RÁDIO BLOG | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

sexta-feira, 7 de março de 2014 - 0:49Rádio Blog

RÁDIO BLOG

Não sou de escutar música muito alto no carro. Mas se tinha uma que explodia as luzinhas do meu Tojo era essa.

37 comentários

  1. conrado disse:

    taqueuspa……… muito boa essa gravação……

  2. Mauricio disse:

    Ainda me provoca arrepios e emoções.
    Que fim teve o Roger Hodgson?
    Apesar a forte influência do Pink Floyd, esse cara fazia muito.
    E pensar que nesse tempo, eram garotos de 20 anos que faziam isso com instrumentos de garagem.
    Estava outro dia vendo a gravação da musica Echoes do Pink Floyd (Live at Pompei). Eram verdadeiros garotos!
    Onde o talento foi parar gente!!!
    Estamos envelhecendo e nada de novo surgiu!

  3. Música sensacional.

    Quem resume bem o rock progressivo é o Rick Wakeman, quando esteve em Cuba, em 2005: “O rock progressivo foi libertador”. Não há gênero musical melhor.

  4. Jeambro disse:

    Passatão 83, Roadstar e Tojo gr-300 (aquele com eco) 4 falantes triaxial.
    Trilha sonora; Supertramp, Genesis, Yes, Queen, Pink Floyd, Scorpions ….

    Felicidade completa.

  5. Adilson de Souza Lima disse:

    !!!!!

  6. nelson disse:

    O Flavio sempre acerta nas musicas.

  7. Paulo H M disse:

    Bota está para o Benja Bach ouvir, na foxsport. Ele curte!

  8. Paulo Carvalho disse:

    Cara, demais. Não quero ser saudosista, mas que época musicalmente fértil.Bem diferente de hoje que as bandas parecem todas iguais.

  9. João Paulo Toledo Piza disse:

    Sonzeraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

  10. Kiko Prada disse:

    Esta versão é foda, ainda mais com a citação da musica Jerusalem (Emerson Lake and Palmer) quase no final. Outra matadora do Supertramp era Bloody Well Right….
    E pensar que isso tocava no rádio na época.
    Onde foi que perdemos???

  11. ed diogo disse:

    o que eu tenho ppara dizer:sacanagem hein,maravilha divina

  12. Cranio disse:

    Pô… Meu primeiro ídolo dos teclados foi ele… E essa música tambem ouví muito do LP “Paris” que tenho até hoje.

    Aliás, aquele show inteiro era bom demais… Sempre achei que a mídia não deu muita trela pro Supertramp. Eu acho que eles foram muito importantes pra serem esquecidos assim. Nunca ví uma retrospectiva, reportagem com esses caras…

    Valeu o toque!

  13. sinvas disse:

    que delicia

    nesta época
    um par de All Star no pé,
    um Passat TS,
    um Pioneer no painel e
    um som destes .
    “num fartava mais nada”
    era só curtir

  14. Essa é a primeira “música de adulto” de que tenho recordação. Meu irmão e eu, sei lá por quê, a chamávamos de “Música do Carro”. Ou seja, aqui é o lugar ideal para ela aparecer! :)

  15. Zé Rodrigo disse:

    Isso era e ainda é ótimo!!!
    Vai esquentando tipo 1500 / 2000 rpms até os 3:31, dali prá frente sobe até a faixa vermelha e fica :-)
    Mudando de “motor” mas mantendo as rpms no vermelho, re-ouvi semana passada o Jean Michel Jarrè…China, Equinox e otras cositas mas.
    :-)

  16. pulguento disse:

    putz meu que coincidência estou curtindo paris 79 ( em blu-ray, que chique ahahah ) e dando uma passeada pelo blog eis que abro o radio blog e vem essa maravilha, nunca tinha visto essa versão, valeu….

  17. Vitão disse:

    certas músicas que tem hora certa para ouvir. Esta do Supertramp para uma estrada serpenteando uma montanha. As vezes gosto de coisas exoticas, para uma manhã de sol, com o teto solar aberto, o terceiro movimento da nona sinfonia de Beethoven vai muito bem, se você nao tem pressa. Para uma manhã com chuva, o Lowland Band of the Royal Regiment of Scotland , com gaita de fole e tudo .

  18. Marcos Alvarenga disse:

    Piano elétrico + harmônica = Supertramp

    O toque do meu telefone é “Take a long way home”.

  19. Valente disse:

    Nada como começar bem o dia, acessei e estou ouvindo. Ótimas lembranças.
    Incrível como as músicas e bandas dessa época vieram, se firmaram, tornaram-se clássicos, transcendem o tempo e as gerações.
    As bandas e cantores de hoje em dia vem, explodem, flutuam por alguns meses ou um ano ou dois e depois se dissipam, dando lugar para as outras bandas e cantores que vem atrás com sede de sucesso e igualmente previsíveis e descartáveis.
    Quem viveu a época sabe o prazer e a emoção que era conseguir finalmente comprar aquele LP logo que era colocado à venda…

  20. Luis Fernando Borro disse:

    O Tojo com certeza era o GR 100….

  21. cedujor disse:

    Que tal escutar “Take The Long Way Home ” a bordo do Goiabinha!
    Putz, lembrei do meu Tojo GR 100A, comprado no Mappin…

  22. Gustavo Amaral disse:

    Putz, e se compararmos essas músicas com as que “temos” nos dias atuais, meu Deus, quanta diferença!!!

  23. jose carlos disse:

    voce sabia que o phil collinscorre de rallye de veteranos na UK?

  24. Déo Neto disse:

    Pois é, este post só serviu para atrapalhar meu dia. Tinha que sair as 8:30hs e estou aqui até agora, acaba um video e eu abro outro para ver e escutar esta preciosidade. Obrigado Sr Flávio Gomes por atrasar todo o meu dia.

    Forte abraço,
    Déo.

  25. Pedro disse:

    Pelo tempo da obra, imagino que teve quem desce-se a serra pela Anchieta antes da música acabar.

  26. Marcos Musachi disse:

    Como você , eu também curto Supertramp. Eu ainda tenho um GR-300 com eco. Não sei se funciona. Mas tenho. Também ouvia com uma colega falecido, esta bolacha. Muito bom !!! Adorei a lembrança!!

  27. Geraldo disse:

    Eu tenho o vinil importado do show “Paris” …. e tenho em CD … e está no meu computador … e sempre vai no pen drive …

    Elogios à parte, a separação do Super Tramp foi ruim para todos … o Super Tramp nunca mais foi o mesmo … e a carreira solo do Roger Hodgson também não decolou … coisas da vida …

  28. José Brabham disse:

    Até hoje, esta aí, junto com “Crime of the Century” são minhas preferidas para ouvir em uma estrada solitária à noite…

  29. ivan disse:

    oi Flavio. Acho que somos da mesma época. Obrigado pelo Túnel do Tempo.

  30. Alexandre - BH disse:

    A minha Basf laranja até embolava de tanto ouvir essa maravilha!
    Incrível como os caras faziam músicas de 10 minutos e a gente torcia para que não acabasse, né?

  31. Alex disse:

    nossa…o cara é um monstro. E o Rick Davies é extraordinário também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>