MENU

segunda-feira, 9 de abril de 2012 - 17:21F-1

FALTA MACHO

SÃO PAULO (cadê coragem?)Atentado feriu sete policiais hoje no Bahrein. E a F-1 continua fingindo que está tudo bem. Está na hora de alguém na categoria vir a público e lançar a ideia de um boicote. Ou boicotar por conta.

Mas eu acho que no fim vai todo mundo correr, como cordeirinhos.

47 comentários

  1. Do Contra disse:

    Concordo plenamente.

    A última corrida mostrou bem isso:

    a) Foi interrompida por causa de uma garoa forte,
    b) Colocaram umas barracas para os pilotos não pegarem friagem,
    c) Reiniciaram a corrida com várias voltas em bandeira amarela para os pilotos poderem ver onde a pistava estava mais úmida e formar um trilho.

    E agora por causa de uma meia dúzia de homens-bomba querem cancelar a corrida!

    Falta Macho na F1 atual.

  2. Lucas disse:

    Se correrem, vai ser uma das corridas mais tensas dos últimos tempos.

  3. Wilson Teles disse:

    FG Porque a F1 não corre no Qatar? a prova pode ser realizada a noite (MotoGP realizado neste fim de semana), a pista é boa e tem estrutura.
    Seria uma boa opção em substituição ao Bahrein..

  4. alberto disse:

    Não terá corrida. daqui até lá, praticamente duas semanas, o clima vai esquentar e o governo local não vai querer expor as feridas pro mundo. Vai chamar mais a atenção. Não vai ter corrida. Se tiver, só a ferrari vai.

  5. Antonio disse:

    Bobagem
    Se não houvesse automobilismo no Brasil por conta da ditadura e repressão,
    não existira Emerson Fittipaldi, Pace e Piquet.
    A formula 1 não apoia ditaduras. é apenas um negócio sem ética como outro qualquer.
    Não cabe a ela levantar bandeiras políticas da democracia
    Se a Formula 1 não for vantajosa do ponto de vista econômico, aí sim devem sair de lá.

    É vida como ela é.

  6. ANDRE DE ITU disse:

    o que que a F-1 tem a ver com os problemas politicos de um pais?

  7. Mauro Batera disse:

    Eu farei a minha parte, não vou assistir a esse GP, pois a corrida vai ser igual ao seu traçado, UMA MERDA!

  8. Leandro disse:

    Flavio, se for por isso, ninguém vai correr no Brasil também. Em Niterói, então…

  9. Ricardo Arcuri disse:

    Eu acho que eles nao vao correr. Foi assim ano passado e a corrida foi cancelada. Mas como ja tive certeza assim e errei, nunca se sabe.

    Ainda nao consegui medir ate aonde vai a ganancia de Bernie….

  10. Caducouto disse:

    No ano passado o governo pagou pela corrida que não aconteceu ao grupo proprietário da f1. Neste ano, parecem não estar dispostos a isso. Pelas frases do sr. Bernie (ou seria Berne?), ele também não quer arcar com o prejuízo e esta passando a responsabilidade de cancelar a corrida, bem como o custo disso, para as equipes. O cara é ridículo. 81 anos podre de rico e só pensa em grana. PQP!

  11. Marcelo disse:

    Eu vou mandar duas musiquinhas para o tio Bernie, que sabe ILUMINA aquela cabecinha que só pensa em dinheiro, dinheiro, mais dinheiro!

    Uns & Outros – Carta Aos Missionários (No more war!)
    http://www.youtube.com/watch?v=na7Xpa7jj_4

    No Front – Varsovia
    http://www.youtube.com/watch?v=D0Dd3jZid_4

    Eu sei que com o Bernei não vai adiantar porra nenhuma, mas to mandando de coração! Ahh, minha mãe pediu para eu mandar uma musiquinha para homenagear “nosso” lindo Brasil! Essa do vídeo abaixo venceu por esmagadora votação!!!

    Inocentes – Pátria Amada
    http://www.youtube.com/watch?v=C0LMsDj0TZA

  12. Nego curte esperar a desgraça acontecer pra fazer alguma coisa. É o fim da picada.

  13. Cranio disse:

    Flavio, parece que as equipes enviaram uma carta pra FIA a fim de cancelar a corrida. Parece que os pilotos já tem duas passagens aéreas pra depois da China. Uma pro Bahrein e outra para a Europa…

    Acho que não vai rolar mesmo… Tio Bernie vai arrancar os cabelos que faltam…

  14. Rony disse:

    Flávio,
    Onde estão os calendários das competições do site?
    Desculpe o comentário fora de contexto, porém já tentei algumas vezes entrar em contato via o fale conosco, porém o email sempre volta…
    Conversa com a galera aí e faz uma forcinha para por em ordem, pois isso ajuda bastante a não perder corridas…
    Muito obrigado!

  15. Aliandro Miranda disse:

    As equipes boicotaram uma corrida em Indianapolis por conta dos pneus Michelin não suportarem a curva 1 do oval. Todos saíram para a volta de apresentação e retornaram para os boxes. Deu aquilo tudo que já sabemos e manchou a imagem da F-1 em Indianapolis e nos EUA.

    Que tal fazer isso no Bahrein?

    Ah, não é a segurança dos pilotos que está envolvida. Muito menos uma marca.

    Então esqueça.

  16. André disse:

    Eu vou boicotar. Pronto, sou um mártir.
    Ah.. só vale quem for da F-1. Droga.

  17. Leonardo disse:

    Eu acho que não haverá corrida.

  18. Molive disse:

    Flavio, e se a corrida acontecer, o GP vai cobrir ou vai boicotar e não escrever uma só linha a respeito?

  19. Marcelo disse:

    Tão brincando com FOGO, com esse pessoal do oriente não se brinca, vimos isso nas Olimpíadas de Munique 72,em vários atentados pelo mundo, e o mais marcante o MEDONHO 11 de setembro!

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Massacre_de_Munique
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Ataques_de_11_de_setembro_de_2001

    A Formula 1 tem um esquema rígido de segurança, mas nada impede de um homem-bomba de jogar um bimotor lotado de explosivos em cima do grid de largada. Bernie Ecclestone confia na segurança, mas e como ficam as centenas de jornalistas, celebridades e outros profissionais nos hotéis? Pode acontecer de tudo, até sequestro exigindo paralização imediata da prova. Como é um evento mundial a F1 pode servir bem para os planos dos rebeldes.

    Depois se der MERDA não venham reclamar que erraram…

    Não vou julgar os rebeldes, não estou na pele deles, mas uma coisa eu tenho absoluta certeza, esse povo do oriente não tem nada de bunda mole…tem que ser muito respeitado!!!

    • Burrinho Batiquebra disse:

      Concordo com o que você diz sobre a segurança, mas me recuso a “respeitar” alguém que age matando inocentes em busca de visibilidade política ou religiosa.

      O lugar de fanático é na cana.

      E sim, concordo que a corrida deveria ser cancelada. Aliás, essa corrida nunca deveria existir: traçado estúpido, país sem a menor tradição no automobilismo que criou uma corridinha para diversão de algum Sheik, bem como aquela pista idiota de Abu Dhabi.

  20. Pablo disse:

    Quando aparecer um piloto da F1 atual que tenha “culhões” e dizer: “não corro” uma galera vai atrás…

  21. Bruno Saranz disse:

    Absurdo isso… to estranhando este silencio por parte da GPDA. Pedro de la Rosa tem que dar alguma declaração… O Schumi e Webber tambem sempre foram ligados nesses assuntos.. O pau comendo feio e ninguem diz nada?!?! Muito estranho isso…

    • Burrinho Batiquebra disse:

      No ano passado, o Schumacher falou que o “Bahrein tem coisas mais importantes para se preocupar do que corridas de carros” e foi contra a realização da corrida. Tendo em vista as opiniões de declarações esterelizadas que vemos na F1, que mais parecem que saem de um laboratório linguístico, até que esta posição poderia ser classificada como bastante “politizada”.

  22. Arthur disse:

    Flávio, será que na Europa não tem gente temendo pela vida, pela segurança, por tudo isso que a gente imagina quando se toca no assunto: Rio 2016?? As notícias que nós ficamos sabendo podem ser manipuladas, sei lá, por questões políticas locais. Fico pensando, aqui não é muito diferente não. De qualquer forma também sou contra a corrida lá, como também sou contra a olimpíada aqui. E muito aqui pra nós, sete policiais mortos, aqui no Brasil é bem parecido

  23. Alan Ruggero disse:

    Essa é uma questão tão complexa como aquela em que o Rubens vivenciou na Áustria em seus tempos de Ferrari. Para quem estava de fora tudo parecia simples. Bastava ele não atender a ordem da equipe.

    Não deve ser tão simples se recusar a correr um GP. Têm muita coisa envolvida nisso tudo e os pilotos são apenas coadjuvantes.

    Se estivessem unidos talvez seria mais fácil. É para isso que serve a GPDA. A questão é saber quais dos pilotos teriam interesse em não correr.

  24. Rafael Wuthrich disse:

    O problema é dinheiro. Se alguém estiver disposto a ferrar com patrocinadores, equipe, tudo, e tirar do próprio bolso, acho que pode. Os únicos que teriam condições de fazê-lo hoje seriam Schumacher, Raikkonen e Alonso. O resto é obrigado a correr.

  25. Ali Sakher disse:

    Não consigo entender muito bem… são todos contra a corrida de lá por consideram o governo opressor e criminoso, certo? Então se julgarmos os governos pelo seus atos, corridas na Inglaterra, EUA, França, Austrália… todos enviaram tropas para o Iraque, Afeganistão etc… matando milhares de pessoas de outros países… defendem Israel, quando esse mata crianças e mulheres em suas próprias cidades; defendem não apenas, como financiam e enviam armamentos… é muita hipocrisia não querer corrida no Bahrein…

    • Burrinho Batiquebra disse:

      Sim, com certeza, pois na Inglaterra, EUA, França e Austrália toda a população é obrigada a viver segundo a Sharia, as mulheres tem o direito de apanhar dos maridos e andar de burca, a população é obrigada a trabalhar de sol a sol (e que sol!) nos campos de extração dos Sheiks ganhando uma miséria enquanto o dono do país manda banhar a ouro seu Mercedes SL600 McLaren.

      Você tem razão, estes países são igualzinhos ao Bahrein.

      • ccregazzoni disse:

        E o argumento sobre os referidos países (EUA, Inglaterra, França, e etc.) invadirem outros países e matarem inocentes, você não vai responder?

        A diferença entre Barein e estes países acima é que o governo Bareinita faz atrocidades contra sua própria população e o destes países de primeiro mundo contra as populações de outros países (Iraque, Palestina, Afeganistão, etc.).

      • Burrinho Batiquebra disse:

        Pelo seu raciocínio retroativo e generalista, não poderiam haver corridas de F1 na Terra. Começaríamos por extinguir o GP de Monza, já que aquele país foi o berço da civilização mais imperialista e expansionista da história. GP da Turquia, jamais, lembremos do império Otomano e suas atrocidades. E a China então?

        A França já tá riscada, Napoleão foi um expansionista que matava os outros para glória de sua nação. A Alemanha, depois das atrocidades da Segunda Grande Guerra, idem. Risquemos Hockenheim e Nurburgring.

        Aliás, pensando bem, o que o Brasil fez com o Paraguai também foi uma puta sacanagem. Tirem Interlagos do calendário.

        Esse tipo de raciocínio idiota leva a este tipo de conclusão. O GP do Bahrein deve ser cancelado porque o país está em pé de guerra, simples assim. Comparar a situação deste país com EUA e França é tão idiota quanto o cara abaixo, que citou Cuba.

      • Cassius Clay Regazzoni disse:

        Concordo com seu raciocínio, porém, você o respondeu citando não a tensão do país e sim os costumes que você julga atrasados em relação aos países ocidentais, portanto, generalizou do mesmo jeito.

  26. Yoda disse:

    Gosto do blog, mas os posicionamentos políticos do blogueiro são estranhos! E Cuba… pode fazer o que o Bahrein faz?

  27. MAL-HUMORADO disse:

    .
    Vale a lembrança (copyright Reginaldo Leme) de que em 1982, no GP de Kyalami, os pilotos, liderados por Niki Lauda, Jacques Laffite, Nelson Piquet e Alain Prost boicotaram o inteiro GP, levando todos os pilotos, principalmente os de menor poder de decisão, para um hotel que não aquele onde os chefes de equipe e dirigentes hospedaram-se.
    Dormiram em colchões improvisados nos corredores do hotel.
    O motivo da celeuma era algumas clausulas contratuais que Jean-Marie Balestre e Bernie Ecclestone queriam que todos os pilotos assinassem. Apresentaram o documento como mera formalidade, embora o mesmo desse poderes irrestritos para a FISA fazer o que bem entendesse, impedindo até um piloto de trocar de equipe no mesmo ano. Para o bem do esporte (???).
    .
    Niki Lauda, macaco-velho e que conhecia bem as manobras de bastidores, soou o alerta. E todos os pilotos embarcaram em um ônibus fretado e ficaram no hotel até que o problema fosse resolvido. Teve até uma tentativa de invasão por parte do chefe de equipe Jackie Oliver em raptar seu piloto. Em vão.
    .
    No retorno aos treinos, o Bernie estava tão irritado com o Piquet (por ter sido um dos protagonistas do boicote) que colocou todas as Brabhams com o N.2 do Riccardo Patrese, alegando a velha raposa que o Nelson Piquet estava muito abatido e exausto para aquele GP. Mais do que depressa, Laffite e Lauda levaram Piquet a um médico, para que fosse dado um Atestado de perfeitas condições de saúde.
    .
    O patrocinador do piloto colombiano Roberto Guerrero cobrou da equipe uma posição sobre a falta de exposição do patrocínio, mas Lauda e Piquet prometeram a empresa Café de Colombia que eles usariam seu logo nos próprios macacões como forma de compensar qualquer dano financeiro que pudesse ocorrer.
    .
    Mas ficou tudo acertado e todos largaram no final.
    .
    A situação agora é diferente, de Guerra Civil, mas precedentes existem caso a teimosia de Bernie Ecclestone vá até o fim.
    .
    Mas, como dito, os tempos são outros e todos irão correr como cordeirinhos…

  28. Gerson disse:

    Eu acho é que já tem macho demais nesse mundo…rs

    Saiu hoje no ig.com.br

    Segundo o jornal inglês The Times, engenheiros, mecânicos e outros funcionários das escuderias de Fórmula 1 receberam duas passagens de avião diferentes para sair da China, onde é disputada a prova anterior a do Bahrein: uma até o país do Golfo Pérsico e outra para a Europa, caso a corrida seja cancelada. A prova em Xangai acontece neste domingo (15), a do Bahrein está prevista para a semana seguinte, no dia 22. Por usa vez, o jornal The Guardian, referindo-se a um “membro importante” de uma equipe, que falou anonimamente, diz que as equipes pediram à Federação Internacional de Automobilismo (FIA) que a corrida barenita seja anulada.

    Centenas de pessoas fizeram uma nova manifestação na última sexta-feira (6) pela libertação de Abdel Hadi Al Jawaja, um militante preso que completa dois meses em greve de fome. A FIA garantiu, neste mesmo dia, em um comunicado, que “monitora e avalia permanentemente” a situação no Bahrein e que “as mais altas autoridades” do país asseguram que está tudo “sob controle”. “O país tem sofrido muito, a economia também. Tudo o que aconteceu é muito triste, mas não podemos voltar atrás e refazer a história. Temos que tirar conclusões e seguir adiante”, defendeu o chefe do Circuito do Sakhir, Zayed Alzayani, na rádio BBC 4.

    “A corrida não é organizada para que as autoridades fiquem satisfeitas, até porque o Bahrein é a pátria dos esportes automotivos no Oriente Médio. Realizamos sete Grandes Prêmios e a maioria do público não é formada por membros da família real, e sim por fãs da F1 e do esporte automotivo em geral”, argumentou. “É um evento regional e há muitos espectadores que vêm de países vizinhos. Não seria correto privá-los desse acontecimento. Não sei como chegamos a entrar nesse contexto político, somos um evento social e desportivo e gostaríamos de seguir assim”, explicou. Em 2011, a corrida não pôde ser disputada devido aos distúrbios.

    Se as equipes se reunirem e resolverem boicotar, aí rola boicote. Só pilotos “chiando”,e desunidos, não têm força política…E olha que são os PILOTOS hein?!

  29. LUZ PRATA disse:

    boa noite Gomes e galera…

    eu nao iria nesse Gp…Caldeirao Fervente… Malucos Xiitas X Malucos Sunitas…nem se me paga-se $$$ …nesta parte do Planeta…to Fora !!! valeu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>