LANCER LANÇADA | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012 - 14:34Automobilismo brasileiro

LANCER LANÇADA

SÃO PAULO (muito bom o trocadilho) – Depois de algumas corridas-teste, a Mitsubishi oficializou hoje o lançamento da Lancer Cup, com seis etapas no Velo Città no ano que vem. Os detalhes estão aqui. O carro é um monstrengo mítico adorado por muitos, com legiões de fãs espalhados pelo mundo. E inimigos mortais também, os fãs de Subaru. Acho o máximo essas rivalidades. Gre-Nal, Atle-Tiba, Come-Fogo e Mit-Baru (ou Suba-Bishi, ainda não defini como vou chamar esse negócio). Subaru que, aliás, também deve ter um campeonato no ano que vem, a TRC Cup.

É o caminho que o automobilismo brasileiro está assumindo, de categorias monomarca para pilotos endinheirados. Tem sido assim recentemente com os Audi (essa acabou), Mini (também se foi), Mercedes Challenge, Porsche Cup (as duas funcionando). E isso só acontece porque se depender de iniciativas da CBA, o automobilismo morre. Cada um desses campeonatos é privado, só existe por insistência dos organizadores ou das montadoras. Ainda bem.

Guiei um desses no Velo Città dois meses atrás. É bravo, o negócio. E a estrutura toda do autódromo é bacana demais. Os pilotos vão curtir de montão.

12 comentários

  1. Daniel disse:

    Alguém sabe quanto vai custar uma temporada nesta categoria?

    Aliás uma coisa interessante que nunca vejo por aí é a divulgação de custos das categorias nacionais… FG, que tal um compilado geral das categorias em 2013 e quanto custa participar em cada uma delas (afinal a Mega Sena tá aí pra quem quiser apostar, rsrsr)…

  2. Se é para fortalecer o campeonato de marcas, acho que ao invés de ter Audi Cup, Fiat Cup, Mini Cup, Lancer Cup, deveriam migrar todas para o campeonato!!

    Assim teríamos uma categoria turismo forte, faltando apenas uma categoria de monopostos de verdade. Para que, no futuro, a molecada que sai do kart opte entre monopostos e dois estilos diferentes de turismo.

    E não criar um monte de categoria que, no fim das contas, não dá público e não traz benefício algum!!

  3. Ulisses disse:

    Porque não misturar Subarus com os Lancers? Em uma união (difícílima) de montadoras para a criação de uma categoria bastante interessante.
    Não quero ser pessimista, mas essas categorias monomarcas tendem a ser monótonas, a não ser que tenham alguns loucos pilotando, se esfregando, arrancando retrovisores … o legal mesmo ainda é uma boa disputa de marcas, fabricantes, motores e …. pilotos!

  4. Marcão disse:

    Até agora a qualidade dos carros foram comprovadas no Vello Cittá !!
    Gostei do que vi nas duas etapas….Espero que o grid cresca um pouco mais..
    Ainda bem que tem essas categorias que tantos falam mal.. Sem elas hoje o automobilismo estaria bem menor…
    Se depender da administração da CBA acaba tudo, e que os pilotos continuem a pagar as suass carteiras…
    Olha que é bem capaz da CBA criar uma forma de cobrar a renovação por uns cinco anos adiantado.. Só pensam nese dinheiro mesmo….E o povo pagando.. Merecemos mesmo essas coisas que estão acontecendo no Brasil.. Cade outra chapa??? Parece que não tem. Só a Cremalheira…Desse jeito a coisa desanda mesmo….

  5. Eric disse:

    Apenas um comentário, que na minha opinião faz a diferença…a Lancer Cup é oficial de fábrica a MIT toca o negócio e a TRC, não tem nada de fábrica, nem um dedinho da CAOA….na reposição de peças…fica esquisito.

    E além de tudo, o Lancer é MUITO mais rápido do que Audi DTCC, Mercedes, Mini, Linea, Marcas,etc…ou seja, só os Porsches são mais rápidos, porém a conta também é MUITO mais alta.

  6. Sempre achei bonitos os Lancer e os Impreza mesmo antes de saber q existiam apaixonados e rivais. Essas tomadas de ar, essa cara de automóvel de verdade, sem muito fru-fru, sem estar muito preocupado com a última tendência de corte lateral da escolas de design. Bonitos como máquinas eficientes Sei lá… Viajei, né? Podem trollar.

  7. Alfredo Junior disse:

    Infelizmente o automobilismo está tomando esse rumo, em vez de tentarem atingir público estão se criando grandes “Kartodromos indor ” para os mais endinheirados brincarem. Um autódromo desse porte e fechado para o público. Categorias até interessantes , mas me lembram aquela criança que tinha vários carrinnhos e quando vinha um “mais humilde” em sua casa, não deixava o outro brincar com seus carrinhos e acabava sozinho, com muitos brinquedos, mas sem ninguém pra brincar com eles. O mesmo está acontecendo com nosso automobilismo, que graça tem correr sem nenhum público ( até tem de certo modo, mas de outro, se derem show, quem vai aplaudir) . Não me referindo é claro, a categorias como a do Paulista, que querem público, mas por N problemas não os tem.

  8. Roberto Martinez disse:

    Boa iniciativa, torço por ela…mas carro por carro, sou mais Subaru !

  9. O engraçado é que a Audi criou o DTCC sendo a PRIMEIRA categoria oficial da Audi fora da Alemanha. Ou seja, espera-se que a montadora invista para fazxer algo bom para a midia e ser uma propaganda de seus carros.

    E tudo que vimos foi essa categoria OFICIAL sair de linha em apenas um ano. Ta certinho viu…

  10. EduardoRS disse:

    Se depender da CBA, coisas com essa aqui vão continuar acontecendo, até que não haja mais categoria nenhuma no país:

    http://www.diariomotorsport.com.br/2012/11/falencia-do-rali-velocidade-brasileiro-cba-nao-consegue-sequer-cumprir-um-calendario-de-quatro-etapas/

    Conseguiram acabar com o Rali de Velocidade dessa vez. Qual será a próxima vítima?

  11. jrg disse:

    No sábado da F1 em Interlagos tinha um desses andando entre os treinos e entre os Porsches. Achei o carro bem rápido e com um ronco legal. Vai ser legal a corrida dos Lancers, mas para ficar mais legal ainda poderia ser uma categoria MIT x Barus!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>