LEGIÃO URBANA | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

segunda-feira, 24 de setembro de 2012 - 16:38Legião urbana

LEGIÃO URBANA

 

SÃO PAULO (desvendem) – Exceções aqui, só para os amigos. Na seção “Legião Urbana”, só publico fotos que eu mesmo tiro por aí. Mas o José Bellissimo, que tem o mais belo sobrenome de todos no universo, mandou as fotos do Escort LX de seu pai, signore Bruno Bellissimo, que exatamente hoje completa 21 anos do dia em que saiu da concessionária. O bichinho tem 23.640 km rodados. Fiquei meio surpreso com o modelo, LX. Não lembrava dele. Os escortistas de plantão devem saber o que ele tem que os outros não têm.

De qualquer forma, é um carro belíssimo.

42 comentários

  1. Daniel disse:

    Meu primeiro carro foi um Escort LX 1.6 etanol. Muita saudade!

  2. augusto costa disse:

    Idiana tenho um escort parecido com o da foto,mas com a diferença do meu ser da série especial com teto solar,se acaso quiser mostrar no seu blog está a disposição.
    Ele tem muita muita história pois eu o comprei de um conhecido e estava oito anos hibernando na sua garagem,era meu sonho pois tive outro que de tão original e intacto foi encomendado pelo pessoal da “robauto auto partes“ .Se quiser envio imagens dele.

  3. César Maciel disse:

    Vi que o Daniel conhece bem deste modelo. Eu tenho um, vermelho rosso, com teto solar, painel do XR3, vidros traseiros basculantes, para-choques com faixa vermelha, e plaqueta interna com a inscrição LX. Mas e 1990/1990. Tirei até fotos se precisar. Sabe me dizer Daniel? Ou alguém que tbm conhece a história do carro. Abs César

  4. alexsander fessina disse:

    meu pai tem um escort 91 marrom metálico, na traseira tem o emblema escort l mas no manual marca escort lx

  5. Arquimedes disse:

    Lindo, lindo.

    Também sou proprietário de um LX 89!!! Foi uma série especial para comemorar as vendas do Escort XR3.

    Foram produzidas 2000 unidades do LX… Na verdade, o nome correto é L Série Especial!

    A plaqueta que fica debaixo do capô do carro marca LX. Mas, tanto no documento quanto no nome na parte traseira do carro, constam a inscrição L.

    Pelo que sei, alguns LX sairam com teto solar e outros não. O meu tem!!! Já tentei ver com a Ford quantos sairam com e quantos sem, mas não obtive a informação.

    Aliás, a única informação que tive é: A Ford só tem registro de carros com ate dez anos de fabricação.

  6. Mauricio Gomes Canzian disse:

    Lindo o LX! Esses dias falaram pra mim trocar o meu XR3 por um popular mil (no caso um celta argh!) pq gasta menos! Ah pra pqp!

    Alias o Escort foi a unica coisa que a Ford do Brasil fez que presta kkkkkkk

  7. Batista Lara disse:

    É uma pena não existirem hoje em dia, carros tão confortáveis e dóceis de dirigir como os saudosos Escort, Corcel I e II…. Inclua-se também, o Del Rey.

  8. Daniel Guedes disse:

    O Escort LX é uma série especial produzida e vendida em 1991. Foi uma reedição do Escort L Série Especial (também chamado de LSE e LX), série de 1989 que fez muito sucesso.

    No caso da versão desse Escort apresentado, o LX 1991, é o seguinte:
    Externamente, o emblema traseiro é “Escort LX”, tem frisos do XR3 das linhas 87 a 89, calotas da versão GL, pneus mais largos, pára-brisa laminado, vidros verdes e desembaçador e limpador do vidro traseiro. Porém, o maior diferencial da série de 1989, o teto-solar, não foi colocado nessa reedição. No interior, o estofamento continua sendo da versão L, mas acrescido de volante do XR3, painel com conta-giros do Ghia/XR3, relógio digital no teto, ar-quente e ajuste dos retrovisores externos dos dois lados. O motor é o CHT 1.6 a álcool ou gasolina.

  9. Paulo disse:

    Espetacular !!!
    Rasgue o recibo, pois um carro desses não se vende.
    Se um dia não quiser mais presenteie algum amigo com ferrugem nas veias que cuidará dele…
    Abraços

  10. Juliana disse:

    Provavelmente a quilometragem deu a volta. Não é tão dificil considerando que só tem 5 digitos o medidor.

    • Fernando disse:

      Se bem que tem uma coisa, carro que roda bastante e em estrada não sofre, conheço alguns exemplos, inclusive um Escort mas de geração anterior, que com 300000km e único dono, você acreditaria no que o hodômetro diz, sem o primeiro dígito.

      Esse LX está divino mesmo, os sobreviventes da nossa selva de pedras estão começando a acordar e sair da toca. Mas eu esperava que não fosse vendido!

      A única coisa mais desgastada para tão pouca km, é a chave de seta.

  11. Alexandre - BH disse:

    Um tiozão aqui do bairro passa todo dia com um desse. Até as calotas, que acho bem feias, estão lá. O Escort é branco, o cara só anda de branco e o cabelo é totalmente branco! Kit monocromático.

  12. Daniel Bronzatti disse:

    Opa Flavio, andou namorando um XR3? Eu lhe avisei, o vírus te pegaria… Ô carrinho gostoso de dirigir. Se precisar de dicas de peças, restauração, estas coisas, me mande um email. Participo de um grupo focado nos clássicos dos anos 80 e 90 e temos alguns em restauração (um dos meus também está). Abraços

  13. Jr. disse:

    Belíssimo carro…
    Me emociona ver estes carros assim, inteiros.
    Os carros plásticos de hoje não durariam tanto.
    Logo, logo, meu Voyage estará nas ruas.

  14. Murillo Sperandio disse:

    Meu Pai tem um 95 XR3 2.0 De estimação, com bancos de concha Recaro de fabrica… O carro é sensacional, sou louco por Escort, inclusive recomendo ao amigo escorteiro que se afilie ao clube do escort clube Brasil. O pessoal lá é gente boa, parabéns pela caranga, sensacional !

  15. Fabio Tust disse:

    Bah muito legal! Meu pai teve esse LX. Tinha varios acessórios do XR3. Eu gostava do relógio digital no teto. Eu tinha uns 10 anos de idade e lembro bem do carro, era cinza chumbo. Choe que só vinha em prata, preto e cinza.
    Antes nossa família tinha um L especial, carroceria quadrada, 86. Muito lindo também. Era prata a alcool, com aqueles frisos adesivos preto e vermelho. Lembram desse gurizada? Acho que esse era só preto ou prata.
    Boa lembrança!

    • Daniel Guedes disse:

      Sobre a opção de cores, depende do ano desse LX que você falou, se é a série de 1989 ou a de 1991. Se for a de 1989, quatro cores eram disponíveis: Cinza Bristol, Prata Strato, Preto Dakar e Vermelho Rosso. Já da série de 1991, não sei quais foram as cores disponibilizadas.

      Esse L Especial que você falou, pela descrição é o da série Carro do Ano, lançada em comemoração a esse título, eleito pela revista Auto Esporte. Porém, tanto o título quanto a série especial são de 1984.
      Em 1985, como modelo 86, teve outra série especial com muitas das características do Carro do Ano, mas dessa vez era montado com base no GL, sendo chamado de GL Special.
      Nessas duas séries especiais, as cores oferecidas eram somente Prata Strato e Preto Dakar.

      • Daniel Carrasco disse:

        Daniel Guedes,
        Meu pai teve um LX 1.6 a álcool 91 igualzinho ao da foto (senão me engano era o prata argenta) – que depois acabou ficando com meu avô. Ficou na família esse carro por 11 anos. Tiramos ele 0 na época. Existiam 3 cores do 91 – preto, prata e o vermelho sólido (acredito ser o mesmo vermelho rosso). Era muito bacana esse carro. Me lembro da placa dele até hoje.. rsss Abs

  16. Arthur Cachel disse:

    Ganhei uma aposta do meu tio na época por causa desse Escort. Eu disse para ele que saiu um Escort LX e ele duvidou.

    Na época eu lembrava qual era desse modelo LX. Mas já são tantos anos… hehehe…

    Abrá

    @arnilha

  17. sinval disse:

    gosto muito desta linha do escort
    tenho um conversivel 89 ,

    acredito que tenha sido o carro mais “decente” que a ford tenha poduzido no brasil.
    rsrsrsrsrsr
    ja li isto por ai.

  18. JP disse:

    Belo carro, com bons opcionais. É por essas que eu pergunto: Por que tanta gente troca um carro desses por um popular de hoje? O que os de hoje têm que um Escort 91 não tem?

    A propósito, estou querendo reformar o XR3 do meu pai e preciso de muitas peças do interior(forrações, tabelier, etc). Quem tiver interesse é só retornar.

  19. Maurício Costa disse:

    Série lançada em 89 baseada na GL com detalhes internos do XR-3.Parou em 90 Em 91 voltou a ser fabricada, pra ser a última série do escort com essa carroceria antes de virar sapão.
    OBS:(em 92 teve o Guarujá, mas era importado e 4p.. Depois os populares hobby 1.0/1.6 até 1996 que conviviam com as versões mais caras do sapão.)

    • Daniel Guedes disse:

      O LSE (L Série Especial ou LX, como queira chamar haha) foi baseado na versão L, ganhando acessórios das versões GL e XR3.
      Essa série foi produzida e vendida duas vezes, a primeira em 1989 e a segunda em 1991. Tem algumas diferenças na série de um ano para o outro, por exemplo: o 89 tinha teto-solar, o 91 não; etc.
      Provavelmente a série de 1991 não foi feita para ser o último Escort com essa carroceria, pois foi vendido somente nesse ano. Em 1992 ainda teve muito Escort Mk4 sendo fabricado, e a partir de 1993 teve o Hobby convivendo com o Mk5. Além disso, na época foi dito em uma revista que o LX 91 era uma forma de recuperar os números de vendas.
      Ah, e o Guarujá foi lançado em 1991, já como modelo 92, durando até fim de 1992.

  20. Umberto disse:

    LX eu não lembrava. Da época lembrava do “L Special” que , aí sim , era com (alguns) acessórios do XR3 . De qualquer modo, muito novo o carrão.

    • Daniel Guedes disse:

      LX, L Special e L Série Especial são todos nomes da mesma versão. Essa série foi produzida em dois anos: 1989 e 1991.
      A série de 1989, nas propagandas em revistas, é identificado como “Escort L Série Especial”. O emblema traseiro é somente “Escort L”. E na plaqueta de identificação é “Esc. 3P LX”. Por isso que a mesma versão pode ser chamada por nomes diferentes.
      Só a série de 1991 que recebeu o emblema traseiro “Escort LX”, sendo chamada assim oficialmente.
      Tanto a série de 1989 quanto a de 1991 possui acessórios das versões GL e XR3.

      • danilo sampaulo disse:

        O post é antigo, mas enfim, bateu um certo saudosismo.
        Tive um Escort L-1984 série especial carro do ANO, foi meu primeiro carro em 1986 aos 17, veio pra fámilia praticamente ZERO passou pelo meu irmão mais velho e acredite preferi deixar um XR-3 86 praticamente Novo com meu irmão e ficar com o L-84. tinha verdadeira fissura naquele carro. Deveria ter ficado com aquele carro pra sempre!

  21. disse:

    Bom ele não estacionar na rua, senão a gang do Kassab leva como carro “abandonado” e dai o vendem. Impressionante a máfia nos páteos de recolhimento.
    http://www.radiobandeirantes.com.br/notas.asp?ID=621106

  22. Caríssimo anão FG,

    acho o seu Escort XR3 amarelo também muito lindo. E tem Ar-condicionado e rádio toca-fitas Blaunpunkt Bahamas com autoreverse.

    Abs.,

    Rogerio Tranjan

  23. Ricardo Otto disse:

    Lembrei do meu Gordini 65, com 50 mil km. Pintura, mecânica e interior orginais. Deve ser difícil achar um destes por aí…

  24. Roberto Mota disse:

    Gomes:

    O LX foi uma série espacial do Escort,lançada em 1989.Tinha a carroceria e os detalhes do GL,mas seu interior e opcionais eram do XR3.
    Meu pai teve um desses,preto,1989,que tirou zero aqui na BA.
    Lembrei de minha infância agora.

  25. Amijubi disse:

    Pouco mais de 1.000km rodados por ano. Impressionante… mas eu não sei qual é a graça (e utilidade) de ter um carro e não usar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>