MENU

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013 - 18:33Nas asas

NAS ASAS

SÃO PAULO (ganhamos!) – Só pra informar que o governo brasileiro decidiu comprar 36 caças feitos em Trollhättan parecidos com meu carro aí embaixo. Na verdade, não sei direito onde a SAAB faz seus aviões, mas certamente eles são fabricados pelos mesmos gnomos que construíram essa belezinha. Americanos e franceses, com suas barcaças e produtos esquisitos, dançaram.

Olhando bem, os Gripen NG são mesmo a cara do meu Monte Carlo. Mesmo DNA. Se precisarem dar um talento na tapeçaria, indico o seu João lá da Saúde.

DSC08242

116 comentários

  1. Al Unser Jr. disse:

    Segundo a Wikipedia o motor deste Scania… digo, Saab é… … Volvo :D

  2. Mario disse:

    Flavio se permitir, um link com uma breve historia da Saab sobre desenvolvimento de caças a jat.
    http://www.aereo.jor.br/2013/12/22/ah-moleque-eu-sou-sinistro/

  3. Rodrigo Mota disse:

    pontos a serem ditos:

    1) o Gripen NG abre caminho para o “Gripen BR” que será fabricado no Brasil…

    2) como muitos falaram a grande vantagem do Gripen é que ele é pequeno, altamente manbrável e decola/pousa curto. não diria 400 metros, mas no MTOW de combate uns 600m até a V1 certamente que sim.

    -o que o torna perfeito para as nossas condições, cabe em praticamente qualquer pista e pode ser um elemento surpresa contra invasores. inclusive colocando alguns deles no Campo de Marte e Aeroporto de Jacarepaguá…

    3) como o Brasil vai participar do desenvolvimento do caça em breve teremos o “Sea Gripen” disponível e isso será muito interessante pois a nossa marinha poderá retirar os A4 da linha principal e colocar os Gripens navais na linha de frente.

    4) o Brasil precisa urgentemente de uma Força Aérea multi-tarefa. relegar tudo a um grupo pequeno de caças não dá certo. precisamos de caças com funções distintas para nos defendermos direito de possíveis invasores estrangeiros…

    -já temos o ALX (super tucano) como aeronave de ataque serrado ao solo e interceptação de aeronaves pequenas, altamente manobráveis e com velocidades abaixo de 230kts…

    -o Gripen NG como caça multi-função e que cabe em qualquer canto.

    e só o que temos…

    -precisamos de um caça de superioridade aérea com alcance grande, o Sukhoi SU-35 é ideal pra isso. vai de Manaus a Porto Alegre a Mach 1.5 sem escalas com um armamento muito grande e velocidade máxima de Mach 2.5…

    -também precisamos de um caça de interceptação imediata, sobe rápido, intercepta, destroi e tchau. o MIG-31 é ideal pra isso. distribua alguns deles no Brasil e veremos se alguém se atreve a nos encher o saco…

    -também precisamos de uma aeronave de ataque pesado ao solo para caso algum “engraçadinho” resolver estacionar alguns porta-aviões na nossa costa. o SU-25 é bom nisso e carrega armamento pesado com cockpit blindado, o equivalente é o A-10 Americano mas depois do que a NSA fez eu acho que não vai dar certo para o pessoal da Lockheed…

    5) o Gripen é uma evolução do Viggen que é uma evolução do Drakken. ou seja, a SAAB já sabe fazer caças com asa em delta faz um bom tempo…

    6) também já fez 2 Aviões civis muito bons, o SAAB 340 (concorrente do EMB-120 Brasilia) e o SAAB 2000 (concorrente do ATR-72 e do ATP). o problema é que a ATR que pertence a Airbus atualizou seus produtos e a SAAB não. mas tanto o 340 como o 2000 são muito bons…

    7) as opiniões na internet são muito interessantes, a esmagadora maioria achou a decisão boa, e olha só, inclusive os Americanos acharam boa! muitos metendo o cacete na NSA dizendo que a merda que eles fizeram custou um contrato de bilhões e o emprego de muitos americanos, e que o Brasil só defendeu os seus interesses e estamos mais do que certos…

  4. Francisco disse:

    Flavio,

    Os nossos serão feitos no Brasil em parceria com a Embraer. Mas os deles são fabricados em Linköping por camponesas louras suecas. Falando sério…são aviões maravilhosos, são pequenos, capazes de operar no meio da floresta a partir de trechos de estradas (decola e pousa em 400 metros sem paraquedas de frenagem), podem ser abastecidos, municiados e manutenidos por recrutas pouco treinados (tá bom…são recrutas suecos) e são capazes de operar interligados em rede (uma espécie de facebook militar). O sistema de datalink militar da suécia é tido inclusive como o mais avançado do mundo. Esses vikings não brincam em serviço. O que dá mais raiva é que o Brasil e a Italia foram convidados em 1982 para participar do início do desenvolvimento da primeira versão deste avião, mas resolveram seguir por outro caminho e fizeram a bosta do AMX. Quando eu era garoto ouvia falar no orgulho que era o Brasil produzir um caça. Hoje eu sei que na Italia os pilotos fazem piada do AMX: dizem que ele deveria se chamar F32 por que custa o dobro de um F16 (avião nitidamente superior), que só decola por causa da curvatura da terra (essa é a melhor) e que utiliza metade do combustível para fazer fumaça (por causa da antiquada turbina Rolls Royce Spey). Mas foi graças ao AMX que a Embraer absorveu tecnologia para fazer os E-Jets, melhor avião a jato regional do mundo.

  5. CUCA SAMPAIO disse:

    É IMPRESSAO MINHA O PARACHOQUE TRASEIRO ESTA DESALINHADO.

  6. Bruz disse:

    Sim, a melhor escolha. Até que em fim pensam com a cabeça. Em vez do Brasil virar fregues de tecnologias encriptadas, fica parceiro de uma tecnología de ponta e diferenciada. Os Gripen saen pela mitade do preço dos Rafales, 80% será producido no pais e a posibilidade de virar produto da Embraer. Para Suecia tambem foi um grande negocio pelo potencial do parceiro. Que franceses e gringos chupem esse lemão azedo.

  7. Ubaldir Jr. disse:

    A primeira coisa que pensei quando vi a notícia de que o Brasil tinha optado pelos caças da Saab foi no post do Gomes no dia seguinte… kkkkk.

  8. Aparecido Rodrigues disse:

    Enquanto a guerra fria corria solta, a Suécia estava preparada para ser a linha de frente contra o exercito vermelho, por terra, ar e mar, eles sabem o que faz. Foi a melhor escolha disparado, parabéns Brasil!

  9. Fernando disse:

    Esses avioes vão ser fabricados aqui no ABC…

  10. Ricardo disse:

    Fiquei muito contente em saber que teremos uma fábrica em São Bernardo do Campo! Comprei meu apartamento próximo a rodovia dos Imigrantes ano passado, e se nossa cidade voltar a prosperar como nas décadas passadas com a indústria automobilística, será realmente um colírio para os olhos!

  11. João Sarto disse:

    Caraca cara vc descola cada carro, tem um tempo atrás eu vi um Skoda pra la do Rio das Ostras num lugar que fui pedir informação, ele era um táxi ainda tinha taxímetro e a placa toda enferrujada da época, até lembrei desses carros que vc posta aqui.

  12. eduardo costa disse:

    Flávio boa noite. não sei se fará diferença, mas a fábrica da Saab Defense fica em Linköping, 280 km de Trollhättan e a estrada que liga as duas cidades passa muito próximo de outro lugar interessante, o museu da Husqvarna. abs, eduardo

  13. José Morelli disse:

    Flávio, o Brasil acertou em cheio na escolha da SAAB Gripen GN. O motivo é seguinte, a SAAB tá com o projeto da nova geração do caça JAS Gripen, que é o modelo NG (New Generation) que promete ser um ótimo caça supersônico que não fica devendo nada aos Rafale e aos F-18 (obsoletos na minha opinião).

    A decisão foi acertada porque como a aeronave é projeto ainda, o Brasil poderá, segundo o acordo firmado, participar do projeto e da produção do caça – isso significa um ganho intelectual importante pro Brasil, que aprendendo mais sobre a tecnologia supersônica, poderá dar passos importantes pra quem sabe um dia no futuro produzir os seus próprios supersônicos nacionais, sem essa de depender de aeronave estrangeira. Outra coisa importante, segundo o que andei ouvindo, a Suécia é muito mais “neutra” na OTAN, por isso não é tabu eles desenvolverem o caça abertamente junto com o Brasil. Esse tipo de liberdade não teria com o Rafale da França, porque primeiro ele já está pronto e segundo que a França não ia ficar revelando certos segredos de projeto porque ali é “OTAN futebol clube.” MUITO menos os EUA que também queriam vender caça ao Brasil, mas olha os caças que eles queriam vender ao Brasil, o F-18 da Boeing!!! Não tudo bem, pode ser um caça muito bom e é mesmo, mas os F-18 remontam à Primeira Guerra do Iraque, eu diria que remontam às duas últimas décadas da Guerra Fria, onde já sabiam que ele teria sucessor.

    Não havia escolha melhor do que o Gripen, entendeu o motivo? Tudo isso temos que colocar na conta do brilhante Brigadeiro-tenente-do-ar Juniti Saito, o atual manda-chuva da FAB (Força Aérea Brasileira). Acho que o trabalho do Juniti é seríssimo, bastante transparente, honesto, o cara é fera. Esse acerto aí é sem dúvidas o projeto de vida do Saito e de sua gestão!

  14. Dyego disse:

    atualiza essa porr@, man!!

  15. antonio stricagnolo disse:

    Dinheiro jogado na lata do lixo,qual a utilidade disso para o Brasil? Menos mal que comprou o mais barato,afinal pra que comprar o melhor do americano se não vai ter utilidade? Quem ve pensa que vão ser usados para invadir algum vizinho,ou então defender as nossas fronteiras virtuais,não dou muito tempo para ficar encostado por falta de peça e combustivel para usar,nos moldes de ambulancias e outras viaturas.Pode acontecer de surgir alguns ovnis para perseguir,nunca se sabe!

    • Mauricio Alves disse:

      Pelo visto você nada entende de Segurança e Defesa…

      • antonio stricagnolo disse:

        Segurança e defesa aqui? Um porto dominado por piratas no meio do Atlantico,largado,espoliado,com um povo sem a minima cultura de organização social e politica,povo politiqueiro no lugar de politizado com as fronteiras escancaradas ao contrabando de armas,drogas e animais silvestres, sera que ate agora não tomaram conta direito desse territorio só porque não tem avião?
        E as ruas tomadas pelos meliantes? São eles os piores? Eles estão ai porque o territorio esta abandonado sem liderança (boa) desde os tempos das descobertas.
        Defesa é ter cultura,trabalhar,ser industrializado,politizado e por ai vai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>