FOTO DO DIA | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quarta-feira, 15 de setembro de 2010 - 0:12Foto do dia

FOTO DO DIA

Do acervo de Humberto Corradi, March de Alex Dias Ribeiro em 1977. Detalhe para o encosto do banco. O máximo.

21 comentários

  1. Bruno Wenson disse:

    Mancha Negra virou piloto?… O Mickey deve ser o companheiro de Equipe. Ou o João Bafo de Onça.

  2. Winston disse:

    E o patrocinio da Hollywood na asa traseira?
    Tiranram os patrocinios de cigaros da F1, ela ficou mais feia (lembram o Lotus JPS?), mais pobre, e hoje a mulecada se perde no crac.

  3. Jose Carlos disse:

    (historinha) acho que em 1982, éra Consultor Técnico de Conc. Ford, atendi um “caréquinha” com uma Belina e ao abrir o porta luvas para pegar o manual do carro, cairam alguns livros, olhei e o título “Mais que um vencedor” por Alex Dias Ribeiro, comentei com o “caréquinha”: “ué! o Alex agora deu para escrever??” o “caréquinha” me perguntou: gosta de corridas de automóveis? respondi: claro, nasci próx. à Interlagos, ai o cara pegou um dos livros, colocou uma dedicatória e autografou, caraca, eu não sabia onde enfiar a cara, o “caréquinha” éra o Alex, é que na última vez que o tinha visto em Interlagos ele éra cabeludo (anos 70)
    tenho este livro guardado até hoje.

  4. GERALDO CASSELLI JÚNIOR disse:

    “Mais que vencedor” – tenho a 1ª edição guardada comigo até hoje !!! O cara deu nó nas curvas de Nürburgring em 1978 , mais de 22 km por volta !!! Na boa , nada contra alta tecnologia mas….. gostaria ver alguém fazer isso hoje , só no “feeling” !!!

  5. Will disse:

    Breve comentário: naquela época, na equipe March, acho que era a única figura que sorria para ele! hehehe!

  6. rubem rodriguez gonzalez disse:

    O carro era uma merda, mas como era bonito!!!!!!!!!!!! diga-se de passagem os mais belos carros de todos os tempos são da segunda metade dos anos 70, a categoria era bonita, as corridas eram bonitas, havia mais amor e menos grana. A turma acampava uma semana antes para assistir esses cara que apesar do pouco aparato tecnológico pareciam seres de outro mundo, e eram mesmo. Invariavelmente a temporada terminava com uma duas viúvas…… nNão tenho saudade das mortes, era o lado perverso da categoria, mas parece que com a segurança quase ilimitada veio atrelada a essa boiolice toda que vemos hoje em dia…… personal trainner, personal stlyst, acessor de imprensa, fisioterapeuta, acessor do acessor de imprensa, contratos de direito de imagem até para o cagalhão que foi depositado em uma privada…..
    Tudo é grana, grana e mais grana, o cara não têm aonde empurrar mais dinheiro, mas mesmo assim quer mais e mais, só pensa naquilo. é capaz de vender a mãe por um contrato melhor, não existe mais tradição e nem amor as cores, foi tudo tingido de verde pelos dolares que correm frouxos.
    Dinheiro sempre fez falte e ter algum sobrando é bom demais, mas existem limites físicos , éticos e morais. o cara passa a ser um escravo da grana e passa a ter uma vida de merda, só correndo atrás de mais grana quie nem ele sabe pra quê. Aí o cara fica depressivo , enterra a cara nas drogas, passa a dar a bunda porque todas as sensações que o dinheiro poderia dar ele já possui e quer algo a mais, triste fim está reservado para essa nossa geração corta – e – cola, bem mais fraquinha e sem graça que a geração coca-cola.

  7. Fernando Carvalho disse:

    E salve a Rastro(Aparicio Basílio da Silva ) que apoiou diversos pilotos na época ….
    Os bloguei ross lembram de outros patrocinadores , fora do eixo automotivo na época, apoiando pilotos brasileiros no exterior ? Tinhamos a Kibon., Sadia, Pedigão; Brastemp ;Arisco;….

  8. Ricardo Bigliazzi disse:

    Ele é bem legal… e ele me proporcionou uma das minhas maiores alegrias dentro das pistas.

    Em uma das 500 Milhas da Granja Viana tive o prazer de fazer uma ultrapassagem sobre ele. Nós que somos amadores praticamente não conseguimos ultrapassar os pilotos mais do que graduados, e quando isso acontece não há como não registrar o fato.

    Acho que foi um dos momentos mais marcantes de minha amadora carreira… por uma fração de segundo pude me sentir como um piloto de verdade.

    Guardadas as devidas proporções, deve ser o mesmo sentimento de alegria que a garotada da F-1 atual sente ao ultrapassar o Schumacher.

    abraços

    Imperador

  9. Peter disse:

    Quando a pessoa faz o que gosta, tudo fica mais divertido. Mesmo em ambientes “com regras”.

  10. Ricardinho disse:

    Realmente o banco é o máximo. Dos tempos em que a F1 não era essa coisa fria de hoje, onde parece que os menbros de equipes parecem robos!

  11. Teo disse:

    Eu gostava do desodorante Rastro….ainda tem?

  12. Alexandre M disse:

    O Alex é realmente a figura mais diferente que passou pela F1, história de vida incrivel.

  13. Danilo Candido disse:

    Hoje em dia, desenhar uma caricatura assim no encosto de um F1 exigiria um contrato de no mínimo 150 páginas…
    Essa categoria “desencanada” dos anos 70 era muito mais divertida !

  14. Flavio Bragatto disse:

    Então foi ele quem inventou a carinha :-)

  15. RCRG72 disse:

    E os pilotos da de hoje em dia, em sua grande maioria, são mesmo uns bonecos perante as politicagens e jogos de interesse.

  16. Mauro José Santana Júnior disse:

    Outros tempos…

  17. Roberto Martinez disse:

    Esse carro era uma “cadeira elétrica”

  18. Orlando Salomone disse:

    O Alex é uma figura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>