JUNG E SPA | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quarta-feira, 31 de agosto de 2011 - 18:12Colunas Apex

JUNG E SPA

SÃO PAULO (hoje tá tudo picado…)Olha lá a coluna Apex do nosso batera Andre Jung, sobre o GP da Bélgica. Ele fala bastante sobre Bruno Senna e decreta: se o rapaz quer vingar, que tape os ouvidos para o que se fala dele no Brasil. Sábio conselho.

26 comentários

  1. Valter disse:

    “Arrogancia com baixa auto estima’” O cara matou a pau! Isto esta ficando a cadia pior!

  2. Marcelo Ramos disse:

    Flavio pelo amor de Deus escreve algo sobre isso, so voce com as palavras certas ( boa , poderosa, grande dose de sarcasmo) para desmascarar este senhor, a mascara caiu, incrivel que ainda gostam dele, o achem uma cara legal, e um pobre coitado, esta bem financeiramente, mas moralmente e um nada.

    [Rubinho: “Williams errará se me trocar por um jovem com dinheiro”

    http://goo.gl/neqt1

    Barrica esta ha muito tempo na F1, ja deu o que tinha que dar, larga o osso, ja se queimou como piloto, não contente tenta queimar um brasileiro, que e sobrinho de um idolo dele, eu estou sem palavras para descrever minha revolta e nojo.

    Nao que goste ou ache o Bruno Senna um fora de serie, mas merece uma chance, vamos ver se ele nao joga fora as chances, como o senhor Barrica jogou fora, quando estava na quase imbativel Ferrari, lembra-se

  3. Jeambro disse:

    A culpa da chamada “torcida esquizofrênica”, é única e exclusivamente do senhor Galvão Bueno, que fica insuflando esperanças exageradas onde apenas tem-se que deixar o barco correr, e se desencadeia uma reação de insatisfação no torcedor que não consegue pensar por conta própria (a maioria).

  4. Fabio Amparo disse:

    Belo texto. E além de tudo foi um corridásso, esse da Bélgica.

    Abraços

  5. Igor Soares disse:

    Boa coluna. Só mudaria a frase “Passional e irritadiço, o torcedor brasileiro está com a paciência curta” para “Passional e irritadiço, o torcedor brasileiro TEM a paciência curta.”

  6. Fernando disse:

    Bruno não é Ayrton, não ressucitem uma lenda, ele é muito fraco, errou na primeira curva e vai continuar errando, sem ninguem na frente é fácil, treino é treino corrida é corrida…

  7. Raphael disse:

    parabéns ao Andre Jung… em qualquer esporte o brasileiro quer dar opinião, mas as opiniões são apenas de torcedores alienados, sem noção nenhuma da realidade. O melhor é não dar ouvidos e deixar os torcedores com suas sessões besteirol…

  8. Alvaro disse:

    Concordo totalmente com a “arrogantes e sem auto-estima”.

    Ninguém lembra que todos os campeões, em qualquer esporte, começam levando muita porrada. A perfeição vem com a prática, ninguém sentou em um carro e nunca fez besteira.

    E uma outra coisa que me irrita muito, é o Sr. Galvão Bueno, que em toda corrida fica torcendo para chover, assim os brasileiros tem chance!!! Pelo amor de deus, vai a merda Galvão!!! A maioria do povo já é tapada, ainda com um lixo desses comparando qualquer brasileiro com o Senna, porra!!! Seria a mesma coisa que todo piloto alemão tivesse que se igualar ao Shumi…. cada um, cada um!!!!

    E vamos esperar, para ver como o Bruno se comporta!!! O Massa também teve uma fase de ‘faca na caveira’, mas de um tempo para cá, sinceramente, perdeu muito aquele brilho de pilotar…

  9. silva jr disse:

    Gente, a Renault está perdida tecnicamente e finaceiramente, e portanto, nada melhor que mexer no time o trocar o piloto que recebia para correr, por outro que paga para correr, tanto o é, que uma empresa do EIKE BATISTA vai aparecer no carro da Renault na proxima corrida, pronto, isso é fato. O que fica mais chato é ver e ouvir o Bruno falar que nao pagou para correr, poxa, é ser muito cara de pau, e um pouco leviano com a torcida do Brasil, que pára na frente da porcaria da tv para ver a f1 e ouvir o papagaio bueno falar as besteiras dele pedindo para o Bruno fazer pelo menos 1 ponto (chegar em 10º lugar) para igualar o feito do tio na primeiro corrida do tio, PUTZ, é demais isso, e depois fala que nao colocam pressao no rapaz. Eu acho que a verdade vai aparecer em Monza, onde os motores Renault nao conseguirão acompanhar os Mercedes e Ferraris, e mostrará que a Lotus Renault nao tem carro para brigar nem pela 5º posição de construtores, talvez perdendo ate para a Sauber-Ferrari esta vaga, isso porque o carro da Lotus Renault piorou como disso o Marcelo la em cima do post, perderam a mao porque nao tem ninguem para arrumar esse carro, e o Heidfeld poderia ajudar em consertar o carro, mas nao liderar a equipe, nao foi contratado para isso, mas sim porque tem mais experiencia de corrida do que qualquer outro piloto que estava sem cockpit. A Lotus Renault vai pagar carro em termos de pontuação no restante da temporada, porque o BRUNO e o PETROV vao destruir muitos carros ate o final da temporada.

  10. Ricardo Arcuri disse:

    “se o rapaz quer vingar, que tape os ouvidos para o que se fala dele no Brasil. Sábio conselho” – Preciso fazer alguma coisa? Por essas e outras que nao gosto do brasileiro…

  11. Ricardo Reno disse:

    Acho um pouco cedo, tanto para criticar quanto para enaltecer.

  12. André disse:

    Nenhum piloto gostaria de ouvir o que se diz no Brasil. Nem os estrangeiros!
    André / Piloto no http://www.f1bc.com

  13. disse:

    O principal para o moleque ficar centrado é a blindagem, e parece que a família está fazendo sua parte de maneira correta. Mesmo no pós prova nenhum papagaio de pirata, como era o Leonardo com o tio.

    • galileu disse:

      para o mauricio: o comendador dizia que um piloto mfica meio segundo mais lento a cada filho que nasce, mas parece que o massa tem uns cinco e ninguém sabe
      o emerson dizia não fazer sexo na vespera da corrida para não ficar relaxado, já o felipe disse o contrário, parece que ele anda fazendo coisas de mais, ou de menos.
      e não foi a mola, e sim o casco da tartaruga do rubinho que o atingiu, rsrsrsrsrs

  14. Pedro Araújo disse:

    Aguilar e Banda Performática! Que legal! Matando saudades da turma, né?

    Skowa tocando baixo, Lenny Gordin como participação especial… muito bom!

    Tenha um ótimo show, Jung! Divirtam-se todos!

    Tomara que alguém filme e publique no you tube, pros não paulistanos poderem saber como foi.

    Gomes, pede a turma pra habilitar o espaço de comentários lá da coluna do Jung, na página do Grande Prêmio tem o título “Comentários” mas não há o espaço para os mesmos…

    Ah, sobre a questão do Senna: As expressões “arrogantes sem auto-estima” e “esquizofrenia brazuca” são geniais. Prometo citar a fonte sempre que as usar nas conversas, Jung.

    Pra mim o Senna fez uma re-estréia muito boa. Ritmo de corrida decente, ótima classificação… batida em primeira curva qualquer um vai sofrer ou causar um dia. Olha aí o Hamilton fazendo as besteiras dele, e isso não o tira do posto de um dos melhores da atualidade.

    O Barrichello (gato escaldado) já tinha comentado no sábado: “foi uma classificação excelente, mas devagar com o entusiasmo…”

    O Senna é esperto, vai saber evitar essas coisas. O Barrichello, pelas circunstâncias da época, não conseguiu.

    O fato é que os pilotos brasileiros (mesmo os novatos) são mais maduros e realistas hoje em dia. A torcida brasileira não. Continua a mesma coisa desde os tempos da Copersucar-Fittipaldi: “arrogantes sem auto-estima”.

    • Mauricio disse:

      Não concordo com você, depois do Sena essa torcida se tornou ainda mais histérica e muito exigente. É como Jung falou, nada menos que a vitória absoluta acalma os faladores de plantão. Isso é uma pena pois rifa talentos de forma desnecessária.
      Ainda sou fan do Barrichelo e acho que o Sena vai nos dar muita alegria, já o Massa… Bem, o Massa ainda nos deve muitas explicações. Não consigo entender o que ele diz. Se nada mudou depois do acidente e do filho, como ele explica a queda quase vertical na combatividade? Neste último GP em Spa foi algo evidente. Ele correu apenas nas quatro primeiras voltas e depois apenas dirigiu o carro até o final, sem brilho, sem ousadia, sem nada. Parece que faz de proposito para irritar alguém dentro da scuderia… Será?

    • Pedro Araújo disse:

      Maurício, citei a Copersucar-Fittipaldi porque percebo esse comportamento “arrogante sem auto-estima” desde quando o Fittipaldi largou a McLaren (e a possibilidade real de um tricampeonato) para participar da Copersucar. A equipe e o piloto (caramba, um bicampeão mundial) eram ridicularizados na época porque não ganhavam corridas ou campeonatos. A torcida não apoiou uma equipe que estava num caminho correto, tendo já colhido bons resultados, mas precisava de tempo de maturação.

      Era moleque, e já ficava puto com isso.

      Portanto, não foi a torcida que mudou após o Senna. A torcida continuou a mesma, mas num espaço de 11 anos ela foi “agraciada” com 6 títulos mundiais. Quando esta época de exceção acabou, ela voltou a ser o que sempre foi.

      O engraçado é que ninguém fala mal do Villeneuve (que inclusive fez jogo de equipe em 79, relaxando pro Schecter ser campeão), do Peterson, do Moss, e de um monte de ótimos pilotos não campeões de F1. O Coultard é respeitado no Reino Unido, por exemplo. Mesmo depois daquela temporada esquisita na Toro Rosso (ou Red Bull, não me lembro). Mas dos pilotos brasileiros o brasileiro fala mal. É impressionante.

  15. Cacá Camargo disse:

    Se fosse dar bola pra tudo o que os Brasileiros falam,Rubinho tinha parado com 1 ano de F-1. Falar é facil,dificil é fazer igual!!!

  16. Thiago Azevedo disse:

    A ultrapassagem do Webber foi linda mesmo. De vez em quando ele acorda.

    * – Ficou legal o efeito na foto do seu post!

  17. foca disse:

    boa do baterista. concordo com ele, deem uma chance a (o ra) paz…

  18. Cleiton Pessoa disse:

    normal…. tudo isso é bem normal.

  19. gian_racer disse:

    tbem concordo….,e seja mais frio e calculista quando pensar em algumas manobras…

  20. Marcelo disse:

    Ops…corrigindo, Petrov não pontuou menos, e sim mais, fez 12 e depois 13 pontos, muito bom, se o carro perdeu a performance, ele pelo menos manteve a média. não tinha reparado antes.

  21. Marcelo disse:

    Endendendo em “numeros” o problema Renault-Heidfeld, lembrando que a meta da Renault é superar a Mercedes, se tornando a 4º força!

    Comparação depois de 12 corridas, em duas partes.

    1º parte, após 6 corridas:
    AUS-MAL-CAN-TUR-ESP-MON

    Renault-50 pontos
    Petrov-12 pontos
    Heidfeld-29 pontos

    Mercedes-40 pontos
    Rosberg-26 pontos
    Schumacher-14 pontos

    *Observe que Renault estava na frente da Mercedes na primeira parte 50x 40.

    2º parte:
    CAN-EUR-ING-ALE-HUN-BEL

    Renault-18 pontos
    Petrov-13 pontos
    Heidfeld- 05 pontos

    Mercedes-58 pontos
    Rosberg-30 pontos
    Schumacher-28 pontos

    A Renault simplesmante “desmontou” nas últimas 6 corridas, e a Mercedes só evoluiu. Culpar só Heidfeld pela queda da equipe seria injusto, Petrov também pontuou menos, mostrando que o carro piorou muito. A Renault simplesmente perdeu a “mão” na evolução do carro, Heidfeld liderava a equipe, mas não fazia sozinho, era junto com os projetistas, eles não conseguiram melhorar o carro.

    Pode colocar até o Alonso na Renault que não vai resolver muita coisa, tem que mudar também o departamento técnico, é o que esta fazendo a Mercedes, Schumacher até já trocou de engenheiro. É como eu digo, organizar uma equipe pra chegar ao sucesso não é fácil, leva anos. A RBR tinha Newey, mas a equipe só foi vencer depois que achou um piloto fora de série, no caso Vettel. Levou 5 anos para a RBR chegar ao sucesso, mas quando chegou, o sabor da vitória foi melhor, pois começaram lá de baixo. Se hoje Vettel domina (como Schumacher dominou no passado), é frudo de muito trabalho desenvolvendo o carro e organizando a equipe.

    A curto prazo ninguém vai fazer milagres na Renault, a verdade é que a equipe se “desmontou” com o acidente de Kubica, na pista o polaco fazia muita diferença, motivava toda equipe trabalhar com mais vontade. Atualmente “desmonstada” mesmo que contratasse Alonso (com urgência) não seria a mesma coisa, teriam que trabalhar tudo de novo,.e isso leva tempo.

    Quanto a Bruno Senna, ele foi muito bem nos treinos, fez boa largada, errou na primeira curva, mas chegou em 13º, o que não é um mal resultado, Bruno apenas perdeu uma boa chance de fazer uma corrida melhor, nada de DRAMAS, todos esses novatos que estão se destacando também cometeram erros, mas estão de contrato assinado, logo se errarem não faz muita diferença. Seria ótimo Bruno evitar erros, mas pelo menos me parece que Heidfeld não volta mais, pelo menos é o que aparenta na equipe, isso é bom para Senna, mas tem Grosjean na parada pela vaga. Heid foi a justiça, mas se Bruno entrar com GRANA, contratos foram feitos para serem cumpridos, mas também foram feitos para serem “QUEBRADOS”, como a equipe precisa de dinheiro, Bruno tem boa chance, ainda mais mostrando serviço como fez no treinos em SPA.

    O fato de “pagar” para correr é o de menos(nunca dei tanta importancia para isso), Fangio foi bancado pelo governo da Argentina, Rubens teve apoio da ARISCO em início de carreira, com a maioria é assim, o que interessa é chegar e mostrar serviço, e essa geração de “pagantes” na pista é muito boa, Bruno pode fazer o mesmo, se eles tiveram a chance, Bruno também o merece. Prefiro ver esses novatos que os “sonolentos” Rubens, Trulli e Heidfeld na pista, desses “véios” o único que salva é Schumacher que ainda consegue tirar alguma coisa, aos 42 anos o alemão esta indo contra as leis da natureza, e sempre dá um jeitinho de se destacar, é isso que o fãn da F1 quer ver, gostando dele ou não, Michael mostrou em SPA que ainda é um Schumacher.

    Boa sorte a Schumaher e a Bruno Senna!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>