OUTRO OLHAR | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

sábado, 22 de janeiro de 2011 - 21:06Brasil, Imprensa

OUTRO OLHAR

SÃO PAULO (incríveis) - O “Estadão” tem um blog chamado “Olhar sobre o mundo”, com fotos enormes que normalmente não cabem nas páginas do jornal ou, então, ficam pulverizadas por notas na internet. Algo parecido com o que faz o “The Boston Globe” na sua consagrada seção “Big Picture”.

O trabalho de vários fotógrafos na Região Serrana, editado pela Natália Russo, está aqui. Impressionante.

20 comentários

  1. silvana disse:

    quantas pessoa moravam nesta região da para saber o calculo, quantas pesoas que morreram com corpo que acharam e aqueles que estão desaparecidos.

  2. Marcelo disse:

    O que aconteceu no Rio foi um verdadeiro ASSASSINATO EM MASSA!!! O que o último governo fez para evitar tamanha desgraça? Não fizeram absolutamente nada, ficaram no poder por 8 anos e nesse tempo muitas mortes poderiam ter sido evitadas. E o Brasil ainda tem a CARA DE PAU de gastar bilhões com Olimpíadas e Copa do Mundo (fora os jatos que estão sendo encomendados, mais bilhões gastos a toa, se o Brasil estivesse em guerra faria sentido). Só pra lembrar, em 2010 foram arrecadados 1 Trilhão e 200 Bilhões em impostos, enquanto isso…a Educação continua MUITO BURRA, a Saúde MUITO DOENTE, a Segurança com MUITO MEDO, o esporte em geral…UMA PIADA!!! Plano habitacional para o povo? Verdadeiro FAZ DE CONTA, aqui no Brasil é muito fácil comprar um carro zero, mas para financiar uma pequena casa de 50 mil é uma verdadeira loteria!!!

    Se o Brasil tivesse VERGONHA NA CARA SAFADA desistia imediatamente das Olímpiadas e da Copa do Mundo (fazer carnaval depois dessa desgraça é uma verdadeira falta de respeito), lembrando que os alemães Mercedes ficaram décadas fora da F1 por respeito aos mortos em Le Mans 1955.

    Cada povo tem o que merece, uns preferem FUTEBOL, CARNAVAL, FORRÓ, PAGODE, SAMBA, CACHACA…outros, QUALIDADE DE VIDA!

    Parabéns a Austrália, leva nota 10 por evitar centenas de mortes nas enchentes! Brasil? Vai levar um ZERO BEM GRANDE, pois nunca aprende com seus erros, até 2014 muitas pessoas vão morrer por puro descaso dos nossos governantes!

    *Não estou colocando a culpa nas Olímpiadas ou na Copa do Mundo, dinheiro para fazer tudo tem, o problema é a falta de ATITUDE para priorizar o que é mais importante para o povo! O que é melhor, ficar BOBO ALEGRE POR UM DIA com medalhas e troféus ou alegre 365 dias com qualidade de vida? Escolhemos ficar “alegres” por um dia com meia dúzia de medalhas e talvez mais um título na Copa. A intenção do governo com a Olímpiadas e a Copa do Mundo é somente para desviar a atenção dos brasileiros TROUXAS! Enquanto isso, os FDP enchem a CUECA com nosso dinheiro…

    • rubem rodriguez gonzalez disse:

      Marcelo, não politizei o meu comentário como você. então o ocorrido na sua bizonha e pervertida ótica foi do Lula né?
      500 anos de dominação e bandalheira não têm nada a ver com isso, né camarada? tudo que há de ruim no Brasil foi culpa do Lula e do PT, inclusive invasões de encostas feitas algumas há mais de 200 anos e chuva torrencial que seria calamidade em qualquer região serrana do mundo só alcançou essas proporções porque aviões carregados de água e pilotados por filiados do PT e liderados pelo próprio Lula despejavam agua nas nuvens……

      Só um idiota obtuso para dizer que investimentos como a olimpiada e a copa do mundo deveriam ser abdicados, aí provavlemente os mais de 200 mil empregos diretos e indiretos que serão criados com os eventos seriam supridos pelas suas empresas, a STUPID CO. para disseminar baboseiras no varejo, não deixa de ser a ótica tucana que deixou de criar empregos aqui para criar empregos em cingapura , hong kong , coréia e outros países só para citar a industria naval.

      E por ultimo devemos dizer que a Austrália é quase do tamanho do Brasil e têm uma população menor que a da cidade de São Paulo, e quando houve o tsunami no pacifico que vitimou mais de 300 mil pessoas, foi culpa de quem? não podemos comparar situações diferentes, até porque tdo o verão nos EUA que é a meca dos obtusos têm milhares de casas torradas provocada por queimadas gigantescas, a culpa também será dos 08 anos do Lula?

      É claro que os problemas estruturais do país são graves, qualquer protozoário ou ameba com paralisia cerebral sabe que o clima no mundo nos ultimos anos mudou radicalmente, e esses dois personagens também sabem que o Lula é inocente nessa mudança climatica. Assim como 500 anos de dominação e mazelas não podem ser creditados irresponsavelmente na conta de quem ao menos transformou esse país em algo digno de se acreditar, sou a favor da despolitização do discurso e da poliçilização do mesmo, o caso é de cadeia para muitos, independentemente do partido político, ladrão têm em todo o lugar e deve pagar pelos crimes, independentemente do partido, agora transformar o discurso em defesa de um governo que fudeu o Brasil e os brasieliros por 08 anos como o FHC e sua quadrilha é dose, a prova é que o povo não quer mais nada com eles e nem esse discurso de madalena arrependida comove mais ninguém meu camarada. Esse discurso de terra arrasada e de fim dos tempos não cola mais, o povo quer é providências e não governos criadores de pedágios e que doem para sócios capitalistas os bens da união e o filé dos serviços públicos.

    • galileu disse:

      marcelo: quem deveria ter vergonha na cara safada, não é o brasil, e sim os nossos governantes, essa classe de politicos c0rporativos, que só pensam em sim mesmos, relevando a população ao mais alto nivel de degradação, a quanto tempo isso que aconteceu já era tragedia anuinciada?, como voce comentou, é mais facil comprar um carro do que financiar uma casa, cadê o tão aludido plano de habitação anunciado pelo picapau e seus asseclas? mas como já comentei anteriormente, eles não são culpados sozinhos, isso que nós estamos vendo, já vem de muito tempo atrás desde o tempo da ditadura militar. talvez dde muito antes, começamos errados desde o descobrimento do nosso glorioso brasil, basta ler a nossa verdadeira historia e não esse arremedo que nos emourram goela abaixo no ensino fundamental, e que todos acreditam, 1° protocolo do livro “os protocolos dos sabios do sião”, domine o saber, e todos acreditarão no que voce disser.

  3. Antonio Martins disse:

    A foto do cachorro guandando túmulo da dona já foi desmascarada.

    Esse povo vende até a mãe pra ganhar um troco…

  4. Leo disse:

    Sorte a nossa que a economia está bem, segundo dizia o horário político/campanha eleitoral.
    Assim poderemos comprar casas novas e familiares novos em folha.

    Eu li as notícias hoje, cara, e reforço o que sempre digo: o Brasil é uma piada de mal-gosto. Chove na Suíça, mas casas não rolam Alpes abaixo. Chove na Austrália, mas nao morrem quase mil pessoas.

    Desde que o clima do mundo é o clima do mundo, chove horrores nessa época do ano nos trópicos. Desde que o Brasil é Brasil, ninguém faz porra nenhuma. Me revolta ver gente “torcendo” para partidos e políticos enquanto NENHUM deles (seja vermelho, amarelo, verde ou azul, bicudo ou estrelado) fez algo ao longo dos anos.

    Estive no meio da lama em 2008 em SC e foi revoltante ver que eu tinha razão quando falava da falta da estrutura do Estado, quando eu mandava cartas à prefeitura e aos jornais dizendo que estávamos nos preocupando com as coisas erradas. Que investir mais em publicidade e propaganda que em infraestrutura é burrice. Que desenvolver uma cidade sobre morros e ao redor de um rio é ignorância.

    Rios, chuva e morros existem no mundo inteiro. Mas aqui estamos preocupados em consumir. Já disse a presidente quando ainda era candidata (e também seus opositores), que seu objetivo é que a classe C torne-se consumidora para melhorar a qualidade de vida. “Eu e minha grande boca”: o consumo será para comprar móveis, carros, casas e vidas novas. Com sorte uma viuva encontrará um novo marido e um enteado para ocupar o lugar do filho morto.

    Não, a culpa não é dela. Mas ninguém, nenhum candidato falou da infraestrutura (ou da falta dela) do país. Não temos uma malha viária decente, não temos aeroportos decentes, não existe malha ferroviária decente. Tudo o que se pensa é em estimular o consumo.

    Novos condomínios aprovados de qualquer jeito, já que rende IPTU. Novos carros e motos, que geram IPI, ICMS, IPVA e algumas multas. Nada de hospital, nada de escola, nada de esgoto. Nenhum técnico nas secretarias de planejamento.

    A gente critica o Ricardo Teixeira por estar na CBF para fazer negócios. E o que fazem os Secretários, Prefeitos, Gerentes, Diretores e Diretores-Presidentes senão “negócios”?

    Ressalto mais uma vez: isso é regra. Não tem partido. São todos. Quem pisou na lama fétida resultante de uma catástrofe como essa, quem viu o lar (e não somente uma casa) de uma família rolar morro abaixo junto com a dignidade não pode aceitar que isso seja normal. Não pode votar em alguém que não fala sobre o assunto e ainda finge que somos “o país do futuro”, que nossa economia é forte por que compramos a prazo bens e serviços caríssimos e que cuidamos do meio ambiente por que temos mato e leis ambientais que servem apenas para gerar caixa.

    Pagamos bilhões em impostos para receber o que? Lama. Para quebrar o carro em um buraco, para morrer de infecção hospitalar. Para morrer dentro de uma casa que as prefeituras permitiram (ou se omitiram) que fosse construída ou por que não sabia ou porque não tem técnicos capazes de identificar a possibilidade de deslizamentos caso uma situação extrema acabe ocorrendo (como é que os suíços conseguem?).

    O Brasil é despreparado para uma mísera temporada de chuvas, é despreparado para erradicar a dengue e a esquistossomose. Não sabemos nem fazer esgoto, o básico do sanitarismo (a PNAD 2008 do IBGE diz que existem mais casas com TV que casas com esgotos).

    E em 2014 teremos uma Copa do Mundo, e dois anos depois uma olimpíada. “Delegação dos EUA morre soterrada após deslizamento”. “Alemanha perde por W.O. por atraso no voo”. Ginastas croatas não conseguem chegar ao ginásio por estarem presos no trânsito”.

    O próprio Flávio Gomes já reclamou do despreparo das gerações que estão crescendo hoje. Eu acrescento dizendo que não são apenas estas gerações, são todos. Ninguém assume compromisso, ninguém dá a palavra de honra, ninguém se interessa pelo coletivo (pq comum, coletivo, social é coisa de comunista para o brasileiro). O exemplo (bom ou ruim) vem de cima. Vem do rei, do presidente, do governador, do prefeito, do primeiro-ministro, do síndico, do chefe, do pai, do padre, do bispo. Não temos bons exemplos. Não temos preparo.

    Não temos educação nem capacidade de perceber que precisamos parar de fingir que somos ricos e fingir que somos um país “emergente e recomeçar do básico, que é ter um mínimo de planejamento para as cidades. Os suíços não são seres superiores, nem os australianos.

    Se temos dinheiro para pagar os salários milionários do judiciário, do legislativo, para colocar mármore em fóruns, como pode ser tão difícil ter dinheiro para construir uma cidade do jeito certo?

    Ninguém quer. E nunca vão querer. Não acredito em solução. Meu avô, poucos meses antes de morrer aos 93 anos, me disse que durante toda a sua vida não viu mudanças na cultura do povo. Mudou a tecnologia, a medicina, a engenharia, mas ainda somos corruptos, ainda vandalizamos ônibus, jogamos água com sal nas raízes das árvores porque “junta folha e faz sujeira” na calçada.

    E estamos caminhando para o fundo do buraco. O povo já começa a fazer “justiça com as próprias mãos”. Basta procurar por “linchamento” (ou “linxamento”) no YouTube.

    Nossa imagem no mundo não é o que mostramos. A imagem que o mundo tem de nós, é o que eles estão vendo. Só nós brasileiros acreditamos no que nos é dito e mostrado. Sem questionar, sem avaliar, sem discernir, engolimos tudo e continuamos deitados eternamente.

    • Leo disse:

      Gosto daquele rap que fala “o ser humano é descartável no Brasil”. Em qualquer contexto é uma das melhores definições para nossa “política social”.

    • Igor disse:

      Léo, perfeito. Só acrescento que tirar pessoas das áreas de risco são medidas extremamente anti-eleitoreiras. Com certeza isso pesa na hora de deixar as coisas como estão. Afinal de contas eles tem que se reeleger. Como foi muito falado pelos comentário na internet recentemente, se as eleições fossem em março o resultado poderia ser diferente. O Brasil continua e será por um bom tempo, “um país de tolos”.

    • galileu disse:

      cara, voce bateu e bateu feio, muito bem, só espero que algum desses politicos, ou algum acessor, um amigo ou um puxa saco leia isso e passe para os que de direito merecem esse seu desabafo, compactuo plenamente com sua opinião, masa como sempre nada mudará, e os que aí estão nada farão, não rende votos, não é populismo. pau que nasce torto, não tem jeito, morre torto, começamos errados no ano de 1500.

  5. Andre Decourt disse:

    Exato, bens materias pouco importam, eles podem ser retomados, reconstruídos com esfoço e ajuda. Mas as pessoas que perderma a vida, 30 % das vítimas até agora apuradas eram menores, não há preço que pague. É pela que apenas um ex-administrador público, um ex-prefeito de Nova Friburgo que em dois mandados contribuiu com a favelização do município, inclusive com material de construção morreu soterrado, os outros como o ex-prefeito de Teresópolis Mário Tricano não perdeu nem bens materias, logo ele que teve o mesmo papel em Teresópolis.

  6. luiz alberto disse:

    É muito triste constatar o quanto impotente nós somos,pois mesmo que possamos contribuir com bens materiais para amenizar as nacecidades fisicas dos moradores da região,é praticamente impossivel confortar espiritualmente(ou afetivamente,como queiram)aqueles que perderam seus entes queridos.Quem conhece a região sabe o quanto é linda e quão simpática é a grande maioria de seus cidadãos.Espero sinceramente que as autoridades,realmente sirvam a população e não simplismente se sirvam dela como é prache no nosso país.
    Rubem Rodrigues,do seu muito pertinente comentário e escrito de forma majestosa.É nas ultimas linhas que escreveu é a sintese de todo o comportamento das “otoridades´´ deste pais.E isto vem desde 1500!!!
    GOSTARIA DE VER ISTO MUDADO,MAS NÃO SEI SE TEREI TEMPO.(Vendo os tiriricas da vida sendo eleito e esses politicos que add eternum estão ai sem fazerem nada para a naçao,que potencialmente esta entre as mais ricas do mundo-extenção teritorial,riqueza mineral,capacidade agricola e povo pacifico e trabalhador**pacífico até demais,só briga por causa de futebol**)
    É NOSSA OBRIGAÇÃO FORMAR-MOS BONS CIDADÃOS,POIS SE DEPENDER DO ESTADO ISTO NUNCA OCORRERÁ,É MAIS FACIL GOVERNAR UM POVO ALIENADO POLITICAMENTE

  7. Ricardo Bigliazzi disse:

    Quando Eu ouço falar no “Estadão” a primeira coisa que lembro é que eles estão sobre CENSURA… uma vergonha para este Pais.

    Imperador

  8. Bianchini disse:

    Esse Ssangyong vai dar trabalho… espero que a tragédia sirva para ensinar as pessoas que a Mãe Natureza deve ser respeitada.

  9. galileu disse:

    flavio, lastimavel ver estas imagens, qual o preço disto? prejuizos materiais, casas, carros, tudo isso se recupera com muito esforço, já que estas pessoas perderam tudo, muitas delas lutavam já com dificuldade para possuir uma casinha, mas e as perdas humanas? quantas crianças não ficaram orfãs, quantos animais não estã abandonados sem os seus donos, ver aquele cachorro ao lado da cova da dona corta o coração, cão é um animal totalmente dependente do ser humano, voce coloca um cão e um gato em uma determinada area, deixa-os lá para se virarem sózinhos, volte depois de alguns dias, o gato estará em melhor condições .pois tem o instinto da caça, ratos, passáros e etc.
    Repito, quem paga os danos morais e agressivos que essas familias sofreram? Muitos irão dizer: elas moravam em area de risco e etc…, mas ninguem leva em conta que por falta de um projeto social de moradias era o que lhes restava, nunca ninguem veio lhes dizer que ali era uma area perigosa, todos os prefeitos sempre fizeram vistas grossas e nada fizeram para que tal catratrofe não viesse a ocorrer, agora diante de tal tragedia voltam a se omitir dizendo não conhecer o problema.
    Só nos resta torcer e rezar por este povo sofrido, e tentar ajudar da melhor maneira possivel, às vezes aquele reporter sensacionalista da band tem razão em meter o pau nestes politicos que nada fazem pelo povo e sim em beneficio proprio, e não generalizo este ou aquele partido, todos são iguais, votam em conjunto um aumento exorbitante para eles proprios, e brigam para dar 10 reais a mais para o salario minimo, não mudam uma lei que favoereça o0 povo, dormem no ponto, perdem o trem da historia e quando acordam já é tarde, a tragedia da serra do rio de janeiro estáaí para mostrar para o BRasil e o mundo a eneficiencia de nossos governantes.

  10. Conde disse:

    Falou tudo , o Rubem aí acima . É lamentável .

  11. rubem rodriguez gonzalez disse:

    O secretário de comunicação de Itaboraí, Marcio Chaves que é meu amigo particular ao subir a serra ligou para um funcionário da secretaria de assistência social e disse enfático:
    – Deixa a coleta de doações de água e alimentos de lado e libera imediatamente os caixões em estoque, manda todos os disponíveis, essa é lamentavelmente a maior urgência neste momento.

    Só a prefeitura de Itaboraí doou 450 caixões para a região serrana, dada a dimensão da tragédia,. Tersesópolis sofreu mais na periferia e pequenos povoados, seu centro ficou praticamente íntegor, já Nova Friburgo foi o contrário, o centro foi devastado. Moro relativamente perto e vários amigos já foram as cidades por possuírem parentes nas localidades, as primas da minha ex-esposa possuem -quer dizer possuiam – confecções na cidade e perderam tudo, uma delas me relatou que na sua rua havia diversas pessoas mortas no alto de árvores pois subiram ans mesmas por desespero e mesmo assim foram tragadas pela avalanche de água, escombros e lama.

    Como conhecedor das áreas atingidas calculo as mortes em mais de 5000 mil pessoas, não é exegero não. Quem conhece as particularidades de cidades pequenas sabe que famílias inteiras moram no espaço compreendido muitas vezes por meia duzia de ruas, e com uma familia totalmente dizimada não há reclamantes vivos, o numero oficial de mortos já é de 780 e o de desaparecidos já beira os 500,e só crescendo esses lamentáveis numeros. Não é hora de culpar ninguém, é hora de união , solidariedade e principalmente olho grande nos aproveitadores no varejo e no atacado, no varejo me refiro ao comerciante inescrupuloso e ao ladrão de donativos,e no atacado aos empresários e administradores corruptos que ja estão esfregando as mãos por causa dos mais de 3 bilhões que devem ser liberados para a região, e tudo na base do emergencial e sem licitação…. do jeito que o diabo gosta……

    O governo federal deveria baixar um estado de sítio nessa região pelo tempo necessário para a sua reconstrução e enquadrar em regimento próprio com um general das forças armadas como governador provisório da região ligado diretamente ao gabinete da presidente Dilma e submeter todos os envolvidos na reconstrução a esse regime de excessão temporário. Será a única forma de não assistrmos ao maior show de ladroagem de todos os tempos, é muita grana para ser gerida por prefeitos suspeitos, vereadores corruptos e secretários ineptos e macomunados com interesses escusos.

    • galileu disse:

      seu ultimo paragrafo rubens, é a sintese do que irá acontecer, irão liberar verbas pára a reconstrução, mas será que elas chegarão intactas? nada se perderá pelo caminho tortuoso dos insecrupulosos de plantão? tem gente lá vendendo garrafão de agua a 40 reais, velas a dez reais o pacote, (ou cada), é o povo explorando seus semelhantes menos afortunados, não existe mais solidariedade, humanismo neste pais, os valores foram renegados a niveis muito baixos, desde que um jogador de futebol, (hoje ele se diz arrependido), disse em uma propaganda de cigarros: “eu gosto de levar vantagem em tudo”, esse pais nunca mais foi o mesmo, todo mundo, quer levar a sua vantagem, não importando o quão prejudicado será o proximo, só quero me dar bem e pronto

    • rubem rodriguez gonzalez disse:

      É isso aí galileu, a roubalheira é um mal endêmico neste país, parece que faz parte do DNA do brasileiro, não que não ocorra em outras partes do mundo mas aqui temos a figura fácil da impunidade que é patrocinada e fomentada principalmente pelos que pensam no “futuro” próprio, pois metendo a mão no erário público.
      Funciona assim: Criaram no inconsciente coletivo no Brasil que os crimes fianceiros são apenas “escorregadelas” e “travessuras” de politicos e administradores públicos, quando na realidade só quem dá um tratamento adequado a essa raça éa China, pois um cara que desvia verbas por exemplo da saúde está matando muito mais que qualquer pistoleiro de boca de fumo, o fato de não apertar o gatilho parece que serve de balsamo para nossos ladrões de colarinho branco e desculpa da hora, afinal foi sú uma graninha desviada para a casinha de praia, para a tucson na garagem – desculpe mas não me contive – e para o padrão de vida anos luz de distância do que os seus reais rendimentos podem permitir. Na hora que crimes dessa magnetude forem tratados com o seu real impacto na sociedade as coisas começarão a mudar, quando o brasileiro passar a tratar criminosos como devem ser tratados as coisas vão mudar, a hora em que cidadões – todo nós conhecemos alguns – passarem a tratar pessoas de riqueza escusa como bandidos e não como cidadão bem sucedidos as coisas vão mudar, a hora que todo o desvio de conduta receber o adjetivo certo ao invés da classificação de “esperteza” ascoisas vão mudar, quando nos importarmos mais com o IPVA que pagamos na forma de assalto do estado do que com os BBB”s da vida as coisas vão mudar.

      Especificamente no caso do Gérson , devemos inocenta-lo. primeiro que ele fez o que qualquer garoto-propaganda faz, repetiu um texto. e a conotação original não era essa, pasar de ser uma propaganda de um produto nefasto como o cigarro, a propaganda se dirigia de uma forma aberta ao levar vantagem em tudo mas de uma forma bem humorada e sem a carga negativa que a forma textual possa demonstrar. Até porque sou brasileiro e realmente gosto de levar vantagem em tudo, mas os limites estão registrados no meu DNA e pela sociedade em que habito, seria a mesma coisa que alguém ser condenado por afirmar que “- Só compro o que encontrar mais barato para a minha família.” imediatamente vêm a nossa mente uma dona de casa pechincheira que revira prateleiras de dezenas de supermercados para levar para cas o que está mais barato. Mas se olharmos pela ótica distorcida do “levar vantagem em tudo” imaginaremos um dona de casa comprando mercadorias roubadas e trocando preços de mercadorias, em suma uma vigarista. Vamos absolver o Gérson, a sua frase continua correta, errada é a conotação que demos para ela.

      P.S. No caso desses caras que vendiam a água por esse módico preço é que defendo que o local deveria estar sobre ordem marcial, estado de sítio mesmo. um cara desses deve ser jogado na cela sem acusação formal e esperar a poeira abaixar para que seja julgado e condenado exemplarmente. para mim deveria era ser fuzilado em praça pública.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>