CRAVO E FERRADURA | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011 - 11:37F-1

CRAVO E FERRADURA

SÃO PAULO (sacanagem) – A história agora é que a França pode voltar ao calendário da F-1, em Paul Ricard. É a boa notícia. A má é que se voltar, será revezando com a Bélgica. E Spa, só de dois em dois anos.

Por que não revezar, por exemplo, Abu Dhabi, Cingapura, China, Bahrein e Coreia? Mas revezar todos, assim teríamos, a cada cinco anos, uma única corrida numa dessas pistas ridículas.

36 comentários

  1. paul disse:

    Por que não TIRAR o circuito de VALÊNCIA na ESPANHA que tem DUAS corridas?
    Não há interesse nos dirigentes em tornar as corridas so em ganhar dinheiro.
    Se EUA fosse tão bom Indianopolis jamais era para ter saido.
    Houve informação que futuramente na Europa ira ter cinco corridas( hoje tem 8 ou 9 ).

  2. Ado Pereira disse:

    Cingapura é legal e China é bacana, agora Abu Dhabi, Coréia e Bahrein são de lascar mesmo, poderiam revezar pelo GP da Ásia. Agora duas corridas nos EUA é de uma burrice sem tamanho, não entendo essa teimosia da FIA em colocar a F1 nos EUA, se em Indianápolis a F1 quebrou a cara, imagine no Texas ou Nova Iorque? Mico na certa. Aliás a F1 depois que começou a importar idéias do automobilismo americano (em especial da daquela piada chamada F-Indy) perdeu muito da graça e do charme.

  3. Ricardo Bigliazzi disse:

    O Brasil que se cuide…

    Imperador

  4. Márcio Vilarinho Amaral disse:

    Flávio Gomes, proponho outra coisa: ao invés de rodiziar Abu Dahbi, Cingapura, China, Bahrein e Coréia do Sul, deixa Cingapura e manda o resto pra..

  5. Ron disse:

    E das pistas ruins ninguém da FIA diz alguma coisa sobre alternância. É dose!
    Sobre o Ecclestone: não é necessário fazer algo de ruim a ele, basta tirá-lo do comando da F1 que já seria o suficiente (se pusessem alguém antenado com as opiniões dos entusiastas, então seria uma maravilha).

  6. antonio seabra disse:

    Esse panorama so muda depois que o bernie morrer ou tiver um ataque apopletico !!!
    Mas o pior é que o cara tá com 81 e não dá nem sinal de largar a rapadura…

    Eu gostaria de ver de volta os circuitos classicos: Zandvoort, Brands Hatch, Le Castelet (P. Ricard), Nurburgring (o novo, o antigo Nordschleiffe, só em sonhos muito dourados, e uma reforma poderia estragá-lo de vez), Imola, Kyalami, Oscar Galvez (circuito 14, reformado).
    Nos USA porqeu não correr em Laguna Seca, em vez de fazer corridas em NY ???
    E, pelamor de Deus, Interlagos recriado em algo parecido com o circuito antigo !!!! Pelo menos com algumas das curvas de alta !!!!

    Mas a regra do Bernie é correr onde está a grana. E tome deses “tilkodromos” asiaticos inssossos.
    To lendo a porra do livro dele, só pra ficar com mais raiva do cara…
    Eu não entendo pra que a ansiedade de ganhar mais e mais grana se o cara já tá com a passagem comprada pro além…

    Agora, outro cometário, baseado num post ai de cima (sem critica ao autor). O que é o sinal dos tempos: quando eu era moleque Hockenheim era considerado uma grande bosta. Clark dizia que não gostava de correr lá, que o circuito era um pequeno misto (onde estavam as arquibancadas) ligado por 2 grandes retas. O cara se esforçava pra ganhar tempo no misto, só pra perder tudo no vacuo gerado pelas retas enormes (pareceu até premonição, pois ele veio a falecer lá…). Depois fizeram as chicanes, no meio das retas, pra dar mais emoção e diminuir a velocidade de reta. Depois, veio a reforma atual e o autodromo foi considerado “mutilado” !!!????? Já era uma bosta…mas ficou pior ainda, e era razoável comparado as outras merdas onde se corre hoje !!!!

    Qualquer circuito fraco de antigamente seria bom hoje, comparado aos “tilkodromos”: Nivelles, Anderstorp, Zolder, Donington, Rouen, Jarama, Vallelunga, etc.

    E muitos dos que eram realmente bons foram mutilados: Zeltweg (Oistereichring) foi modificado e perdeu a graça quando virou A1; Interlagos, nem falar pra não chorar;
    Imola foi sensivelmetne piorado em nome da segurança; Paul Ricard mesmo não passou incolume pelas reformas.

    Outras pistas, muito boas foram detonadas (Autodromo do Rio, Circuit Charade – Clermont Ferrand), outros estão em estado de petição de miseria (Oscar Galvez, Hermanos Rodriguez – “Magdalena Mixhuca”, Watkings Glen, Mosport Park – nem sei se ainda resiste – Kyalami)

    Isso tudo só pra concluir que a F1 sobreviveu (graças ao Bernie), mas a dose de remedio foi forte demais, e ela perdeu a graça.

    Bons tempos aqueles, sem Bernie, sem Foca, sem GPDA, sem campeonato de construtores.
    era o Munidal de Pilotos, e só. E era bom pra caralho !!!! Quem viu, viu, quem não viu não sabe o que perdeu. E agradeça ao Bernie…

    E eu sou tão babaca que ainda comprei o livro dele, pra ajudar ele a ficar mais rico um pouco, antes de morrer.

    Antonio

  7. Zé Alonso disse:

    O que esses caras da FIA tem entre as orelhas? Deixar Spa de fora uma temporada é crime contrar o automobilismo, aliás deveria ter corrida duas ou mais vezes por ano lá, em Interlagos, em Silverstone. O mais f… é ter que aturar os “made in Tilke”, bonitinhos mas ordinários. FIA, CBA, CBF (ops)…PQP.

  8. Danilo A. disse:

    Bernie, caríssimo,

    Morra.

    Att.

  9. É engraçado o poder que o dinheiro tem de nos proporcionar coisas ruins.
    .
    Por causa de grana deixo de ver uma corrida em Spa ou Paul Ricard para ver Abu Dhabi…

  10. Maxwell barbosa Medeiros disse:

    Melhor que Spar ser limado do campeonato como foi com o GP da França.

  11. Matheus disse:

    É inacreditável que estão fazendo com as boas pistas da F1 ultimamente. Triste!

  12. Eduardo_SC disse:

    Teu post representa na íntegra o pensamento do povo. Mas o que conta é o poder dessas nações com pistas chatas na visão do Bernie. Mas existe um revés nesse pensamento, pois apesar da injeção de recursos desses países ricos, percebo que o interesse dos telespectadores nas pistas desses lugares está diminuindo e por sua vez poderá estar afastando patrocinadores para a televisão. O que conta afinal é a audiência,certo? Essa história de fazer GPs chatos em lugares endinheirados precisa ser revista pois irão afundar a F1. Eu mesmo não perco mais o meu tempo acordando de madrugada.

  13. Rafael Chinini disse:

    pra fechar com chave de ouro as cagadas do Sr. Bernie.

    na boa, da nem vontade de assistir…é cada coisa que desanima cada vez mais

  14. Marcelo Trindade disse:

    It is all about the money.

  15. Victor disse:

    Poderia revesar de 10 em 10 anos com Interlagos, esse matadouro de gente.

  16. Danilo Candido disse:

    Ruim com pouco, Flávio, pior ainda sem nada. Legal se Paul Ricard (antigo Le Castellet, antes de ser comprado pelo milionário francês) realmente voltar, é uma pista muito legal ! Ainda acredito que, dentro de uns cinco ou seis anos (talvez um pouco mais), veremos de volta ao calendário: 1) Kyalami; 2) Hermanos Rodrigues; 3) Oscár Gálvez; 4) A1-Zeltweg (atual Red Bull Ring); 5) Quem sabe Estoril (embora mais provável seja Portimão)

  17. Daniel Almeida disse:

    Circuitos históricos são sempre bem-vindos(bem vindos? benvindos?) novamente.

    Lembro quase nada de Paul Ricard… só do acidente do Gugelmin… procurei rapidamente sobre o circuito no Wikipedia e vi que ele é meio curto (menos de 4Km)… tem alguma reforma em andamento?

  18. F1 sem andar em SPA,,,,,aposentem o véio Bernie,,,por favor!!!

  19. Giulio Mela disse:

    Nao tem nada a ver, mas vc sabia que o alonso divorciou?

  20. Pablo disse:

    Se tirarem SPA seria uma sacanagem. Concordo contigo Flávio, podia revezar com estas provas chatas. Gostaria de ver mais corridas na Europa. Pra que 2 corridas nos EUA? Vai ter autódromo vazio mesmo. Gostaria que voltasse Estoril, Imola, a própria Paul Ricard, e a volta do GP da Argentina.

  21. João Ferreria disse:

    Também acho Flávio, podia voltar França em Paul Ricard sem revezar com SPA, exclui de vez este circuito da Coreia e até do Bahrein com todos os problemas políticos…queremos França, já que os pilotos franceses estão com tudo…rsrs

  22. Edigleyson disse:

    China é legalzinha, eu deixaria. Mas concordo com vc: é só fazer um “GP da Ásia” e, todo ano, ir revezando entre Bahrein, Coreia, Cingapura e Abu Dhabi. Aí abre espaço pra França e outros lugares mais interessantes. Valência é outra que podia ser extirpada do calendário.

  23. disse:

    Argentina com MotoGP e falando em F1. Logo teremos rodízio na América do Sul.

  24. professor disse:

    Voltando a falar de política…três pilotos, uma corrida…é assim que se faz o famoso “panem et circenses”…uma crise muito grande, uma necessidade clara de desviar a atenção das pessoas…opinha…vualá, pilotos corridas e pode esperar que vem mais…abraço

  25. Luke disse:

    Bem… vamos olhar o lado positivo. É melhor ter a Bélgica a cada dois anos do que o circuito ser limado de vez do calendário…e Paul Ricard tem história. Quanto aos outros cinco circuitos citados, concordo, com, talvez, a exceção da China. Gosto do traçado com a grande reta oposta, a curva no final da reta dos boxes e outra partes velozes. Costuma dar bons pegas lá.

  26. Renato F1 disse:

    Se essa notícia realmente for confirmada, a Fórmula 1 dará mais um duro golpe nas boas pistas; talvez o maior depois da mutilação de Hockenheim, na Alemanha. Espero que isso não se torne verdade, mas bem como você sugeriu, Flávio Gomes, as pistas chatas poderiam fazer um revezamento: no máximo duas por ano!

Deixe uma resposta para paul Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>