CORNETAS | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

terça-feira, 29 de novembro de 2011 - 18:38F-1

CORNETAS

SÃO PAULO (e perigosa) – Todo mundo sabe que a imprensa italiana é das mais corneteiras do mundo. E quando se trata da Ferrari, os caras pegam pesado mesmo. Quem está no paredão, agora que a temporada acabou, é Felipe Massa. Leiam este artigo do veterano Alberto Sabbatini, da “Autosprint”, que me foi enviado pelo Antonio Chambel. Ele bate sem dó no brasileiro. Para quem tem preguiça de ler italiano, o texto começa dizendo que a temporada de 2011 será lembrada pela “decepção que foi Felipe Massa”, por ter passado um campeonato inteiro sem um pódio. E lembra da “desgraçada temporada de 1992″, a última em que isso aconteceu, com Ivan Capelli. Na verdade, se considerasse apenas pilotos que correram todas as provas de um Mundial, a última vez que um ferrarista voltou para casa sem troféu foi em 1981, com Pironi. Capelli não correu todas em 1992.

Sabbatini faz várias considerações sobre Felipe, um piloto que, para ele, é incapaz de fazer duas voltas com a mesma trajetória. Mas que seus defeitos foram ocultos pelas ótimas voltas de classificação entre 2006 e 2008, quando fez 15 poles. “Mas o Massa de hoje é uma sombra daquele”, diz o articulista, perguntando-se: por que a Ferrari insiste com ele, renovando seu contrato de dois em dois anos?

O jornalista cita o fato de Felipe ter tido um acidente grave e, logo depois, um filho. “Entrou na parábola descendente de sua carreira”, afirma. “Vettel, Webber, Alonso, Hamilton, Button e Rosberg não falam em ter filhos…” Especula que quando Todt era o chefão, ele ia ficando porque seu empresário era (ainda é) Nicolas, filho do atual presidente da FIA. Relata as negociações com Rosberg para 2012 que, segundo ele, não prosperaram porque seria caro rescindir o contrato de Massa e pagar para a Mercedes liberar o alemão. “Mas quanto a Ferrari perde de dinheiro por não fazer os pontos que Felipe deveria marcar no campeonato?”, continua.

Sabbatini sugere vários nomes para seu lugar. Fala em Pérez, Kobayashi, Sutil, Kovalainen e até Trulli. “Gente que custaria pouco e que com uma Ferrari daria 110% para chegar ao pódio.” Para finalizar com aquele que considera a solução final: Kubica. Segundo o jornalista, a Ferrari quis o polonês para o lugar de Massa depois do acidente da Hungria em 2009, e teria cedido aos apelos do brasileiro para que Robert não fosse contratado. “Mas agora essa dívida com Felipe está quitada. A equipe que faça suas contas. Talvez mantendo Massa mais um ano e assinando com Kubica para ajudar em sua recuperação em 2012 e ter um formidável binômio com Alonso em 2013.”

Não sei se é verdade essa história do Kubica em 2009. E acho que apostar no polaco agora é sonhar alto, infelizmente. Digo sempre: Robert dificilmente volta a correr na F-1, o que será um pecado. Mas disso tudo o que se depreende é: Felipe terá de convencer não só a Ferrari de que merece correr de vermelho, no ano que vem; terá, também, de reconquistar a imprensa italiana.

139 comentários

  1. Waldílio Siso disse:

    Quem mantem o Massa na F1 é a Globo. Por um simples motivo: quem assistiria F1 no Brasil sem um brasileiro correndo em equipe de ponta?

  2. Julio Moreira disse:

    Nenhum italiano fala da bosta que é o Domenicalli.

    O cara desde quando entrou, não mostrou a que veio e esse sim, está afundando a Ferrari.

  3. Alex disse:

    Todo mundo é corneteiro. Ficamos aqui especulando as razões que mantém Felipe Massa na Fórmula 1, mas o fato é que é tudo chute mesmo. Só o “capo di tutti” da Ferrari e seus maiores investidores que sabem o motivo.

  4. Luiz disse:

    É, só vai melhorar quando o Felipe Nasr chegar, cara é bom, e o Ratinho também é, enquanto os atuais brasileiros, são uns Coulthards.

  5. MARCO ANTONIO disse:

    Torcer pro BRUNO SENNA fazer uma grande temporada e arrumar uma vaga numa equipe mais forte. Esperar pelo RAZIA, FOREST, etc.

  6. Ricardo Bigliazzi disse:

    Segue o jogo… é duro falar… mas o cara esta coberto de razão.

    É inconcebivel o Felipe Massa não ter conquistado nenhum podio nesse ano com uma FERRARI… pode não ser o melhor carro do mundo… mas o idiota de seu parceiro esteve por lá por 6 vezes (no minimo).

    Imperador

  7. Paulo disse:

    Se o companheiro do Alonso, com o desempenho mostrado pelo Felipe ao longo de 2011, não fosse brasileiro, estaríamos certamente estranhando que a Ferrari o mantivesse na equipe. Como o Massa é brazuca, ficamos sempre na torcida pelo próximo ano. O retrospecto dos últimos dois anos, entretanto, não permite muito otimismo.
    O Felipe sempre foi um piloto “porra louca” que compensava a sua falta de qualidade técnica com arrojo. Hoje a coragem parece ter diminuído (talvez com o impacto de uma mola) e, certamente, não vai ser agora que ele vai se tornar um piloto tecnicamente brilhante.
    Resumo? Melhor começar a pensar em uma equipe média para 2013.

  8. Antonio Falcao Neto disse:

    Massa não tem o que convencer os italianos. Massa é um piloto mediano. Um piloto mediano tem uma ou no máximo duas chances na vida. A chance de Massa foi em 2008. Se não deu, paciência. Desocupa a vaga.
    Quem tem que se explicar é a Ferrari. Porque manter tanto tempo um piloto mediano na equipe ?
    Tenho certeza que Massa não tem nenhuma influencia na Ferrari. Já Alonso goza de muito prestigio. Será que não é vontade de Alonso ter um piloto mediano ao seu lado ?
    Eu, como Ferrarista torço a muito tempo por um companheiro melhor para Alonso.

    Antonio Falcao

  9. Andre disse:

    Se eu fosse o Montezemolo rescindia o contrato do Massa e oferecia o segundo carro pro Barrichello, pagando apenas pelos pontos conquistados.

    Como escudeiro do Alonso faria muito mais do que o Webber faz pelo Vettel.

    • galileu disse:

      tambem concordo contigo andré, não,precisava nem pagar por pontos, bastava pagar as despesas de viagem e o barrica aceitaria na hora.
      e garanto: nunca tomaria 6 decimos por volta do alonso, quando era o alemão ele tomava no máximo 4 decimos.
      sem contar que o cara veste literalmente o macacão da equipe já que é um cara comprometido com o que faz.
      e se ajudasse o espanhol a ser campeão, ficaria mais uns tres anos na equipe com certeza

  10. paulo fonseca disse:

    Prezado Flávio Gomes,

    O texto bateu muito forte no piloto Felipe Massa, críticas pontuais e muito ácidas
    Para finalizar a resposta deverá ser feita na próxima temporada Felipe deverá estar mais focado em bons resultados. Vamos aguardar

  11. Paulo disse:

    Não entendo porque a Ferrari não despachou o Massa como fez com o Kimi. Só a grana que perdem no campeonato de construtores já compensava a multa da rescisão.

    A questao nem é tanto a lentidao em relacao ao Alonso, é a falta de garra mesmo.. pelo menos até a molada ele era rapido mas absolutamente afobado, agora virou um lento e afobado. Nao sei qual equipe vai contrata-lo..

  12. Filipe disse:

    A questão é que Felipe sempre foi um piloto modesto e de pouco recurso. Sempre. Deu certo em 2008 por conjunção de um bom carro e de uma temporada iluminada. Mas sempre foi fraco na chuva, perdeu em 2008 por conta de erros (lembram da “sensação estranha” na traseira em Sepang?) e, na verdade, nunca teve força para combater um monossilábico Kimi Raikkonenn, que veio, viu e venceu onde, segundo opiniões abalizadas, era “a sua casa”.

    Felipe Massa é só mais um piloto, cuja trajetória é uma história sem episódios.

  13. MarceloPOA disse:

    O primeiro passo para o Massa mudar os rumos da carreira dele é trocar de equipe. Chega, ja deu, acabou. Pq não troca de equipe com o Hamilton? Seria bom pra todos.

  14. sebastiao disse:

    “Sabbatini faz várias considerações sobre Felipe, um piloto que, para ele, é incapaz de fazer duas voltas com a mesma trajetória. Mas que seus defeitos foram ocultos pelas ótimas voltas de classificação entre 2006 e 2008, quando fez 15 poles.”

    Sempre falei isso, o Felipe é grosso, erra muito. A quantidade de atravessadas do cara em aproximações de curva é brincadeira.
    Engoli minha lingua em 2008, qdo ele fez uma grande temporada, e parecia estar evoluindo, com uma pilotagem muito mais limpa.
    Depois voltou ao normal, aliás até pior que o normal. Sei lá, acho que a “molada” fez algum efeito mesmo. Leeeeento!!!

  15. Romeo Nogueira disse:

    Tem razão o articulista quando diz que, “enquanto Alonso, como um fenomenal atacante, é capaz de espremer o que pode do carro, Massa só é capaz de espremer o bólido contra Hamilton ou contra as zebras até quebrá-lo!” Para mim, tinha passado despercebido que o brasileiro sequer chegou em quarto em um dos GPs desta temporada. Até o vovô Schummy foi quarto, no Canadá… No comments, como diz o blogueiro!

  16. Thiago disse:

    Pelo menos esse ano ele ficou mais limpinho. Sim, porque essa de ficar com a mesma cueca quando tudo vai dando certo no fim-de-semana é uma enorme falta de higiene.

    Se ganhasse superstições campeonatos, certamente Massa ultrapassaria Schumacher.

  17. Davi Ribeiro disse:

    É inegável que, depois do acidente, e com a comparação com Alonso, na qual vem tomando surras na pista – sem nenhuma desvantagem técnica -, seu desempenho está abaixo da crítica.
    Creio até que deveria ter sido substituído esse ano. E o automobilismo brasileiro, já era! Sem Barrichello, sem Bruno, que luta agora por apenas uma vaga na Lotus e sem Massa, ficariamos sem nenhum piloto na F1, e pior, sem perspectivas de um novo talento…

  18. Jeambro disse:

    Engraçado o Felipe mandando o Barrichelo se aposentar. Nós, aqui no Brasil, e eles, lá na Itália, todos com o saco cheio da pouca expressividade do Felipe este ano.

  19. MARIO disse:

    DEFINITIVAMENTE, o Massa é o “Garçon” de Alonso enquanto Rubens foi de Michael. Vejam este ano so aconteceram coisas com o massa, enquanto alonso praticamente nao teve problemas porque sera? quanto ao desempenio de massa, Pífio resultado..
    PARABENS, o texto é perfeito!..falou e disse a verdade.

    • Renato F1 disse:

      Essa eu sei: porque a “equipe Se Ferrari” não sabe (ou não quer) fazer dois carros! Sempre dá preferência a um dos pilotos. Mesmo se tivesse Vettel e El Chorón de Las Astúrias, um deles já seria “se ferrado” antes do início da temporada!

      • galileu disse:

        equipe nenhuma faz dois carros diferentes sr renato, muito menos a ferrari, o custo seria muito alto, leia minha outra resposta para voce e quem sabe entendas.
        agora mjá que voce sabe tudo; porque o alonso ganha 60 milhões e o massa apena 8?

  20. CELSOV disse:

    Com certeza os jornalistas italianos são corneteiros e só pensam na Rossa mas, os escocêses não, e o David Coulthard falou praticamente a mesma coisa. Só que usou a expressão………… ” decepcionante ” ! Ambos falaram a verdade. Com relação a acidentes sofridos e filhos gerados, Piquet e Barrichello tiveram acidentes e filhos mas continuaram acelerando e muito.

    • Lucas disse:

      Mika Hakkinen também teve um baita acidente, ficou em coma, e depois voltou pra ser bicampeão. E o que falar do Niki Lauda então? O cara quase virou carvão, chegou até a receber a extrema-unção, e voltou a correr tão rápido quanto antes. Depois disso ainda se aposentou, teve um filho em 1981, voltou pra F1 depois de dois anos parado, ganhou duas corridas já na temporada do retorno, e dois anos depois ganharia mais um campeonato. Quando ele critica o Schumacher, o pessoal mete o pau, chama ele de recalcado, etc., mas se tem um cara que tem todo o direito de criticá-lo, é o velho Lauda.

    • Williams disse:

      não. o próprio Piquet falou que ele mudou. Quanto ao Barrica… bom, nem vou comentar… esse sempre foi lento independente dos acidentes, filhos e etc

      • Alex disse:

        Quem acompanha F1 sem patriotice besta e com um mínimo de inteligência sabe que Barrichello não é lento. Pelo contrário, sempre foi um piloto muito rápido. E também sabe acertar carro como poucos, é bom em brigar por posições, defender-se etc. Eu sempre digo que o problema do Barrichello está fora do cockpit. Precisa de uma acessoria de imprensa e de um manager. Aliás, melhor colocar tudo no passado, porque o cara não renova pra 2012.

  21. Braulio Gerhardt disse:

    Eu e a imprensa italiana queremos a mesma coisa. Eles querem o Massa fora da Ferrari e eu não quero ver mais nenhum piloto brasileiro correndo por esse time de m… Não me importo de ver uma F1 sem brasileiros correndo, só não quero mais ver nenhum compatriota sendo humilhado.
    Equipe boa, com história, que não tem medo de ter dois pilotos do mesmo nível e deixa os dois brigarem na pista chama-se McLaren!

    • Marcelo Trindade disse:

      Quanto ao Massa ser (muito) menos veloz que o Alonso vc tem que brigar com a Natureza e não com a Ferrari.

      • Renato F1 disse:

        Tem que brigar com essa “equipe” sim. Eles não tem dois carros; tem um carro e meio. O primeiro piloto da “equipe” fica com o melhor que aquela cambada pode oferecer e o outro fica com o resto do carro do ano anterior!!!

      • galileu disse:

        até que enfim apareceu uma amante do massa, seja benvindo renato.
        o cara érruim, conquista menos de 40% dos pontos do outro, não vai ao podio nenhuma vez na temporada, destroi a suspensão direita no sabado e a esquerda no domingo em uma corrida, faz um pit stop a menos e chega a 24 segundos do companheiro que fez 3, ora caro renato, acho, que voce anda vendo f 1 em outro planeta

    • Bruno Abila disse:

      E Red Bull Racing!

      Importante lembrar do risco que a equipe Red Bull Racing assumiu em 2010, ao deixar Vettel duelar com Webber no final da temporada, sendo que o Webber tinha vantagem em pontos, e no final, o Vettel acelerou e o Webber amarelou, deixando claro que se, houvesse jogo de equipe, e o Vettel apenas ajudasse Webber, o campeonato da Red Bull Racing poderia ter ido para o buraco, com a afinada do Webber no finalzinho.

      • Renato F1 disse:

        Depois dessa marmelada no GP do Brasil, não sei não! Não poria minha mão no fogo para pegar uma latinha de energético!

      • galileu disse:

        jogo de equipe, pura e simplesmente sr renato, o webber tinha chances de ser vice, e eles tiveram a coragem de tentar.
        logo se ve que voce não entende p,atavina do que está comentando, aprende um pouco criança,, ou então vai jogar vido game.

    • Renato F1 disse:

      Falou e disse!

      Apoiado!

    • Andre Giordano disse:

      Meu amigo! Isso não é humilhação nenhuma!
      Na Fórmula 1 existe e sempre existiu o primeiro e o segundo piloto.
      Um corre pelo campeonato de pilotos e o outro ajuda a conseguir pontos para a equipe.
      O Massa é o segundo piloto da Ferrari. Ponto final!
      O Berger era o segundo piloto da McLaren.
      Precisa que desenhe?

      Aparentemente tudo bem quando um cara é segundo piloto de um brasileiro, certo?
      Por que o contrário causa tanta revolta?
      Será que os austríacos se sentem humilhados pelo Berger ter sido segundo piloto do Senna?

      Fui ao terrível setor G pela primeira vez neste final de semana, no GP Brasil, e percebi que lá como cá, neste blog, muita gente gosta de ver os carros rápidos, mas parece que não entende muito bem como funciona a Fórmula 1.

  22. Ulisses disse:

    Já faz algum tempo que a Fiat brasileira carrega nas costas a Fiat italiana. O Santander brasileiro também está carregando nas costas o espanhol. A Europa está sem dinheiro, o euro foi uma grande irresponsabilidade. A Ferrari precisa de um piloto brasileiro, senão vamos parar de comprar Fiats e parar de abrir contas no Santander.

    O Felipe era o opção menos ruim que a Ferrari tinha para colocar um brasileiro lá afinal, Rubinho já tinha saído de lá puto. O que me incomoda é, existem pilotos brasileiros atualmente com alguma possibilidades de andar bem, Di Grassi por ex. e não encontrarem oportunidades boas.
    Mas, na Formula 1 atualmente, precisa-se pagar para correr.

    Quanto ao Massa, depois que deixou o Alonso passar, perdeu completamente o “crédito”. Quem foi no GP do Brasil pode ver que Hamilton tem muito mais “simpatia” com os brasileiros do que Felipe. Uma pena …

    • Justme disse:

      Esses brasileiros… acham que o brasil carrega o mundo todo nas costas… cara o consumo medio durante a parte mais forte da crise na europa ainda foi maior que o consumo no apice do natal no brasil, isso com o brasil fora da crise, a europa está sem dinheiro sim, mas isso com relação a europa, o sem dinheiro deles é equivalente a um brasil sem crise…

      • Leopoldo disse:

        Consumo é uma coisa, lucratividade é outra. Os caras tem uma operação no Brasil de alta lucratividade. O volume pode ser menor, mas sobra muita grana no final, saca? Mão de obra barata, insumos baratos, incentivo por parte do governo e um tesão por carro zero reprimido por anos finalmente atendido graças ao crédito. Carro (Fiat) e crédito (Santander). O Brasil não carrega ninguém nas costas, mas os europeus não são bobos e sabem que têm que expandir seus negócios para o tal do BRIC, não que a Europa esteja indo pro fubá, mas eles têm em mente que tem que haver crescimento e nunca encostar o burro na sombra.

    • Renato F1 disse:

      E para piorar a Fiat brasileira cobra muito caro por uma carroça muito 20 anos atrás em quesito de tecnologia que a Fiat européia! E o Santander brasileiro cobra tarifas mais caras e lucra infinitamente mais que o Santander espanhol. E a gente continua sendo assaltado por essas empresas internacionais para sustentar os seus países de origem! Fora daqui, carrapatos!

  23. Batista Lara disse:

    Tragam o Nelsinho de volta!

  24. Henrique disse:

    O Felipe nunca foi bom, e nunca será. Naquele ano em que quase foi campeão e justiça foi feita e o título ficou merecidamente com o Hamilton ( que é muito , mas muito melhor que o Massa ) . O fato é que a rede globo ( Galvão Bueno ) desesperadamente colocou o Felipe em uma posição que ele simplesmente não tem competência para estar. Ele não é do mesmo nível do Vettlel, Hamilton Button, que são muito bons, mas nem chegam perto do Alonso, esse sim o melhor de todos e o único no mesmo nível do Schumacher.. O campeonato que Massa quase ganhou, foi ele mesmo que perdeu , pois fez mais trapalhadas que a equipe. è só imaginar algum desses pilotos ( Vettlel, Hamilton Button, Schumacher ou Alonso ) naquele carro que com certeza, não teriam deixado o título escapar. Quando falam da mangueira, ninguém lembra da rodada dele, sozinho na austrália….sem falar que quado chove, ele simplesmente é medíocre…..emfim, um piloto muito ruim mesmo………..

    • PC Crusca disse:

      Concordo em relação ao Massa. Mas quanto ao Alonso, discordo muuuito.
      Piloto que passa a corrida inteira atrás do Petrov, precisando passar apenas ele pra ser campeão e não faz nada, não pode ter outra alcunha senão a de El Bundón.

      E tenho dito!

    • Danilo A. disse:

      A Globo não tem o poder de colocar piloto como candidato a título numa Ferrari. Galvão Bueno não tem o poder de colocar piloto como candidato a título numa Ferrari.

      Repita comigo 100 vezes.

  25. Luiz Fernando A. Pereira Jr. disse:

    Espero (para o bem dele) que o cara tenha vergonha disso até hoje.

  26. RMTA disse:

    Realmente não dá pra um piloto de equipe “top de linha”, ficar tomando, CONSISTENTEMENTE de 0,5s a 0,8s em todo santo treino de classificação, não dá, não há nada que justifique isso…

  27. fredy disse:

    concordo com tudo que foi dito pelo jornalista italiano. A temporada de felipe quando comparada com a de alonso faz o rubinha não parecer tão ruim assim quando comparado com schumacher.

    Por falar em rubinho, que mala hein. Ocara perde a chance de se aposentar com uma grande festa em casa. Agora vai ficar mendigando vaga em tudo que é equipe e dizer o quanto está “motivado” em tudo que é programa da globo.

    Com tanta gente nova e boa com em risco de perder a vaga para 2012, contratar o rubinho seria quase um pecado tão grande quanto a ferrari cometeu ao permitir que massa continui por mais um ano.

  28. HC disse:

    Fosse eu o dono da Ferrari, compraria uma vaguinha em equipe média para o Massa e contrataria o Sutil por dois anos pra ver o q ele faz, fácil.

  29. Ricardo Reno disse:

    É cruel mas é a F-1. Pilotos precisam ser velozes e constantes. Massa não está preenchendo nenhum dos dois e ele mesmo sabe disto.

  30. EduardoRS disse:

    Corneta? Não li corneta nenhuma nessa coluna do italiano. Só verdades.
    Eles sempre gostaram do Massa por lá, mas esses dois últimos anos ninguém aguenta. Ainda mais os ferraristas.

  31. Celso Vedovato disse:

    Para Massa, pior que perder performance será perder o apoio que sempre teve do público e da imprensa italiana. Li muitos comentários dos italianos à referida coluna, parece que apoio do público ele ainda tem. Muitos lembram que a Ferrari matou o seu piloto brasileiro na Alemanha em 2010 e que Massa será sempre prejudicado pela preferência da Ferrari por Alonso.
    Me parece que o problema é que nem um bom segundo piloto Massa conseguiu ser em 2010 e 2011.
    Não sei, mas acho que fatores comerciais ainda ajudam a manter Massa na Ferrari. Claro que o espanhol Santander também dá preferência a Alonso, mas o banco espanhol tem no Brasil sua mais importante operação fora da Espanha. Entendo os argumentos de que a Ferrari não aceitaria pressão do patrocinador, etc…, mas acho que os tempos são outros. Afinal a Ferrari/Fiat têm especial interesse no mercado de automóveis no Brasil. Enfim, é apenas mais uma luz na história toda. Não tenho qualquer informação de que esse meu argumento possa ser verdade.
    As vezes acho que para Massa, seria tão bom negócio sair da Ferrari quanto o colunista italiano acha que seria para a Ferrari. Mas convenhamos, sugerir Trulli, Pérez ou Kovalainem, dá a impressão que a metralhadora contra Massa seja por antipatia pessoal e não só questão profissional.

  32. Luiz Oliveira disse:

    Que Massa “já era” é consenso. Se vai durar todo o ano de 2012 ou ser trocado no meio é possibilidade….O problema é por quem e se vai valer a pena a Ferrari 2012

  33. Danilo disse:

    A imprensa fora do Brasil (ou mesmo a brasileira, exceto a Globo) nunca comprou a imagem de que Massa era grande. É um piloto um pouquinho acima da média e só. Mas não o suficiente para ser um vencedor.

    A eterna busca por um “novo Senna” iludiu o torcedor, que viu o Massa como salvador da pátria porque teve alguns bons resultados. E aí o cara virou o motivo da Globo para transmitir F1. Quando perdia, a culpa era da Ferrari, do Alonso, da chuva, do cachorro na pista… Parece que nunca passou pela cabeça de ninguém que o Massa nunca foi e nunca será um fenômeno.

    É o que o FG falou em um post dia desses: para a Globo, esporte bom é aquele em que tem brasileiro ganhando (só pra constar, eu gosto de MMA, esporte criticado pelo FG neste mesmo post. Mas não quer dizer que não concorde com esta frase). Essa busca pelo novo ídolo vai continuar com qualquer brasileiro que sentar num F1.

    Por fim, seria divertidíssimo ver o Kobayashi de Ferrari. Mito.

  34. Antonio disse:

    Eu achava o Felipe mais pra fraco do que para bom, aí ele começou a andar melhor que o Raikkonen e quando o Fischella e o Badoer o substituiram vexaminosamente passei a respeita-lo mais.
    Acredito que melhor que ele, talvez o Rosberg. De resto, só os três bam bam bans que são Vettel, Button e Hamilton.
    Se colocarem Perez, Kobayashi e outros, a decepção vai ser grande, e é melhor manter o Felipe.

    Eu acho o Rosberg o nome ideal para a Ferrari . Fora ele prefiro o Felipe mesmo que tem bom relacionamento com o Alonso.

    • Lucas disse:

      Eu não dou muita importância ao vexame do Fisichella e do Badoer em 2009. Se você for ver a história recente da F1, vai ver que em praticamente todos os casos com uma ou outra exceção, quando um piloto começa a correr com um carro no meio de uma temporada (seja “do zero”, como foi o caso do Badoer, ou trocando de equipe, como o Fisichella), os resultados são quase sempre pífios. O que é fácil de entender, já que não se pode mais testar. Antigamente não era raro um piloto estrear no meio de uma temporada e andar bem, mas naquele tempo testava-se tanto que, antes mesmo do primeiro treino oficial, o cara já tinha mais quilometragem no carro que os pilotos atuais têm numa temporada inteira. Por isso que o Fisichella naquele ano andou melhor na Force India (carro que ele conhecia bem) que na Ferrari, e tenho certeza que se tivessem o mantido para 2010, tendo ele a chance de participar de todos os testes de inverno, ele teria feito temporadas muito melhores que as que Massa fez ano passado e neste (vale lembrar que Fisichella foi companheiro do Massa em 2004 e fez quase o dobro de pontos do brasileiro).

  35. Lucas disse:

    Só pra sentir o drama de quão ruim foi a temporada de Massa no ano passado, experimentem calcular a pontuação dos pilotos se fosse usado o velho sistema de dez pontos pra vitória e pontuação até o sexto. Aí sabem quando foi a última vez em que se viu na Ferrari diferença entre dois pilotos tão grande quanto a atual? Em 1996. Com um ponto importantíssimo a ser considerado: naquele ano o Irvine só completou 6 corridas! E ainda assim conseguiu ir pro pódio numa delas. Outro ponto importante: Ivan Capelli não fez pódio em 1992, mas naquela temporada havia três equipes claramente superiores, então até dá pra perdoar (mesmo o Alesi, que era um piloto muito rápido, só fez dois pódios aquele ano). Complicado é o cara não fazer nenhum pódio numa temporada em que o companheiro faz *dez*, inclusive com uma vitória. Voltando de novo ao histórico da Ferrari: sabem quando foi a última vez em que um piloto venceu uma corrida com uma Ferrari em que o companheiro de equipe não conseguiu sequer ir ao pódio? Há nada menos que 30 anos atrás (essa temporada de 1981 à qual o Flávio se refere). O herói daquela época foi Gilles Villeneuve, que infelizmente nunca teve um carro à sua altura (quando teve, foi forçado a fazer papel de segundo piloto). Sem essa de dizer que “Massa piorou depois do acidente”. Ele “piorou” simplesmente porque de lá pra cá só correu em carro inferior, e ele nunca foi piloto de extrair mais que o equipamento permite (muito pelo contrário, vale lembrar que todas as vitórias dele foram quando tinha o melhor carro e largava na frente). E deu o azar de virar companheiro de equipe do maior “tirador de leite de pedra” do grid (eu diria até dos últimos vinte anos).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>