RUSH | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

terça-feira, 22 de maio de 2012 - 17:10Cinema

RUSH

SÃO PAULO (vai ser bom) – Não se assustem, é apenas um capacete com uma cabeça de manequim dentro. A imagem está neste álbum aqui, com mais fotos das filmagens de “Rush”, que vai contar a história do duelo Hunt x Lauda na temporada de 1976.

Essas imagens são de um acidente ede 1974, em Watkins Glen, com o austríaco Helmuth Koinigg, que morreu decapitado pelo guard-rail num tenebroso episódio. Como se vê, os caras estão caprichando no filme, que não vai se resumir ao campeonato vencido por Hunt. Nessa galeria de fotos indicada já tem o ator alemão Daniel Bruhl “queimado” como Lauda.

Quem mandou o link foi o Danilo Cândido.

66 comentários

  1. Miguel disse:

    Bom…felizmente o diretor deletou as cenas do acidente. Eles cometeram um equívoco.. a foto que mostra o Tyrelll, é na verdade a mecânica do acidente do Helmut Königg e não do acidente do Françõis Cevert. No acidente do Koinning, o carro bateu no guard rail, e passou no meio das lâminas, decapitando o piloto. Já no acidente do Cevert, a Tyrell bateu do lado direito da pista, virou de cabeça para baixo, deslizou aproximadamente 100 metros e chocou contra o guard rail partindo literalmente o mesmo.. Cevert foi degolado, e não decapitado. Portanto, na foto do acidente, montaram a cena como se fosse o Cevert, mas a mecânica do acidente do Konning.

  2. nenel disse:

    Gosh it’s horrible this pictures with the wheels behind the Koinnig heed’s in his white helmet.

    But it’s a sadly reality of the formula one before and the Rush’s context.

  3. Gente como era violenta a Formula 1 era terrivel meu Deus !!!!

  4. Independentemente da cor ou modelo do capacete mostrado nessa foto, a cena já indica que o filme mostrará algo totalmente errado e em desacordo com o que realmente ocorreu. Primeiro porque o único piloto da Fórmula 1 decapitado em um acidente nos anos 70 foi o Helmuth Köinigg. Este, além de usar um capacete preto, não teve a cabeça rolando pela pista. Seu carro (um Surtees) simplesmente passou por baixo do guard-rail (no mesmo local do acidente de Cévert, um ano antes), causando a morte do piloto. No acidente, sua cabeça (junto com o capacete) foi parar em cima do motor do carro. Na época, a revista Quatro Rodas chegou a publicar essa foto e é possível encontrá-la facilmente pesquisando no Google.

  5. Luís Galvão disse:

    O Koinigg usava um Bell preto com corações brancos na parte de baixo. Esse aí é um Arai GP6 moderno. E ele morreu em 1974. Nem vou ver esse filme para não passar raiva.

  6. Edwards Librado disse:

    eso si que es espelusnante y a la ves dificil de creer tendras mas fotos asi o un video

  7. Guru da F1 disse:

    Eu não sei porque tem gente que vive dizendo que o Cevert teve o corpo cortado ao meio. Que eu saiba, e olha que eu andei lendo muito sobre o acidente, ele foi degolado, não chegou a ser decapitado, mas com certeza foi degolado. Dizem alguns que ele teve o corpo cortado ao meio e ficou preso as partes pelo macacão, mas isso é a maior idiotice que eu já vi. Porque se ele teve o corpo cortado ao meio, a roupa também teria que ser cortada, chega ser imbecil o sujeito que disse uma coisa dessas. O que é verdade, é o fato dele ter sido degolado, eu li em vários sites e jornais de conceito e não mencionam nada de ter tido o corpo cortado ao meio. Claro que deve, além de ser degolado ter ficado com o corpo todo fudido, afinal o carro foi arrastado por sem metros no guard rail, tendo ele batido a mais de 150 km/h, uns dizem que ele bateu a 180, outros a 252 km/h eu acredito que foi a 180, porque foi em uma zona de curvas. Agora dizer que ele foi partido ao meio é demais.

    Quanto Essa foto ai não sei de quem é, pois como já disseram o capacete é moderno e o Koinigg morreu em 74, nunca que teria esse capacete, mas acho que a cor do capacete dele era branco, e não preto como falaram, ele também nem teve tempo para definir um capacete o cara morreu acho que na primeira corrida dele. Tanto ele quanto o Cevert foram vítimas de um Guard Rail mal colocado, e protestaram contra isso antes do Cevert se acidentar, mas como sempre nada fizeram, só na 2º morte no ano seguinte é que tomaram providência. Precisou morrer duas pessoas para a F1 agir.

    Aqui tem um blog sobre F1 muito conceituado e fala sobre ambos os acidentes:

    http://continental-circus.blogspot.com.br

    Embaixo, tem a revista placar nº 187 acho de 1973 que dedica uma pagina inteira sobre a morte do cévert, raridade, fosses encontram também na revista 4 rodas ano 73, edição de novembro eu acho, a respeito.

    http://pordentrodosboxes.blogspot.com.br/2012/04/espaco-colecionador_07.html

    Podem conferir.

  8. Rodrigo Monassa disse:

    Desculpa flavio, mas o capacete com cabeça deve ser do cevert, que mnorreu no mesmo circuito um ano antes, pq os destroços do carro perto da cabeça são de uma Tyrrel..

    • Maurício Freitas disse:

      Não, não é. O Cevert não foi decapitado, ele teve o corpo cortado ao meio na altura da barriga.

      De fato, o carro que aparece nas fotos é uma Tyrrel e se no filme esse carro for colocado como o do acidente do Koinigg, será um lamentável erro. Mas não creio que cometerão um erro tão crasso.

      • Mateus Brinati disse:

        Não seria o do Tom Pryce? Ele foi decaptado e usava um capacete branco… morreu em 77.

      • Renato Oliveira disse:

        Tbm Não é de Tom pryce, o capacete de Tom Pryce alem de ser tbm branco ele tem as listras pretas em cima! as imagen mostram como o acidente em 1974 ou seja referente ao austriaco Helmuth Koinigg, Pryce morreu em 1977!

      • O Tom Pryce não foi decapitado no acidente que o matou. Ele foi é atingido na cabeça pelo extintor do bombeiro (Frederik Jansen van Vuuren) que ele atropelou durante o GP da África do Sul de 1977. Mas nem assim isso foi suficiente para decapitá-lo.

  9. Carlos Alberto disse:

    Que baixaria! Horrível ver a cabeça de um ser humano assim desse jeito. Q nojo

  10. Marcelo Pereira disse:

    Não vejo a hora de ver meu querido Copersucar nesse filme.

  11. rubim disse:

    se essa cabeça da foto for do Helmuth Koinigg, ate onde sei o capacete do dia do acidente era preto e ficou preso próximo ao aerofólio traseiro e não no chão, existem foto inclusive, mas nas outras fotos aparecem a traseira da uma tyrrell sob o guard rail, talvez a do Cevert mas, esse capacete e muito moderno comparado com o original : http://www.octetort.com/2010/08/um-belo-frances.html
    tem tudo pra ser um bom filme, mas esses detalhes não podem ser deixados de lado.

  12. Gigante Epaminondas disse:

    nunca li tanta baboseira em um lugar só.. essa cena do capacete com sangue já foi amplamente criticada pelo péssimo mau gosto e em fóruns internacionais já fizeram até abaixo assinado pra o ron howard retirar isso que vai ser totalmente desnecessário, fora o desrespeito a família do cevert e a grosseria de fazer tudo errrado, pegar um capacete arai moderno e tacar no meio da pista, sendo que nem no acidente do cevert e nem do helmut nenhuma cabeça rolou pra o meio da pista… claro, tanta cena bacana pra postar a foto, o FG (que sempre fica sabendo das coisas 6 meses depois que elas acontecem, como por exemplo essa imagem que já é velha), posta a pior foto possível e como se fosse novidade ainda..

    • Flavio Gomes disse:

      Ui, franga! E você sabe tudo antes? Nossa, que boiola!

    • Rafael disse:

      Corrida de carros era tenebrosa nos anos 70. Se alguém quer fazer um filme sobre a rixa entre Lauda e Hunt e fica com frescura de mostrar como era a F1 da época, melhor fazer uma comédia romântica com a Meg Ryan. Claro que essa cena é teste, mas se não for colocar no filme por causa de “abaixos assinados” de frescas, melhor parar tudo e continuarmos engolindo Velozes e Furiosos arrastando cofres pelo Rio de Janeiro.

      • Guru da F1 disse:

        É verdade! Não sei se você viu o acidente do Pérez em 2011 em Mônaco, só pelo cara ter ficado incosciente a equipe de socorro colocou um lençol cobrindo o corpo dele durante o atendimento, queria ver isso nos anos 50,60,70, até mesmo quando o Senna morreu. Mas isso é até justificável, porque a televisão hoje em dia ta tão difundida, que além de ter mais pessoas assistindo ela foca tudo nos mínimos detalhes isso é ruim, pois muita criança e mulheres, ou até mesmo homens gays ficam assistindo e não aguentam cenas fortes. Agora no caso do filme existe censura, se for alta a censura então vai assistir Barbie e o Quebra Nozes, o que não pode é querer retratar uma F1 de 1970, com acidentes banais e pilotos que saiam do carro andando, como se nada tivesse ocorrido.

  13. João Carlos Bifulco disse:

    Watkins Glen é um circuito macabro, especializado em degolar pilotos!
    Não perco esse filme!

  14. Thiago Azevedo disse:

    Espetacular as imagens, deu uma coisa ruim ver a cabeça no chão…

    Não sei se é preciosismo demais, mas os capacetes antigos tinham uma viseira maior – o “queixo” do capacete era bem mais fino.

  15. Darthvex disse:

    Delícia de foto. Mentirinha real. Vou dar ainda mais uma olhada nessa foto antes do almoço. kkk

  16. Alexandre disse:

    https://www.facebook.com/F1USA nessa página do face, tem umas fotos bem legais dos carros usados no filme.

  17. Ricardo III disse:

    Pela sequencia de fotos e tratar-se de um Elf-Tyrrell, não seria o capacete de Cevert ?

    • Fábio Mandrake disse:

      Também reparei isso, já que Koinnigg morreu pilotando um Surtees vermelho e branco, apesar de que o capacete de Koinnigg era branco já o de Cevert, branco com listras azul e vermelha.

      • Fábio, o capacete do Koinigg não era branco, assim como também não o era o do Cevert. O piloto austríaco usava um capacete todo preto, enquanto Cévert tinha um capacete azul e branco, com faixas nas cores vermelha e amarela.

    • Guru da F1 disse:

      Parece sim um Elf Team Tyrrell. Eu acho que eles vão mostrar tanto o acidente do Koiniggm quanto o do Cevert. Porque o James Hunt estreou na F1 em 1973, no GP de mônaco, e o François Cevert morreu nesse ano no último GP Watkins Glen, logo ele pegou a morte dos dois, acho que ele vão colocar todos os fatos marcantes da vida desses dois Pilotos Hunt e Lauda.

  18. Bruno disse:

    Imagem forte! Esse filme decerto será bem realista, mas promete!

  19. Nikolas Spagnol de Oliveira disse:

    Daniel Brühl é o astro principal de Adeus, Lênin e Edukators…

  20. Luc Monteiro disse:

    Esse capacete tem um formato moderno demais pra ser de um acidente de 1974.

  21. Giulliano disse:

    É o Ron Roward que tá dirigindo esse filme, Flávio. O cara foi responsável por Cocoon, Apollo 13, Frost/Nixon, os filmes dos livros do Dan Brown, e Uma Mente Brilhante… É garantia de um enrredo muito bem explorado.

  22. Ricardo disse:

    Será que Hunt teria ganho o campeonato se Lauda não tivesse sofrido o acidente? Você se atreve a responder Gomes ou esse lance de se e será é bobagem?

  23. Putz, esse filme promete viu Flávio.

  24. LUZ PRATA disse:

    boa noite Gomes e galera…

    esse filme promete ser Maneirissimo…nessa epoca os carros geralmente explodiam em chamas nas batidas fortes…os tanques de gas eram construidos com um material que vazava o gas…ja vi varios Pilotos serem queimados vivos nessa epoca…o Fera Tri Campeao Lauda quase foi torrado + graças a Deus sobreviveu…e graças a um carioca chamado Pitangui ele tem uma aparecencia aceitavel…vi Todos os gps nesses 40 anos da transmisao da globo da f 1…a f 1 melhorou Muito a Segurança hj em dia…os tanques de hj sao de um material tipo um plastico de fibra carbono deformavel…que nao fura + facilmente…valeu.

  25. greyhound disse:

    Ele havia sido campeão na F Super Vê e morreu na corrida de estréia na F1. Até hoje lembro da foto nos jornais, mas a cabeça ficou em cima do aerofólio e não, caída no chão.

  26. nelson disse:

    Foi François Cevert em 73.

  27. Fabio disse:

    Fera.. vai ter até o Thor no filme ;)

  28. Ricardo Bigliazzi disse:

    O capacete do Helmuth era preto… detalhes apenas.

    Por isso que não canso em falar que se o Emerson Fittipaldi fosse italiano ou ingles seria um verdadeiro DEUS da F-1.

    Fica a expectativa de um grande filme para todos nós que somos amantes do automobilismo.

    Abraços

    Imperador.

    • Bocage disse:

      Penso que deixaram branco para realçar o sangue.

      Agora, que macabro, hein?

      Pior que isso somente as cenas de Jo Schlesser e Lorenzo Bandini sendo retirados das suas respectivas piras com rodas. Cenas reais. E fortes.

      A do Jo Schlesser foi pior que a do Bandini, porque o chassis do Honda era de magnésio (!!!!!!). Quando atiravam água, ele explodia!

      Vi isso uma vez no Youtube, em uma compilação de acidentes fatais na F1 de 1950 a 1994, onde apareciam inclusive as fotos do acidente de Königg. Aiás, aquela foto do corpo do Königg sem a cabeça foi algo brutal.

      Vida de fotógrafo de F1 naquele tempo era dura…

    • Adriano disse:

      No preto não apareceria o sangue.Tudo pelo espetáculo.

  29. Maurício Freitas disse:

    Este site tem uma interessante matéria sobre os acidentes na Fórmula 1. Fala também sobre o acidente do Piquet em Indianapolis e cada vez que vejo a foto fico sem entender como é que ele está vivo.

  30. Alex disse:

    Pelo que tenho acompanhado através deste blog, o filme terá tudo para ser fantástico. Pode-se traçar alguns paralelos curiosos sobre o episódio da foto. A morte de Helmut Koenigg ocorreu justamente na consagração maior de Emerson. Ele foi bicampeão mundial nessa corrida. E o ano de 1974, que começou de forma trágica, com a morte de Peter Revson, se encerrou de modo igualmente horrível. Consta que, no caso de Revson, a construção inadequada do guard-rail teve papel decisivo em sua morte ( a exemplo de Koinigg). Mas não sei dizer se ele teria sido decapitado como foi o austríaco.

    • Ricardo Sarmento disse:

      Alex, segundo depoimento do Emerson no seu livro, Peter Revson morreu enquanto participava de um teste de pneus com uma Shadow, uma semana antes do Gp da África do Sul de 1974. Ele teve o tórax esmagado pelo guard-rail, após bater e capotar. Não consta que ele foi decapitado.

      • Alex disse:

        Perfeito. De qualquer forma, mostra o absurdo da precariedade da segurança nos anos 70. Facilmente se encontra registros de acidentes fatais por guard-rails mal projetados que esmagavam ou decapitavam pilotos. Koinigg, Revson, Cevert, todos muito próximos. Em 1971, houve, aqui no Brasil, o famoso Torneio Internacional de F-2, disputado em várias pistas diferentes. Em uma etapa disputada em Tarumã, o piloto italiano Giovanni Salvati sofreu um acidente fatal, sendo também decapitado pelos guard-rails inadequados, ao perder o controle na primeira curva após a reta dos boxes.

    • Guru da F1 disse:

      Não foi, o Revson teve a morte parecida com a do Senna, uma peça do carro, acho que da barra de direção bateu na cabeça dele.

  31. Maurício Freitas disse:

    A produção está impressionante pelo que vi nessas fotos. Estou ansiosíssimo para assistir esse filme. O mais fascinante dele é que se trata de um enredo fascinante e real. Dificilmente um roteirista construiria dois personagens tão ricos e diversos quanto Hunt e Lauda, tudo isso emoldurado pelo cenário da Fórmula 1 da década de 70, que era não menos rico.
    Tenho em casa o filme Grand Prix e esse virá para fazer companhia àquele que foi um marco até hoje inigualável no cinema sobre o tema automobilismo.

  32. Sergio Villarim disse:

    A julgar pelo capricho na produção, deve ser um filmaço! Imperdível!!

  33. alexei michailowsky disse:

    Acho que vai ter também 1973, François Cevert (que morreu nas mesmas circunstâncias). O carro destruído nas fotos tem aerofólio da Elf, então seria um Tyrrell…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>