MONZA | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

sexta-feira, 10 de setembro de 2010 - 0:46F-1

MONZA

SÃO PAULO (outra era) – Hoje, dia 10, faz 49 anos que morreu Wolfgang Von Trips na Parabólica, em Monza. Sua Ferrari foi tocada pela Lotus de Jim Clark na segunda volta e voou sobre os espectadores. Onze morreram na hora. Mais quatro no hospital. Von Trips era um ídolo em seu país. Há quem diga que foi melhor que Schumacher, o melhor dos alemães na F-1. Também nesta semana, mais um aniversário de morte em Monza: em 1970, o austríaco (na verdade alemão nascido em Mainz, de pais austríacos) Jochen Rindt bateu na Parabólica e não resistiu aos ferimentos. Foi o primeiro e único campeão póstumo da história.

Monza matou muita gente.

76 comentários

  1. Juninho Queluz disse:

    Von Trips, Rindt, Ronnie Peterson, e outros tantos………
    Pergunta:
    Se tais acidentes ocorressem em nossa pobre república de
    bananas?

  2. Clauke disse:

    No livro “A História de Jim Clark” de Bill Gavin, Bill conta “…Ao contrário da maioria das curvas existentes nos autódromos do mundo, a curva Parabólica, permite traçados de vários tipos devido à sua assimetria. Portanto, nela não existe realmente, o célebre direito de tomada certa, ou seja, numa curva à direita, o traçado certo é vir pala esquerda, tendo o piloto nesse traçado, o direito de tomar antes a curva …quando Von Trips se aproximava da Parabólica, vinha pelo lado direito da pista e Clark achando aque ele usaria um traçado mais fechado, colocou-se do lado esquerdo. Repentinamente, entretanto, Von Trips desviou para a esquerda, como se fosse tomar a curva do modo tradicional, o que ocasionou uma batida do nariz da Lotus nas rodas traseiras da Ferrari; logo em seguida os dois carros derraparam, Clark indo para o lado da grama e Von Trips para o alto do paredão, protegido por guard-rail, depois do qual estavam postados vários espectadores… que morreram instântaneamente assim como Von Trips, que foi colhido pela Ferrari que voltava para o meio da pista. Segundo Jim, Von Trips deve ter se esquecido ou mesmo não ter visto a Lotus atrás, concentrando-se apenas em alcançar as Ferraris vanguardeiras…” (Onde se lê “paredão” leia-se barranco mesmo). Clark não quis fazer comentários depois do acidente até sua morte para não prejudicar a imagem do amigo morto. Fazendo isso, Jim carregou uma cruz durante pelo menos uns três anos depois do acidente.

  3. Ronaldo Brahmeiro disse:

    Várzea total!!!! O que são aqueles espectadores ali na beira da pista???

    O que estou achando estranho são os comentários da maioria aqui… “esses pilotos ganham muito bem pra isso mesmo, tem que se ferrar mesmo, é esporte de risco, etc, etc…”. Pô, o pessoal avaliza essa várzea dos anos 50 a 70! Tudo bem enaltecer os pilotos dessa época, concordo plenamente, mas criticar a segurança atual??? Ok, vários dos circuitos novos não proporcionam emoção, mas a culpa não é da segurança, a culpa é do traçado. A não ser que vcs queiram ver sangue mesmo e que isso seja o espetáculo…

    Sobre o acidente do Von Trips, sempre ouvi falar que o Clark era tido como culpado, que isso, que aquilo… Por essas imagens, o Clark não teve culpa nenhuma, o Von Trips é que parece que esqueceu de olhar o retrovisor…

  4. Luis disse:

    É como o Nelsinho Piquet e o Bruce Willis: a Alemanha é um país que não reconhece a cidadania alemã por nascer ali.

  5. petrafan disse:

    (off-topic)
    FG, estava procurando informações sobre Monza e me deparei com uma boa foto histórica para o Cars and Girls:

    http://i904.photobucket.com/albums/ac244/Albertiyu/saarinen.jpg

  6. maria dalva disse:

    Também morreu Ronnie Peterson em Monza, meu ídolo da fórmula 1. O acidente foi no dia 10 de setembro de 1978 e ele faleceu na madrugada do dia 11.

  7. Ricardo Bigliazzi disse:

    Por isso que não me canso de dizer que o Emerson foi o maior Piloto Brasileiro na F-1… mesmo no inicio da decada de 70 a F-1 era um negocio para valentes… muito velocidade e muito risco.

    Dá dó de ver o corpo do Von Trips estendido no chão… impressiona o sujeito tentar pegar o corpo pelos braços (moidos) do piloto… podem reparar que ele não consegue uma boa “pegada”.

    Cenas impressionantes.

    Segue o jogo… e não se iludam meus Amigos… a F-1 ainda continua bem perigosa… e mais dia… menos dia a sorte não estará presente no autodromo… a mesma sorte que acompanho o Kubica no Canada.

    Imperador

  8. sem falar que ainda usavam o antigo traçado com o oval que ainda há em monza…sem falar que o título do Rindt veio com a 1ª vitória do Emerson em Waltkis Glan…

  9. Um cara pra ser melhor que o Schumacher tem primeiro que ganhar oito títulos mundiais.

    • Ricardo Silva disse:

      Ja parou para pensar que o Prost pode nao ter ganho 6 ou 7 titulos porque nao teve privilegio de primeiro piloto na Mclaren mesmo sendo bicampeao mundial pela equipe.
      Senna chegou na Mclaren e o Prost era o recordista de vitoria e bicampeao mundial. Ele perdeu dois titulos com o Senna como piloto da Mclaren na qual ele podia pedir tratamento de primeiro piloto. Seriam faceis mais dois ou tres titulos e mais vitorias. 6 ou 7 titulos em fim.
      Assim que se faz um Schumacher, com privilegios de primeiro piloto que muitos campeoes como Prost e Piquet nao tiveram.

  10. petrafan disse:

    hoje, no Globo Futebol (também conhecido como Globo Esporte), nos 30 segundos dedicados à F1:
    “Massa escapou em uma curva.”

    trata-se da lendária Curva Parabolica.

Deixe uma resposta para Ronaldo Brahmeiro Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>