MENU

segunda-feira, 28 de maio de 2012 - 19:09Legião urbana

LEGIÃO URBANA

Nem é preciso dizer que, de tudo que a Ford fez no Brasil, é a única coisa que prestou.

136 comentários

  1. RODRIGO BLASSIOLI disse:

    Bom mesmo é o Lada,que conta com o maior número de revendedores e oficinas especializadas do Brasil.Além disso,se encontra uma peça de Lada em qualquer esquina.E o valor de revenda,o maior entre todas as marcas nacionais,kkkkkk…..

  2. locha primo do chunda disse:

    maravilhoso!!!!!!!!!!!!!!!!!

  3. Carlos do Carmo disse:

    Conseguiram fazer um Renault 12 mais feio ainda!

  4. Elvis disse:

    Puxa vida! Gosto tanto do meu Focus… rsrs

  5. Alvaro disse:

    Belíssimo exemplar do Corcel, esse sim foi um grande carro em seu tempo é claro, mesmo
    sendo Renault de origem

    Tive um 76 azul metálico

  6. marcio lopes disse:

    é o velho renaut r4.

  7. Alexandre Werner disse:

    Fiquei sabendo que na época os gringos da Ford pensavam em lançar o carro com o nome de Ford Pinto (nos EUA lançaram um carro com esse nome). Um jornalista brasileiro teria convencido os gringos que era melhor lançar com outro nome e daí que a Ford optou por Corcel. Alguém sabe se é verdade ou lenda?

  8. Ricardão do atacadão disse:

    Olá Flávio, tenho um corcel 1977, que eu mesmo restaurei. Não pretendo me dispor dele. Tive uma Pampa 1995, um Fiesta hatch 2006, um sedam 2008 e hoje, tenho um sedam 1.6, 2011. Nunca gostei de Ford mas, depois de experimentar, não consegui mais gostar de outras marcas… Ainda quero ter um Escort, um Del Rei, um Corcel II, uma Belina, um Jeep e uma F1000.

  9. Luciano disse:

    Esse carango é um espetáculo, mas Flávio esse não é o único que presta na Ford, acho que esqueceste o Maverick, vulgo Maveca, que na minha opinião é mais bacana que o Corcel I…

  10. Mauricio disse:

    Pelamor de Deus…

    Agora que vi.

    Para os patetas que estão dizendo que o capô está desalinhado digo, esta é aberto, preso pela trava de segurança e…

    Com o perdão das moçoilas aqui pressentes. Tem mesmo uma calcinha embaixo do carro?

    • João Cícero disse:

      Caro Mauricio, o capo está desalinhado, se estivesse aberto preso pela trava de segurança a parte mais alta estaria perto do parabrisa, afinal o capo deste carro abre de trás para frente. Quanto à calcinha, é, pode ser realmente…

  11. Tiozão disse:

    Carrinho gostoso e suave, tive um 76 na época e saindo de um fusca paracia um cadilac

  12. ALEX B. disse:

    Babei no Renault/Corcel! Lindao mesmo! Saudades de meus tempos de criança quando andava de Corcel I e sonhava andar de Renault. Hoje ando de Megane e sonho em voltar a andar de Corcel I. Um eterno insatisfeito eu sou !!

  13. Marcos Alvarenga disse:

    Esse Corcel é idêntico ao que aparece na foto de Copacabana do post anterior.

  14. Estevão disse:

    Teve o Del Rey também. E o Escort XR3, e a Belina I e II, e o Corcel I e II, e o Maverick, e a F-1000.
    Abs.

  15. Laercio disse:

    O problema dos primeiros “Corcel”,eram as cruzetas,não tinham inventado ainda as homocinéticas.Tive vários,72,75,76 que rebaixei,trabalhei o motor usando peças do alpine e do R8.Tive tambem Belina 2.Carros de baixa manutenção,confortaveis e economicos.Quanto a ser o melhor ford é pura provocação…

    • Paulo F. disse:

      Já havia homocinéticas, mas a Ford só as adotou no Corcel em 1974! Meu pai foi proprietário de vários Fords, entre eles um Corcel ano 1973. Em 1974 a Ford lançou o Corcel com homocinéticas, e lá foi meu pai, e trocou as cruzetas por homocinéticas compradas diretamente da Cia Borda do Campo, revendedora da Ford.

    • Maurício Peluqui disse:

      A primeira coisa que meu pai fez na época foi trocar as trizetas (pelo que me lembro, eram assim que chamavam), mas o 75 já vinha com homocinéticas.

  16. Ingryd Lamas disse:

    Eu morro com esse Corcel. Não existe explicação pra essa cor.

  17. Mauricio disse:

    E como todo bom Ford, muito bem resolvido internamente. Não existem carros melhor de dirigir que os Ford. Os que melhor se aproximam são os da Fiat.
    Banco confortável, com altura certa, pedais bem colocados e um pega no volante nota 10.
    No quesito estabilidade também. Todos os que dirigi eram neutros (Siena Focus) ou com leve tendencia a sair de frente (Corcel, Escort) ou de traseira (Maverik e Landau), porém de fácil correção já que a relação de transmissão da direção é curta e bem dosada.
    Pena que no caso do Corcel faltava um pouco de potência no motor.

    • Mauricio disse:

      Ah! O Dez do Dez para dirigir é o Ka. Este é imbatível para quem gosta de ralar.

      • Mauricio disse:

        Usando o motor 1.6 Zetec, é claro; por que o 1.0…

      • Mauricio disse:

        O Escor XR3 também era muito. Parecia um carrinho de autorama nas curvas. Grudado no chão, sequer inclinava muito. Pena que não tinha motor.

        76HP para um motor 1600cc era uma piada de muito mau gosto.

      • Maurício Peluqui disse:

        Já o Escort Ghia 88… berrava que nem doido em qualquer curvinha a 30 km/h. Parecia que ia tombar. Até para trocar pneu era um porre, o carro subia 1m e o pneu ainda ficava no chão. Muito mole e longa. Não tem um Escort de primeira e segunda geração e também Verona e Apollo que não esteja com o caster negativo, suspensão muito fraca. Mas o pior problema mesmo era o trambulador que gastava a cada 20.000 km. Idem para o kit de embreagem.

      • Lio Campos disse:

        Eu conheço um cara Bilionário, se não for Trilionario, que conhece carro pra karamba,é exelente piloto tem uma coleção de 100 carrões entrelimusine,Ferraris,Mustang,e no dia à dia anda com um Escort Guaruja ..é nosso querido maior cantor de musica romantica do Brasil o Rei Roberto Carlos..

  18. Burrinho Batiquebra disse:

    Nada a reclamar do meu Focus, 35.000 km e nenhum defeito apresentado, ótimo desempenho (147 hp), acabamento de primeira, calibragem da suspensão primorosa (faz curva que é o capeta) e boa relação custo benefício.

    Não é o melhor carro que tenho ou que já tive, mas sem dúvida nenhuma, ele “presta”.

    Quando ao Corcel, se não fosse pelo capô desalinhado, pareceria que está na exposição na loja, em 1970 e poucos.

  19. Rodrigo disse:

    Foto da minha querida Brasília. Provavelmente do meio dos anos 60. Essa é a comercial da 107/108 Sul. A famosa rua da Igrejinha, que fica ali ao fundo. Ela é mais uma das obras arquitetônicas do Niemeyer (o ser de vida Eterna) e é um marco cultural da cidade. Construída para pagar uma promessa da primeira-dama Sarah (provavelmente com dinheiro público), foi inaugurada em 1958, antes mesmo inauguração da cidade, portanto. O formato dela lembra o de um chapéu de freira e é toda enfeitada com azulejos do Athos Bulcão.
    No lado direto (107 sul) fica a também famosa Pizzaria Dom Bosco, e é um verdadeiro botecão. Vale a pena conhecer quando vier pra cá.

    http://a2.sphotos.ak.fbcdn.net/hphotos-ak-snc7/414217_467930906555297_340809977_o.jpg

  20. Askjao disse:

    FG, é quase isso. O certo é: De todas as fábricas, a FORD é a única que faz carro que presta.

    • Mauricio disse:

      Peca um pouco na falta de resistência de seus projetos de pequenos.
      A lembrar:

      - Escort tinha nos primeiros modelos uma falta de rigidez cronica na suspensão traseira. Foi corrigido com a inclusão de uma trava aparafusada no meio dos amortecedores traseiros.
      -Ka: A primeira geração apresentava rachaduras sérias no monobloco colocando em risco a integridade da carroceria. Foi corrigido com a melhora do processo de soldagem.

  21. Sergio disse:

    Concordo totalmente. Foi o carro que aprendi a dirigir. Meu pai tinha um verde, 72. Saudades dos dois…

  22. Yuri Nehy disse:

    Corcel sempre foi símbolo de qualidade e conforto.
    Uma vez, no fim dos anos 70, viajei com um vizinho meu até o Rio num 72 amarelo.
    Depois, esticamos até Vitória.
    Essa viagem foi demais…
    Baita passeio, bonitas paisagens…
    Uma viagem muito marcante.
    Relembrei até esses dias vendo as fotos.
    Recordar dessas coisas é muito bom, por isso venho sempre aqui neste blog.
    Obrigado por valorizar a memória dessas coisas maravilhosas!

  23. CARLOS disse:

    NA BOA FLAVIO GOMES, ACHO QUE A FORD FEZ E FAZ MUITA COISA BOA SIM NO BRASIL, ACHO QUE VOCÊ ESTA SENDO RADICAL COMO NOS TEMPOS DA DITADURA!
    E POR FAVOR PUBLIQUE ESTA MENSAGEM E SEJA DEMOCRATICO!!!!!!!! COMO UM BOM JORNALISTA QUE É!

    • Thiago disse:

      Ironia. s.f. 1: forma de humor que consiste em dizer o contrário daquilo que se pretende dar a entender. 2: uso de palavra ou expressão em sentido oposto àquele que se deveria usar para definir algo. 3: recurso estilístico que veicula um significado diferente ou contrário daquele que deriva da interpretação literal do enunciado (ex.: bonito serviço!). 4: sarcasmo, zombaria

  24. Alemão disse:

    Tive um 73, azul marinho, preparado pelo “alemão Muller”, comando de Alpine, tampa trabalhada, Webber, etc.. Dava pau em Polara que era uma beleza,rsrsrsrs

  25. Dalton Costa disse:

    Alô Flavio, carro mesmo é o Santana veja só tem ums caras que vão cruzar a China até Londres num Santana pra assistirem as olimpiadas e saga estara no blog deles muito interessante quem sabe voc~e não conhece esses caras o site é http://www.pequim-londres.com.br/

  26. Mauricio disse:

    Você deveria colocar o troll ao lado destes comentários provocativos. Acho que faria o pessoal perceber melhor suas intenções….

    Quanto ao carro acima, projeto original da Renault, motor derivado do lixo do Gordini (passou dos 900cc para 1.400cc). Portanto não é um autêntico Ford.

    Foi um bom carro, tanto que durou.

    • Mauricio disse:

      O melhor do projeto deste motor é o acionamento por corrente do comando de válvulas. Nunca dava manutenção. Muito melhor que a correia de plastico dos motores mais modernosos.
      Ideia tão boa que até o hoje a Ford usa o mesmo tipo de acionamento em seus motores.

      • LucianoM disse:

        Era bacana mesmo o acionamento do comando por corrente. A primeira manutenção vinha lá pros 100.000 kms, quando o tensor já não mais conseguia manter a corrente, já gasta, esticada. Aí começava a aparecer aquele barulhinho característico da corrente batendo. Manutenção praticamente zero assim como no VW a ar, onde o acionamento é feito por engrenagens.

  27. Jose Carlos disse:

    Mande alinhar o capu!!
    Tive um 76 LDO, interior monocromático marrom, rodas gauchas 7″ e meio elo a menos nas molas, trabalhava em conc. Ford, fizemos o motor com tudo original e cambio com coroa e pinhão do Del Rey (mais longo), rodei 4.000 km pelas praias do litoral norte qdo. casei. Saudades do carrinho!!

  28. Então a Ford não fez nada! porque isso nada mais é que um Renault 12. Herança que a Ford teve ao adquirir a Willys Overland do Brasil que produzia sob licença os modelos Dauphine e Gordini.
    Polêmicas à parte, eu gostava dos Escort XR3. O desing era bonito, já a motorização fraquinha e só melhorou quando houve fusão VW/ Ford (Autolatina).

  29. charles disse:

    Flavio Gomes semeando a discórdia. Rsrsrsrs

Deixe uma resposta para Maurício Peluqui Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>