FELL OFF THE ROOF | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quinta-feira, 17 de novembro de 2011 - 19:01Autódromos, F-1

FELL OFF THE ROOF

SÃO PAULO (que coisa) – E o GP dos EUA em Austin já era. Os organizadores anunciaram oficialmente que a corrida de 2012 não vai acontecer. O problema todo é grana. O Estado do Texas não pagou os US$ 25 milhões de taxa obrigatória. E os donos da pista queriam que essa grana fosse antecipada pelo governo estadual, pelo que entendi. Falam, agora, em 2013.

Mas esqueçam. Em 2013 a corrida americana será nas ruas de Nova Jersey. Não haverá dois GPs nos EUA. Dançaram. E o prejuízo não será pequeno. As obras estavam em andamento, como se vê no site oficial do Circuit of the Americas (veja as fotos na abra “Progress”), e muita coisa já havia sido feita.

Eu é que não queria estar na pele dos caras que investiram nesse negócio. No fundo, até torço para que consigam reverter a situação, porque o projeto do autódromo é bárbaro. Abaixo, como ficaria. Ou ficará. Sei lá. As relações entre EUA e F-1 são muito estranhas.

19 comentários

  1. RafaelPereira disse:

    Legal, deixa o automobilismo nos EUA por conta da Nascar, que muito melhor e mais emocionante que a F1.

  2. MSM disse:

    Deixar essa pista de lado (embora nos EUA existam várias pistas que poderiam receber a F1) e colocar mais um lixo de pista de rua é deprimente. Eu já não assisto a insuportável corrida de rua em Valência (e olha que eles tem um autódromo com uma pista mt boa) haverá mais uma que não vou assistir, a futura Nova York.

  3. Flavio Chinini disse:

    O que eu acho estranho é que os Estados Unidos estão cheios de ótimos autódromos… Mas parece que para Bernie, só os Tilkódromos prestam.
    Vi pela televisão uma corrida da Fórmula Indy no circuito de Barber, neste ano, e achei um autódromo muito interessante.

  4. José Brabham disse:

    O pior de tudo eh que trocaram um circuito de verdade por mais uma pseudo-turística pista de rua…

  5. Osmar Cassão disse:

    Há pessoas que se apegam a um discurso derrotista, pensando que o Brasil é diferente, que aqui tudo é pior, mal feito, desonesto e esculhambado.

    Claro que temos muitos desonestos, obras superfaturadas, dólar na cueca. Mas, surpresa: isso acontece em todos os lugares onde caibam dois seres humanos. Se compramos lençóis contaminados para vender em feiras, é porque algum estrangeiro os vendeu.

    No fim, tudo passa pela cobiça e ambição sem medida, pela alienação capitalista e desumanização.

    A história contemporânea é marcada pelo egoísmo, que transcende idioma e nacionalidade.

  6. Cristian Dutra (@cristiandutra) disse:

    Tanta pista legal nos EUA, Laguna Seca, o circuito misto de Indianápolis e Daytona, Watkins Glen, etc, e ficam inventando esses circutos que provavelmente serão chatos, moderninhos.. Uma pena.

  7. André Luis disse:

    Flávio voce falou na F1 x EUA uma relacao estranha eu acho que é por conta dos lucros. BERNIE ECLSTONE não abre mao de faturar o que puder. EU ADOREI este circuito, show mesmo pena que nao vingue, seria bom..A F1 precisa de pistas novas…

  8. AS disse:

    Bernie e a FIFA adoram que sejam construidas pistas e estádios por empresas certamente avalizadas por estas entidades… Pq será isso, hein ??!! De repente todas as pistas do mundo nao servem mais e toca fazer um circuito novo… certamente com seus amigos construtores.

    Uncle Bernie não é nada bobo… arruma relógio suiço com luva de boxe, mas as suas lindas estórias nao enchem os ouvidos dos americanos que se divertem bem mais gastando muito menos com outras categorias.

    Que fique claro… Uncle Bernie quer os EUA e não o EUA querem fazer parte do calendário… mas ele negocia como se fosse o contrário… então !!

  9. Nunca acreditei que esse GP dos EUA fosse emplacar.

  10. Cleiton Pessoa disse:

    acho que vai reverter…. já rolou muita grana e marketing em cima, e mesmo se não role eles acabarão o autódromo e outras corridas de outras categorias acontecerão.

    A diferença dos americanos é essa, eles fazem…

  11. Carlos Castro disse:

    A F1 parece não emplacar mesmo na terra do Tio Sam, embora no passado essa relação tenha sido bastante estreita, com muito intercâmbio. Atualmente as coisas não estão se encaixando, os EUA passam por uma grande crise e isso parece estar refletindo num novo estreitamento das relações. Primeiro foi o tal projeto da equipe USF1 e agora o GP Austin. A asa móvel da F1 não está querendo funcionar naquelas bandas!

  12. Rafael Chinini disse:

    péssima notícia por enquanto.
    era a esperança de um circuito novo bom ganhando espaço!

  13. Pablo disse:

    Falta grana nos EUA?? 1º foi a tal da USF1 que sumiu (sem nunca ter aparecido) por causa de grana e agora este circuito…

  14. Alexandre Werner disse:

    Será que não existe a possibilidade de a INDY encampar a idéia do autódromo? Afinal por questões de segurança (pelo menos de acordo com o bom senso) os ovais de pistas curtas e estreitas deveriam ser abandonados…
    Restando menos ovais no circuito, uma pista dessas viria a calhar.

  15. Eduardi disse:

    “Felipe, pick up the pace” até em vídeo promocional de circuito…

  16. Rodrigo disse:

    Por que a F1 não investe pesado nos EUA? Como alguém que deseja expandir os negócios deixa de fora o maior mercado de consumo do mundo? Não entendo… parece picuinha de comunista trotskista (sem referências, por favor…)
    Além do mais, norte-americano adora corrida. Se fizerem tudo certinho, e o Bernie já mostrou que sabe o que faz, o retorno financeiro é garantido! Faz muito mais sentido investir lá do que naqueles países de mentira do Oriente Médio. Eu hein…

    • Rafael Chinini disse:

      não investe pq o Bernie quer o din din e fim de papo!

      a F1 parece que é assim “nao pagou? nao quer? tem quem queira”
      e mesmo se nao tiver essa mil maravilhas, tem que fazer pose de que é…

    • Levi Davet disse:

      Norte-americano não adora corrida. Norte-americano adora andar em círculos 500 vezes num dia. Eles não gostam de ter que fazer curva pra direita.

      Por sorte, ainda existem coisas como a ALMS e a Grand-Am por lá, sinal de que tem gente interessada em corrida de verdade, mas o público maciço ainda prefere o circo em círculos da NASCAR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>