavio, nota 10000 pra esse post.

    Era bom ter uma empresa brasileira tão querida e tão importante.

    Você ficou sabendo que a TAM foi comprada pela LAN Chile né? Pois é, acho que a era das grandes companias brasileiras acabou junto com a Varig.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>