MENU

quinta-feira, 24 de novembro de 2011 - 23:57F-1

FIM DE FEIRA (4)

Foto Divulgação/Puma

SÃO PAULO (hasta) – Antes de despencar na cama, só um registro. Fiz uma entrevistinha com o Eddie Jordan para a rádio, sobre Barrichello. Eddie deu a ele seu primeiro carro de F-1, quase 20 anos atrás. O velho peruca foi simpaticíssimo ao brasileiro. “É um piloto de primeira classe. Ninguém disputa 325 corridas na F-1 se não for especial”, disse. “Rubens nos deu a primeira pole, o primeiro pódio, foi o piloto que mais tempo defendeu a Jordan, quatro anos. É um dos maiores e talvez os fãs aqui no Brasil não entendam isso.”

Jordan falou que quando Barrichello venceu em Valência em 2009, o paddock inteiro foi aplaudi-lo de pé. “Ele é muito querido. Nunca tinha visto nada parecido na vida.” E finalizou: “Não é alguém que tenha de pagar para correr, não acho que isso vai acontecer”.

93 comentários

  1. Gustavo disse:

    Grande Eddie Jordan! Outro dia o Frank Willians também elogiou o Barrichello.
    A Ferrari não só contratou ele, como também pagou muito bem por isso por anos. E lá ele fez mais que o Felipe Massa. Mas lógico que esse pessoal que eu citei, não entende muito desse assunto. Quem entende são esses especialistas que aqui estão …

    • Fernando Cruz disse:

      O Barrichello não fez mais do que o Massa na Ferrari. O primeiro ficou sempre longe do título, o segundo bateu um Campeão do Mundo e quase foi campeão, em 2008. Mesmo em 2007 Massa estava na frente de Raikkonen até Monza, onde estava a ser o melhor Ferrari antes de desistir com problemas técnicos. Até comparando a primeira temporada de cada um na Ferrari o Massa fez melhor. Barrichello ganhou uma corrida em 2000, Massa ganhou duas em 2006, contra o mesmo Schumacher. Em 2001 Barrichello não ganhou qualquer corrida. Comparando as primeiras temporadas de ambos na Ferrari, Massa fez mais até ao seu acidente na Hungria, em 2009.

      • antonio santos disse:

        o falador de asneiras acima esqueceu que barrichelo foi vice campeao mundial 2x perdendo apenas pro maior vencedor da historia da formula 1 e que em 2009 brigou pelo titulo ate as corridas finais

  2. fabiogp5 disse:

    Para o torcedor brasileiro o cara bom é aquele ali ao lado sempre, ou seja, a galinha do vizinho sempre será mais gorda do que a minha. Essa torcida é mesmo infeliz.

  3. prez disse:

    Alguém que está na batalha há quase 20 anos sem conseguir nada de expressivo, quando ganha uma corrida de deve mesmo causar uma certa comoção. É por isso que aplaudiram Ruinzinho. A maioria tem pena dele.

    • MacGyver disse:

      Conte-nos sobre suas conquistas. Pela forma com que você fala, demonstrando desprezo às conquistas de Barrichello, deve ser um atleta ou executivo de grande importância. Ou seria apenas despeito para com o piloto?

      • Edson disse:

        Concordo contigo…as pessoas deveriam ter respeito humano ao falar de alguém.
        Não sou fã de Barrichello mas acho sim que foi e é um dos mais importantes pilotos da F-1.
        A m…..é que o brasieiro de hoje perdeu respeito a tudo: a autoridade, a familia, aos valores,
        a constituição, ao respeito pelo outro (veja essa absurda entrevista de um “moleque” sobre
        beber e dirigir logo abaixo)…o problema do Brasil não são os governantes é sim grande parcela
        de seu povo….o fulaninho ai de cima deve ser um desses!

      • Renato disse:

        é que os governantes vêm de Marte. Não são “povo”,né?

      • Alfredo Junior disse:

        Concordo com vc Edson, qual país é que tem um representante tanto tempo na categoria máxima do automobilismo ? Do jeito que as coisas estão nesse país em termos de valores, ninguém respeitará mais nada nem ninguém…

    • Pedro Araújo disse:

      Entre a opinião do prez e da cambada que acha que entende alguma coisa de F1 e a do Jordan, fico com a opinião do Jordan.

    • Pedro Araújo disse:

      ah, uma dica pra esse pessoal que acha que o Barrichello é boneco de malhação de judas (e daqui a pouco o Massa vai virar o boneco da vez): o ultimate fighting tá cheio de brasileiro ganhando campeonato, migrem para lesse esporte.

  4. diogo c. disse:

    Dá esse Ferrari do Massa pro Rubens e pelo menos uns pódios ele tinha beliscado, e não estaria nessa situação ridícula de ter menos da metade dos pontos do companheiro de equipe.

  5. Huller Moreno disse:

    Porra que saudade da Jordan!!!

  6. Torço por mais uma temporada dele! as limitações a gente sabe… espero que tenha sorte na pista, acontece cada zica com o rapaz que não é brincadeira. Nem campeão aguenta!

  7. Tales Ramalho disse:

    O drama do Rubinho é ser muito bonzinho e muito bobinho.
    Chorão de nascença e desprovido de inteligência emocional. Encheu o saco de todo mundo com tanto blá, blá e blá a ainda por cima, coitado, têm o carisma pior que o meu.
    Por isso, apesar de muito bom piloto como EJ confirma, é tão pouco reconhecido e muito ridicularizado por aqui.

  8. Juvenal Jorge disse:

    Grande Eddie Jordan.
    Falou verdades, só não visíveis para quem não quer ver.
    Uma coisa que eu espero faz tempo é o livro do Barrichello, depois que ele parar de correr, lógico.
    Se correr em 2012 e depois parar, poderá colocar como título:
    ” Vinte anos de cockpit “.
    Não é para qualquer um esse tempo de vôo. ( com acento circunflexo, porque essa reforma ortográfica é coisa de idiota ).

  9. Fabiano Lacerda disse:

    Só acho imbecil demais esse maniqueísmo em relação ao Rubinho. Pra uma parte,é um lixo. Pra outra,quase um gênio. Ele tá lá no meio do bolo. Um bom e raçudo piloto. Nada mais,nada menos.

    E o fato dele querer continuar correndo,não incomoda nem um pouco. Os fãs dele é que são dignos de pena. A despeito disso,toda a sorte do mundo pro Barrica.

    • Cleiton Pessoa disse:

      Pra ser fã de alguém, esse alguém não tem necessariamente ter que ser um vencedor. Admira-se alguém pela força de vontade, sinceridade, honestidade…. e até por fatores piores que este. Quem não é fã de um pai ou uma mãe, mesmo os que tem lá seus milhões de defeitos batem e fazem merda.

      A arte em ser fã, não é criada pela mídia, é criada pelo conceito que você como indivíduo tem daquilo que acha uma imagem positiva pra você ou pra sua vida, e não por comentários globais, ou de piadas de casseta e planeta.

      Sou fã do Rubinho sim, ele é um piloto melhor que senna? Piquet? não, não é…. o flavio gomes está anos luz de ser um piloto como o próprio rubens e mesmo assim ainda sou fã do cara pelo que ele é, mesmo não o conhecendo pessoalmente não pelo que ele pilota. NInguém guiaria tanto se fosse a merda que o povo acha que ele é por conta das expectativas criadas pelo sr. galvão bueno. Que dirá os outros pilotos que entraram em sairam da F1 nesse período.

      Eddie Jordan disse tudo.

      • Betobage disse:

        Cleiton

        Grande comentário. Acompanho a F1 desde 1972, é verdade que depois de assisir o acidente do Senna e tudo que aconteceu, fiquei uns dois anos meio afastado.
        A sacanagem com o Rubinho (que é bom piloto sim!!!) foi o Sr Galvão com toda aquela expectativa criada com um jovem piloto em um carro ruim.
        O resto da história vc sabe, qdo tinha carro tb tinha bom parceiro para dividir a equipe.
        O mesmo pessoal que malha o Rubinho idolatra o Berger, que sempre foi o segundino do Senna e tbm nunca foi campeão de nada.
        Quem não vibrou com a Pole da Stewart em SPA? ou a vitória na alemanha com chuva e ele de pneus lisos?
        Tbm estou esperando seu livro de histórias da F1, vc deve ter muitas para contar. É normal no Brasil é não idolatrar seus idolos e não respeitar seu passado.
        Vou torcer para vc fechar 20 anos………….depois vai correr de Kart ou preparar um Lada para fazer frente ao FG. rsrsrsrsrsr

      • Breno Peixoto disse:

        Grande comentário [2]

      • Rodrigo disse:

        Grande comentário [3]

        Tem umas coisas que serão eternas: ame ou odeie Barrichello, Senna, Schumacher, Corinthians, Flamengo, Engenheiros do Hawaii, Galvão Bueno e mais algumas coisas.

  10. Rogério Lemos disse:

    Em um esporte onde cobra quer engolir cobra, ouvi um cobra falar bem de outra cobra… é digno de reflexão.
    Aqui no Brasil só se respeita o campeão. O vice é o primeiro dos últimos.
    Mas sair cedo do Brasil, ralar muito, gastar muito dinheiro, viver à sombra de um mito que foi (e sempre será Ayrton Senna) e ainda durar 19 anos na Fórmula 1, é realmente para poucos. E Barrichello soube se sustentar esse tempo todo.
    Sorte? Competência! Pode não ser o maior piloto de todos os tempos, mas tem que se respeitar um cara desse.
    Schumacher disse numa entrevista que “Rubens é muito forte.” Palavras de um ex-companheiro e hepta campeão. E disse ainda que “ficaria triste se ele não completar 20 anos de Fórmula 1″.
    Acho que com as palavras de Jordan e Schumacher, fecha-se a questão. Ninguém melhor que os dois para falar sobre o Barrichello.

  11. Zaca disse:

    Impressionante…
    Temos no Brasil milhares de especialistas que já trabalharam com o Rubinho, que o conhecem e sabem do seu caráter e acham que podem julgá-lo até baseados em seus próprios, opinando sobre sua competência por serem campeões, competentíssimos, moralmente ilibados, que não são mercenários nem borra botas, que já ganharam campeonatos de não sei o quê nem onde, que se acham seres especiais por defenestrar um dos pilotos mais respeitados no mundo inteiro, principalmente por quem o conhece realmente, com ele conviveu, trabalhou e ainda convive.
    Ou esses caras acham que sabem mais que o Eddie Jordan e outros experts em F1 para quem o Rubinho já trabalhou???

  12. Mauro Corso disse:

    E sou fã no Barrichello, e ele mesmo comentou, que o erro foi entrar na onda da Globo, em fazer com que ele fosse um novo Senna. Ninguém que é ruim, fica tanto tempo na F1, mesmo pagando. Quantos dos pilotos pagantes, do tempo do Rubens, continuam?
    E outra, bem simples, o cara ama correr na F1, tá cagando e andando para o que os pilotos de sofá domingo pela manhã, estão dizendo dele.
    Deixem o cara fazer o que ele mais gosta. Muita gente não consegue isso na vida inteira, fazer o que gosta.

  13. Fernando Cruz disse:

    Eddie Jordan tem razão. Barrichello está sem dúvida entre os 100 melhores de todos os tempos. Nos seus melhores dias era capaz de bater qualquer um, como mostrou na época em que esteve na Ferrari ao lado de Schumacher. Simplesmente, nunca foi um fora de série, do nível de um Senna ou de um Vettel, Alonso ou Hamilton.

    Apenas uma ressalva ao que diz Eddie Jordan: ao dizer que Barrichello não é alguém que tenha de pagar para correr parece dar a entender que na F1 atual há muitos que só lá estão porque pagaram bem pelo seu lugar. É apenas parcialmente verdade. Na F1 de hoje há muitos jovens talentosos que pagaram pelo seu lugar. Sem dinheiro não estariam lá. Mas também é verdade que quase todos eles têm valor e resultados para lá estar. Alguns deles podem vir a ser tão bons ou melhores do que Barrichello. Simplesmente, agora é preciso muito dinheiro para entrar na F1, independentemente do talento.

    • Alexandre disse:

      Vettel e Hamilton fora de série????? Menos, muito menos…..

      Vetel corre com um super carro e com um companheiro acomodado.

      Hamilton tá levando um baile de Button e embora tenha um campeonato no bolso, o campeão moral de 2008 é Felipe.

      • Vitor Santos disse:

        Campeão moral? Pára de graça, vai.

      • Marcelo disse:

        Lógico que é campeão moral! Pra ser campeão, ou seja, ser melhor que os outros na temporada, tem que vencer mais corridas. Hamilton foi campeão com sete vitórias contra oito do Massa. Ele foi campeão num sistema ridículo de pontuação que privilegiava quem chegasse em segundo ( dois pontos de diferença pra o primeiro ). Foi tão ridículo que no ano seguinte ( 2009 ) a FIA mudou para o sistema que vigora hoje.

      • Matevs I disse:

        Massa tinha o melhor carro, ganhou uma corrida de graça na Bélgica (corrida que era do Raikkonen, foi vencida por Hamilton, agora sim vencedor “moral” dessa corrida), na qual ele mesmo se classificou, muito bem, como bundão. Em 2007, Massa era favorito para ser campeão. Foi um mero coadjuvante. No ano seguinte, 2008, Massa, com o melhor carro, e com um companheiro, que após um começo de campeonato muito bom em que o mais previsível era conquistar o bicampeonato, mas com um resto de ano muito ruim, cheio de erros e de apatia. Mesmo com os erros do Raikkonen, até o seu abandono na Bélgica era o primeiro piloto na Ferrari. Massa, com todo o apoio da Ferrari, foi incapaz de superar Hamilton, com uma Mc Laren inferior. Se alguém vir com a conversa fiada que Massa foi campeão por 500m, é porque não assistiu o fim de semana do GP Brasil de 2008. A Mc Laren se preparou para por Hamilton na quinta posição.
        Massa é um bom piloto, sem dúvida. Mas não para ser campeão da F1. Como piloto é bom, mas há outros melhores — Barrichello, p.ex.

      • Marcelo disse:

        Matevs, como assim superar Hamilton? Em que planeta você morava em 2008??? O Massa ganhou 8 ( OITO ) corridas, Hamilton ganhou 7 ( SETE ), independentemente de quantos segundos e terceiros lugares ele possa ter chegado, o fato é que CAMPEAO ganha corridas e Massa ganhou mais. Faça uma simulação no sistema de pontos em que os gigantes da história do automobilismo corriam e veja onde Hamilton estaria naquela temporada. E outra coisa, Hamilton precisava de 1 ( um ) ponto e o conquistou passando o Glock, chegando assim em oitavo. Não teve nada de quinto lugar.

      • Ronaldo disse:

        Pela sua lógica Piquet teria apenas um título, afora outros inúmeros campeões. Você lê a revista WarmUp?

      • Marcelo disse:

        Exatamente! Não considero o Piquet um tri-campeão. Tem muito piloto sem títulos ( que às vezes diminui muito a Formula Um ) que eram infinitamente melhores que ele.

      • Lucas disse:

        Isso se você considerar que aquela graça de Spa-Francorchamps foi uma “vitória” de Massa. A tabela do campeonato pode até dizer que foi uma corrida em que o Massa ganhou, mas a verdade é que enquanto Hamilton e Kimi lutavam lá na frente, o Massa fazia uma corrida pífia, que caiu no seu colo graças ao acidente do Kimi e a punição do Hamilton (numa época em que os comissários eram “coordenados” pelo Allan Donely e que, por conta disso, sempre eram bem mais bonzinhos com a Ferrari que com a McLaren).

      • Marcelo disse:

        O vice-campeonato de Jenson Button mostra bem o “piloto” que é o Hamilton. E não é mera fase não. Ano que vem, e falo com toda a certeza, Hamilton vai terminar o campeonado atrás de Button novamente, simplesmente porquê Jenson é, de longe, melhor que Lewis. E mais humilde também.

      • Alexandre FiaMONCINI disse:

        GP da Hungria, motor quebrado na última volta quando estava em primeiro, e GP de cingapura, que estava em primeiro e eu o que deu por causa do PIquet.

        Te desafio para dizer algo assim sobre o Hamilton naquele ano.

      • Lucas disse:

        Vejamos: no Bahrein o carro falhou na largada, o que fez com que ele completasse a primeira volta em nono. Na Malásia ele teve um pit stop desastroso em que a equipe não estava conseguindo trocar um dos pneus, o que fez com que ele perdesse uma quantidade enorme de tempo e voltasse na décima primeira posição (mas ainda conseguiu terminar em quinto). Na Hungria, quando estava em segundo, teve um pneu furado que novamente mandou ele lá pra trás, e ele teve que remar da décima até a quinta colocação. Em Spa ele venceu a corrida, mas os comissários decidiram somar 25s ao tempo dele, dando de graça a vitória ao Massa. Tá de bom tamanho?

      • Fabio disse:

        Campeão moral?? É muita falta de vergonha na cara mesmo. Pelamor…

      • Fernando Cruz disse:

        Hamilton quase foi campeão no ano de estreia sem ter o melhor carro na maioria das provas. Button foi batido pelos colegas de equipa nos seus 2 primeiros anos de F1 e no terceiro (2002) ainda perdeu para o Trulli nas qualificações. O Hamilton no seu melhor bate o Button no seu melhor. Acontece que este ano Hamilton esteve muito abaixo do seu melhor.

        Vettel ganhou até com um Toro Rosso e este ano a vantagem do Red Bull não é assim tão grande como parece, caso contrário o Webber já teria ganho uma ou outra corrida. Vettel faz a diferença, já o ano passado foi campeão tendo uma série de azares mecânicos que lhe custaram muitos pontos. Este ano ainda melhorou mais.

        Quanto ao Massa ter sido campeão moral em 2008, em parte dou-lhe razão. Hamilton foi roubado pela FIA em França, na Bélgica e no Japão, mas Massa perdeu talvez ainda mais pontos com azares, no Mónaco, no Canadá, na Hungria e em Singapura. Só nestes dois últimos perdeu 20 pontos. Mas também é verdade que o Ferrari era mais competitivo do que o McLaren.

      • diogo c. disse:

        Campeão moral que rodou 29 vezes em Silverstone? Muita gente culpa o Glock, a mangueira de reabastecimento, o Piquet Jr. e etc pela perda daquele título, mas é só rever a corrida de Silverstone daquela temporada…

      • Fernando Cruz disse:

        Ele rodou 5 vezes. Esteve mal em Silverstone mas creio que estava com acerto para seco numa corrida de chuva.

        O certo é que depois disso (e até antes, no Mónaco) ele fez boas corridas à chuva. A última que me lembro foi na China em 2009, quando recuperou até ao terceiro lugar, passando até o Raikkonen, entre outros, acabando por ter de abandonar com problemas técnicos.

        Apesar de tudo o Massa esteve bem mais perto de um título mundial do que o Barrichello e bateu um campeão mundial como Raikkonen.

  14. Nilton Boca disse:

    num ninho de serpentes, ele se virou e permanece ileso com muito mérito !!!

  15. Rodrigo disse:

    Concorto totalmente com o Jordan.
    Acompanho a carreira do Rubinho desde o kart. O cara é muito bom!!!

  16. isaac disse:

    Respeito o rubinho, apenas não gosto dele como piloto, poderia talvez ser grande mas parece que escolheu ficar muito tempo na F1 e quem sabe colocar um dos filhos na f1, ferrari, que seja, respeito as escolhas que ele fez, apenas não gosto delas.

  17. Peter disse:

    Também acho o Barrichello um dos maiores da F1. Não é um gênio (o que é para pouquíssimos), mas indiscutivelmente foi um dos melhores do grid.

    Seus principais defeitos são a língua grande demais e sua passionalidade desmedida. Não é má pessoa, longe disto, mas tem a língua mais rápida que o cérebro e joga para a torcida sempre que pode. Mas não se pode confundir estas características pessoais com qualidade de pilotagem e desenvolvimento do equipamento, o que é bastante comum nos “ignorantes” torcedores brasileiros.

    Por fim, deve-se aplaudir sua paixão pelo esporte que escolheu. E, caso não tenha carro para pilotar em 2012, que saia de cabeça erguida, com a certerza de ter feito um excelente trabalho em sua longa carreira.

  18. Paulo disse:

    A opnião do Eddie Jordan vale muito. Parabéns por tudo que você já fez Rubinho.

  19. Sandro disse:

    Um ídolo fica marcado por vitorias e Barrichello passou muito longe disto. O parâmetro de bom piloto estabelecido no Brasil é muito maior do que o Rubens fez durante todos estes anos na F1.

  20. Ricardo Divila disse:

    Concordo com o Eddie, e fico triste de ver o conhecido espirito vira-lata brasileiro (cif. Nelson Rodrigues) cuspir nas coisas nossas. Mas enfim…um dia pode ser que muda. O Rubens (..nada disso de Rubinho, e um senhor adulto, responsavel e competente) tem a longevidade na F1 por ser respeitado e admirado pelo pessoal do meio, e se nao teve um titulo, e bom lembrar que quando tinha um carro a altura, tambem tinha como parceiro talvez um dos maiores pilotos de todos os tempos. Mais respeito pessoal…eu, pelo menos, tiro o chapeu.

  21. WALTER disse:

    PARABENS FG, PUBLICAR UMA NOTA A FAVOR DO BARRICHELLO, PARECE QUE A IDADE ESTA LHE FAZENDO BEM, PARA ISTO E QUE SERVE O JORNALISMO POIS GRANDES PESSOAS NÃO SÃO SOMENTE AS QUE CHEGAM EM PRIMEIRO, VEJA SUA TRAJETORIA COMO DUBLE DE PILOTO (MÃO DE PAU). O BARRICHELO FOI E SERA UM GRANDE PILOTO. ACOMPANHEI A TRAJETORIA DELE DO INICIO. ALGUNS BLOGUEIROS COMO ESTE ACIMA RENATO DEVERIA PEDIR DESCULPAS PUBLICAMENTE AO BARRICHELLO.

  22. Eduardo Britto disse:

    Eu sou fã do cara. Além de grande piloto, todas as vezes que o ouvi, me pareceu ser um cara super educado. Nesse aspecto ganha de lavada do Piquet. Para mim isso é muito importante.

    • Gerson disse:

      Existe um ditado em inglês que diz: “Nice guys finish last!”

      trad: “Caras bonzinhos, chegam por último!” (ou “chegam depois”…)

      Entendo os elogios do Eddie Jordan. Pra mim, barrichello É UM PILOTO IRLANDÊS!!

      Piquet antipático? Não sei não, na Europa, principalmente Italia, Piquet é mais respeitado e querido que barrichello…E tão admirado quanto Senna.

      Piquet não tinha o rabo preso com ninguém, principalmente da imprensa. E não tinha paciência com perguntas sem conhecimento ou puxa-saquismos. E sempre falou e fala o que pensa. Merece respeito.

      Coisa que desde sua parada na F1 não se vê mais.

      E todo campeão marcante na história da F1 não fazia o tipo “bonzinho”, nem “simpático”. Fittipaldi não era um rei de simpatia. Senna idem (apesar da Rede Globo fazer campanha ao contrário). Prost era simpático? Schumacher? (endemonizado em nosso país de viúvas), Alonso?…(e outros!)

  23. Carlão disse:

    Concordo com o Eddie. Rubens é um bom piloto. Correu até mesmo pro Stewart. E, olha,o cara entende de corridas e pilotos. O povo brasileiro é que é chato pra caramba. Ou ama ou odeia um piloto.

    • Marcelo disse:

      Carlão, vc disse tudo. O povo brasileiro é muito chato mesmo. Parece que projeta toda a necessidade de dar certo na vida através dos nossos esportistas e, se não for correspondido, o brasileiro arruma outro rapidinho.

  24. Perivaldo disse:

    Pelo amor de Deus, alguém tira o Barrichello de lá. Não aguento mais esse chato.

  25. Trapizomba disse:

    O Barrica é um dos melhores pilotos do grid. Quem já correu e viu um on-board dele, sabe que o cara é bom. Nunca foi campeão pq não tem “malandragem”, não sabe se impor como 1ro piloto (vide Piquet x Mansell na Williams), mas no braço o cara é fera.

    Alias, muita gente se baseia apenas no numero de titulos para julgar o piloto e não é bem assim. Um dos melhores pilotos de todos os tempos nunca ganhou nem uma corrida de F1. Mas ele conseguiu a proeza de classificar uma Andrea Moda…Será que o Schumacher ou o Vettel conseguiriam tal feito?

    Duvido.

    • Prada disse:

      Quem classificou um Andrea Moda foi o Pupo Moreno.

    • Estou farto! disse:

      Foi o Pupo Moreno…

      Que dizem, era melhor que o barrichello!! Tá vendo??

      SÓ NO BRASIL QUESTIONAM SCHIMACHER E TENTAM FAZER COMPARAÇÃO DO ALEMÃO COM O LOOOSER BARRICHELLO!!

      Prova de desconhecimento de F1, revanchismo, inveja, inconformismo, VIÚVEZ…e acima de tudo falta de educação!! Pô toda corrida em Interlagos, todo ano, seja nas coletivas ou nos programas de TV, Schumacher tem que justificar seus títulos, seus recordes, seu talento!!

      “Ah se o senna não tivesse morrido ele não teria 7 títulos!”

      “Ah ele só foi campeão pq a Ferrari era muito superior!” “Porque quem ganha é o carro”!…

      Pois é, mas ele chegou á Ferrari já BICAMPEÃO PELA BENNETON!!!

      Agora, vão questionar o Vettel pq vai bater os recordes do “santo milagreiro” do capacete verde-amarelo…

      CHEGA NÉ?

  26. Defensores del Rubin disse:

    Barrichello nasceu e renasceu na Jordan. E isso entre 1993 e 1996. Após 15 anos, Eddie Jordan não mudou a opinião que tem sobre Barrichello. Portanto, a regularidade e a qualidade do piloto brasileiro são as mesmas, certo?
    Pena que está acabando. Se não neste ano, no fim do ano que vem. Valeu Eddie! Valeu Flávio, por publicar isso. Porque não saiu em mais nenhum lugar. E lembro bem deste fato de que Barrichello foi aplaudido de pé.
    Um campeão não se faz apenas por títulos, enfim!
    Abs

  27. Francisco Araujo disse:

    Eu gosto do Rubinho e o considero o melhor piloto brasileiro na F1 desde o Senna, mas isso é problema meu.
    Ninguém é obrigado a gostar ou torcer por ninguém. Podem achar o Rubens idiota, chorão, chato, etc, etc… há motivos para isso. Mas dizer que ele é ruim, um péssimo piloto porque não “deu um título para o Brasil”, é apenas uma demonstração de ignorância. A ignorância de querer impor sua sabedoria de palpiteiro de domingo da década de 90 aos comentários de gente que está “in loco” na F1 há 200 anos, como Patrick Head e Eddie Jordan. Mas tudo bem todos somos ignorantes em algum momento.

    Ignorância é uma bênção, não é? E quem quiser ficar sonhando com o retorno de Ayrton que fique à vontade.

  28. Alex.(BH) disse:

    Este jornalista se prestou a um dos episódios mais lamentaveis de deboche ao piloto Rubens Barrichelo, o casseta e planeta pelo menos eram humoristas que viviam do deboche e destruir reputações através de piadas faceis, e idiotas tanto, e felizmente, que a fórmula vazia acabou e sumiram com eles, mas são humoristas e não têm compromisso com nada. Entretanto o jornalista deste blog participou do episódio da turma do Pânico na TV numa entrevista com o Michael Schumacher para mais uma vez ridicularizar o piloto brasileiro, aquele episódio manchou a imagem e credibilidade deste jornalista que agora sei como age, em certos momentos pratica o linchamento público de seus desafetos e depois em outros momentos posa de jornalista imparcial e sério, grande piada, há quem ainda leve a sério.

  29. Luciano Narezi disse:

    Putz ….. tem que vir um cara de outro país e elogiar o Rubens …dizer o quanto ele é respeitado e admirado do Padock…… e ainda tem um monte gente falando asneiras sobre o brasileiro ……É inacreditável isso , mas é democratico né …. então vida longa aos imbecis e asnos !!!!! e viva o Brasil !!!!
    Abraços de quem respeita e gosta de automobilismo !!!!
    Luciano Narezi

  30. disse:

    Essa novela vai longe.

  31. Renato disse:

    Eu não concordo apesar de respeitar Eddie Jordan.

    Barrichello é hipócrita, vendido e mercenário. Simples.

    • Pedro Jungbluth disse:

      Renato, o Rubens investe milhões do dinheiro que ele ganha como “mercenário” num instituto que ajuda crianças carentes, o IBK, que eu acompanho por que uma amiga trabalha lá. Me diga, já que vc não é um hipócrita mercenário, quanto do seu dinheiro ano passado foi para caridade. Grato.

    • Gustavo disse:

      E você é um tremendo idiota, que não sabe nada de F1. Deve estar morrendo de saudades do Ricardo Zonta, Antonio Pizzonia e de muitos outros brasileiros, que nestes últimos 20 anos, marcaram e ganharam inúmeros títulos no automobilismo internacional, principalmente na F1. Foram tantos, que até perdí a conta … hahaha. Vc deve ser filho da geração “Casseta”, quer dizer um imbecil. Muito simples.

    • Rodolfo disse:

      Por que ele é e os outros não?? explica ai bonitão

    • Mauri Floriani disse:

      Renato, discordo em partes. Duvido que você, no lugar de Barrichello, sabendo que dificilmente conseguiria bater de frente com o Schumacher e estando em uma Ferrari ganhando o que o brasileiro ganhava, não iria enfiar o rabo entre as pernas e querer garantir o futuro de sua família?

      Bate de frente com seu chefe ou patrão para você ver onde você vai parar. A não ser que você seja o patrão, claro.

      Para nós, brasileiros, mal acostumados com Piquet e Senna, repudiamos o Rubens Barrichello. Mas analisando friamente, ele não está errado.

      • Somos hipócritas? disse:

        Por esse raciocínio, Nelsinho Piquet também não fez nada de errado no GP de Cingapura.

        “Apenas queria garantir seu emprego, fazendo o que o “chefe” mandou”.

        Só que aposto que criticou o garoto.

        Brasil, país da hipocrisia e do pensar pequeno. Rubens Barrichello mostrou do que é feito e de onde veio.

        Que vergonha!

        #pararubinho!!!

    • Alexandre FiaMONCINI disse:

      Gostei, filho da geração casseta e planeta. Não sabe nada de pilotagem e muito menos F1 e se julga o sabedor.

      É o típico torcedor de boteco, assiste um minuto e vai embora.

  32. André Almeida disse:

    O Barrichello precisa ser respeitado.

  33. AS disse:

    O blogueiro pode ser amado, pode ser odiado mas, ninguém pode acusá-lo de ser péssimo profissional e parcial. É certo que nao morre de amores pelo piloto mas mesmo assim é capaz de colocar no seu blog a entrevista acima.

    O que dizer mais ? Mais nada… só aplaudir.

  34. Eduardo - SP disse:

    É possível ouvir a entrevista pela internet? abs

  35. Alexandre Canina disse:

    Quando eu digo isso ficam me “trolando”! O barrica é um dos maiores e melhores da F1. Mas no Brasil com a ajuda de imprensa (casseta & planeta e outros cara que não entendem nada de F1) ele fico estigmatizado como sendo um piloto ruim.
    19 anos de F1 sendo ruim? Quem é ruim fica 1 ano e olha lá, se tiver muita grana.
    Vida longa ao Barrichello!!!

  36. Vinicius disse:

    Você tem uma cópia do contrato dele?

  37. Ricardo disse:

    Tem uma entrevista da época em que Rubens deu a passagem a Michael, em que o ex- companheiro Irvine fala que existe o contrato de segundo piloto e foi o que ele foi, alem de uma outra que encontrei na sorte em que mostra “os bastidores” pós corrida. e o fato é que na verdade quem sabe do ocorrido é Rubens, Michael, Ross e Ferrari, numa entrevista que vi de Rubens num programa do Galvão ele fala que tem toda a conversa descrita da corrida. se ele revelar isso a gente saberá. acho que aquele ato foi justamente p mostrar o que ele era na equipe, um segundo piloto, e com o episódio achou que poderia dai p frente ser um piloto com condições iguais… mas o achar é uma probabilidade 50% p cada lado, o interessante é que aqui no Brasil chamaram ele de cagão, chorão e enquanto la ele é um cara mt respeitado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>