FOTO DO DIA | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

terça-feira, 26 de junho de 2012 - 18:09Foto do dia

FOTO DO DIA

Alonsito na era das redes sociais. Ele postou no Instagram. O cara tá que não se aguenta…

28 comentários

  1. Mauricio disse:

    Foto linda, muito bem tirada.

    Isso é imagem e nada mais. Só representa um momento de vitória, nada mais.

    O resto somos nós que imaginamos e interpretamos como queremos.

  2. Jader disse:

    Ufanismo, patriotada… Mas é legal, foi uma vitória bonita.

  3. Rafael Chinini disse:

    pra você ver como não é balela quando um herói surge.

    ele mesmo declarou que a Espanha está em crise, momento dificil, isso e aquilo….Alonso teve o mesmo comportamento para Espanha no qual Senna teve com o Brasil. simples.

  4. Alex Reis disse:

    Pensamento de Alonso no momento da foto: “Quando eu crescer, quero ser igual ao Ayrton Senna…”

  5. Rafael Fuentes disse:

    Foto linda! Sem sorte no jogo, feliz no amor… ou pra Espanha… sem sorte na economia, feliz no esporte!

    Só o Santander, que paga essa conta, e é espanhol, ficou triste de estar fora dessa! hahahah

    Abraço

  6. Roger V disse:

    Estas regras estão doidas e mudam a toda hora;
    -Achei que os três carros o pódio deveriam estar no parque fechado…(recolherem gasolina, pesagem etc)… cheguei a pensar em desclassificação (o cara pilotou MUITO e tem o brilho/sorte e um vencedor!).

  7. Peter Losch disse:

    Não gosto do Alonso, mas a corrida, a vitória e esta foto foram maravilhosas. Parabéns a este baita piloto.

  8. Flavio Costa disse:

    Se outro piloto resolver comemorar com a bandeira do seu país, não vai proibir? Só o Alonso e a Ferrari podem burlar as regras?

  9. Aliandro Miranda disse:

    Não vão tardar a aparecer os fãs calorosos de Ayrton Senna comparando o gesto do espanhol com os do piloto brasileiro. Também não vão tardar a aparecer os que não gostam do Senna, dizendo algo na linha de que Alonso pode e Ayrton só jogava para a torcida.

    O que eu digo: o que tem de mal um cara gostar do seu país? Além de Alonso, tivemos também Maldonado se manifestando patrioticamente. E eu acho muito legal isso.

    • Leonardo Costa disse:

      E não demorou nada. Na mesma hora que o Alonso ia parando para pegar a bandeira o Galvão já comentou isso.

      E concordo com seu segundo parágrafo.

    • Burrinho Batiquebra disse:

      A pátria: este ente abstrato que se materializa num território, um amontoado de terra e pedra e, usando a metáfora de Carl Sagan, com um fino veniz de matéria orgânica por cima. Uma pátria só se separa das outras pátrias por linhas imaginárias.

      A pátria é sempre trazida posto à baila quando a reserva moral pessoal já foi para o espaço e é necessário apelar para o estoque moral comum, quase sempre fictício. Ou, como diziam, o último refúgio dos canalhas. Quase todos os patriotas e nacionalistas que marcaram a história se incumbiram de confirmar essa velha máxima.

      Não confio num patriota nem para cuidar do meu cachorro. E olha que eu nem tenho cachorro.

  10. Danilo Candido disse:

    Caminhando para ser melhor do que, por exemplo, Senna, já que o brasileiro nunca foi muito de “tirar leite de pedra” (digo ao longo de um campeonato, é óbvio que obteve uma séire de desempenhos épicos em situações desfavoráveis) ou mesmo de “levantar uma equipe”, preferindo sempre um time em excelente fase, exceto em 1993 (muito embora o MP4/8 não fosse um carro necessariamente ruim, o motor é que era fraco, e as Williams, muito superiores). O que Alonso tem feito seria semelhante à algo como se Senna tivesse disputado de fato o título de 1987 com a problemática Lotus, o que não aconteceu (Senna obteve duas vitórias pontuais, colecionando quebras e erros ao longo do ano). Se a Ferrari de 2012 é tão ruim como dizem, então o piloto espanhol, caso vença este título, tornará-se indiscutivelmente um dos maiores (e melhores) da história, com muitos méritos e principalmente, por esforço próprio. Não tanto por contar com uma retaguarda vencedora, pois se precisasse contar tão somente com a eficiência da Ferrari, não poderia nem sonhar com este título.

    • Ao Danilo Candido disse:

      Sem querer tirar mérito de ninguém Danilo, o espanhol também foi campeão sem depender de ajuda de regulamento(Senna pra bater Prost dependeu dos descartes em 88, na pista que é o que vale e nos resultados o françês foi melhor). Pra ser bicampeão Alonso não precisou jogar carro em cima do rival, que aliás era heptacampeão!

      Alonso tem dois títulos…LIMPOS na Formula 1, sem precisar de vantagem de regulamento, ou jogar sujo! E aí Galvão…como ficamos?

      Sabe o que FODE a Formula 1 no Brasil? É apenas uma coisa… o endeusamento-patológico-insano-fdp em cima dos pilotos brasileiros, vai pra PQP!

      Estou revendo a temporada de 1981, e já vi as 6 primeiras corridas: EUR/BRA/ARG/IMO/BEL/MON e vou tecontá…assiti toda essa temporada na tv em 1981,mas eu na época era um menino! E quando estava revendo cada corrida completa, tomei um baita susto! O Piquet nessas seis provas, em três oportunidades deu boas pixotadas(coisa de novato), aconteceu nas provas do Brasil, Bélgica e Mônaco.

      1)EUA- As Williams dominaram com sobra, mas Reutemann errou quando estava na liderança, Jones passou e venceu, Piquet fez uma prova discreta chegando em terceiro, nada pra dizer que foi fora de série.

      2)Brasil-Piquet optou por largar com pneus seco no molhado…não deu certo perdeu várias posições já na largada! Ok, às vezes tem que arriscar, até aí tudo bem! O que me deixou estupefato foi que Piquet trocou os pneus, colocou os de chuva, e rodou duas vezes na pista…parecia um novato. Piquet errou na estratégia e não conseguiu segurar o carro no braço em chuva relativamente forte.

      3)ARG-Foi a vez da Brabham dominar, é incrível como a performance dos carros se alteravam de GP e GP, mas Williams e Brabham tinham os melhores carros, andavam na frente e era bem confiáveis(tinham a vantagem de seres aspirados). Piquet venceu esse GP de forma convincente, mas o carro estava muito bom.

      4)IMO-Corrida começou com pista úmida formando trilho de seco, nessa corrida Piquet dominou, dessa vez em piso úmido-seco foi muuuito bem, Jones fez uma corrida muito ruim e Reutemann até aqui era disparado o melhor nas corridas e tabela!!

      5)BEL-Piquet era segundo, mas saiu da pista e ficou na brita, a imagem não mostrou se ele errou sozinho ou se envolveu em acidente! Em todo caso, foi uma corrida jogada fora, e quando estava em uma ótima posição. Se foi “enrosco”…Piquet se envolveu. Jones também vacilou e bateu de bobeira!

      6)IMO-Piquet liderava, mas se atrapalhou ao ultrapassar um retardatário…é aquela coisa, vc pode até jogar a culpa no cara mais lento. Mas a responsabilidade também é do líder na hora de fazer a ultrapassagem, pixotada!

      Falam maravilhas dos pilotos dos anos 80( e diminuem muitos os feitos dos pilotos de gerações a frente), mas errar três vezes em apenas seis corridas, é muuuuita coisa! Se for observar, pilotos como Schumacher na época da Ferrari e Alonso hoje na mesma equipe…raramente erram na pista!

      Se Alonso, Lewis, Vettel jogassem 3 corridas fora por acidente, logo no começo do ano…putaquepariu o Galvão com sua SABEDORIA-MILENAR cheio de razão ia falar um caminhão de merda.

      Os pilotos dos anos 80 eram feras, mas também não eram “deuses” ao volante, precisão nem sempre era o forte deles. Se for contar as cagadas do Senna em 1989…olha, é de cair o queixo! E naquele ano ele largou 13 vezes na pole, era um piloto muito mais rápido que Prost(o francês admitiu isso publicamente em 88). Dava tranquilo para enfiar o francês no bolso, só que o Senna vivia jogando corrida e vitória fora! Isso com um carro que foi disparado um dos melhores de todos os tempos! No domínio do carro e corrida, Schumacher(fase boa), Alonso e Vettel agora experiênte raramente erram. Liderança em GP é liderança em qualquer época, muitas vezes Senna estava segundos a frente…se jogou a corrida fora foi pixotada

      Prost em 1989 deu sua opinião sobre a irregular temporada do companheiro:

      “Ele(Senna) é muito rápido, mas erra…e quando errar estarei por perto! Senna impressiona em classificação, mas em corridas nunca me impressionou, ele erra muito”

      Se for observar, a classificação de 88/89, o francês ao estilo dele(de espera), com o mesmo carro foi melhor que o brasileiro na pista e nos resultados! E em 1989 Prost ainda deu uma baita “surra” de regularidade em cima do arrojado brazuka, o baixinho ganhou até o apelido de “professor” em cima de Senna.

      Se for analisar friamente, nos anos 80 as feras tinham seus limites! E ninguém era “santinho” em sua equipe, muito menos na pista…

      Se for dizer que Piquet deu 3 pixotadas em 6 provas no começo em 1981, Galvão vai dizer que é mentira…mas aconteceu, as corridas(completas) acham na internet.

      • Salatiel Neto disse:

        Claro, naquela época os carros tinham controle de tração e o escambau a quatro ( pareciam naves espaciais de tantos computadores que tinham a bordo ), as pistas eram lisinhas que nem tapetes, todos os campeões tbm não erravam, realmente outra época.

      • Burrinho Batiquebra disse:

        Você poderia indicar onde você conseguiu a temporada de 1981 completa (ou qualquer outra, na verdade) para comprar? Gostaria de ter um acervo das temporadas de F1, mas parece que este artigo é inexistente no Brasil.

  11. Thiago Azevedo disse:

    Bela chapa!

  12. Essa vibração positiva dele, aliada ao talento que têm…. é bom os demais abrirem o olho enquanto há tempo.

  13. Luis disse:

    Não é proibido o piloto receber objetos (bandeira, ursinho de pelucia) após a corrida no carro? Lembro que na época do Senna proibiram e ele levava a bandeira dentro carro. Ou a Ferrari e o Alonso podem tudo?

  14. Instagram o que é isto?
    twiter europeu?

  15. Mauricio Camargo disse:

    Acontece que ele pode.

  16. Espetáculo de fotografia! Até a bandeira colaborou! Parece uma pintura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>