MENU

sexta-feira, 13 de maio de 2011 - 10:58DKW & cia., Indústria automobilística

A PAREDE

SÃO PAULO (vamos tentar) – Essa foto, rara, mostra os primeiros Candangos e alguns Mungas alemães diante do prédio administrativo da Vemag. Circa 1958. Essa parede da fachada ainda está de pé. Toda pichada, estropiada, mas de pé. É um sítio histórico. Desse prédio saiu, em novembro de 1956, o primeiro carro fabricado no Brasil. O brother Reginaldo Nat Rock fez um levantamento em cartórios da capital e descobriu que o prédio pertencia à Autolatina e depois foi vendido para a Savoy, que é dona do shopping que ocupa a área ao lado, onde ficava a linha de montagem da Vemag.

Vamos atrás dessa Savoy, que é uma gigante do ramo imobiliário e sei lá mais o quê. Sei que o escritório deles fica em frente ao meu, na Paulista. Se alguém conhecer o “seu” Savoy, ou alguém importante lá, avise. Anos atrás entrei em contato, mas não tive resposta de ninguém. Eu e um bando de vemagueiros loucos queremos dar um jeito de preservar ao menos parte dessa fachada. Não custaria muito, não iria atrapalhar a construção de nada no terreno que fica atrás dela (está tudo derrubado, mesmo), e seria um pequeno memorial para marcar o local exato onde nasceu a indústria automobilística nacional.

Para ver como está a velha fachada da Vemag e passear pela região no Google Earth, é só clicar aqui.


Exibir mapa ampliado

29 comentários

  1. olavo egidio disse:

    gostaria de juntar a voceis para restaurar a vemag podemos encher de dkw fazer um patio grande p/estacionar so dkw como nos tempos da fabrica e montar uma grande oficina p/dkw e um auto peças com todas peças p/dkw como motor cambio e lataria em geral lanternas em geral e reviver a vemag vamos nessa pessoal vamos arreagaçar as mangas e trabalhar p/isso já que exitem muitos amantes de dkw

  2. Roberto disse:

    Por quê não pedem para o Iphan tombar a fachada do prédio! É histórico.
    E pedir que quem for fazer um shopping. Dar a idéia de colocar o nome de DKW Shopping, Shopping DKW, DKW Mall e por aí vai.
    Poderiam fazer o que fizeram aqui no RJ no Nova América e no Bangu Shopping.
    Manteram o estilo do prédio com suas chaminés e tem um espaço mostrando a história do que foi o lugar antes. Preservando a sua história e características do prédio.

  3. Antonio disse:

    Vejam a fábrica da Vemag em plena atividade nesse filme do Jean Manzon. Pena não mostrar a fachada.
    http://www.youtube.com/watch?v=K-efbGiDYuE

  4. Flavio Bragatto disse:

    Provavelmente este muro que ja foi uma industria automobilistica, vai se transformar em tudo que São Paulo faz de melhor com seus predios históricos…

    Acredito que vire estacionamento de automóveis, shopping, condomínio ou piscinão.

  5. edu disse:

    A ULTIMA VEZ QUE PASSEI LA OS GALPOES ESTAVAM DE PÉ AINDA MAS O ENTORNO DAVA DÓ
    TINHA LICHO JOGADO NO MEIO DA RUA E CAMINHOES DE ENTULHO DE CONSTRUÇAO DESCARREGAVA NAS TRAVESSAS DA AVENIDA VEMAG
    HOJE COM A CONSTRUÇAO DO SHOPPING E A NOVA ESTAÇAO TAMANDUATEI DO METRO E A MODERNIZAÇAO DA ESTAÇAO DA CPTM A SITUAÇAO PELO QUE TENHO CONHECIMENTO MELHOROU MAS NAO SABIA QUE HAVIAM DERRUBADO OS GALPOES DA VEMAG ONDE INCLUSIVE MEU SOGRO TRABALHOU E QUE INUNDAVA COM A CHUVA FORTE

  6. Valente disse:

    E o muro interminável da Rua Guamiranga, que dá continuação à fachada monumental, vai preservar também?
    Trabalho árduo mas não impossível.

  7. roger v disse:

    O último da direita é o que? Munga ou Kandango?

  8. regi nat rock disse:

    Tenho a impressão de que não “pegaram” o espirito do que se pretende.
    Pessoas:
    Preservar um bom pedaço da parede, com uma placa informando o que representa aquele pedaço da história, deve e pode trazer benefícios aos proprietários, pois podem capitalizar o lado histórico/social da empresa e se transformar num exemplo para outros sítios que são escandalosamente destruídos pela incúria dos desgovernos, nos tres níveis.
    Não tem nada a ver com tombamento, mesmo porque os próceres do ipham municipal, são pródigos em discurso é péssimos em execução.
    Formatando um bom pacote, pode-se muita coisa, pois existem muitos clubes de Dekavezeiros espalhados pelo país, que, certamente, ficarão felizes pela preservação da memória concreta e não apenas filmada e fotografada da primeira fábrica – de verdade – instalada por aqui.
    Foi um marco!
    Só por isso merece o empenho demonstrado por muitos.

    E um lembrete ao amigo aí de cima:
    país sem memória não tem futuro e está fadado à lata do lixo da história.

  9. Rosemeyer disse:

    Predadores de topo.Megalodontes.Assim que acharem que vai ter tombamento,não sobra nem um tijolinho.

  10. regi nat rock disse:

    Eu não descobri nada.
    Apenas fui no registro de imóveis correspondente e pedi uma certidão, atendendo seu pedido feito por aqui, pra saber quem é o dono atual.
    É tudo público mesmo. Basta saber procurar.
    O Vitão me cantou a bola antes.
    Mas fico na torcida lembrando da “margarida” meu Deka preto de antanho…

    Atravessa a avenida e vai lá pô!!! é em frente…

  11. Edgard El Khouri disse:

    Conte comigo para um projeto arquitetônico de preservação… caso consiga contato com o dono, faria o projeto para vcs como incentivo, sem custos. Abraços a todos os vemagueiros!

  12. smoker disse:

    …amigos, bem melhor seria e mais objetivo trabalhar a memoria fotografica, depoimentos pessoais e documentos que sobreviveram a esses anos todos. sem esquecer de conservar as Decas que ainda estão por ai queimando 2T. esqueçam esse muro que não pega nada falow?

  13. EL LORENTON disse:

    Flavio,,,,vc tem meu apoio para efetuar a preservacao dessa frente do predio da VEMAG,,
    Eu acredito que vc como jornalista e com sua lista de conexoes no mundo automobilistico nao seria dificil levantar fundos e apoio para a realizacao desse projeto,,
    Vamos a luta e vamos lutar p que isso aconteca em breve,,,

    um forte abraco

  14. Antonio Carlos disse:

    Esta parede que restou só está de pé porque serve de muro do terreno, senão ja tinha ido pros entulhos.

  15. Fábio disse:

    Se vocês não conseguirem deixar claro alguma forma de eles ganharem dinheiro deixando/restaurando essa parede, duvido muito que eles o farão por pura boa vontade. Mostrem-lhes algum meio de ganhar dinheiro com isso e será mais fácil ter sua vontade atendida…

  16. Sr. Savoy disse:

    Está autorizado!

  17. Opaleiro MG disse:

    O que funcionava detrás da parede? Tem uns restos de galpões e um enorme terreno baldio.

  18. disse:

    Lembra no lançamento da revista Warmup? Secretário, ou ligado direto a secretaria da Cultura do Estado?

  19. eugenio disse:

    tem um vemag igual a esta foto na rebouças entre a rua estados unidos e av brasil sentido centro, no fundo de um lava rapido,se puder va ver,sds Eugenio

  20. Thiago Azevedo disse:

    A parede tá bonita, dá pra utilizar de alguma forma sem transformar em um Frankenstein. E esta no alinhamento, ou seja, pode-se ganhar bons metros quadrados com cobertura no imóvel.

  21. claudio aun disse:

    ainda lembro que meu pai foi buscar o seu BELCAR S 1964 azul claro na Rua Vemag no ipiranga.
    No manual do proprietario vinha todas as instruções de como deveria colocar passo a passo a maquina em movimento.
    VIVA A VEICULOS E MAQUINAS AGRICOLAS ,mais conhecida como VEMAG.

  22. JOSÉ RENATO MORAES disse:

    procure por Renata Salomoni. Gente fina ela.

    Grato.
    Flávio me passe um E-mail seu ….

  23. Andre Decourt disse:

    Se os especuladores imobiliários aqui de Sampa forem iguais aos do Rio, vai tudo por chão mesmo para construírem algo com nome em macaqueado inglês….

  24. Eduardo disse:

    Flavio, melhor agir mais e falar/publicar menos, se bem conheço o pessoal deste ramo, assim que ficarem sabendo de algo do tipo(tentativa de tombamento ou afim) derrubarão o mais rápido possível o tal do muro.

  25. Paulo Roberto Ariano disse:

    Procurar na Savoy por Eneas Salomoni que vem a ser filho do dono e que manda em tudo por lá.

  26. Valmir Passos disse:

    O grupo Savoy é o maior do ramo imobiliário de SP. São os maiores pagadores de IPTU do Estado. Não faria falta nenhuma aos caras.

  27. Fernando disse:

    flavio, me manda um e-mail seu..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>