MENU

terça-feira, 15 de novembro de 2011 - 23:16F-1

UP ON THE ROOF

SÃO PAULO (não dá ponto sem nó) – O pessoal de Austin suspendeu a construção do autódromo que deveria receber o GP dos EUA do ano que vem. Aparentemente, o contrato com Bernie não foi assinado. E não há garantia nenhuma de que a corrida americana será lá. E como a história de Nova Jersey andou…

13 comentários

  1. tião macalé disse:

    Deram pra trás…

  2. alberto disse:

    Que pena, esse circuito aí prometia ser muito bacana, de longe parecia o melhor já concebido pelo TIlke. Agora teremos que aguentar mais um odioso circuito de rua.

  3. Leonardo disse:

    Quando saiu a noticia do GP em Nova Iorque, eu achei que isso fosse acontecer mesmo….

  4. 2SIX disse:

    Quanto ao valor de pistas de corridas, a tal YAS MARINA custou US$600.000.000,00 e só a reforma do Maracanã para a copa custará R$900.000.000,00 (fora o erro no calculo). Ou seja, com a copa daria para refazer todos os principais autódromos do Brasil, em nível de F1…

  5. 2SIX disse:

    O Bernie não encherga que já deu (ou melhor, já levou, principalmente grana) tudo e que tinha… Por que ele não aposenta?

  6. Igor disse:

    Por essas e outras que a F1 deveria correr em circuitos tradicionais…ao invés de construir uma pista nova…por que não reformar watkins glen?

  7. Thiago Azevedo disse:

    Bem, costumeiramente, o Bernie cancela os Gps dos países de acordo com os interesses financeiros do momento, haja visto o da Turquia. Esse Bernie parece uma puta louca. Perdoem-me as putas por compará-las com um sujeito desse.

  8. André disse:

    Xiii.. os caipiras e caubóis vão ficar furiosos!

  9. José Brabham disse:

    Que falta de responsabilidade… Iniciar uma obra do porte destas sem ter garantias do contrato!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>