NOVE MINUTOS E 1/2 DE SAUDADE | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

sexta-feira, 6 de julho de 2012 - 18:36Autódromos, Automobilismo brasileiro

NOVE MINUTOS E 1/2 DE SAUDADE

SÃO PAULO (já era) – Vídeo de 1992 em Jacarepaguá, a maior parte das imagens tomadas no Cheirinho. Copa Shell de Marcas e Pilotos, com quatro montadoras envolvidas. Grids enormes. Vejam como esse bando de loucos fazia curvas! E tentem identificar alguns pilotos… Não sei bem quem mandou o vídeo, acho que veio pelo Twitter. Bacana demais. Apesar das arquibancadas, já àquela época, às moscas.

28 comentários

  1. Rafael Rosa disse:

    Que vídeo maravilhoso e o título do seu post vem muito a calhar com o que acontece nesse momento com o autódromo do Rio, que segundo alguns membros do fórum no Facebook “Jacarepaguá para sempre”, máquinas e caminhões adentraram o circuito no dia de hoje pelo lado das arquibancadas para dar início a destruição das mesmas! É triste e dá raiva a forma como o prefeito da cidade trata o esporte!

  2. Nikolas Spagnol de Oliveira disse:

    Vocês viram 4 montadoras? Eu só vi Ford e Volks. O Uno não conta pois é o “Safety Car”, hahahaha

  3. Marcelo Pacheco #49 disse:

    Esse dois vídeos também são legais. Muitos pegas de arrepiar na Copa Shell.
    http://www.youtube.com/watch?v=WSd0cF_jVVc
    http://www.youtube.com/watch?v=f1p7szprSjs

  4. Marcelo Pacheco #49 disse:

    Andreas Matheis no Voyage prata da Cibié, Gunnar Volmer no Voyage branco e amarelo da Tesa/Juvena (dei um pause e sei que é ele pelo tamanho), o Apolo não lembro mas pode ser a dupla Jorge de Freitas e Paulo Samento, depois acho que Amadeu Rodrigues no Escort da Onogás (Com este patrocínio ele andou de Passat e Voyage tbm). Depois um Escort que pode ser o da Cofap de Ingo Hoffmann, seguido do Voyage amarelo/vermelho da Leite de Rosas pilotado pela dupla Silvio Crema e Guga Ribas. Parece que um dos Voyage amarelos com escuro é o da Freios Varga que em 92 teve Paulão Gomes na boléia.

  5. Marcelo Pacheco #49 disse:

    Ele podia ser chato, era o dono da equipe e dos carros, pagava o segundo piloto, que foi Toninho da Mata, Ingo Hoffmann e outros.

  6. Marcos Lima disse:

    O Flavio, qual a quarta montadora???Só vi tres…O pneus radiais dão um show à parte..abaixo os slics…

  7. Marcos Lima disse:

    O Flavio, qual a quarta montadora???Só vi tres…O spenus radiais dão um show à parte..abaixo os slics…

  8. Leandro Sanco disse:

    O grid dessa prova foi engordado com a turma do campeonato carioca. Participantes da Copa Shell mesmo não chegavam a 10. Entre os carros alinhados da Copa Shell estavam Apollo, Voyage e Escort. No regional haviam ainda Gol e Passat. Se bem me lembro a Copa Shell já corria com motores 1.8 enquanto que os regionais mantinham os 1.6.

  9. Valente disse:

    Isso mostra como o automobillismo dessa época tinha charme, adrenalina e empolgação. Hoje em dia ele é insosso e monótono. Ver esses caras lidando com aderência e suspensão no limite e ainda fazendo tudo isso mostra que era preciso guiar…

  10. Wolf disse:

    Só vejo VW e Ford…e olha que o Veroninha dá show na curva hein…….o Uno q aparece é Pace car !!!

  11. Ricardo Sarmento disse:

    Pode parecer antagonismo, mas a receita correta para uma categoria de turismo é essa. Carros com poucas modificações, equalização de marcas e baixo custo. Isso é garantia de grid cheio, mas que nem por isso sejam admitidos pilotos de todos os níveis, pra não nivelar as disputas por baixo e não virar uma guerra.

    O que acaba com uma categoria são os regulamentos excessivamente permissivos. Os custos vão às alturas e muita gente fica de fora, sem condições de competir. Aí quem tá correndo acha que o negócio não tem mais graça e pula fora, afundando a categoria. Foi mais ou menos assim o final da história do antigo brasileiro de marcas e pilotos.

    Acredito que a Stock poderia se tornar muito mais atrativa, se não utilizasse tantos “efeitos especiais”. Corrida de carro é colocar o carro na pista e sentar a bota, e ao final, vença quem for melhor, dentro das regras, obvio. Não prescisa de push, play-off (finado, ainda bem!) e bem que poderia se livrar dos mandos da emissora carioca. Tem outras emissoras que dariam conta do recado e fariam a transmissão de forma muito mais respeitosa para com o telespectador.

  12. Roberto Mota disse:

    Estava assistindo reprises da TV Pirata,e agora,vendo esse vídeo,percebo que o mundo está se tornando um lugar muito chato de se viver…
    Humor pasteurizado e automobilismo para poucos (salvo alguns abnegados,como o Flávio)

  13. Faster disse:

    Putz video legal; ano passado fui assistir umas provas em Interlagos incentivado por um certo Flavio Gomes. Entre as várias categorias tinha a paulista de marcas, com Gols, Palios, etc… Por que em Interlagos os carros levantavam a roda traseira esquerda na entrada do esse e aí no vídeo naum? Achei uma puta pergunta besta pra se fazer, mas creio jo que a verdadeira pergunta besta é a que nunca é feita.. Além disso quero deixar minha indignação com a bosta da FIA que nem sabe que eu existo, em liberar treinos só em linha reta…. Que o fantasma do Rosemeyer os persiga pela eternidade…

  14. Alexandre Lannes disse:

    Ia muito ao paddock nessa época!

    Lembro (sem precisar o ano), do Escort do Toninho da Matta.

    Época de Silvio Crema, Andréas Matheis…

    Também tinhamos matérias no Espaço Motor, com o João Mendes, volta e meia, na pista. Com câmera on board!

    O mundo tá mais chato. O automobilismo com esses carrões sem apoio de fábrica… tá pior!

    A CBA é tão ruim e inutil que deveria ceder a sigla para a CBAt. Eles tiram o “T” minúsculo e a CBA… ah, a CBA pode virar algo relacionado a venda de carteirinhas. Pq vendo o que temos aqui no Brasil, ter o nome associado a Confederação de Automobilismo, como a “principal entidade nacional” no assunto, é vergonhoso.

  15. Jáder, O Pitoresco disse:

    Porra, ninguém usava aerofólio?! Talvez por isso a maioria acabava deixando escapar um pouco a traseira na curva, não?

    • Marcelo Pacheco #49 disse:

      Ia ficar horrível tipo velozes e furiosos e não ia ter efeito ali, naquela velocidade. deixa escorregar que fica mais show…

      • Jáder, O Pitoresco disse:

        Affe, que besteira! Pra qualquer carro que ande acima de 100km/h, óbvio que um aerofólio é sempre bem vindo, ou seja, teria efeito sim. Claro que você tem todo o direito de não gostar ou de achar as escapadas de traseiras mais bonitas. Mas daí a dizer “Ia ficar horrível tipo velozes e furiosos” já é falar besteira demais. Pra começar, esse filme nem existia na época. E quem botar um aerofólio no carro (ainda mais se for de competição) agora terá de ficar com medo de que pareça um caro de velozes e furiosos?! Só você mesmo pra confundir um Voyage de aerofólio com um Mitsubishi Eclipse da gangue do Dominic Toreto!

  16. edkaefer disse:

    Alguém sabe explicar o porque de tanto Voyage, ao invés de Gol, ou mesmo Passat, entre os VW? Tem algum motivo de ordem técnica por trás disso?

  17. João Carlos disse:

    aproveitando no estacionamento do autodromo de jacarepagua tem 2 gurgel pegando pó um inclusive é placa amarela tenho fotos caso interesse entre em contato que lhe envio as fotos

  18. João Carlos disse:

    só vi três marcas mas mesmo assim com os “voyaginho e escortezão” a coma shell de marcas era muito legal.

  19. alessandro Neri disse:

    Fui Eu quem mandou Flavio .Mandei tbm os videos da Formula Renault em vitória 2002. Eram grandes domingos com os amigos em Jacarepagua, na melhor curva do traçado ( um dos que aparecem ao lado da pista é o piloto de rally Guilherme Spinelli). Nos 20 anos da realização dessa etapa, esse video é um documento contundente do crime cometido contra o nosso amado autodromo e esporte. No local da espetacular curva do Cheirinho , hoje existe uma piscina. Triste fim. Mas as imagens são eternas. Abs

    • Vicente Miranda disse:

      Neri,

      Maravilhosas as imagens. Obrigado por divulgá-las.
      Dá pena ver a nossa maravilhosa pista amputada com mastodontes erguidos à inutilidade, como o Parque Aquático Maria Lenk, a HSBC Arena, etc… Como consolo um “tiquinho” de reta cuja entrada é uma curvinha safada de 180 graus.

      FG,

      Às moscas ficavam apenas as arquibancadas no início do maravilhos retão. Lá no final, perto da Sul, o povo se acotovelava.
      Voltando ao ano de 1979, quem frquentava o nosso finado autódromo há de se lembrar do “totó” que o Paulão deu no Boesel (Opala Stock Car #81 branco c/ patrocínio d’O Globo) que, inocentemente, colocou por fora na entrada da Sul. Paulão, por dentro, só deixou o Opalão #22 escorregar e encostou no paralama traseiro esquerdo do veloz piloto paranaense que acabou rodando. Fiz um comentário aqui no seu blog em 2007 sobre essa ingenuidade do Boesel::

      http://flaviogomes.warmup.com.br/2007/12/stock-1979/

    • Eric disse:

      Sensacional Bala!!!Muito bom…ainda precisamos ver mais das suas raridades!!!

  20. Jr. disse:

    Que pena!!! Quando teremos categoria como essa novamente???

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>