AGENDA FECHADA | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013 - 14:44F-1

AGENDA FECHADA

SÃO PAULO (sem novidades) – Com 19 etapas e a exclusão daquelas que tinham sido incluídas no calendário mais inchado de todos os tempos, saíram locais e datas do Mundial de F-1 do ano que vem.

Em relação à temporada que acabou outro dia, duas substituições: saem Índia e Coreia do Sul, entram Rússia e Áustria.

O México ficou fora, e a tal prova de rua de Nova Jersey deve estar sendo organizada pelos mesmos caras que queriam injetar dinheiro na Lotus.

Pena as saídas de Coreia e Índia pela qualidade das pistas. Mas os dois países ignoram a F-1 e não farão falta. Azar deles. Falta, mesmo, sinto do circuito da Turquia. A volta da Áustria deve ser comemorada. Afinal, gostem ou não, é o país da equipe tetracampeã. E o autódromo é uma delícia, assim como a região onde fica.

33 comentários

  1. Apache disse:

    Eu sempre gostei de A1

  2. Vale mais o Brasil fechar o campeonato do que Abu Dhabi! Fazer o quê?

  3. Gustavo Terra Targino disse:

    Cara esse circuito atual do Red Bull Ring (já desde dos tempos de a1- ring), não tem nada haver com aquele, aí sim, fantástico circuito da década de 80.Dá uma olhada neste aqui ( década de 80) http://statsf1.com/en/circuit-osterreichring.aspx
    E compara com este aqui (97 em diante) http://statsf1.com/en/circuit-spielberg.aspx

    Tiraram 3 curvas de alta e encolheram a reta, para enfiar 4 cotovelos novos. A f1 não está chata por falta de disputa ou competência dos pilotos, tá chata porque os circuitos não desafiam mais como antigamente.
    Os pilotos profissionais ainda são melhores que nós reles mortais, mas qq senta num carro e acelera até 300 e freia pra 90 e vira o volante, mas não é todo mundo que vem a 320 para contornar a mais de 200 algumas dessas curvas. Pole do Piquet em 87 – 256 km/h. Shumacher 2003 – 225 km/h. Com os carros muito mais seguros e tudo mais, pra mim tá ficando sem graça a brincadeira.

  4. Ainnem Agon disse:

    Para que a Coréia quer F1 se eles tem anjinhas?

  5. Giovanni disse:

    Muito bom saber que a Áustria volta pro calendário da F1 com o Red Bull Ring, antigo A1 Ring. A Globo provavelmente deve chamar “Circuito de Zeltweg, na Áustria” como chamavam, porque já na época eles não curtiam usa “A1 Ring” talvez por pensar ser um nome incomum pra divulgação da corrida. Agora que mudou de A1 Ring pra Red Bull Ring, então, nem se fala…

  6. Sanzio disse:

    Tenho o mesmo sentimento em relação à pista da Turquia…

  7. PedroL disse:

    Fico feliz pelo retorno da Áustria (Red Bull Ring), belíssimo.

  8. Carlos Zarattini disse:

    E nao tem mais ingressos para a corrida na Austria, em tres dias venderam TUDO!

  9. Vitão disse:

    A se lamentar a permanência do Bahrein, que na minha opinião, também deveria ter sido limado.

  10. gustavo maia disse:

    A não ser que alguém aparece com um mala de dinheiro em Nova Jérsei para o Bernie, o local continuará a receber um “PR move”, um medida de relações públicas especialmente em conjunção com a Infinity. Tá certo que é vitaminada em relação àquelas voltas com carros em cidades perdidas, mas será só PR. Ajuda, não se negue, a levantar a possibilidade de financiamento de uma futura corrida lá.

  11. Ricardo Cérbero disse:

    Apenas interesses comerciais para explicar um caléndário mal feito como esse, no que diz respeito a logísitica.

  12. Rafael Mafra disse:

    http://www.youtube.com/watch?v=YdKZSkgAr6c

    http://www.youtube.com/watch?v=K-h1fsBrHDE

    Os supercarrões dão show nesse traçado que também é show, que bom que voltou.

  13. Rafael Fuentes disse:

    Devia fechar em Interlagos. Quando o campeonato é decidido na ultima prova, aqui é sempre sensacional… diferente da bosta de Abu Dhabi. Fazeroque

  14. LucioSp disse:

    Caracoles….fizeram um autodromo daquele porte na Índia, gastou se um dinheirão, para receber o gp por 3 anos…pqp!

  15. David Santos disse:

    Por que a França também não é incluída no mundial de F1? Porque lá tem: A Renault – o melhor motor da F1 (já seria suficiente para atrair um belo número de fãs franceses); também agora tem o garoto-Grosjean (que na minha opinião tem potencial para disputar até títulos na F1) e tradicionalmente a França sedia grande competições automobilísticas como o famoso Pariz-Dakar e o famosíssimo 24 horas de Le-Mans. Vejo a pista de Paul Ricard como perfeitamente habilitada para a F1. Não consigo entender!

    • Alex disse:

      David, acho que a França poderia sediar sim, porque tem circuitos muito bons, porém a coisa não se restringe à qualidade do circuito, existem N interesses financeiros envolvidos, mas o Grosjean é Suiço, nascido em Genebra, e o Rallye Dakar há muito tempo não se chama Paris-Dakar e acontece desde 2009 na América do Sul.

    • Renato F1 disse:

      David, o melhor motor da Fórmula 1 é da Mercedes-Benz. A Red Bull é que possui o pulo do gato e fez um carro cuja aerodinâmica é muito boa. Ou seja, boa parte dos títulos da Red Bull se devem ao Adrian Newey.

  16. Loreno Menegotto disse:

    O que a cultura (ou a falta dela) faz de um povo. A India tem um circuito supimpa, uma equipe bacana, mas mesmo assim não conseguiu se deixar contagiar pela F1 (e acho que pelas corridas de carro em geral, visto a falta de pilotos indianos de qualidade…). Imaginemos uma equipe “Força Brasileira”… pachecadas à parte, não revitalizaria a relação do torcedor nacional com a F1?

    • gustavo maia disse:

      Já havia pensado nisso e tenho duas coisas a dizer.
      Primeiro, é possível que os indianos estejam mais próximos dos circuitos financeiros que levam à F1 do que os brasileiros.
      Nós, em segundo lugar, estamos distantes dos círculos industriais que envolvem a categoria. Qual contribuição técnica poderíamos apresentar? Combustível? Qual nossa participação na tecnologia dos motores elétricos dos carros? Os russos começam com uma equipe pequena, mas tem a kasperky na ferrari. Os indianos já sabem lançar foguete e construíram um porta-aviões. Nos nós complicamos para soltar balão e para construir uma caravela – coisa que os portugueses já fizeram literalmente há 500 anos.
      Afinal, uma equipe brasileira significaria o quê? Comprar as instalações de um time na Inglaterra ou produzir tudo aqui? Concedo que temos a embraer e as empresas em volta, mas isso produziria uma ferrari ou mclaren?
      Bem, se for para lavar, digo levar dinheiro, parece que os brasileiros já conhecem tecnologias melhores nesse campo.

      • Renato F1 disse:

        Gustavo, a McLaren e a Se Ferrari são equipes grandes hoje, mas começaram em algum momento da história! Esse é o mal do brasileiro: quer começar sendo grande. Se não for grande, nem comece! A Petrobrás começou grande na década de 1950? Não. A Force India começou grande? Não. Mas tem uma proposta de desenvolvimento e está crescendo a cada ano que passa!

        Falta ao Brasil fazer (e cumprir) um planejamento a longo prazo. Aí teríamos (novamente) uma equipe de Fórmula 1.

  17. Matteoni disse:

    A dúvida é:

    Com quantas corridas de antecedência Vet13l será penta?

    Será já na Áustria?

  18. Pablo disse:

    Vendo o calendário da F1 e da Nascar, a corrida de Austin da F1 vai ser no mesmo fim de semana em que a Nascar estará em Fort Worth. As duas cidades ficam no estado do Texas. Ou seja, vai dar M..

  19. JOSUE disse:

    Pois é Flavio, acho uma pena mesmo à do México, seria muito interessante ver a F1 atual, fazendo a Peraltada, quem sabe “flat”. Gostava muito das corridas de lá.

  20. Rafael Chinini disse:

    Coreia é um lixo de traçado.

    a Índia é legal! mas realmente, Austria!!! além de ser uma pista das antigas ao meu ver, é na Europa!

  21. Fernando disse:

    Pena mesmo é o Brasil deixar de encerrar a temporada

  22. Marcos Aldred Ramacciotti disse:

    Como a globo irá chamar o circuito da Áustria, já que, o mesmo tem o nome de Red Bull.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>