MENU

segunda-feira, 22 de outubro de 2012 - 19:19Foto do dia

FOTO DO DIA

Está vivíssimo. Vamos bien.

180 comentários

  1. Sidnei Magnani disse:

    O pequeno idiota voce não passa de um riquino e mimado jornalista e pessimo piloto ,
    Cai na real quase ninguem costa de suas opiniões so alguns puxasaco que são bem poucos mesmo Va a merda sou bem mais velho e vivido que voce a qui não tem moleque seu babaca.

  2. Anselmo Coyote disse:

    Viva la revolución y Salve Fidel Alejandro Castro Ruz. Salve tambien a Raúl y Ramon, el que ríe!

  3. Fábio Mandrake disse:

    Linda foto Flavio, que carro é esse?Fidel, grande estadista, grande homem, querem derruba-lo mas não conseguem.E pra terminar Fidel era meio bagunceiro né olha a zona dentro do carro.

    Abraços

  4. Mauricio disse:

    Não existem santos em politica. Todos tem seu lado obscuro.

    O problema é que os ditos socialistas são como os religiosos, acreditam em coisas que só eles sabem que existe. Difíceis de provar e só a fé justifica.

  5. Mauricio disse:

    Só reconheço o carro.
    Quem é irmão gêmeo do Lula, usando óculos, que está sentado no banco da frente?
    E por falar em curiosidades, que puta canhão é aquele no bolso do banco?

  6. Speed Racer da Mooca disse:

    É impressão minha ou a foto foi tirada em uma região árida, de terreno acidentado? Que sacanagem é essa com a caranga, Fidel?????

  7. Burrinho Batiquebra disse:

    Aproveitando que a temática do tópico descambou para a Política (como já era previsível), e antevendo a inevitável vitória do PT à prefeitura de São Paulo, conclamo meus concidadãos desta metrópole a manterem seus dois olhos abertos.

    Kassabunda e sua turma também já sabem que vão ter que largar o osso e partiram para a política de terra arrasada. Ontem, aprovaram um contrato de 25 anos de duração (!) com a Odebretch transportes para manutenção e exploração publicitária dos pontos de ônibus e coberturas.

    Paralelamente a esta e outras iniciativas para tentar garantir os últimos trocados com seus financiadores de campanha, Kassabosta está forçando a aprovação de uma lei na Câmara Municipal para remover o tombamento da Avenida República do Líbano (aquela ao lado do Parque do Ibirapuera) para seus amiguinhos do ramo imobiliário encherem os entornos do Parque de prédios e acabarem com um dos últimos locais verdes da cidade.

    Como o ostracismo político é o que resta para Kassab e seu novo partido de oportunistas, ele vai tentar sugar o que puder neste final de mandato. Vamos ficar atentos!

  8. charles disse:

    Só porque eu disse que o “essa praga” do Fidel deixou um sucessor igual a ele, meu comentário foi removido, típico de socialismo, isso é vai em desencontro com a liberdade de expressão.

    • Flavio Gomes disse:

      Exato. Agora escreva mais uma bobagem qualquer que te jogo na caixinha de spams, eficientíssima, que identifica IPs, nicks, e-mails, e nunca mais você aparecerá por aqui. O que será um alívio.

  9. Fernando Santin disse:

    Tem bastantante gente falando embasado em que? Opinião de revista semanal? Vão para lá, meus caros. Lugar igual no mundo não há. Com todas as dificuldades que o embargo causa a pequena ilha, ali existe um povo feliz. Vida longa a nosso Comandante!!!

    Como disse Camilo: Va bien, Fidel!

  10. Juca disse:

    Flavio, se você fosse obrigado a deixar o Brasil hoje houvessem apenas duas opções de país para morar: Cuba ou Alemanha. Pesando os pontos positivos e negativos de cada país, qual você escolheria?

    PS: Parabéns pelo blog, acho sensacional!

  11. Primero la revolucion, dispos lo mensalon!

  12. Bruno disse:

    Discussões polÍticas à parte, alguém sabe que Oldsmobile é esse???

  13. Marcelo disse:

    Amigo Flávio,
    Sou contra alguns regimes (inclusive no Brasil – esta bobagem de voto obrigatório por exemplo), sou contra ditaduras ou pessoas que “cerciam” a atitude de outras.
    Mas desde os tempos de escola gosto do Fidel Castro como um líder, é um cara que “bateu de frente” com os EUA e ao mesmo tempo é respeitado por eles, seja respeitado por bem ou por mal.
    Se Fidel fosse “fraco”, os EUA já tinham atacado Cuba.
    Porque os EUA não atacaram? Em algumas situações, quem “TÊM” tem medo…
    Abraços,
    Marcelo

    • CLEBER disse:

      Atacar o que?Atacar pra que??

      • Marcelo disse:

        Pô Cleber, nasceu ontem?
        Não conhece a história?
        Cuba = regime comunista lhe remete a algo?
        EUA = capitalismo, invasões, guerras, querer passar uma “Soberania Mundial”?
        Cuba = EUA? Não…
        Algo mais?

      • CLEBER disse:

        Conheço um pouco de História,mas acho que os estadunidenses não atacaram e não,atacarão Cuba porque não há interesse.Como eu disse atacar para que?Qual o lucro tirariam disso?Não foi por medo de Fidel.

    • Maurício Freitas disse:

      Cuba pode não ter sido “atacada”, mas Fidel o foi e muito, pela CIA.

      Na época da guerra fria tentaram matá-lo de todas as formas possíveis e imagináveis e ele escapou de todas. O homem tem o “corpo fechado” mesmo.

      Fato é que, gostem ou não dele, Fidel ostenta o inegável mérito de ter livrado livrou Cuba da lamentável ditadura do Fulgêncio Batista e expulsou de lá a máfia (máfia mesmo), que dominava a ilha e os cassinos.
      Fez coisas boas, é certo, mas no meu entender, nenhum governante tem o direito de permanecer 49 anos no poder, porque aí vira outra ditadura, apenas com uma matiz diferente.

  14. John McClane disse:

    Como leitor do blog, sempre aguardo ansiosamente por um post sobre política. E quando o vejo, já começo a dar risada, tanto dos leitores de Veja quanto das respostas “pombo sem asa” do FG. Eu quero é ver o circo pegar fogo.

  15. Felipe disse:

    Vida longa ao grande comandante. Não tão longa assim aos reacionários neoliberais.

  16. RICARDO PEREIRA DE CARVALHO disse:

    Caro Flávio, não consigo entender essa idolatria por este Ditador Cubano. Talvez no iníco seus ideais eram voltados para as melhorias do povo Cubano, mas o tempo mostrou que ele traiu seus ideais que tinha para o povo. Aqui no Brasil reclama da mordaça que o governo brasileiro tenta impor na nossa mídia. Imagina là em CUBA como deve ser viver naquele País. Abraços, Ricardo.

  17. Ricardo disse:

    Que bate boca desnecessário e mediocre. Ele postou este “post” porque noticiou-se em alguns jornais, não oficialmente, que Fidel estaria morto. Vcs são um bando de babacas mesmo.

  18. Cássio Diniz disse:

    Camarada Flávio.

    Compartilho de sua paixão pelo automobilismo e por sua interpretação contra-hegemônica de mundo. Contudo, somos dois sujeitos teimosos em uma contradição simples: “automobilismo” versus “opiniões anti-capitalistas”.
    Há de se perceber que esse esporte – e seus fãs – são frutos de um processo de mercantilização e fetichização pelo capitalismo. E a realidade material concreta determina a forma que as pessoas pensam, salvo localizadas exceções. Achar que um dia seus leitores irão concordar contigo, é acreditar que a tucanada saiba o que é justiça social.
    Não vale a pena brigar, resmungar, xingar, e até mesmo esmurrar as pessoas com palavras fortes. O debate é válido apenas onde há a disputa de fato. Convencer a UDR para que faça a reforma agrária é meio complicado.
    Lutamos (cada qual ao seu modo) por um novo mundo – no meu caso, socialista. E esperamos que nesse novo mundo a justiça e a igualdade social impere, sem a exploração do homem pelo homem, de trabalho harmônico, “de cada de acordo com as suas possibilidades, a cada de acordo com suas necessidades. E quem sabe, o esporte a motor volte a ser um esporte de fato, em pleno gozo de sua essência, e não um mero bem mercantil destinado à pouco, e fetichizado por muitos.

    (PS: antes de vir as acusações, respondo: não sou petista, sou trotskysta)

  19. genaro crescendo disse:

    se não fosse por esse grande estadista, o que seria Cuba?? pela geografia, com certeza seria um Haiti. Ao invés disso tem um povo que trabalha, se alimenta, com cultura e educação. Mas, como não podem comer MC Donalds, os americanizados acham que é ruim…
    Quanto ao boato que não tem internet e imprensa contra, como explicar que há uma famosa blogueira contra o regime???

    • Burrinho Batiquebra disse:

      1. A blogueira está presa.

      2. Cuba nunca foi um Haiti, nem mesmo nos tempos de Fulgêncio Batista. Os indicadores sociais de Cuba já eram bons e melhoraram ainda mais depois da Revolução Socialista. Cuba nunca teve um Papa Doc para destruir o país.

      3. Tem McDonalds em Cuba, para o azar dos cubanos. Pelo jeito você nunca visitou o país.

      Não propague desinformação.

      • Flavio Gomes disse:

        Quem está propagando desinformação é você. A blogueira não está presa. Cuba era um puteiro dos EUA. Não tem McDonald’s em Cuba.

      • Paulo Henrique disse:

        McDonalds em Cuba??? Sinceramente não lembro de ter visto.Como disse o Flávio tem mojito, praias maravilhosas e mulheres lindas e de todos os tipos, mulatas, loiras ,ruivas.Sem dizer que a arquitetura da Havana é uma das coisas mais lindas que existe.Sai fora o capitalismo com os seus arranhas-céu (tem hífen?) horrorosos.Abraços

      • rafael disse:

        Estive em Cuba este ano e confirmo NÃO há McDonald´s lá. Não quero me alongar muito, mas estive lá e posso afirmar ser pobre lá e muito, mas muito melhor do que ser pobre aqui. Viva la revolucion!

      • Mauricio disse:

        Lá não existem pobres mas sim pessoas que não tem horizonte. Não tem como subir socialmente, mas também não tem como descer. Esse é o preço que se paga por socializar tudo. Não se passa fome, tem-se saúde e alguns serviços básicos dado de forma eficiente, mas medíocre e nada mais.
        Eita vida chata!

      • MIchel disse:

        Tem sim… na base de Guantámano… Bem como Pizza Hut, Subway e Cia…

  20. Ricardo Manfredinni disse:

    Eu queria que jornalistas que pensam como você fossem exercer a profissão em países como Cuba, aonde se é obrigado a concordar com tudo o que o governo quer. Se pensar diferente ou é preso ou tem que viver na clandestinidade ou ainda tem que viver exilado em algum país. O livre exercício do jornalismo, com o direito de expressar opiniões, nunca existiu em Cuba pós 1959, do mesmo jeito que não existiu aqui entre 1964 e 1985, ou na antiga União Soviética e nos países do leste europeu na época da guerra fria, ou no Chile de Pinochet etc. Todas essas situações são condenáveis, deploráveis, violam a liberdade das pessoas. Você deveria agradecer por viver em um país aonde pode expressar sua opinião, como faz nesse blog. É graças a esse direito, que não existe em Cuba, que você pode postar uma foto de Fidel e elogiá-lo. Respeito sua opinião, você é livre para expressá-la, ainda mais no seu blog. Mas acho contraditório um jornalista “livre” elogiar um regime aonde não existe liberdade de expressão.

    • Flavio Gomes disse:

      Sinceramente, não me importo muito com o que acham de mim. Na verdade, não me importo nada.

      • Ricardo Manfredinni disse:

        Flavio, não escrevi pra você se importar com o que acho de você. Apenas expressei uma opinião, assim como tantos aqui no blog. Pode-se concordar ou discordar de opiniões, ou até mesmo não se importar com ela. Tudo isso faz parte de uma discussão livre. Diferente de países com regimes como o de Cuba, aonde você é obrigado a concordar com o que o Estado diz. Sua resposta apenas demonstrou mais ainda o quão importante é a liberdade de expressão, seja para concordar com uma opinião, discordar ou simplesmente ser indiferente a ela.

    • genaro crescendo disse:

      Ah Ricardo.. sempre papagaiando as bobagens dos que se dizem livres, mas são apenas pau mandados de seus chefes de redação e donos de jornalões ou Globos. Se fosse verdade essa bobagem que tu dizes, aquela fascistinha que é adorada pela imprensa brasileira e americana (aquela blogueira) não teria um blog. (não dizem que não tem internet em Cuba? como ela tem blog???) vida longa ao comandante que não deixou seu pequeno país virar um Haiti

      • Ricardo Manfredinni disse:

        Prefiro papagaiar as bobagens dos que se dizem livres do que viver na ilusão dos comunistas de que Cuba é um país bom de se viver. Aliás, comunistas acham que comunismo é bom. O engraçado é que os que pensam assim não viveram em países comunistas, e as pessoas que viviam em países comunistas queriam fugir de lá. Por que será? Além disso, quem considera uma blogueira que expressa suas opiniões livremente uma “fascistinha” é que é fascista, ou ao menos defensor de regimes ditatoriais. Por isso tudo, prefiro ser livre pra poder papagaiar o que eu quiser do que viver em um país aonde nem papagaiar livremente eu posso, ou melhor, só posso se for para papagaiar o que diz o Comandante!

  21. Andros disse:

    Agora falando de coisa séria… Será que ele ainda aparece em um programa na rádio cubana? (pessoal do rádio amador!!) ele apresentava pessoalmente um programa com dicas para o povo, sobre serviço público. Teve uma vez que meu primo, em viajem a ilha, escutou o próprio detalhando um preparo de um peixe… Achei muito legal essa idéia do comandante!!!

Deixe uma resposta para Felipe Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>