MENU

sexta-feira, 22 de março de 2013 - 22:57Colunas Warm Up

DEAR JENSON

selomonacoSÃO PAULO (cama, agora) – Se tem alguém sofrendo neste começo de ano, é Jenson Button. Achava que teria um ano sossegado sem Hamilton, com um carro excelente, vencedor e…

Aí te entregam essa porcaria de carro. Me lembrei, depois de te ver se arrastando na Austrália e lutando feito um doido por um nono lugar, de uma distante tarde gelada no Estoril, quando o Senna fez seu primeiro teste na Williams. Fui para Portugal com grana do meu bolso, achando que seria importante testemunhar o início de uma era que prometia ser de hegemonia jamais vista.

Para ler a coluna Warm Up de hoje na íntegra, clique aqui.

31 comentários

  1. Fernando Mazzanti disse:

    Demais essas cartas Flavio!
    Abs

  2. Jean Paul Jones disse:

    “Não tem com quem reclamar, não? O papa, talvez? Não, não, o papa tem mais com que se preocupar, está chegando agora e não consta que ligue para corridas. No máximo, quando for assinar o pay-per-view no Vaticano, vai ser para assistir aos jogos do San Lorenzo. Esqueça o papa.” Chorei de rir!

  3. Marcio Vieira disse:

    Querido Flavio Gomes:

    Acho que, urgentemente, o senhor deveria escrever uma carta ao Bruno Senna. O sobrinho do Ayrton, provavelmente, voltará ao circo com a Mclaren Honda.

  4. Paulo Pinto disse:

    Jenson foi uma promessa que custou a vingar. Ele soube aproveitar a sua única e real oportunidade de campeonato. Acredito que, no caso dele, ela não se repetirá.

  5. Watkins Glen disse:

    Nem pra colaborar e abrir o link do post…. Pré temporada de 1994 !!! Senna só tinha o talento em potencial do Shummi em ascensão, com seu acidente a hegemonia foi alemã.

  6. Minoru disse:

    Alessandro,

    Você apenas se ateve a frase que você citou e esse é o grande problema do nosso povo em relação à nossa própria lingua que é não saber ler um texto.

    Se observar apenas o que você citou e supondo que fosse apenas isso que quem escreveu disse talvez você estivesse certo, porém essa frase está inserino em um contexto que também diz que “…seria importante testemunhar o início de uma era que prometia ser de hegemonia jamais vista. Prost, Mansell e Piquet tinham parado de correr, o cara finalmente pegou o carro que queria, não teria adversários…” e neste contexto, a afirmação do Flávio está correta pois não estamos falando do início da carreira do Senna mas sim do seu início na Williams que, depois do banimento da eletrônica e sem Prost, Mansell e Piquet deixariam as coisas muito mais fáceis para Senna atingir o seu objetivo (o penta de Fangio), criou um carro que, na opinião do piloto conforme o relato do autor “…olhou pra mim com cara de quem tinha comido jiló. Antes mesmo que eu perguntasse qualquer coisa, falou, sem meias-palavras: puta que pariu, bem na minha vez cagaram no carro.”

    O seu erro foi cometer o mesmo pecado que aflige a 97% daqueles que se ferram em qualquer concurso, seja ele público, privado ou para ingresso numa universidade, que é se ater ao micro em detrimento ao contexto, algo chamado de “interpretação de texto”.

    Um texto que fala de Jenson Button que com a saída de Hamilton e com a Maclaren ao seu lado poderia fazer deste o seu ano e citar Senna teve como objetivo de apenas fazer um paralelo, a de que bem agora o carro ficou uma merda!

    Se eu não fui claro, tento fazer um fluxograma…

  7. Wolfpack disse:

    Massa na frente de Alonso mais uma vez. Uma pena saber que estas posições serão alteradas após o DRS ser liberado ou até antes disso. Ferrari, que m e r d a.
    Massa faz o correto, coloca a Ferrari em dúvida. Paga 80 milhões de Dilmas para Alonso e 8 milhões de Dilmas para Massa. O Don Choron vale esta diferença? e o pior, Don Choron é tão melhor assim como dizem ou um trabalho do Duda Mendonça de Marketing? Fora as falcatruas comuns ligadas a ele.

  8. carlos lima disse:

    Muito boa essa carta pro Jenson Button. Flavio, parabéns pela verve inspirada. Bravo!

  9. Jose Brabham disse:

    O teste descrito foi o na Williams/Renault, não na Williams/Cosworth…

  10. Ricardo disse:

    Famosa pré-temporada de 1994. Senna sozinho na Williams, sem Mansell e Prost na F1. Parecia que seria um domínio total de Senna na temporada 1994. O melhor piloto e o melhor carro. Nada poderia ser melhor, mas vida prega peças.

  11. Honda disse:

    A Mclaren , assim como a Williams no inicio de 1994 tambem teve um grande carro no ano anterior. O FW15C foi cogitado para voltar as pistas enquanto nao resolviam os problemas do FW16A …. e no momento da Mclaren ja foi especulado que o carro de 2012 teria chances de retornar as pistas para evitar maiores problemas.
    Dizem que o Mp4/27 ja chegou no seu apice de desenvolvimento , mas acredito que mesmo assim ele vai andar mais do que seu irmao mais novo.

  12. Marcelo disse:

    Voltei Gomes, posso fazer nada, tá muito chato aqui em casa, ainda falta 47 minutos para o treino!

    Na verdade aquele carro da Williams em 94 não era ruim, o problema é que Senna achou ele extremamente apertado, ele mesmo admitiu isso.
    Tanto que Senna foi choramingar para Prost que pouco disse: “O carro foi desenvolvido para Mansell eu também tive que me adaptar”. Estranho é Senna correr atrás do Prost sendo que o projetista era ninguém menos que Newey…

    Achando o cockpit desconfortável, Senna disparou na época: “Se eu engordar um quilo não entro no carro”, Airton ainda pediu para mudar a posição do volante, o resto é história…

    Senna ficou roxo de raiva porque o carro não dominava mais como antes, mas ele ainda era muito competitivo. Se for observar, o novato Damon Hill só tinha participado de 21 corridas até aquele GP de Imola-94, Hill sequer existia na equipe, tudo era voltado em cima do brasileiro.

    Quando o inglês assumiu a condição de primeiro piloto na quarta prova, os resultados começaram aparecer, e com toda pressão, Hill não fez feio na temporada. Em 16 corridas venceu seis, conseguindo ainda cinco segundos lugares, uma média muito boa se comparado a outras temporadas! Mas o que me chamou atenção foi que Damon em nenhum momento disparou que o carro era porcaria…

    Mesmo com as reclamações, Senna conseguia poles e disputava vitórias. Nelson Piquet comentou que o carro era bom, que Senna estava dando um “migué”, porque sentia a pressão, achou que a temporada ia ser um “passeio”, mas depois percebeu que tinha um rival muito forte.

    Piquet falando sobre a Williams 1994
    https://www.youtube.com/watch?v=SgQXqUgnpCA

    Piquet não quis minimizar Hill como piloto, apenas quis dizer que o inglês era novato na época!

    Piquet falando sobre o ‘Migué’ de Senna em 1994
    https://www.youtube.com/watch?v=MsTsAGlzheo

    Se for comparar os resultados de Mansell e Prost pilotando a “carro do outro mundo”, e comparar com o carro de Hill em 94, o inglês não fez feio, longe disso.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Temporada_de_F%C3%B3rmula_1_de_1992
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Temporada_de_F%C3%B3rmula_1_de_1993
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Temporada_de_F%C3%B3rmula_1_de_1994

    Pelo carro anos-luz que tinham, Mansell e Prost ficaram devendo nas últimas seis provas, o inglês ainda venceu uma prova, já o francês nem isso conseguiu. O problema de Hill foi as três primeiras provas onde era ignorado no time(mais dois abandonos, um acidente de corrida em MON e uma quebra no Pacífico). Mesmo sendo ignorado nas 3 primeiras provas, Hill marcou seis pontos.

    Se Mansell e Prost fizeram uma primeira parte da temporada forte, Hill não deixou a desejar na segunda parte de 94, isso com um carro sem os diversos controles eletrônicos que favoreciam os pilotos da Williams em 92/93.

    Outro agravante, em 94 Hill tinha um forte concorrente na disputa pelo título, já Mansell e Prost só “passearam” na temporada. Por isso, não vejo Hill esse piloto fraco que todos dizem. Se Schumacher não correu duas provas em 94, e foi desclassificado de outras duas, Hill também não pode fazer muito em algumas provas.

    Schumacher foi um rival duríssimo em 94, das 14 provas que terminou, ou ele foi primeiro ou foi segundo. Performance que nem mesmo o Senna conseguiu com o “carro do outro mundo” em 88/89. Um dos melhores carros de todos os tempos. O alemão ia ser parada dura de todo jeito…

    Não estou comparando Damon Hill com Senna, mas ficou claro que o brasileiro sofreu do mesmo mal que Valentino Rossi na Ducati, o piloto não “casou” com a maquina, e quando isso acontece, os erros aparecem. Por isso, Senna rodou em Interlagos e depois largou mal em AIDA, erros primários por perda de concentração. Não tem coisa pior para o piloto que sentir desconforto na hora de pilotar a máquina.

    “Não consigo pilotar essa Ducati”, admite Valentino Rossi.
    http://tazio.uol.com.br/moto/nao-consigo-pilotar-esta-ducati-admite-valentino-rossi

    Rossi faz juras de amor à Yamaha: “a M1 é a minha moto!”
    http://www.motorpasion.com.br/moto-gp/rossi-faz-juras-de-amor-a-yamaha-a-m1-e-a-minha-moto

    Stoner diz que maior erro de Rossi foi tentar adaptar Ducati ao seu estilo
    http://www.grandepremio.com.br/motogp/noticias/acompanhando-f1-em-melbourne-stoner-diz-que-maior-erro-de-rossi-foi-tentar-adaptar-ducati-ao-seu-estilo#.UU0W5iS-ol8

    No caso de Senna e Rossi, o problema foi adaptação ao equipamento. Se o carro Williams fosse essa porcaria, Hill não venceria seis provas e subiria ao pódio onze vezes. É que ele pegou um “osso” chamado Schumacher em 94…

    O caso de Button vejo como diferente, se o carro for bom Jenson anda bem, não é o caso com essa Mclaren! Os dois pilotos estão indo mal, o time já admitiu que o carro é complicadíssimo e precisa ser evoluído.

    Por mais que a Williams falasse que o carro tinha problemas, Senna fazia poles e andava na frente nas provas, tinha outra coisa que ajudava. Depois da Benetton de Schumacher, qual carro andava bem em 94? Oras, só o carro principal da Williams…

    Veja o caso de Button, ele tem pelo menos quatro times melhor a frente: Ferrari, RBR, Lotus e Mercedes…são 8 carros sobrando. Pra piorar, a Force India esta andando bem, a Mclaren esta brigando para pontuar nesse início de campeonato…

    O carro de Senna em 94 não era essa tranqueira toda que ele dizia e todos concordavam, Damon Hill provou isso durante o ano! Se o piloto não se adapta ao equipamento paciência. O próprio Senna comentou na época em tom de brincadeira: “Das duas uma, ou não me adaptei ao carro, ou ele não gostou de mim”.

    Já essa Mclaren 2013 com certeza é uma carroça, lembra muito a Ferrari no início de 2012. Resta saber se o carro vai melhorar com o tempo.

    Depois de quatro provas em 2012 a Ferrari de Alonso já era outro carro…quem não se adaptava nem a pau era o Massa com mesmo equipamento. Rubinho também passou sufoco na Ferrari em 2000/01/03/05. Rubinho só andou bem quando o time passou o “trator”, nas temporadas de 2002/04…

    • Nikolas Spagnol disse:

      O Piquet realmente disse no Roda Viva que o Senna tava reclamando de barriga cheia. Com este carro, Senna foi pole nas 3 corridas que disputou em 94. Em Interlagos, liderou até o primeiro pitstop, depois andou na cola do Alemão até rodar, faltando umas 10 voltas pra acabar. Em Aida, foi abalroado na largada, mas já tinha perdido a ponta pro Alemão. Em Ímola, liderava quando bateu. Mas é fato que a Williams não era dominante como antes, e mesmo Hill passou por maus bocados até se adaptar (tomou 1 volta do Schumacher em Interlagos, mesmo chegando em segundo!). Então, em relação ao que era a Williams, Senna tinha razão de dizer “cagaram no carro”, mas em termos relativos. Não se compara à McLaren do Button, que é só o 5° ou 6° melhor carro do grid.

  13. Samuel Lincoln Magalhães Barrocas disse:

    Pois é, o FW16a da Williams era instável e problemático. Portanto, provavelmente não era o melhor carro daquela temporada.

  14. Emmo disse:

    Nossa meninas, por favor não briguem!!!

  15. Jaime Boueri disse:

    Hehehe, sempre a mesma polêmica. Mas, falando do contexto do texto (ou não), vai meu comentário.

    Não gosto do Button mesmo. Nunca gostei. Chamo de “campeão vaga-lume”. Tem uma corrida boa e uma cacetada de aparições apagadas (estranho esse termo, mas). Ainda assim, é mais piloto do que o Pérez.

    Bom o texto da coluna, Flávio. Mais um. Parabéns!

  16. Alessando Monteiro disse:

    “de uma distante tarde gelada no Estoril, quando o Senna fez seu primeiro teste na Williams´´. O primeiro teste do Senna na Williams foi em Donington Park, em julho de 1983.

    • Flavio Gomes disse:

      Mais um geniozinho que acha que conhece história da F-1 lendo a Wikipedia.

      • Alessando Monteiro disse:

        Errado.Apenas quis colaborar no blog.

      • Flavio Gomes disse:

        Errado. Quis demonstrar que conhece mais que o autor do texto. Se você não é esperto o suficiente para entender o contexto do que eu escrevi, é apenas uma besta.

      • Alessando Monteiro disse:

        Admiro muito seu trabalho,embora eu acredite que a minha opnião infelizmente pouco te importe,te considero um dos melhores dentre os que escrevem sobre automobilismo por aqui.Apenas achei desnecessario a ofensa.Não foi minha intenssão “querer saber mais que o autor do texto´´.ABS.

      • Ed Kaefer disse:

        com esses erros de português, é melhor você ir parando por aí, mesmo…

      • Fernando disse:

        Ta meio ranzinza hein…

      • Carlos Eduardo Trivellato disse:

        Segura peão que la vem coice! Ô Flávio, o rapaz só quis colaborar, afinal, nem todo mundo é coroa o suficiente para conhecer a fórmula 1 como nós a vimos. Além do que, hoje é moda a molecada ler as coisas sem prestar muita atenção no contexto. Desse jeito, fico com medo de levar meu exemplar do “Boto do Reno” para você autografar, é bem provável que você solte os cachorros…

      • Edgar Barros disse:

        O que importa aí pelo que entendi não é onde o Senna testou o carro e sim o que ele disse ao ser questionado sobre. E o Jason deu uma azar mesmo este ano, mas acho que a Maclaren consegue se recuperar, pode não brigar pelo titulo, mas alguma coisa belisca. Não vão pode mudar todo o carro pois ano que vem o regulamento é outro, mas não ficarão nesta draga toda. Gomes, continua ainda no mês prédio na Avenida Paulista?

      • Edgar Barros disse:

        Caraca, errei mais que cego escrevendo….

      • Edgar Barros disse:

        Caraca, errei mais que cego escrevendo….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>