BANGUE-BANGUE | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

terça-feira, 5 de março de 2013 - 15:41Automobilismo internacional

BANGUE-BANGUE

nracartoonSÃO PAULO (pff) – A NRA, National Rifle Association, vai batizar a etapa do Texas da Nascar no dia 13 de abril. A corrida oficialmente será chamada de NRA 500.

O anúncio ocorre dias depois dos esforços da categoria, em Daytona, para levantar fundos para as vítimas do massacre de Newtown em dezembro. O acordo com os paranoicos que defendem o direito de cada americano ter um rifle em casa foi feito direto com os donos do autódromo, como ocorre tradicionalmente na Nascar — que tem direito de veto, e está discutindo o caso.

Calcula-se que o patrocínio bata na casa do milhão de dólares. Normalmente, nas corridas no Texas, pilotos vão ao pódio portando pistolas e espingardas, o que é bastante ridículo. Gostaria de ver um piloto, um dia, recusar tal papel de palhaço.

113 comentários

  1. Morgan disse:

    Peço perdão aos leitores que se aventurarem a ler o texto a seguir, mesmo sendo longo. Me excedi pela paixão e esqueci da pontuação.
    Morgan Dunna

  2. Morgan disse:

    Sou contra o desarmamento, mas gostaria que o mundo não PRECISASSE de armas, sem guerras sem conflitos pessoais. Mas esta não é a nossa realidade em que o governo restringe o cidadão enquanto relaxa nas punições. Considero violência o ato de agredir com palavras e reduzir alguém por ter um cargo ou recuso maior. Sou do tempo antigo em que homem tem de zelar por suas palavras, em que sua honra, diferente de orgulho, mostrava o caráter de alguém como reto e direito. Para quem não tem este ponto de vista a vida é mais importante que o indivíduo, como se os dois fossem distintos. A base moral deveria ser inabalável num mundo perfeito. Hoje em que se diz algo e se contra diz dizendo que nunca disse, mesmo com todas as provas, utilizando a regra do negar até a morte, se mostra mais violenta. Vivemos num mundo feminino em que velhos valores MACHISTAS são reprovados a ideia de honra perdeu o sentido. o mundo feminino não existe o poder da palavra, tudo pode ser desdito ou defendido com um EU ESTAVA COM RAIVA. Para a mulher fisicamente inferior justifica a luta pela não violência FÍSICA. Mas se vangloriam de sua capacidade de criar violência através das palavras. A faca foi inventada para tirar vidas e outras coisas mais e ainda continua o velho uso. Armas foram inventadas para tirar das mãos dos mais fortes o poder de oprimir e levar a sociedade a um equilíbrio. Ela permite que uma mulher fraca e indefesa lute com mais de um agressor ao mesmo tempo. Isto é democracia. Quando um político desvia dinheiro ele mata crianças de fome e doenças, desemprega pais de família destrói famílias; causa mortes nas estradas faz o cidadão ter vergonha do pais em que vive. Quando o discurso de vamos promover a paz através do desarmamento aparece é sinal do desespero das autoridades incapazes de executar sua função desviar o foco para algo que pareça bom e saudável. Numa sociedade em que a educação finde em um emprego digno e que as pessoas possam acreditar e confiar uma nas outras sabendo que estão protegidas, o próprio cidadão vendo a sua falta de necessidade não a iram adquirir. As poucas que houver não serão grandes problemas, como não são em países desenvolvidos. Pra quem é violento não é necessário uma arma de fogo, um caco de vidro é o suficiente para dominar um mais fraco e DESARMADO. Quanto as crianças e as armas de fogo, eu faço uma pergunta: Quantos filhos de policiais, civis militares, seguranças, colecionadores e praticantes de tiro esportivos envolvem em acidentes? São as armas ilegais que causam vitimas. Armas com destino certo raramente causas problemas em comparação a ilegais.
    Aos dois grupos, me posiciono como um armamentista, mas quero ouvir posições dos dois lados, num dialogo em que o objetivo seja o crescimento e aprimoramento e não a violência verbal com palavrões e desrespeito.

    Morgan Dunna

  3. Fernando Strongren disse:

    Sexta, quando vi no gramado do Texas desenhado o nome NRA500 lembrei desse post. Até por que na época pensei em escrever algo aqui, mas acabei deixando para lá. Agora, abro o Facebook e dou de cara com isso: http://www.bigonebrasil.com/2013/04/sprint-cup-tragedia-na-nra-500.html.
    Aí está uma arma servindo para a única coisa que ela foi feita: tirar vidas! Essa história de que armas servem para proteção é pura balela, uma boa história para boi dormir. Armas servem para coagir, ameaçar e obrigar o sujeito a fazer aquilo que ele não quer perante o risco de morte. É assim com a polícia, é assim com os criminosos.
    Queria ver se só tivessemos armas não-letais, se elas seviriam para proteção…

  4. Anderson Rafael disse:

    Isso é jornalismo no Brasil? Parabéns, você acabou de demonstrar total falta de conhecimento sobre um assunto importante, caiu na conversa falsa do “politicamente correto” e ainda por cima não respeita aqueles que tem uma opinião contraria a sua, é uma pena que pessoas como você que se dizem jornalistas influenciam pessoas por todo esse país.
    Enfim, mesmo correndo o risco de ser criticado pelo autor do blog, (direito dele), sou contra o desarmamento no Brasil, os motivos? Todas as pesquisas realizadas até hoje mostram que retirar armas das mãos de gente comum não diminui a violência, a própria ONU afirmou isso em um estudo no ano passado e o mapa da violência deste ano diz o mesmo. A história já demonstrou que todos os países onde ouve desarmamento da população civil, ocorreu também perda de direitos e massacres, os judeus, a União Soviética, a China comunista, e tantos outros exemplos históricos, pergunte para um suíço se ele abre mão de ter uma pistola e um fuzil em casa, veja se a Suíça foi ameaçada nos últimos séculos por algum invasor.
    Quanto aos norte-americanos, é complicado analisar o contexto atual do país com “olhos brasileiros” até porque o que a impressa noticia aqui não é o que acontece por lá, veja que todos os dias os jornais dizem que os americanos são favoráveis ao controle de armas, mais nos estados o que mais se vê são leis que garante o acesso as mesmas sendo aprovadas desde o último “massacre”.
    Mais a verdade é que nada disso importa pois pelo que vi, o autor desse blog só quer chamar a atenção mesmo sem argumentos, só espero que quando o governo comesse a instaurar uma nova censura no país, o sr. não recorra as armas pois ai, será tarde demais.

    Enfim, pode me xingar ou fazer qualquer brincadeira com relação a armas e expressões que façam alusão á membros fálicos ou chamar de Rambo, Jhon Wayne, etc… Afinal, o que esperar de alguém que tenta falar sobre algo que não conhece.

    Tenha uma ótima semana… =)

  5. Gabriela disse:

    “Ridículo”, para mim, é entrar num carro para correr numa pista.
    “Ridículo” é, e sempre vai ser, uma questão de ponto de vista.

    Já me arrependo de ter entrado nesse seu blog… Esperava por argumentos, mas só serviu para conferir sua boçalidade nas respostas àqueles que se mostraram contrários ao seu conceito de “ridículo” e que argumentaram com dados e posicionamento mais racional que passional (o ponto de partida do “ridículo” são mesmo a atitude impensada e as impressões passionais). Mas, agora é tarde: já aumentei sua patética porcentagem de visitas.

    Acho uma triste ironia que os defensores mais ardorosos do desarmamento só saibam agir com violência.

  6. Leonardo Alcântara de Bragança disse:

    Mas quanto clichê. É claaaaaro que você será contrário às armas. Afinal, você é um cretino que idolatra ditadores esquerdóides, e ditadores esquerdóides têm por característica o cerceamento do direito de defesa do cidadão. Afinal de contas, eles não podem correr o risco de ter uma população revoltada pegando em armas contra a política de divisão da miséria que é pregada pelas doutrinas de esquerda, então tremem de medo quando vêem os cidadãos armados. Desprezível.
    Mais desprezível ainda é ver a hipocrisia de um sujeito de classe média-alta que volta e meia participa de brincadeirinhas caras com automóveis e, ainda por cima, é empregado da filial brasileira de um conglomerado AMERICANO! HAHAHA, é pra morrer de rir!

  7. Eduardo Claudino disse:

    Vocês tem certeza que esse Flavio é jornalista e deve ser respeitado como tal? So deve saber de carros. Politica, economia e atualidades me parece que só sabe falar como papagaio. Não tem crítica, nem valores e pelo visto não tem argumentos.

    Vou deixar a minha frase favorita para esse Paquiderme Psittacidae tirada da biografia de Mahatma Ghandi : “Among the many misdeeds of the British rule in India, history will look upon the Act depriving a whole nation of arms as the blackest” e antes que sua incipiente e insípida sapiencia traduza convenientemente as palavras do homem mais pacífico do mundo aqui vai a traduçao : ” Entre os crimes de muitos o domínio britânico na Índia, a história vai olhar para a Lei de privar uma nação inteira de armas como o mais negro”

    Aqui vai mais um conselho desse grandioso mestre da paz :

    “Eu acredito que, onde há uma escolha entre a covardia ea não-violência Aconselho violência. Assim, quando meu filho mais velho me perguntou o que ele deveria ter feito, se tivesse estado presente quando eu estava quase fatalmente agredido em 1908, se ele deveria ter fugido e me viu morto ou se ele deveria ter usado a força física que ele podia e queria de usar, e defendeu-me, eu lhe disse que era seu dever para me defender, mesmo usando a violência. ”

    Outro importante livro que deveria ser o manual de instruçao da humanidade : A Biblia Sagrada :
    Lucas 11:21 – Quando o valente guarda, armado, a sua casa, em segurança estão os seus bens;
    Ou
    Salmos 144 – Versiculo 1 : Bendito seja o SENHOR, minha rocha, que ensina as minhas mãos para a peleja e os meus dedos para a guerra;

  8. Greg disse:

    Nossa, li alguns dos comentários… Absurdo!
    Você que se julga muito inteligente deveria ao menos respeitar a opinião contrária a sua. O detalhe é que você está sendo grosso com pessoas que vem ao blog para ler e comentar as matérias… duvido que voltem, eu não volto nunca mais
    Abraço!

    • Flavio Gomes disse:

      Ó, tudo bem. Mas faça um favor ao seu amiguinho aqui: cumpra o que prometeu.

      • Oscar_Diligente disse:

        Flávio Gomes, tu tá dizendo que está sendo atacado ??? Como ? Se é você que esta mandando o pessoal “enfiar” e “tomar” ??? Que arrogância é essa ? Não aceita opinião contrária ? Principalmente quando é baseada em fatos em não em ideologia ? Me impressiona ver tamanha ignorância partindo de uma pessoa instruída.

      • Flavio Gomes disse:

        Sério? Ficou impressionado? Quais são exatamente os fatos? Que os adoradores de objetos cilíndricos metálicos e compridos são muitos? Não são fatos muito chocantes. Eu sei disso.

  9. Flávio Cremaschi disse:

    Ridículo é o teu artigo… tua opinião… em geral Carro, Moto e Arma são desejos de consumo por Homens e Mulheres no Mundo todo… Os Desarmentistas Bundões associam Arma á violência… má índole… enfim, fatos totalmente infundados… Se Liga Cara, e escreva algo que agregue conhecimento ao Leitor… não tontices de uma mente Basbaquiana…

    • Flavio Gomes disse:

      Mais um que curte brincar com uma pistolinha. Mas esse vai além, a pistolinha é seu desejo de consumo!

      • Alexandre Franco disse:

        Que argumento ridículo heim meu amigo! Não tem argumentos para debater então se cale e recolha-se a sua insignificância.
        Vá ler um pouco a aprender sobre direitos civis, segunda emenda e sociedade americana. A liberdade que eles tem é garantida pelo próprio povo, não pelo governo ou forças armadas, mas pelo povo que armado tem condições de se defender de ameaças externas, internas, do próprio governo e das próprias forças armadas. Eles dão valor a isso, Você, como a grande maioria da população alienada, já está convencido que arma é “coisa do mal” a rede bobo de televisão já fez a sua cabecinha, não se sinta culpado, você é só mais uma vítima da lavagem cerebral dese lixo que se chama imprensa.
        Se informe antes de vomitar bobagens. Existe muito mais em jogo nesse assunto do que você imagina.

      • Flavio Gomes disse:

        Você curte pegar numa pistola?

      • Felipe disse:

        Muito inteligente o teu argumento. Parabéns!

      • Flavio Gomes disse:

        Você conseguiu entender?

  10. rock disse:

    Toma vergonha na sua cara flavio gomes,no brasil morre mais de 50 mil por ano,lá é 15mil,que MORAL você acha que tem pra falar de homicidio estando no brasil?
    No brasil mal tem 1 milhão de armas registradas e legalizadas,lá se tem 120 milhões e não tem os homicidios que aqui tem..

    Abaixa a bola cara,quem influenciar a opnião publica com tamanha parcialidade e imbecilidade como essa?Acorda.

  11. Richard Cruz Debiasi disse:

    Flavio, acompanho você a um bom tempo, e sinceramente estou decepcionado com sua posição e arrogância que vem tratando as pessoas em sem blog, inclusive ameaçando bloquear os pró armas, o que é uma sensura, principalmente vindo de alguém da imprensa como você. Se você não gosta de armas e não quer ter uma, isso é um direito seu, como também é um direito meu de gostar e ter uma arma. O grande problema no Brasil não são a pessoas de bem e cidadãos honestos como nós que possuímos armas, e sim os criminosos que possuem ARMAS ILEGAIS, são essas armas ilegais que cometem os crimes. Se você soubesse a burocracia que é ter uma arma no Brasil, concerteza mudaria sua opniao, então que fique bem claro, as armas que matam e assaltam são as armas dos criminosos, compradas no mercado negro (Paraguai, Bolivia etc) o criminoso nunca vai conseguir comprar uma arma em uma loja. No demais as armas também fazem parte de um esporte, esporte esse que nos trouxe a primeira medalha de ouro olímpica. Como você ama esporte automobilistico, nós amamos esporte de tiro, lembrando que os carros matam muito mais do que as armas de fogo no brasil, e que essas armas de fogos são dos criminosos e não das pessoas de bem. Gostaria que refletisse sobre o assunto. No mais um grande abraço e só queremos que respeitem o direito de quem quer ter armas.

  12. Gerião disse:

    O povo brasileiro já votou sobre desarmamento e recusou. Agora, cumpra-se o que foi votado. Quanto aos EUA, o Brasil que vire exemplo antes de recrimina-lo.

  13. Geverson disse:

    A metéria nem é tão interessante pois o proprio escritor já deicha claro sua ideologia nos comentarios, esses sim são dignos de leitura. Eu queria morar no Pais que voces moram, esse pais que pode ensinar tudo ao mundo. Como se fazer uma NASCAR, um NBB, como cuidar da economia, como cuidar da violencia utilizando de desarmamento, como se faz copa do mundo de futebol, como se faz politica, como se ter um sistema judiciario eficiente e etc e etc e etc. Mas, como moro no Brasil tenho que CALAR A MINHA BOCA. Abraço.

  14. Rebelo disse:

    Lamentável o tom preconceituoso – para não dizer injurioso – do blogueiro em relação aos que nutrem apreço por armas, sejam para defesa, esporte ou coleção.
    Paranoicos? De onde tirou essa adjetivação?
    Alguém achar imbecil um cara que corre num DKW pintado de Herbie não torna isso um fato, do mesmo modo que uma opinião ideológica, infundada e contrária a todos os estudos sobre segurança pública não tem o condão de tornar verdadeira a responsabilização infantil pela violência jogada nas armas.
    Nos EUA, a taxa de armas entre civis é mais de 10 vezes maior que a brasileira (88% X 8%), e o índice de homicídios é mais de 6 vezes menor (4,2/100mil X 27/100mil). Quem são os “paranoicos”?

  15. FREDERIC VIDOTTO disse:

    Repito.

    CHICAGO baniu as armas e o crime na cidade e morte por armas de fogo AUMENTOU DRASTICAMENTE.

    O numero de pessoas mortas por arma de fogo cresceu assustadoramente.

    69%

    BANDIDO NAO ENTREGA A ARMA EM CAMPANHA DO DESARMAMENTO.

    BANDIDO NAO COMPRA ARMA EM LOJA LEGALIZADA E NAO PRECISA DE BACKGROUND CHECK.

    BANDIDO NAO FAZ CURSO DE TIRO. QUANDO ELE ATIRA ELE FERE A VITIMA E TODO MUNDO QUE TA POR PERTO. POIS ELES ATIRAM PRA TODO LADO.

    Uma familia inteira foi assassinada depois do roubo em um sitio.

    Na semana anterior o cara foi obrigado a entregar a arma pois o mesmo teve problemas para registra-la por conta das novas leis.

    Conclusao o bandido entrou na casa alias os bandidos e o cara nao pode nem se defender.

    Se ele pelo menos tivesse uma arma e um curso de tiro as chances de ele sobreviver seriam muito maiores. Pois os bandidos chegaram no sitio dele como pessoas comuns que estavam precisando de ajuda com o pneu furado.

    Pra voce ver.

  16. José Frederico Rensi Garrido disse:

    Na hora que o governo quiser calar a imprensa não venha solicitar a ajuda das minhas armas para comabte-lo.
    Sou filiado a NRA a mais de 20 anos e o que ela faz de ações sociais nunca vi uma ong desarmamentista fazer.
    Não queira tirar o meu direito que eu não vou tirar o seu de se expressar.

    • Flavio Gomes disse:

      Enfia seu rifle.

      • Leonardo disse:

        Deplorável um cara que se diz jornalista, mas não faz jornalismo, como posso ver neste blog, deixar um tipo de comentário tão estúpido, como se fosse um imbecil que não sabe debater!

      • Flavio Gomes disse:

        Se você tiver algo parecido para enfiar, é só dizer a preferência que sugiro o mesmo.

      • Ruan Aragão disse:

        Com que moral você quer começar a campanha “troque sua pistola por uma matrícula”? Está visível que o mais necessitado de estudo e educação aqui é você! Agora vemos um “jornalista, escritor e professor”, e pensamos, que nível deplorável o Brasil está a cada dia.

      • Flavio Gomes disse:

        Sua pistolinha é de cano curto? Pode trocar, também.

    • Rodrigo Mota disse:

      Redneck detected…

      sério. suas armas não são nada comparado a uma força militar treinada e preparada. não adianta ter 500 caipiras regados a vodka contra 50 soldados bem treinados. o que torna uma arma eficiente é quem a possui e não o tamanho da arma.

      um revolver na mão de um SEAL mata 10 terroristas, o mesmo revolver na mão de um imbecil mata 6 inocentes.

      “não queira ajuda das minhas armas…”

      falou Rambo. como se a confederação ainda existisse. sabias que a Guerra Civil Americana acabou a mais de 100 anos? o Norte venceu, acostumem-se…

      talvez NRA signifique “Non Reasonable Assholes” .

      • Boschiero disse:

        Na verdade. A capacidade militar americana nunca vai ultrapassar 4.5 milhões de indivíduos, sendo que o efetivo combatente é muitissimo menor. Se 6% de todos os proprietários de armas americanso se levantarem o exercito Americano deterá poderio inferior tanto em numero de combatentes vs combatentes como de combatentes revolucionarios vs total de contingente do exercito.

      • Rodrigo Mota disse:

        sim. mas a competencia de um exercito bem treinado não se mede em números.

        E levando-se em conta que a variedade de armamentos dos EUA é grande a “nova confederação” não fará nada contra um pais dotado de armas ultra-avançadas e ogivas nucleares…

        a confederação tinha um número maior que a união, perdeu porque o pessoal do norte teve uma estratégia melhor. vai acontecer de novo se tentarem alguma besteira…

      • Alisson disse:

        a waffen SS foi o mais bem treinado grupo militar da sua época e nem por isso conseguiu deter os milhões de soldados russos com treinamento básico

      • Rodrigo Mota disse:

        sim. mas foram milhares contra milhões e mesmo com treinamento básico os soviéticos tinham treinamento, tinham um motivo real para atirar (guerra) e estavam ali para proteger sua nação…

        coisa totalmente diferente de um bando de loucos sem treinamento nenhum achando que uma arma sozinha vai resolver o problema porque não vai não. e os rednecks da NRA não são páreo contra o US Army…

      • Leonardo disse:

        Tudo isso que você escreveu é suposição… Vamos supor que o Brasil fosse o País mais justo e perfeito. Então poderíamos estar criticando os americanos do norte.

  17. Calvin Leindecker disse:

    Não tem nenhum que comentou que assisti a Nascar, que é um evento muito bem organizado e que o Brasil levará muito tempo pra conseguir fazer um igual… quanto ao vencedor levar uma arma ao victory lane, é uma tradição e isso não se tira de ninguem… imagine se alguem tirasse a bandeira da mão do Senna, porque por política alguem disse que não poderia mais ser feito! O Brasil tem problemas muito piores, para nos preocuparmos com “picuinhas”… um ex. é o Sr. Renan Calheiros… ou um país auto suficiente em petróleo que cobra um fortuna por um litro de combustível… um país que não consegue nem conter a ganância de seus administradores, que aprovam aumentos de salário por terem certificados de curso de oratória e de controle do medo não pode exigir muito…

  18. Rodrigo Mota disse:

    o problema não é a arma em si. mas quem a possui…

    uma arma na mão de uma pessoa psicologicamente sã, com treinamento competente, proficiencia de tiro em dia e uma arma em bom estado de manutenção pode sim ser util a sociedade em momentos de necessidade. como estourar os miolos de um vagabundo que assalta sua casa…

    outra coisa é uma arma na mão de um doido lunático, sem nenhum treinamento e proficiencia de tiro que comprou a arma no “camelô” e quer “acertar as contas”….

    uma pessoa pode matar com praticamente qualquer coisa. com um garfo, faca, taco de beisebol ou de Hockey, com produtos quimicos ou com um carro. o que torna o objeto perigoso é quem o manuseia e não o objeto em si…

    por exemplo. deixe um revolver no mesmo lugar e não mecha nele por 1.000 anos e nada vai acontecer. agora deixe um doido vagabundo com uma garrafa de plástico por 3 minutos e alguém inocente vai se machucar…

    obvio que os EUA precisam de um controle de armas para garantir que maniacos dementes viciados em “Call of Duty” não vão sair atirando na vida real o que “aprenderam” no PS3 e tudo isso usando um rifle militar comprado no Wall Mart…

    agora eu também acho que o Brasil poderia liberar o porte de arma sim. a cidadãos inocentes, com ultra-rigorosos exames psicológicos, psiquiatricos e testes de tiro e recebendo licença no final do curso (e licença com prazo de validade inclusive).

    porque se um “di menor” dá um tiro no meu sobrinho ele não vai pra cadeia, agora se eu pego meu carro e atropelo esse vagabundo no intuito de me defender eu vou ficar 20 anos na cadeia? tá certo que os EUA estão paranoicos mas o Brasil tá desleixado com relação a isso…

    • Rogério Bocca disse:

      Rodrigo Mota.

      Assim como a arma um simples jogo não torna a pessoa psicopata.

      • Rodrigo Mota disse:

        claro que não. o fato de se jogar “Call of Duty” ou jogos do tipo não torna ninguém um serial killer.

        muitas pessoas jogam por motivos históricos (do enredo do jogo), outras por que acham legal se sentir combatendo em grupo com uma missão definida…

        …e existem aqueles que jogam com o intuito de “aprender” a matar sem motivo nenhum…

        o que torna uma pessoa psicopata é a educação e a convivencia em grupo. uma pessoa sã não vai sair matando, uma pessoa doida elouquecida vai sair atirando por qualquer motivo…

      • NollieFlipX disse:

        Imagina se quem jogasse banco imobiliário virasse milionário? Sim City então! Nossa imagina quantos prefeitos bons!

        Concordo contigo, educação é solução.

        Da mesma forma que não existe carro bêbado não existe arma assassina.

        Agora quanto a NASCAR. Quero ver um reclamante vir aqui no RS e falar mal das minhas tradições. Digo a essas pessoas: se algo te ofende, não anda por perto, não fica assistindo. Até um rato entende que se tocar no metal queima ele não vai mais tocar, mas alguns humanos teimam em queimar as mãos. Os caras tem a liberdade de fazer aquilo e são felizes assim, e isso não interfere na sua liberdade de fazer o que quiser. Mas agora, nada lhe da a liberdade de querer tirar a liberdade deles só por isso ir contra sua ideologia ou sua falta de informação.

      • Flavio Gomes disse:

        Dá pra ser mais idiota que isso?

      • Leonardo disse:

        A impunidade estimula o crime. Como nosso atual desgoverno não está nem aí para a educação e segurança pública, aliás, não está nem aí para a saúde pública, nem para as forças armadas, nem para nada, só quer achar pretexto para arrecadar mais dos nossos bolsos. Quero mais é comprar um revólver, uma carabina .38, uma espingarda 12 e uma pistola .380 enquanto ainda posso, para defender minha vida, meus familiares, meu patrimônio!!!!

      • Flavio Gomes disse:

        Ui, Rambo!

  19. Luis disse:

    Flavio Gomes,

    Você aceitaria patrocínio de cigarros e bebidas alcoólicas no seu blog? Ou no seu carro quando for correr? Ou na sua coluna na imprensa? Ou onde for?

  20. Norson Botrel disse:

    O desarmamento não é uma questão de quantidade de armas, mas de como se usam as armas. Pegando os norteamericanos como base de comparação, os brasileiros e sulafricanos possuem menos armas per capita e matam mais. Os suíços e canadenses possuem mais armas e matam menos.
    Olhando apenas números, pode-se chegar a qualquer distorção desejada, para um lado ou para o outro.
    O que mata em escala não são as armas, é a impunidade.

  21. Nikolas Spagnol disse:

    Essa NRA, o Partido Republicano e as igrejas dos pastores super-heróis só mostram o tanto que os EUA é um país atrasado em relação ao resto do mundo desenvolvido. Mas tem brasileiro que acha isso tudo lindo de morrer…

  22. Diogo Terra disse:

    Alguém notou que o AR-15 nesta ilustração está com o carregador igual ao do AK-47? Os caras, além de reacionários e paranóicos (nova ortografia, vtnc), são burros…

  23. Alex disse:

    É claro que armas são uma merda, será que alguém duvida disto. A questão de campanhas de desarmamento é que elas são apenas políticas, sem nenhum efeito real. Nenhum bandido devolve armas para o governo e muito menos pelos valores propostos. Uma AR15, M16 ou AK47 valem para este nosso governozinho R$ 300,00. Só o cidadão de bem, que não a usaria para uma besteira qualquer é que devolve. A solução do problema passa pela educação, pelo emprego, por uma sociedade mais justa. Para se matar alguém não é preciso um rifle, uma pistola ou um revólver, apenas uma faca, um porrete, uma barrinha de ferro, um “sinalizador” na mão de um torcedor babaca ou um carro na mão de um idiota bêbado. Concordo plenamente que é uma babaquice um piloto subir ao podium com uma arma qualquer, mas desarmamento é uma mentira, a não ser que surgisse uma lei onde um indivíduo portando uma arma de guerra (metralhadoras, fuzis, etc) fosse sumariamente executado. Vemos bandidos em morros sendo fotografados, era só um “sniper”, meter uma bala na cabeça do indivíduo (legalmente). O alcance de uma mira pode ser superior ao de uma câmera fotográfica. Penso que se isto começasse a acontecer não mais veríamos bandidos desfilando com estes brinquedinhos.

  24. Peixe disse:

    O George Harrison já falou:

    “Se todo mundo que tem uma arma se matasse, o mundo seria um lugar melhor.”.

    Como não concordar?

    • Exiep disse:

      Na verdade é:

      “Se todo mundo que tivesse uma arma simplesmente desse um tiro em si mesmo, não haveria problema nenhum”…

      Ou alguma coisa assim! O espírito da coisa é o mesmo!
      Armas fazem mal.
      E esses imbecis da NRA não adicionam nada à humanidade, ao planeta e ao universo…

      • FREDERIC VIDOTTO disse:

        Cara voce esta equivocadissimo.

        Veja bem. Chicago baniu as armas. As gangues dominaram a CIDADE eu moro na AMERICA DO NORTE e sei o que se passa.

        O crime CRESCEU MAIS DE 69% as mortes por arma de fogo CRESCERAM assustadoramente.

        O problema nao é voce nao ter arma, o problema é o bandido ter certeza de que ele pode entrar na tua casa, voce estando sem nenhuma arma para se defender. O problema é o cara que mora no SITIO onde a policia demora mais de uma hora pra chegar.

        O problema é esse cara que mora no SITIO ser assassinado a sangue frio pois é mais facil pro BANDIDO pois o cara nao ligará para policia e só será descoberto no dia seguinte.

        Sua Hipocrisia me assusta cara. Eu nao tenho arma. Mas o bandido nao precisa saber disso.

        Bandido nao entrega arma no desarmamento.

        Bandido nao compra arma em loja legalizada.

        Bandido nao vai no clube de tiro aprender a atirar em curso especifico.

      • Flavio Gomes disse:

        Cara, enfia uma espingarda no rabo e vai cuidar da vida, ok?

    • Celso Guzella disse:

      Disse tudo Peixe .Tô contigo.

    • Gabriela disse:

      Se todo mundo que tivesse uma faca desse uma facada em si mesmo…
      Se todo mundo que tivesse um bastão desse uma cacetada em si mesmo…
      Se todo mundo que tivesse uma mão desse um soco em si mesmo…

      O mundo não seria mais um local violento!

      :) Paz e amor. Poder da flor para todos vocês, fofuxos.

  25. Paulo Pinto disse:

    O piloto que chegar em último, vai ganhar uma espingarda de chumbinho, como prêmio de consolação.

  26. RENE FERNANDES disse:

    É a banalização da violencia e a tentativa de dar glamour, conforto e segurança ao portador. Só que tem a sensação de poder…e essa sensação é perigosa em mentes doentias e desequilibradas….O grande show da morte.

  27. claude bes disse:

    DESARMAMENTO SO PROTEGE MAIS OS BANDIDOS QUE NÃO ARRISCAM NADA MAIS.NADA, VEJA NOS EUA SO ATACAM ESCOLAS E CINEMAS ONDE NÃO TEM GENTE ARMADAS, PORQUE NÃO INVADEM UM QUARTEL E FAZEMUM MASSACRE.OS ASSASSINOS ESCOLHEM OS INDEFESOS…

    • Flavio Gomes disse:

      Vou bloquear TODOS os comentários pró-armas. Questão de princípios. Publiquei este apenas para avisar. Não percam seu tempo.

      • Eduardo disse:

        Faça isso mesmo Fabio Gomes!! Esqueça que vivemos em uma ”democracia”, onde cada individuo tem direito de expressar sua opinião, esqueça que ”não” vivemos na China onde a censura é o meio para calar os que não são favoraveis aos meus ideais, esqueça que a campanha do desarmamento é uma piada que em nada contribui para diminuir a violência no pais…faça isso mesmo Fabio Gomes tome uma atitude de um ditador!!

      • Flavio Gomes disse:

        Flavio. F-L-A-V-I-O.

    • Fabio disse:

      E o que aconteceu no ano de 2012 no estado de São Paulo, governado desde o perído Pré-Colonial por esta tucanalhada maldita, lazarenta e tudo mais, vitimando quase uma centena de políciais não foi um massacre? Lembrando que policiais são pessoas que portam armas.
      Eu queria saber quem foi o desgraçado que abriu a jaula e deixou este irracional tentar escrever algo por aqui? Que demitam agora este tratador irresponsável!

    • victor freire disse:

      escrito em estética coxinhesca clássica, ou seja, sem respeito às regras de ortografia, gramática, e em caixa alta.

  28. Marcelo - MS disse:

    Campanha do desarmamento no Brasil não funciona, desarmam apenas o cidadão de Bem, que tem a arma há muito tempo em casa e nao sabe o que fazer com ela. Nenhum bandido vai entregar espontaneamente sua arma, pior… ele sabe que cada vez mais vai ter dificuldade em se deparar com situação onde sua vítima pode oferecer alguma resistência a altura de sua possível agressão.
    Armas não matam pessoas, pessoas matam pessoas. Como o Estado hoje não tem condições de oferecer a segurança necessária para o cidadão, na minha opinião o cidadão de bem que apresenta todas as certidões negativas necessárias, que passa por exames psicológicos, que passa por aulas de habilidade em manusear uma arma permitida e devidamente registrada, deve ter o direito de possuir uma arma na sua Residencia, e (ou) no caso de proprietário na sua empresa para a defesa de seu patrimônio e de sua família.
    A população sabe disso, digo mais… se o Governo novamente convocar as urnas para tirar este direito do cidadão brasileiro, honesto e cumpridores de suas obrigações, novamente vai levar uma lavada nas urnas. esta é minha opinião.

    • Flavio Gomes disse:

      “Armas não matam pessoas…”. Mas pessoas matam pessoas com armas. Vai pregar essa merda em outro lugar.

      • Alex disse:

        Armas não matam pessoas, pessoas matam pessoas com armas, sejam elas, rifles, revolveres, pistolas, facas, sinalizadores ou um copo de bebida forte (a arma é o carro). Esta discussão não pode ser tão simplista assim. Eu gostaria que não existissem armas e portanto não queria ter uma, mas já que existem e os bandidos as tem, passo a querer ter uma. Obs: Já levei um tiro de um “di menor” drogado (UTI, cirurgias, fisioterapia, etc.) e se eu tivesse uma arma comigo ele no mínimo teria levado um tiro também e eu ajudaria a sociedade a livrando desta escória. Só quem já passou por isto tem uma opinião mais clara. É como eu digo, a coisa é muito mais complicada do que parece.

      • JP disse:

        Que nos EUA precisa de um controle, precisa.Agora quanto ao Brasil, sabemos bem a quem (des)interessa a campanha do desarmamento.

      • Lucas disse:

        Tenho que discordar da máxima “Armas não matam pessoas”. Alguns Drones (Armas Robôs) navegam e escolhem alvos sem a interferência humana. E em última análise o velho trabuco e os Drones tem o mesmo DNA e o mesmo objetivo: matar pessoas.

      • Rogério Flausino disse:

        Mas Flavio, pessoas também se defendem com armas. Nações se defendem com armas. Pessoas preparadas para lidar com armas evitam tragédias desde sempre. É uma questão de se informar com dados imparciais e refletir melhor. Infelizmente se descute armamento versus desarmamento como se descute futebol. É triste, porque este é um tema muito importante.

      • Flavio Gomes disse:

        Armas não deveriam existir. Ponto.

      • Lucas disse:

        Mas elas existem. Ponto.
        É utópico pensar que se pode desaparecer com as armas de fogo. E se elas efetivamente desaparecerem, isso não vai acabar com a violência… ou assassinatos só passaram a existir depois da invenção da pólvora?

      • Luis Inácio disse:

        Qual a sua definição de arma seu babaca?
        Os primitivos usavam lanças, machados, pedras como armas e graças a isso estamos aqui, morando no carpete do apartamento, com “split”, vendo o mundo passar. Vá morar no interior, numa fazenda, vá para o Afeganistão ou vá fazer um safari na África e verá a necessidade de armas. Armas salvam vidas. Tudo depende do ponto de vista. O seu é ficar dando voltinhas de carro que nem um babaca pseudo piloto amador.

      • Flavio Gomes disse:

        E você fica brincando com a pistolinha dos seus amigos?

  29. Joca disse:

    Não acho que seja um papel de palhaço, penso que se trata de um negócio, armas podem ser utilizadas para matar ou para o esporte, depende para qual finalidade são utilizadas assim como os carros que foram criados como meio de locomoção, alguns usam para esporte e outros para matar.
    É uma questão de escolha daquele que está atrás do gatilho ou do volante.

  30. O problema passa pelos pilotos não apenas da Nascar mas de todas as outras categorias que dizem sempre “nada ter a ver com decisões tomadas pelos dirigentes” Como assim não tem nada a ver? Eles tem tudo a ver e deveriam saber na verdade acho que sabem e se fazem de mortos. Posar com armas? Correr uma corrida patrocinada pela NRA? Eles são obrigados ou fazem por pura alienação? Deprimente e degradante que em um mundo onde a morte se tornou banal e midiática, nó se levante uma voz sensata no meio dos que fazem efetivamente o espetáculo.

  31. Ricardo Simonetti disse:

    Desarmamento no Brasil. Será que deu certo? Pode até acharem uma heresia, mas quando me torno alvo de assaltantes ou quando vejo na TV do que os bandidos (ou políticos) são capazes gostaria de ter o mesmo direito que o cidadão americano.

  32. Lucas S.A. disse:

    Foda, né… Gosto da NASCAR, a qual conheci através dos videogames já em 1994, e tenho acompanhado com maior frequência por conta do Nelson Piquet Júnior (que subiu muito no meu conceito depois de se mandar praquelas bandas). Mas há de se reconhecer que em muitos aspectos representa o que há de mais boçal na cultura americana.

  33. Speed Racer da Mooca disse:

    Chega à beirar o absurdo. O cara, depois de mais de duas horas correndo, competindo, praticando esporte enfim, ganha, sobe no pódio e exibe uma…….espingarda? Tudo a ver! Só faltava dar uns tiros pra cima também.

  34. Fabio Souza disse:

    Pois é… o mesmo país que chora e se revolta contra os massacres, provocados por alguns malucos, é o lugar onde as armas são idolatradas. Basta ver os programas que são exibidos nos canais pagos (Discovery e afins).

    Povo idiota.

  35. Ricardo Bigliazzi disse:

    A Taurus do Brasil estoura de vender armas nos EUA… se bobear deve ser um co-patrocinadora com Stand (de vendas e tiro… rs rs rs) do evento.

    Segue o jogo… sem sofrimento. Por aqui graças a inoperancia de nossa policia federal de fronteira estamos a merce de bandidos muito melhor armados do que o mais belicista dos americanos que pudermos encontrar.

    Imperador

  36. Jaime wc disse:

    Nunca vi piloto fumando qdo as corridas eram. patrocinadas por empresas de cigarros ou tomando porre qdo era de bebidas alcoolicas. Sobre o Emerrson beber suco de laranja, foi mais esperteza dele para divulgar o suco, dele, que ele exportava para la.

  37. Mefistófeles disse:

    Emerson Fittipaldi recusou o leite porque pagava apenas U$ 5.000 da Associação de Produtores Local. Ele preferiu beber seu suco de laranja, porque na época era grande exportador para o mercado americano, e foi o comercial mais barato que ele já pagou.

  38. Fabio Amparo disse:

    É como se um recém ex-fumante subisse ao pódio de uma maratona e lhe presenteassem com uma caixa de cigarros.

  39. Maurício Jorge de Freitas disse:

    Sinceramente, não consigo entender esse fetiche por armas e muito menos a luta ferrenha para manter esse direito como se fosse algo realmente relevante e saudável.
    Esse patrocínio é uma verdadeira piada de mau gosto e um acinte às famílias das vítimas do último massacre.

    • Alex disse:

      Você já levou um tiro ou pelo menos esteve sob a mira? A sua opinião com certeza iria mudar. Continuo insistindo, a coisa é muito, mas muito mais ampla.

      • Maurício Jorge de Freitas disse:

        Sim, já estive sob a mira de uma arma por três vezes e só não levei um tiro porque consegui manter a calma. Também perdi um grande amigo assassinado num semáforo da Avenida Pacaembu, outro seriamente ferido na cabeça em um assalto em Perdizes e meu irmão sequestrado num semáforo em Sorocaba.
        O que eu faria se tivesse uma arma? Entraria num tiroteio? Certamente não estaria vivo para escrever isto.
        Eu só mudaria minha opinião se fosse muito estúpido. Vou manter meu compromisso pessoal de jamais comprar ou portar uma arma, até porque não teria nada de útil para fazer com ela.
        Ao invés de uma arma, comprei dois carros blindados, um para mim e outro para minha esposa. Não gosto desses carros e lamento ter que usá-los, mas foi a alternativa que encontrei para permanecer vivo e não sair falando besteiras sobre o armamento da população.

  40. Carlos Cwb disse:

    Tinha que ser um novo Fittipaldi, que recusou o leite e tomou suco de laranja em Indianápolis.
    Mas hoje em dia quem manda é o dinheiro, e ninguém quer perder a boquinha, tem fila pra entrar…

    • Pereira disse:

      Até onde sei, beber leite era tradição e ele resolveu beber suco, um produto que ele comercializava. Nada que desabone a história e caráter de Emmerson, claro.

      Mas de toda maneira se recusar a portar armas seria uma atitude com um simbolismo muito maior do que trocar de bebida. Extrapolaria a questão financeira em um país em que as tragédias com arma de fogo são marcantes.

      • Alessandro disse:

        É bem capaz de morrer mais gente no Brasil do que nos EUA em razão de disparo de arma de fogo, só que aqui o negócio é tão comum que ninguém se espanta com mais porra nenhuma.

      • Nelson disse:

        Por incrivel que pareça, lá com 300Mi de hab, ou seja com 1/3 a mais que o Brasil ocorrem 2/3 a menos de homicidios do que no nosso país. O maior problema são as leis boazinhas, principalmente com os DI MENOR. Mas minha opinião pessoal é: qualquer pessoa que use uma arma para tirar proveito de alguma coisa, tipo assaltar, invadir casas, aterrorizar comunidades, usar para fins políticos de qualquer natureza, deveriam ser fuzilados. E como faz a China, a famíia pagar a bala.

      • Nikolas Spagnol disse:

        No Brasil morre mais gente por armas de fogo, mas não existe lobby como nos EUA para dizer que armas de fogo são legais e que todo pai de família devia ter uma submetralhadora em casa…

      • Nelson disse:

        Não quis dizer que lá está certo, muito pelo contrário. Mas aqui nós estamos pior pela complascencia com os coitadinhos. Coitadinhos são os vitimados pelos bandidos, que geralmente conseguem responder em liberdade enquanto vão f azendo mais barbaridades. Alguém aí já foi assaltado? Já tive um ar-15 apontado para minha tempora dentro do tunel 2 irmãos no Rio e não recomendo para ninguem. Tá na hora de deixarem de inventar lorotas e agirem com mais rigor. Leis mais fortes e justiça mais rápida!

      • victor freire disse:

        se dependesse do lobby das armas nos eua, todo pai de família “sidadaum dji béim” tinha um tanque em casa.

      • Diogo disse:

        É tradição, mas também patrocínio. A associação de produtores de leite de Indiana paga para que o vencedor beba leite após a prova. O Fittipaldi resolveu bancar o valor do patrocínio para vender o suco dele.

      • Edson Santos disse:

        Desarmando os cidadãos eles precisarão de contratar empresas de segurança, quando for constatado por todos que as empresas de segurança só servem para nos tirar dinheiro legalmente aí exigiremos um estado forte para que nos proteja, o estado eliminará a bandidagem e em seguida começará controlar os cidadãos com mão de ferro, para salvar os cidadãos virá uma nação estrangeira…
        Ou seja, nada de novo neste mundo velho não é pessoal?

    • Pedro Navalha disse:

      A história não é bem que o Emerson recusou o leite. O medo dele foi a diarréia que o leite misturado com laranja poderia causar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>