BI, 20 | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quinta-feira, 21 de outubro de 2010 - 12:19F-1

BI, 20

SÃO PAULO (sim, já) – Hoje faz 20 anos que Ayrton Senna conquistou seu bicampeonato mundial. Uma das conquistas mais discutidas da história, já que aconteceu em poucos metros depois da largada do GP do Japão. Irritado com o que considerou uma injustiça, a manutenção do pole no lado mais sujo da pista, Senna bateu de propósito em Prost, da Ferrari, que havia largado melhor. Acabou o Mundial na primeira curva em Suzuka.

Muita gente justifica o ato por ter sido Senna “injustiçado” no ano anterior, na mesma pista, quando Prost fechou a porta para o brasileiro para evitar uma ultrapassagem. Houve a batida, Alain abandonou, Ayrton foi empurrado pelos fiscais, cortou a chicane, trocou o bico, voltou e ganhou. Mas foi desclassificado. Portanto, se vingou e tal.

Eu sempre achei que Senna não precisava ter feito o que fez. Foi perigoso e desleal. De qualquer forma, não foi o único título mundial conquistado na base da porrada. Schumacher fez isso com Hill em 1994, apenas para ficar em exemplo recente. E tentou o mesmo contra Villeneuve em 1997 — não deu certo.

Enfim, já faz 20 anos. É isso.

101 comentários

  1. edu disse:

    devia criar a seçao dick vigarista dos esportes

  2. Luciano Martinelli disse:

    Fui a favor de Senna, ele não podia ser sempre o bonzinho, tem que botar prá quebrar mesmo, mostrar que tem raça. E acho bom o Felipe Massa começar a mostrar os dentes e ser mais impetuoso, vejam o que faz o Alonso.

  3. Guzz disse:

    Esta corrida íamos assistir em um telão em um bar, momentos antes da largada tive que fazer algo de moto, não me recordo o que, devo ter voltado já na segunda volta, mas quando passei em frente ao bar o pessoal já comemorava na rua com algumas bandeiras.

  4. marcão disse:

    Se é desleal ou não, não sei, nem quero entrar no mérito.

    Não foi o primeiro nem o ultimo cara a ser campeão dessa forma!

    Agora que foi legal de ver foi!

    É preciso muita coragem ou ser doente pra fazer coisas desse tipo!

    Deu certo aquela vez, pra nós foi mais um titulo.
    E, se a pancada não tirasse o Prost?
    Acho que a história seria bem diferente, como sempre…

    Mas era o “Becão”, então tinha que dar certo!

  5. Tiago S. (@tslovac) disse:

    Diria que o professor ensinou bem.

  6. raoni disse:

    Senna no Brasil é como Maradona na Argentina sempre vai ser o melhor mesmo fazendo gol com a mão e sendo pior que o Pelé…

    E o Schumi não é Brasileiro logo é bandido, ele não joga mais sujo que o Senna jogava… E já tomou também quando David Coulthard tirou o Schumi propositalmente da prova para o Mika Hakkinen ser campeão…

    Em 88 o Prost fez mais pontos que Senna mas o regulamento eliminava o pior resultado de cada piloto assim Senna passa Prost e ganha o titulo…
    O Senna sempre foi um grande piloto mas essa de deus e bom moço é coisa dos “filhos de Galvão”

    E pra quem fala que Senna e Schumi não se enfrentaram lembram de SPA + chuva em 92 campeonato do qual Senna termina 4° e Schumi em 3°… Sem comentar 94 antes da morte de Senna.

    Mas falar pra Brasileiro q Senna não é o melhor de todos os tempos é a mesma coisa que falar para um cristão que Jesus não é o messias…

  7. Thiago Azevedo disse:

    Posso estar errado, mas a informação que tenho é que a mudança da posição da pole teria sido feita depois que ele tinha conquistado. Antes disso teria sido combinado que o pole largaria do local limpo. Se isso for verdade, a coisa muda de figura.
    Mudar as regras dessa forma é sacanagem e eu não deixo de dar razão ao Ayrton. Alguém aqui sabe se isso é verdade?

    • Flavio Gomes disse:

      Isso não aconteceu.

    • Mário Salustiano disse:

      caro Thiago a informação não procede, o pole nessa pista em todos os anos anteriores a essa prova largaram no mesmo lado “sujo” ,Senna sabedor disso fez alarde para mudar o lado do pole e o Balestre não concordou, na epoca inclusive ele nem estava presente na pista pois estava em Paris doente, analisando hoje fica fácil criticar o que Senna fez, mas como ele mesmo falou tempos depois ele ainda não havia engolido o que ocrrera em 89 e partiu como ele mesmo falou para dar o troco, acho que ele não teria precisado disso que ganharia na pista, mas como falei hoje fica fácil criticar

    • Thiago Azevedo disse:

      É, daí não tem justificativa.

  8. Eder Casagrande disse:

    Não é correto? Pode ser… Ambos erraram nesses 2 anos.

    Porém… (Há sempre um porém…)

    Oque no meu humilde ponto de vista deve ser levado em conta é o seguinte:

    Ambos tiveram “saco” para jogar sujo quando necessário, assim como Schumacher…

    Já os Rubinhos e Massas da vida não são assim… Abrem pasagem por contrato… Ou seja abrem mão de terem opinião forte dentro da equipe.

    Senna em 90 e Prost em 89, buscaram a vitória. Dane-se o resto.

  9. MBC disse:

    Hilário o Senna querer MANDAR no regulamento e exigir a mudança da posição do pole, a posição do pole é pintada com tinta no chão, não existe essa história que querer mudar a posição, isso nunca existiu em 60 anos de Formula 1! O problema é que Senna era muito ruim de largada, é comum ver no tube ele largando mal saindo da pole, pior em Suzuka, em 88 ele largou mal, em 89 aconteceu o mesmo e se repitiu em 90!

    Não é só o pole que larga do lado sujo e ninguém fica com choradeira, além disso raramente o piloto perde a posição largando do lado sujo, o Senna era muito cheio de frescuras, quando não teve carro bom choramingou ameaçando sair da Formula 1(curioso é que nessa época um certo alemão ainda novato trabalhava duro no carro sem reclamar, sem chorar que os outros tinham carro melhor) para o Senna o mundo estava errado e ele sempre o certo, mas sabe como é, nasceu em berço de ouro, filhinho de papai, sempre teve tudo do seu jeito…

    Quando a briga dele com Prost na Mclaren, a culpa é totalmente do Senna, na temporada de 1988 tudo estava normal, Senna e Prost até faziam de conta que eram “amigos”, até chegar ao GP de IMO de 89, aí todos sabem o que ocorreu, Senna JOGOU MUITO SUJO e não cumpriu um acordo de homem pra homem com Prost, ganhou a corrida na TRAPAÇA, irritado Prost declarou guerra. O “troco” de Prost veio no GP do Japão em 89 jogando o carro em cima de Senna, Prost deve ter pensado:

    “Vc fica com a vitória de Imola TRAÍRA, e eu com o título aqui no JPN!”

    O que me surpreendeu foi que Senna ficou todo irritadinho por ser desclassificado no JPN/89. Oras, ele fez uma péssima temporada em 89,cometeu erros bizarros o ano todo, Prost deu um banho de regularidade e mereceu o título, o melhor piloto no ano foi o campeão(deveria ter sido assim em 88, mas os descartes falaram mais alto). O Senna tinha essas manias de querer tirar em sarro da cara dos rivais como fez em IMO, mas depois só levava a pior. Com Piquet quis dar uma esnobada no Tricampeão dizendo que sumiu por uns tempos para dar mais espaço ao Piquet na mídia. Piquet devolveu:

    “Perguntam pra ele porque ele não gosta de mulher, não é normal um rapaz na idade dele andar sozinho pelos boxes sem mulher!!!”

    Muito antes, entre 85 e 87 Senna vivia jogando o carro em cima do Mansell, por 3 vezes o inglês foi parar no guard rail, mas Mansell jurou vingança e chamou a mídia: “Vai ter o troco, me aguardem…” Demorou, mas a vingança de Mansell veio no GP de POR 89, já desclassificado por bandeira preta e vendo Senna a sua frente, Mansell não se intimidou e pensou: “é hoje Senna”, Mansell sabia que Senna lutava desesperadamente com Prost no campeonato, e nessa corrida Senna estava a frente do francês. Mansell foi com tudo para passar Senna e não deu outra, os dois abandonaram e Prost herdou uma posição a mais na corrida, Senna ficou com 0 pontos. Mansel foi o culpado do acidente, mas Senna foi muito BURRO em comprar a briga com o inglês e esquecer do campeonato, hilário que até o Galvão criticou a postura do Senna no ocorrido. Senna sem duvidas esta entre os grandes, mas dizer que ele foi o melhor chega ser hilário, ele sempre dependeu de um grande carro para ser campeão, nunca começou por baixo até o título. Isso na era moderna da Formula 1(a partir de 84) só aconteceu com Lauda/Piquet/Prost/Schumacher e até Alonso que começou por baixo na Renault em 2003! Não é a toa que Schumacher, Fangio e Prost estão no pódio entre os 3 melhores da Formula 1, todos eles tinham o lado técnico e cerebral, raramente jogavam resultado fora…

    No pódio:
    1)Schumacher – Veloz no seco e na chuva, arrojado, cerebral, muito técnico desenvolvia equipamento, organizava e dava estabilidade a equipe.
    2)Fangio – Veloz no seco, na chuva(???) e cerebral(na sua época piloto não desenvolvia carros, teve a vida facilitada)
    3)Prost – Veloz no seco, mas na chuva dava raiva, cerebral(deu até aula para o Senna em 88/89), muito técnico desenvolvia equipamento, organizava e dava estabilidade a equipe.

    4)Senna – Veloz no seco e na chuva, arrojado, mas muito AFOBADO jogou um monte de vitórias fora!

    Claro que se for colocar o marketing junto o Senna ganha de goleada, de “boca” ou por eleição é fácil ser o melhor, mas vejo isso mais a título moral! Schumacher,Fangio e Prost nunca precisaram da mídia ao lado para chegar ao sucesso, muito menos de narrador puxa saco ludibriando o povo! Com Schumacher,Fangio e Prost tudo foi conquistado de fato e de direito na pista…nada foi a título moral.

    • Roberto disse:

      Ou você não sabe nada de automobilismo ou sabe e não gosta de narrar os fatos como aconteceram.
      Prefiro acreditar na segunda opção.

      Tudo que você falou, você modificou.
      Então a credibilidade de seus argumentos ficou prejudicada.

      ÍMOLA
      Você ficou maluco? Quem largou em primeiro foi o Senna.
      O acordo é que não haveria ultrapassagens na primeira curva após a largada.

      SUZUKA
      Naquele ano, meu caro, o asfalto foi refeito e a posição do grid foi modificada pelo presidente da FIA Balestre.
      Isso foi noticiado. Parce-me que você esqueceu esse fato.

      O resto não dá nem para argumaentar.

      Fica claro o rancor.
      Que você manifeste suas preferências pessoais é legítimo.
      Agora, deturpar os fatos para justificar a sua preferência, pode parar por aí.

      Roberto.

      PS: Quem é MBC?

    • RCRG72 disse:

      Você é um FANBOYOLA!

      Acho que pelo seu estilo de escrever você já usou muitos nomes por aqui. Sempre narrando “os fatos”.

    • Leo disse:

      Como que largar no lado sujo não causa desvantagem para o piloto? Já ouviu falar em tração? Atrito dos pneus com a pista?

      Durante um bom tempo, antes da entrada do controle de tração, os pilotos preferiam até mesmo largar na terceira posição, e não na segunda, para tracionar melhor na largada e pular na frente.

      Viajou bonito…

  10. hendris disse:

    Um amigo meu, Marcio Arruda, escreveu um texto perfeito sobre o campeonato de 90
    Jornal do Brasil

    http://www.jblog.com.br/formula1.php?itemid=24139#nucleus_cf

  11. Maurício MV. disse:

    Dia das Viúvas!!!

  12. Moy disse:

    Relaxa gente … ele falou que escolheu até o melhor local e momento: largada, com carros ainda ganhando velocidade e naquela curva com uma área de escape generosa …

    Corridas são corridas. E vice-versa.

  13. Celso Guzella disse:

    Aproveitando o gancho, no youtube tem um documentário feito
    pelo Top Gear que o apresentador apesar de ingles acaba se dobrando ao gênio do brasileiro.

    http://www.youtube.com/watch?v=ys9FGXULASo

    http://www.youtube.com/watch?v=DNHcFXjCviE&feature=related

  14. RCRG72 disse:

    Acho o seguinte:

    Prost atiçou Senna em 1989 e Senna, que metia o carro em qualquer brecha, tentou a ultrapassagem. Prost aproveitou e em uma manobra tão bem feita bloqueou o carro de Senna. Faltavem umas vintes voltas para o final? Acho q

    • RCRG72 disse:

      Acho que era isso, umas vinte voltas. Prost não queria o Senna embutido na traseira dele tentando ultrapassá-lo. Resolveu de forma bem mansinha, sem solavancos.

      Senna usou o fato de uma reclamação até legítima, mas que não justificava sua atitude.

      Se Prost foi covarde evitando uma disputa em 1989, Senna também foi. Porque tinha toda uma corrida pela frente para tentar fazer as coisas do jeito certo. E ao invés disso escolheu uma batida que colocava até mesmo em risco a integridade física dos dois.

      Acho ridículos os fanboys. Aproveitam o assunto Senna para tentar livrar a cara do Schumacher.

      Ele também foi anti-desportivo algumas vezes. E o problema é esse mesmo. Quando alguém vem colocar defeito nestas atitudes, é chamado de falso moralista ou hipócrita.

      Mas hipócritas são os que usam os defeitos de um para justificar os do outro. Para continuarem babando ovo de piloto.
      Gosto de corridas e não torço ferrenhamente para ninguém já faz tempo.

      Sobre ordens de equipe, acho que merece vencer quem consegue por esforço, quem leva de mão beijada não é tão foda assim. E até mesmo o jogo de equipe não se justifica pois os pontos que a equipe leva não são afetados com a troca.

      Gostaria que viessem à tona todos os jogos de equipe entre Schumacher e Barrichello. Não que eu ache que Barrichello seja melhor do que parece. Mas porque Schumacher defendeu o jogo de equipe desde que seja feito com jeitinho sem niguém perceber. E lembro de algumas poucas vezes em que Barrichello estava na frente e de repente ia perdendo velocidade até a troca ser feita sem muito esforço por parte de Schumacher.

      Pena que não dá para colocar 20 e poucas equipes no grid. Porque aí eu gostaria de ver 1 carro por equipe. Aí sim, equipe e pilotos seriam mesmo fodas.

      Em relação a batida de Hamilton em Webber. Isso mesmo de Hamilton em Webber.

      Hamilton não teve em nenhum momento mais do que meio carro de vantagem. Isso dava em Webber a impressão que ele poderia manter sua linha, de dentro, e manter sua posição. Hamilton foi confiante demais. Ou porque achava que tinha colocado mais carro do que realmente tinha a frente de Webber, ou por ter substimado Webber e achado que ele recolheria para não bater. Isso foi acidente de corrida. Não venham comparar isso com o acidente que Senna deliberadamente provocou para fazer vingança contra a covardia de Prost no ano anterior..

  15. Jose Medeiros disse:

    Gostei da tese contra o Senna . Isso só mostra o quanto ele foi melhor que os outros. Jogou sujo sim e avisou antes. Jogaria de novo. Foi errado, mas é a vida. aqui se faz aqui se paga. Interessante é que o mesmo Alain (um dos maiores pilotos de todos os tempos) em 1981 reclamou da posição do pole e foi atendido. MBC tenho um conhecido que é [otimo psiquiatra. Ele atende a muitos torcedores do Piquet que tem pesadelos com o Senna. Se quiser indico. No mais. Leia mais sobre auto mobilismo e respire fundo conte até trÊS pq em tudo vc vai ler que o Senna foi o maior. E olha que nem concordo com isso. Gostei dos dois titulos do Senna( KKKKKKKK). E o se…..é fantástico. GO Lewis

  16. Clavius disse:

    Ontem vi uma materia sobre um livro que um jornalista (santista por incrivel que pareca) fez desmestificando o Pele. Acho que voce deveria e tem muita informacao pra fazer o mesmo com o Senna, apesar de voce nao ser Sennista, rsrsrs.

  17. GERALDO CASSELLI JÚNIOR disse:

    A imagem mais clara que tenho daquele momento , é meu pai se levantando do sofá e voltando pra cama !!!!

  18. Geraldo disse:

    Deste campeonato, me lembro de uma ou outra coisa … foi neste ano que o Prost rodou na volta de apresentação (chovia aos cântaros) ??? Nesta última corrida, eu acho que gravei a corrida e assisti depois (sem saber o resultado) ou assisti ao vivo mesmo (não me lembro mais) … não lembro nem quem ganhou a corrida … mas lembro do acidente , pois dá para perceber que o Sena não esboça “virar” o volante na curva … como eu sempre digo aos amigos: nenhum piloto multicampeão de F1 é santo … todos, sem exceção, mataram, matam ou matarão “pai e mãe” rumo à vitória … basta ver a história … agora, isso não tira os méritos do Sena, que foi um excepcional piloto e está presente em qualquer lista Top 5, fácil, fácil, fácil, fácil ….

  19. Rafael Chinini disse:

    se for avaliar como brasileiro, aquele patriotismo barato, todo dirão “mandou bem Senna, é isso ai”.
    mas que foi errado foi. mas como deu tudo “certo” no final, da aquela impressão de que foi justo. 1×1.
    Se alguém tivesse morrido, acho que estaríamos falando de outra história hoje.
    Senna não era santo mesmo. e estou pra ver algum campeão que foi santo.

  20. mario disse:

    Acho que o Senna era muito rápido, mas no fundo era um idiota. Ele nunca foi um sportsman. Era obcecado e irritante. O mesmo vale para o Schumacher. Outro imbecil. Ganhou sete títulos e nunca foi um sportsman.

  21. João disse:

    Jogou sujo………..pode dar a desculpa que for mas jogou sujo sim. Nem vou entrar no mérito da questão, acho até que eu no lugar dele faria igual, só acho sacanagem pintar o alemão (Schumacher) como diabo por causa de fechadas e quando se fala nas coisas que o Senna fez dizer “ah, mas também, o que fizeram com o coitadinho o campeonato inteiro”. Ou alguém aqui esqueceu que o Schumacher em 94 foi punido, desclassificado, tudo para o Hill chegar com chances no final. Para mim pareceu a mesma coisa. Com razão ou não, ambos fizeram igual.

    • RCRG72 disse:

      Em 94 foi o filtro de gasolina que a Benetton não utilizava. Para tornar o reabastecimento dos seus carros mais rápidos. Neste caso, não se pode dizer que Schumacher teve culpa, afinal ele não mandava na equipe, era o Briatore. Talvez nem soubesse da retirada deste filtro, mas, enfim, ele estava na equipe, e bem ou mal foi beneficiado com a mutreta.

  22. MBC disse:

    Falaram da “espremida” do Schumacher no Rubens, mas o alemão disse que em nenhum momento quis provocar um acidente, se quisesse era só terminar de “espremer” Rubens na parede, meteram o pau no alemão, mas e essa PATIFARIA que o Senna fez em 90? Ele jogou o carro intencionalmente a mais de 200 Km/h sem se preocupar se alguém ia sair ferido, e ainda saiu como herói, barbaridade…se quisesse jogar o Prost fora da pista que fizesse na mesma chicane de baixa velocidade como Prost fez em 89. Piquet disse que os títulos de 89/90/94 não valeram absolutamente nada, muitos concordam, então ficamos assim:

    Schumacher 6 títulos
    Fangio 5 títulos
    Prost 3 títulos
    Piquet 3 títulos
    Lauda 3 títulos
    Brabham 3 títulos
    Stewart 3 títulos

    Senna 2 títulos

    Essa sujeira do Senna em Suzuka 90 foi apenas uma entre várias que ocorreram, mas isso não foi nada perto das várias PATIFARIAS que aconteceu fora da pista: Senna agrediu fisicamente muita gente, entre eles um piloto argentino em categoria de base, na Formula 1 saiu no tapa com De Angelis, Mansell, Irvine. Senna também foi brigar com Schumacher no box da Benetton, os dois trocaram uns empurrões e a coisa parou nisso. Fez inimizade com Prost, Piquet e Mansell, brigou até com a FIA, certa vez arrumou confusão até com Hakkinen(assim como De Angelis) pessoa conhecida pela educação e elegância! No box da Mclaren vexame total, inacreditável, Senna pegou um mecânico da Mclaren pelo colarinho, também deu murro na cara de jornalista! Certa vez ignorou outra jornalista, mas o que deixou ela revoltada foi que minutos depois Senna estava abrindo sorriso ao ser entrevistado pela Globo! Senna foi baixo pra caramba ao tentar fuder o emprego do R.Leme na Globo, fora outras barbaridades que o Senna fez, entre elas dirigir perigosamente nas estradas do México brincando de carrinho bate-bate com o Galvão. Lembrando destas coisas eu fico perplexo de ver como é que alguém pode considerar Senna como modelo de comportamento. Enfim, Senna investiu muito em marketing, a mídia é capaz de tudo. Como piloto Senna não foi essa perfeição que dizem, errava muito na pista e chegou e ser considerado piloto AFOBADO, jogou várias vitórias fora, nunca começou com um carro em baixa e foi campeão, ficou 3 anos na Lotus e pouca coisa mudou, se ficasse na Lotus em 88/89/90 nunca seria campeão, o mesmo ia acontecer se ficasse na Mclaren em 94/95/96/97. Conseguiu seus títulos em época que “ouro” da Mclaren graças ao Prost que deu estabilidade a equipe entre 84 e 89, quando saiu, a equipe caiu muito de nível técnico! Falam do Schumacher, mas o alemão sabia desenvolver equipamento, começou por baixo na Benetton e Ferrari, na pista chegou a um nível onde raramente errava, nunca foi piloto de jogar resultado fora, sempre deu estabilidade as equipes que correu(lembrando que Senna sempre foi primeiro piloto na equipe(tirando 88/89), assim ocorreu em: 84/85/86/87/90/91/92/93/94, mas sempre metem o pau no alemão pela mesma razão), na Ferrari Schumacher deu estabilidade a equipe por 11 anos, até quando a equipe “caiu” em 2005 por causa do regulamento, no ano seguinte Schumacher já disputava o título vencendo por 7 vezes(Kimi nunca seria campeão em 07 sem essa ajuda do alemão, ele deixou a equipe no topo, Kimi não gostava de desenvolver carros). Senna era fraco em desenvolver equipamentos, por isso sempre se recusou a correr pela Ferrari. Senna só sentava no carro e pilotava, nunca foi capaz de organizar uma equipe até o título, na Lotus quando viu que não seria campeão caiu fora para correr com a melhor equipe da época, a Mclaren que dominava os anos 80, o mesmo ocorreu quando foi correr na Williams que ganhava tudo em 92 e 93! Dentro da pista Schumacher e Senna sempre jogaram pesado, o termo “Dick Vigarista” serve para os dois, mas em termos de comportamento fora da pista Schumacher dá de 10 X 0 no Senna, o alemão nunca precisou dar murro em ninguém… e se teve agressão não tem meio termo, perdeu a razão! Questionam os títulos do Schumacher, mas Senna foi campeão em 88 graças ao regulamento de descartes(na pista Prost foi muito melhor em 88, e muito mais em 89), em 90 Senna foi Bicampeão jogando Prost pra fora da pista. E por fim, em 91 pegou uma Williams que só quebrava e tinha o trapalhão do Mansell, Senna também tinha Berger que era um CAPACHO assumido, quantas vezes na pista Berger tinha carro melhor que Senna e se recusava a disputar posição? E ainda querem falar das ordens da Ferrari, quanta hipocrisía…

  23. Leo disse:

    Também acho que ele poderia ter evitado o ocorrido, e ter ganho na pista. Mas também é muito fácil analisar o episódio 20 anos depois, sabendo de todos os desdobramentos que teve e dar um pitaco sentado no sofá.

    Só o cara que tá lá com a bunda no cockpit, sob pressão, é que pode entender uma situação como essa, ainda mais depois do lamentável ocorrido de 89.

    Fair Play é muito bonitinho no mundo dos sonhos. No mundo real, o buraco é mais embaixo…

    • Marcog disse:

      A questão é, ele mesmo sabia que não teria carro pra ganhar a corrida. Por mais rápido que fosse lá, ele só conseguiu a pole naquele ano porque:

      1 – Ele tinha aquela coisa de tirar tempo de dentro da cueca quando era preciso
      2 – Prost não era o mais rápido dos pilotos em treinos de classificação.

      Mas, na corrida, seria bem diferente.

    • Leo disse:

      Seria diferente sim, largando no lado sujo, toda a vantagem da pole foi descartada.

  24. DBJ disse:

    É mais feio deixar passar do que ter feito isso…

  25. DURVAL PEREIRA disse:

    ..Prost tinha o melhor carro?eu hein!
    Quanto à batida eu faria a mesma coisa, e não tiraria o capacete como ele não tirou, vai que o narigudo viesse pra porrada, foi m e t i c u l o s o.

  26. Bruno Maia disse:

    Grande Flávio,
    sei que você não gosta do status de herói, mito e tudo mais que envolve a imagem do Senna. E nesse ponto concordo com você. Mas achoq ue isso acaba influenciando nos seus textos quando o assunto é Senna. A impressão que me passa é que você sempre quer minimizar os feitos. Não concordo quando vc diz “quando Prost fechou a porta para o brasileiro para evitar uma ultrapassagem.” Não é verdade. Jogou o carro em cima sim, assim como o Senna jogou no ano seguinte. Olho por olho, dente por dente. Nem perco meu tempo julgando os dois. So estando na pele deles para falar. O fato é que são duas decisões históricas que ainda dão muito oq ue falar.

  27. Roberto Martinez disse:

    Não precisava, mas Prosst mereceu devido ao ocorrido em 1989
    O melhor dessa corrida foi a vitória de Piquet, com Moreno em segundo…

  28. Thiago Barbosa disse:

    Como o tempo passa e a gente não percebe.

  29. Otavio Neto disse:

    Se foi correto ou não, não cabe a mim julgar, mas a minha reação instantanea foi igual à do Kirk. “Chuuupa frances !!!!”
    Foi muito bom, E lá se vão 20 anos.

  30. Sam disse:

    Primeiro que até na batida o Senna foi mais competente que o Prost. Dividiu a curva, não afinou, óbvio, e o Prost, que tinha tudo a perder, fechou a porta. Alguém aí reduziria a velocidade? Fora a palhaçada de deixar a pole no lado sujo da pista, algo que hoje nem se imagina. Eduardo Correa definiu genialmente essa questão: “esporte é um retrato da vida. Se você tomar uma porrada, vai devolver”. Todo mundo é assim, Senna não começou a briga, e quando teve a oportunidade, devolveu a porrada (de maneira muito mais competente, sem virar volante, etc, apenas dividindo a curva agressivamente como muita gente faz, olha o webber x Hamilton em Cingapura). Todo mundo faria igual. Hipócrita quem fala ao contrário. Aposto que o Sr. Gomes, se um dia perdesse um título por uma fechada/acidente com seu Lada, e depois pudesse descontar, faria o mesmo sem pensar duas vezes.

    • RCRG72 disse:

      No ano anterior faltavam algumas voltas para Senna preparar melhor uma ultrapassagem. Acho que Prost foi malandro ao provocar Senna, sabendo que ele entrava em qualquer brecha, ao bloquear o carro de Senna. Batida mansinha com precisão cirúrgica. Sem riscos para ninguém.

      A batida que Senna provocou foi completamente estúpida. Tinha a corrida inteira pela frente.

      Se ele alcançou Prost em 1989, e tinham carros iguais, porque não pensar que ele teria condições para vencer Prost no braço em 1990? Vingança ainda é coisa feia?

  31. Ubaldir Jr. disse:

    Webber fez algo bem parecido com Hamilton em Singapura, e Galvão e cia ltda se apressaram em destorçar o inglês. Quanto ao lance do Senna em Suzuka, em 89 ele foi punido injustamente. Em 90 ele não foi punido injustamente. Lei da compensação, ora pois. Se ele precisava ter feito aquilo, nem ele mesmo sabe. As decisões tomadas em fração de segundos nem sempre são as mais acertadas.

  32. Mauro Batera disse:

    Uma imagem desta corrida que sempre vem na minha memória , é a tomada aérea das duas Benetton lado a lado comemorando a vitória.

    Que Saudades!!!!!!!!!!

  33. marcos disse:

    que Deus o tenha…mas era um grande sujeirão…

  34. Homer disse:

    É isso?!
    Só isso?
    Ê medo de pachecar, hein?

  35. Ivo Aoki disse:

    Gosto dos posts sobre o Senna. Nos comentários, daqui a pouco, alguém vai vir com “ui que saudade eterna desse herói das manhãs de domingo”.

  36. Arlei Vieira disse:

    Engraçado isso……….analisar este fato 20 anos depois, e sem se deixar levar pelo ufanismo da pachecada e pelos comentarios das viuvas.
    O Schumacher até hoje é crucificado e tido como um sujeito sujo e desleal pelas duas decisões de titulo que tentou resolver “na porrada”. O Senna é endeusado, mesmo tendo feito isso que tbem concordo, foi um ato desnecessário e que não condiz com sua atitude de grande desportista……

    Agora, decisão “na porrada” mesmo foi o Emerson na sua primeira INDY 500 …………ali sim, foi jogo duro sem sacanagem, nem atitude antidesportiva, mas sim BRAÇO, RAÇA………..

  37. Kirk disse:

    Nunca fui fa do Senna, era (e muito) fa do Piquet, mas achava o Senna um baita piloto, fora de serie, o respeitava muito pelo seu talento e garra.
    Quando vi o “acidente” de 1989 fiquei muito decepcionado com Prost porque pra mim (e isso varia de pessoa pra pessoa) ele bateu de proposito. Pra mim, jogou o carro pra cima do Senna, foi sujo, desleal, nao precisava ter feito aquilo. Depois da batida veio aquela recuperacao em Suzuka, achei que o Senna merecia ganhar o titulo de 1989. Ate Balestre melar a historia da F1…
    Quando em 1990 o Senna foi e bateu no Prost – fiz algo que nao sou muito de fazer, grite pra TV em alto e bom som “toma seu FDP!” e ri muito da cara de bunda do Prost. Depois voltei a assistir a corrida e vibrei mais ainda com a dobradinha brasileira de Piquet e Moreno. Resultado sensacional na madrugada, fui dormir feliz da vida.

  38. Valmir Passos disse:

    Bem, o que ele fez não foi correto. Assim como o que Prost fez não foi correto. Muito menos o que o Balestre fez naquele ano, alterando o lugar de largada do pole para o lado sujo da pista. Clara armação. Mas enfim, não foi a primeira e nem será a última

  39. AS disse:

    Voltou pro box caminhando de capacete… estava com medo que o Prost lhe desse uma capacetada na cabeça… hahuaahuahuhauaa.

  40. Paulo Coimbra' disse:

    Flávio, “Eu sempre achei que Senna não precisava ter feito o que fez. Foi perigoso e desleal. De qualquer forma, não foi o único título mundial conquistado na base da porrada.”….
    Assim como as maracutaias de Alonso, Briatore, Ballestre, Schumacher, Braw, Todt, Montezemollo,…Hitler e CIA (I)limitada… Várias histórias, milhões de pontos de vista, concorda? Por que sempre(!) crucificar Senna?

    • Felipe Barreto disse:

      Crucificação só no cérebro de ervilha das viúvas. É apenas confirmar o óbvio. Senna foi tão dick vigarista como Schumacher,Alonso e tantos outros pilotos de primeira classe que não levavam desaforo pra casa. Quando é brasileiro,o cara é fodão,corajoso,porra loca. Quando é alemão ou espanhol,vira ladrão,trapasseiro…faz-me-rir…rs

    • Daniel disse:

      O fato é que desde Piquet principalmente e Senna, nenhum Brasileiro mais venceu o campeonato, porque eles aprenderam com as malandragens dos brasileiros acima, e privilegiam os pilotos europeus, geralmente…

      Brasileiro só ganha lá na porrada… Antigamente, tempos do Emerson, parece que havia fair-play…

      Bom, ou o Senna foi o melhor marqueteiro que já se viu na face da Terra, ou ele fez justiça nessa batida, pois a grande maioria (e as pesquisas confirmam sempre isso) o coloca como o melhor piloto de F1 que já se viu correr, e o tem como Herói, mesmo os estrangeiros que não assistem TV Globo…

      Bem diferente do Schumacher, a quem alguns querem igualar a Senna nas atitudes, mas Schumacher geralmente não é unanimidade, por ter sido muito protegido pela Fia ao contrário do Senna, que arrancou seus títulos na marra, lutando contra aquela entidade com interesses nem sempre puramente esportivos.

  41. Ernesto Longhi disse:

    Senna juntou os fatores e decidiu que era a melhor saída, apesar de ser a mais covarde:

    1) Prost tinha o melhor carro (aliás, Prost podia pegar uma biga na pré temporada e evoluí-lá até se tornar um F1);
    2) A única chance era dar uma porrada forte assim, pra garantir e
    3) A tenue linha entra a justiça e a vingnaça.

    Widows Detector MODE ON.

  42. EduardoRS disse:

    E o Prost também, em 1989. Ele literalmente atirou o carro em cima do Senna (se o Senna não estivesse ali por dentro da curva, o prost teria batido no muro interno). Também achei errada a posição do grid em Suzuka. Mas uma ação não justifica a outra, e um acidente naquela velocidade é sempre perigoso. O Senna merecia aquele título, mas o desfecho não foi legal.

  43. Rafael disse:

    até hj eu penso que o senna ficou o tempo inteiro com capacete depois do acidente porque ele pensou que talvez baixasse um piquet no prost.

    • Marcog disse:

      Hahaha…. somos dois.

      Sobre a questão da decisão do pole largar no lado sujo da pista, tem um video interessantíssimo no Youtube a respeito do briefing dos pilotos daquele final de semana.

      Ironicamente, foi justo o Piquet que levantou a bola e iniciou a discussão que culminou com o Senna mandando todo mundo pra pqp e saindo da sala, por mais que o Ron Dennis tentasse segurá-lo.

      Até hoje fico na dúvida se ele (Piquet) fez isso por justiça mesmo (defender que o correto seria o pole largar do lado de fora), ou se foi pra ver o pau comer.

  44. Maycon disse:

    Eu achei duro mais justo rsss

  45. Mauro Batera disse:

    Quando o assunto é Senna x Prost, é assunto de outro mundo!

    Foram dois geneios da F1!!!

  46. Marcog disse:

    Não diria que tenha batido de propósito. Há um detalhe nessa batida, que na verdade foi que ele simplesmente não “afinou” na tomada da curva. Então, foi mais um “deixou bater” do que “bateu”.

    Ao contrário do ano anterior, em que foi provado que Prost fez uma tomada completamente irregular (mais fechando a porta do que fazendo a tomada pela tangente), provocando a batida, neste ano o Francês estava na sua tomada de curva “de direito”.

    Foi feio ? Sim, tão feio quanto no ano anterior. Para Senna teria sido necessário ? Infelizmente sim, pois ele mesmo sabia que se a Ferrari contornasse aquela curva na frente ele não teria carro pra ir buscar depois.

    Por outro lado, se considerarmos que no ano anterior ele vinha (muito) mais rápido, e passaria mais cedo ou mais tarde, pode ter sido “justo” o payback.

    … obviamente foi muito mais legal ver a decisão no ano seguinte, ironicamente naquela mesma curva.

    Puxa vida, 20 anos… a vida passa num piscar de olhos mesmo.

  47. Ricardo Piva disse:

    Tempos em que a F1 ainda possuia pilotos que corriam, principalmente, pelo prazer. Época memorável a qual, ao que tudo indica, demorará a ter repetição.

  48. Willians disse:

    Pois bem, fazem 20 anos, me lembro quando minha mãe me acordou para ver esse GP, tinha 7 anos, duramente fiquei acordado, mas logo depois fiquei triste, pois não entendia o porque Senna havia saido na primeira curva, ja que não me lembrava, pois ainda tinha 6 anos, que houve isso com eles no ano anterior…
    Poxa 20 anos!!! caramba!

  49. Carlão disse:

    Tem gente que defende o Ayrton ??? Pelo amor de DEUS, como pode ser defensável, algo como uma batida proposital ??? Foi perigoso e não recomendável. Ele deveria ir e lutar até o fim, e aí sim, esfregar na caro do mundo todo, o que para muitos, foi uma injustiça da FIA, ou no caso, do seu presidente francês…

  50. Cacete, o que mais me assusta é que isso já tem 20 anos. Pelo menos a F1 era mais divertida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>