MENU

sexta-feira, 15 de outubro de 2010 - 19:57Turismo

FANTASMA-TOUR

SÃO PAULO (de saco cheio) - Chegou pelo Twitter, não sei direito quem mandou. Existe uma faixa de território no Chipre sob disputa que desde 1974, pelo que entendi, está sob administração da ONU. A pequena cidade foi abandonada às pressas e virou uma região-fantasma. Como Chernobyl, mal comparando.

Acho incríveis essas imagens. E tem carro, claro, como esse aí embaixo. Não tenho ideia da marca, nada. Se alguém achar as coordenadas no Google Maps, coloque aqui. Grato.

24 comentários

  1. Eduardo Noronha disse:

    O nome da cidade é Varosha, no google maps é procurar por: Varosha, Cyprus

  2. Janus disse:

    Não foi por causa dessa “autoridade turca da ilha de chipre”, ou coisa parecida, que colocaram pra entregar algum troféu pro Massa no GP da Turquia, que eles quase perderam o GP por causa do uso político uns 2 ou 3 anos atrás? Levaram uma baita multa, se não me engano.

  3. Ricardo Hilgenberg disse:

    36 anos de abandono deixam as coisas desse jeito. É impressionante. Já assistiram aquele seriado da National Geographic chamado “The World Without People”?

  4. Bart disse:

    Como se ha dicho aquí, su un Toyota Celica, 1974, sólo unas pocas millas impulsadas.

    Esta ubicación y alrededor de 300 lugares abandonados más puede encontrar en este sitio Web.

  5. Flavio Bragatto disse:

    Adorei as TV’s.

    Eu queria ter uma dessas queimada mesmo para eu montar uma mais moderna dentro.

  6. Tohmé disse:

    Existe simplesmente um “muro de Berlin” por lá, há anos…

  7. Como diria @oclebermachado, “Ih, rapaz!”

    Fui o culpado pela twittada… Encontrei hoje essas fotos no Flickr e fiquei impressionado. Já tinha visto algumas, mas estas estão com mais qualidade.

  8. Rodrigo Moraes disse:

    Flavio, não é uma cidade só, é uma faixa imensa chamada de Linha Verde. No Google Earth, é só procurar pela ilha de Chipre (Cyprus, em inglês) e ver o território demarcado pela linha vermelha. Tem quase 350 mil km2.

  9. Sadamm disse:

    Aliás, olhando mais fotos, só existem carros japoneses. O melhor deles é um Toyota Celica GT azul 1972 tinindo de novo.

  10. Tatiana disse:

    Aqui tem um link (via wikipedia) que mostra a área da Onu… corta o país inteiro.

    http://en.wikipedia.org/wiki/File:Cyprus_districts_named.png

  11. Sadamm disse:

    Esse carro agora vale uma nota. Queria comprar um desses aí.

  12. Sadamm disse:

    É um Toyota Corolla 1973!!!!!! Muito bom esse carro.

  13. Luiz Carlos Cardoso disse:

    e as coordenadas:
    35º06’19″ N
    33º57’16″ E

  14. Eduardo (PE) disse:

    Toyota Corolla, modelo do começo dos anos 70. Provavelmente 1973.

  15. Gardelon disse:

    Toyota Corolla creo que modelo 1973

  16. Edison Guerra disse:

    Esta foi de encomenda p’rá você:o carro da foto é um Toyota Corolla creio que 1973.A grade está um pouco diferente do apresentado por aqui numa Feira Japonesa no fim de 1972.Os carros,um cupê e uma perua foram testados na Quatro Rodas de janeiro de 1973.

  17. Luiz Carlos Cardoso disse:

    a explicação da Wikipédia

    A Linha Verde é a linha de demarcação que divide Nicósia, capital do Chipre, em duas partes, uma ao norte sob o poder da auto-denominada República Turca do Chipre do Norte, e outra ao sul controlada pelo governo da República de Chipre, internacionalmente reconhecida. A passagem através da mesma é feita exclusivamente pela “Ledra Palace Check Point”, um local controlado pelas forças de segurança de ambos os lados da ilha e pela UNFICYP.

    Em 1960, Chipre tornou-se independente, bi-comunal, com uma população majoritariamente de origem grega e uma grande minoria turca. Em dezembro de 1963, a cidade foi centro de violentos confrontos entre as comunidades, resultando em uma divisão de fato da mesma. O secretário britânico de Relações da Commonwealth, Dunk Sands, viajou para Chipre, com a intenção de restaurar a calma. Houve uma série de reuniões com os delegados turco-cipriotas e greco-cipriotas liderados por Sands. Durante a mesma, o general Peter Young, que estava no comando das tropas britânicas que chegaram para supervisionar o cessar-fogo, em 30 de Dezembro de 1963, traçou uma linha de cessar-fogo sobre o mapa de confronto em Nicósia com um lápis verde, que viria a ser conhecida como a “Linha Verde”. A linha foi reforçada pela invasão da ilha pela Turquia, em julho de 1974. Tornou-se a fronteira de fato, em 1983, quando o lado turco-cipriota se auto-proclama a República Turca do Norte de Chipre, reconhecida apenas pela Turquia.

    A partir desse momento, a linha mantém o nome de “Linha Verde”, que separa as duas comunidades, através de uma combinação de barricadas, sacos de areia, arame farpado e postos de guarda. Sua largura é variável (sendo, em média, correspondendo a uma rua) e o policiamento interno é feito por tropas da UNFICYP das Nações Unidas.

    Divisão da ilha de Chipre; a zona tampão da ONU é mostrada na cor marrom no mapa.Esta linha também é chamada em alguns casos, como Linha Átila, nome de código dado pelas forças turcas durante a intervenção militar da ilha durante a Operação Átila.

    Na noite de 8 a 9 de março de 2007, o governo cipriota começou a demolir parte da Linha Verde em “um sinal de boa vontade”, como declarou o porta-voz do governo Christodoulos Pashardes, que foi saudado pelo líder turco-cipriota Mehmet Ali Talat, mas advertiu que a medida, apesar de ser positiva, não é nem definitiva nem constitui o fim do conflito de ambas as comunidades.

  18. Rafael disse:

    A cidade chama-se Famagusta
    35°07′09″N 33°57′10″E

  19. Carlos Giacomello disse:

    Tem cara de ser zero quilometro.

Deixe uma resposta para TN1 Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>