ANOTHER COMMENT | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quarta-feira, 31 de julho de 2013 - 18:19Automobilismo internacional

ANOTHER COMMENT

Espetacular, apenas. Enviado pelo Saulo Caridade, nos comentários do post aí embaixo sobre o Rosemeyer, a temporada de GPs de 1937 com imagens raríssimas.

19 comentários

  1. Fernando Roberto Pereira disse:

    4´15 – Era o Balestre entregando o troféu ao vencedor de Mônaco??? aihaiuahiuahiuahiauhaiuhai – Vídeo sensacional!

  2. josé marinho disse:

    Reparam em um dos pitstop o pneu desmanchando? Foi o que causou a morte do Rosemayer algum tempo depois.

    • Roberto Fróes disse:

      Não foi não!
      Bernd Rosemeyer morreu em consequência de um vento lateral que desestabilizou o carro, ao sair de baixo de um viaduto, na auto-bahn de Frankfurt, a mais de 400 km/h. Os pneus de então não eram grande coisa, mas não foram a causa do acidente.
      28 e janeiro de 1938, dia triste!
      Isso aconteceu graças à imposição do delegado nazista, que insistiu numa nova tentativa de recorde, apesar dos fortes ventos, e contra a orientação do Dr. Ferdinand Porsche

  3. Oi? disse:

    Uma tragédia ver um automóvel da Mercedes com o símbolo nazista. Em meados da década de 50, a marca abandonaria as competições automobilísticas devido ao trágico acidente em Le Mans, quando quase uma centena de espectadores faleceram com o choque do carro de Levegh. A Ferrari, sempre oportunista, contratou Fangio naquele momento de dor. É um deleite saber que finalmente temos um carro Mercedes decente sendo dirigido pelo grande Lewis.

  4. Fernando Monteiro disse:

    Simplesmente sensacional. Neste vídeo podemos ver as grandes retas, o público com seus lenços brancos, pessoas nervosas acompanhando os pegas em Mônaco. É impressionante as derrapagens controladas , tudo ali era feito no limite, os caras afrontavam a morte. Era o máximo que se conseguia em desempenho. As marcas representavam a supremacia ou o fracasso de uma nação. Àqueles carros passavam facilmente dos 300 Km/h. Mais de 300.000 pessoas iam ver o GP de Avus para acompanhar a carnificina da velocidade onde os pilotos e suas máquinas eram verdadeiras bestas enfurecidas com pegas que passavam dos 350 Km/h com suas carrocerias streamliner onde a famosa e horrenda curva inclinada era feita a mais de 330 Km/h. Isso tudo na década de 30 meus senhores. A corrida, ou melhor, o Grand Prix dos carros da fórmula de elite em Nordschleife era um dos maiores acontecimentos do ano e tudo era filmado do alto em um dos modelos dos famosos Graf Zeppelin enfeitados com flâmulas e com imensas câmeras atreladas à sua estrutura que nos deixou esses registros fantásticos de uma época maluca que hoje nos parece lúdica.

  5. celsio disse:

    que espetaculo essa temporada tao fantastica quanto hoje

    pra quem gosta de dioramas eu fiz um de avus a alguns anos atras para visualizar é preciso ter facebook .

    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=453880511369449&set=pb.107633262660844.-2207520000.1375315087.&type=3&theater

  6. Felipe Fugazi disse:

    Saudades de uma época que eu não conheci…

  7. Luiz disse:

    O Saulo nos fez uma caridade aos mandar este filme!

  8. Alvir Luiz de Lima disse:

    Fantástico ver esses grandes pilotos dos anos 30, muitos dos quais tiveram suas carreiras interrompidas e até encerradas por causa da guerra. Sensacional ver o italiano Tazio Nuvolari – talvez o mais destemido (ou maluco) piloto de todos os tempos, andando a toda velocidade em tres rodas. Nessas horas é que eu pergunto: tem como fazer uma comparação desses pilotos e dos atuais??? E por isso mesmo, há condições de se criar essas famigeradas listagens de “o melhor de todos os tempos”??

    • Leo disse:

      Tem toda razão. Sem contar que esse caras eram “machos” de verdade, dirigiam veículos totalmente inseguros, sem assistência eletrônica alguma e ainda o faziam vestindo toucas e óculos de natação!
      :)

      • Fabio0800 disse:

        Quanta besteira. Os caras eram verdadeiros idiotas sendo jogados para a morte para delirio dos fans da carnificina. Eram gladiadores dos tempos modernos. Uns venceriam e outros morreriam. Nao acho graca nenhuma nisso. Prefiro mil vezes os atuais pilotos vivos, ganhando dinheiro e podendo gozar depois a sua aposentadoria com belas mulheres, ao lado dos seus filhos e netos com muito dinheiro e conforto.
        Essa historia de macho é papo furado.

  9. Jaime Boueri disse:

    Flavio,

    Há uns tempos atrás falei lá no meu blog sobre a corrida de 1937 aqui no Rio, no circuito da Gávea. Na época, garimpei um vídeo dessa prova, que passava (pasmem!) por dentro da atual favela da Rocinha!!!

    O link da postagem é esse aqui: http://blogdoboueri.blogspot.com.br/2012/09/rio-1937.html

    Forte abraço!

  10. Rodrigo disse:

    Imagina ver este vídeo com cores?

  11. Jayme disse:

    A Alemanha estava muito à frente em ciência e tecnologia, uma pena que o país tenha caído nas garras de nazistas e suas suásticas…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>