JACK BRABHAM, 88 | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

segunda-feira, 19 de maio de 2014 - 9:25F-1

JACK BRABHAM, 88

jbtriaus88

INGOLSTADT – Chego e dou de cara com a má notícia: a morte de sir Jack Brabham, aos 88 anos, na Austrália. Tricampeão do mundo, foi para seu país o que Emerson Fittipaldi representou para o Brasil: alguém que abriu portas. No caso de Brabham, com o adicional de ganhar um Mundial a bordo do carro que ele mesmo construiu. O único, diga-se.

Mark Webber escreveu um texto bonito no seu site oficial. Contou que numa das últimas vezes em que estiveram juntos, Jack mostrou seu desagrado com a possibilidade de o conterrâneo deixar a Red Bull para correr na Ferrari. “Ele me disse que ficaria muito chateado se eu fosse porque, para ele, seria uma traição absoluta, já que a Ferrari era sua maior motivação: era a equipe que ele queria derrotar, na época”.

Todas as homenagens a Jack Brabham, um dos grandes, mais um, que se vai.

56 comentários

  1. Luis Vieira disse:

    Sempre que leio sobre o Brabham e sua importancia para a historia do automobilismo lembro do Piquet.

    Em uma entrevista (já antiga) perguntaram para o Piquet se ele tinha algum idolo no automobilismo. Ele não teve duvidas e respondeu que só tinha um… Jack Brabham, por ter sido o unico capaz de ganhar um titulo de F1 fazendo o proprio carro.

  2. Paulo Pinto disse:

    Foi-se o homem, foi-se a máquina. Ficaram as lendas e suas histórias.

  3. Caê Guimarães disse:

    Dos grandes da F-1 que se referem ao Jack Brabham com a reverência e referência merecida, o único que vi e ouvi salientar várias vezes sua importância foi o Nelson Piquet, talvez sua mais completa tradução e continuidade.

    Nelsão, também tri, não teve uma equipe própria – outros tempos e/ou interesses pessoais. Mas se a tivesse, certamente repetiria o feito do grande aussie. RIP, Sir Brabham.

  4. Eduardo Aranha disse:

    Muito interessante a cobertura do Grande Prêmio sobre o grande Jack Brabham, Todavia, quando se avalia os melhores pilotos, a partir do grupo dos campeões da categoria, acaba-se excluindo um dos melhores pilotos de todos os tempos: Stirling Moss. É a mesma sensação que sinto, quando se exclui a Seleção de 82, do grupo das melhores seleções brasileiras de futebol. Moss e a Seleção perderam o campeonato porque a bruxa estava à solta. Só assim se explica o Brasil levar 3 gols de uma Itália, que vinha se arrastando, e Moss ter sido o único tetra vice-campeão (de 55 a 58) perdendo campeonatos por migalhas..

  5. nelson disse:

    Grande piloto e grande pessoa. O próprio TUDO DE BOM.

  6. Robertom disse:

    Gênio, a simbiose piloto-engenheiro-mecânico mais perfeita que já existiu,(conceitualmente seu sucessor foi Piquet).
    Viveu a grande aventura do automobilismo romântico e agora parte para a eternidade em paz e com o dever cumprido.

  7. evandro garcia disse:

    Jack é um daqueles “homens” que o Berger falou em entrevista ao Esporte Espetacular, que pilotavam carros de verdade e dirigiu uma equipe com carros e pilotos de verdade, perdemos um icone logo após alguns pilotos e dirigentes da F-1 darem a entender que é melhor pilotar um carro silencioso com um motor elétrico ajudando, do que pilotar carros com potencia pura, queimando gasosa pra valer, desculpem, o post não tem nada a ver com o meu comentário, mas tinha que desabafar!

  8. Rodrigo disse:

    Grande perda para o automobilismo. Vai sem ter sua real importância valorizada e popularizada. Em tempos de garotos campeões como Alonso, Vettel e Hamilton, a saudade de quando o esporte era feito de homens talhados em oficinas sujas e escuras. Homens que conheciam suas máquinas e delas sabiam extrair o máximo, sem telemetrias ou engenheiros para ficarem lhes falando ao ouvido em que marcha tem de estar. Piquet, Brabham, Fittipaldi, Lauda e G. Hill. Esses são os caras.

  9. Edison Guerra disse:

    Lembrei-me deste vídeo, um evento histórico de 1978, por ocasião do GP da Austrália, numa curta prova de 4 voltas na pista de Sandow Park, onde Sir Jack e Juan Manuel Fangio “duelaram” com antigos carros da F-1:
    http://www.youtube.com/watch?v=cVggt1fv34c

  10. O Jack Brabham já era uma Lenda Viva, mas agora ele entra para o seleto grupo dos Imortais da F1. Será que ele abriu mão do Treta em 1967 para deixar o colega Neozelandês Danny Hulme ser Campeão? Essa seria uma pergunta que eu faria pra ele. O feito de ele ser campeão com o próprio carro jamais será igualado ou superado. Vai Com Deus Sir Jack Brabham!

  11. Joel LIma disse:

    A morte do grande Brabham nos lembra de um personagem ímpar na F1 = piloto que venceu um mundial com um carro desenvolvido por ele mesmo, em sua própria equipe. Algo raro – mesmo no período em que ele pilotou. E, eu afirmo sem muito medo de errar, algo que nunca mais acontecerá, levando-se em conta os números pornográficos exigidos para se ter um carro campeão. Veja só o caso da Mercedes= voltou a categoria em 2009 e depois de meia década e quilos de dinheiro é que vai faturar o título de pilotos; ou o casa da Toyota que torrou dinheiro em seu período de equipe de F1 e não conseguiu nada.

  12. Jonny'O disse:

    Jack Brabham foi muito importante em vários aspectos na F1.Não foi somente um piloto fora de serie (qualquer um que vence 3 campeonatos é fora de serie ) , mas era um cara que somava a qualquer equipe dos anos 60 sua capacidade de interpretação sobre a necessidade imediata daquele momento.

    Na verdade os 3 campeonatos de Brabham tinham em comum a realidade financeira ridícula de suas equipes (seja ela Cooper em 59 e 60 e Brabham em 66 e 67) perante as demais equipes .

    Se qualquer um fizer uma reflexão do layout técnico da Brabham-repco de 66 e 67 vai encontrar um conjunto técnico teoricamente obsoleto…… todos os times já usavam o chassi monocoque em alumínio rebitado (técnica da aviação ,um avanço muito caro na época) , enquanto na Brabham era tudo em tubo soldado ,suspensão off board e tanque de gasolina amarado na lateral .Enquanto os demais times usavam todos motor de 4 valvulas por cilindro (coisa já minima pra se ter potencia na época) o motor repco era só de 2 válvulas porque não caberia no chassi que era aproveitado da antiga f1 de 1500cc. Tudo isso pra poder alinhar um carro pra nova categoria de 3 litros.

    E com essa piada técnica Brabham foi campeão em 1966.

    Brabham foi um dos maiores sem sombra de duvidas ,tomara que apronte das suas na F1 lá do céu!

  13. Rafael disse:

    Não vou dizer que estou profundamente abalado, nada. Não o vi correr, nem pelo youtube…
    Mas é uma figura importante e que deixou uma historia bonita na F1.
    Que a familia, amigos e aqueles que o admiravam fiquem bem.

  14. Roberto Andrade disse:

    Ok, legal, homenagem, e tal… Mas ser campeão com o próprio carro não é NADA se comparado ao que Shcumacher fez na Ferrari, pegando SOZINHO o time do LIXO e levando-o ao topo do topo do topo!

  15. Mario Gasparotto disse:

    Em vários livros especializados sobre Fórmula 1 que li, percebia que os jornalistas britânicos eram muito injustos com Jack Brabham, sempre o ranqueando muito abaixo do que ele realmente representou no automobilismo. Tricampeão Mundial, nunca teve o seu real valor destacado no meio da Fórmula 1, muitas vezes esquecido até, em rankings dos melhores de todos os tempos atrás de pilotos que ganharam um ou até mesmo nenhum título mundial. Descanse em paz, Sir Jack Brabham!

  16. Sil C San disse:

    McLaren, Ferrari,Tyrrel, Brabham. Sobrenomes importantes de homens que deixaram um grande legado, cada um dentro de suas habilidades.

  17. Marcelo disse:

    Bom lembrar, Jack Brabham foi tricampeão com apenas 80 corridas, a bordo do carro que ele mesmo construiu…poderia ser tetracampeão em 67, mas perdeu o título para seu companheiro Denny Hulme. Isso mostra que que Jack Brabham disputava de forma justa, sem ordens de equipe como aconteceu por três vezes com Fangio(51 Fagioli, 55 Moss, 56 Collins), ou Andretti contra Peterson em 78. Ao volante, o australiano foi um piloto ímpar, da sua geração foi o único tricampeão no período dos anos 60. Tecnicamente se destaca como melhor tricampeão da Formula Um, enquanto Jim Clark dependia exclusivamente do genial Colin Chapman (espécie de Newey da época), Brabham construía seu próprio carro e chegava ao título, um feito único que deixa todos os campeões da Formula Um no chinelo! Os australianos perderam um grande esportista e um grande homem.

    Não me lembro de Jack Brabham minimizar os feitos dos campeões dos anos 2000 por causa da tecnologia embargada. Brabham sempre soube que a coisa sempre foi mais embaixo, afinal estamos falando de um campeonato mundial, ninguém se torna campeão de forma fácil…tem que fazer acontecer!!!

    Vai em paz grande campeão!!!!

  18. rodrigo botana disse:

    esse é o neto do saudoso jack brabham que ta andando muito na indy lightys
    http://www.youtube.com/watch?v=YjPuArDOA-A

  19. luia alberto disse:

    Dos pilotos que realmente desenvolviam seus carros só esta sobrando Jim Hall,o verdadeiro automobilismo de competição esta agonizando,sufocado por muitas regras e restrições.

  20. rodrigo botana disse:

    o neto dele anda muito ta andando muito esse ano na indy lightys , o mathew brabhan ,filho do filho mais velho do jack brabhan ,o geooff brabham, que correu anos de imsa e formula indy,logo estara na formula indy o mathew brabham neto do saudoso jack brabham

  21. D disse:

    Muito triste a notícia do falecimento de Jack Brabham. Uma lenda do esporte que nos deixa. Decidi fazer um levantamento “in lieu” desse acontecimento.

    - Agora o campeão mais velho ainda vivo é John Surtees com seu título conquistado em 1964.

    - Logo em seguida na lista dos campeões ainda vivos estão Jackie Stewart e Emerson Fittipaldi.

    - Até 2013 a F1 teve 32 campeões diferentes
    - Desses, 20 ainda são vivos, incluindo Michael Schumacher
    - Dos 20 campeões vivos, 5 participam da atual temporada de 2014
    - 12 campeões estão mortos. Senna tem o título mais recente entre eles, 1991. E o último a nos deixar foi Jack Brabham.

    - A F1 teve 5 novos campeões na década de 50
    - 6 nos anos 60
    - 6 nos anos 70
    - 5 nos anos 80
    - 5 nos anos 90
    - 4 nos anos 2000
    - e apenas 1, Vettel, da década de 2010 até agora.

    - São 64 títulos disputados até agora
    - 23 desses títulos já perdemos para a eternidade
    - 34 pertencem a pilotos ainda com vida
    - 7 são de Schumacher que ainda luta pela vida o que totaliza 41 títulos de pilotos ainda vivos.
    - 9 títulos continuam em atividade na F1. 4 de Vettel, 2 de Alonso e 1 de cada para Kimi, Lewis e Jenson.

  22. Paulo Pinto disse:

    Campeão na categoria, como piloto e como construtor.

  23. Winston disse:

    Tenho um comentário que não é sobre o Jack Brabham porque não sei o que dizer nessas horas. Então o comentário é o seguinte.
    Tenho notado uma diminuição do meu interesse pela F1, será que é porque nunca gostei de cinema mudo?
    Pensei se seria porque só tem um ganhador, mas na moto GP também só tem um ganhador um e tá um verdadeiro show. Será que é pelo fato de eu não ser dentista? (“Quem gosta de motorzinho é dentista!” já viram a frase?)
    Sei não mas também não tô nem pensando em gastar mais tempo pensando nisso.
    A! Flavio, esse site novo do GP também ficou meio enfadonhozinho(existe isso?).

  24. Vitão disse:

    O Grid no céu vai estar melhor no próximo domingo. Grande piloto, construtor, empresário. Deus não está sendo justo conosco. Podia ter mandado o sedão branco para revisão.

  25. Ulisses disse:

    Um dos maiores! Senão “o maior”, segundo Piquet!
    Hoje é um dia triste para o automobilismo!
    Esses ícones, quando não estão, fazem sempre muita falta.

  26. Maurício MV. disse:

    RIP Sir Jack.

  27. Alex disse:

    Mais uma perda enorme. Pelos rumos que a F-1 tomou, ninguém jamais poderá repetir seu feito. Infelizmente nem o extraordinário, único, genial Jack Brabham pode viver para sempre.

  28. José Brabham disse:

    Fiquei triste hoje… Farewell Sir Jack!

  29. Alvaro Ferreira disse:

    Mais um dos grandes que se vai. Eu torcia contra, já que era adversário do Jim Clark, o único piloto que foi meu ídolo, mas ao mesmo tempo eu admirava demais o australiano. Piloto de grande técnica, inteligente e sólido. E, junto com Ron Tauranac, construiu carros extraordinários, não apenas confiáveis e rápidos, mas muito bonitos. Não só os F1; seus F2 mandavam no Europeu e mesmo os F3 detonavam a concorrência aqui nos Torneios Sul-Americanos.
    Sujeito de uma outra época, das corridas de verdade.

  30. disse:

    Sobrou Tio Frank para honrar a verdadeira F1.

  31. Maurício disse:

    Talvez o único ídolo de Piquet.

  32. Paulo Emilio disse:

    Que triste modo de começar a semana ! Lembro da estreia do Emerson Fittipaldi na Formula 1 em Brands Hatch 1970 , corrida que o Jack Brabham perdeu a poucos metros da bandeirada, por falta de gasolina, terminando em segundo ! Aos 44 anos, em seu ano de despedida na Formula 1 , neste mesmo ano, quase venceu em Mônaco, perdendo também na ultima curva ! Venceu apenas o GP da África do Sul , mas foi competitivo até o fim,sua perda representa o fim do pilotoque literalmente metia a mãona graxa, piloto fantástico, mecânico e engenheirodosbons ao mesmo tempo ! ” All good things must come to an end ” R.I.P Jack Brabham !

    • Filipe disse:

      Ele meio que teve esse problema de última volta nesse ano, o último da carreira. Além desse GP, em Mônaco, ele “esqueceu” de frear no Gasômetro, há metros da bandeirada. Com isso, perdeu a corrida para o Rindt, que seria campeão.

      Se não vale. Mas, mesmo assim, se não tivesse perdido essas duas, tinha se aposentado com 44 anos, tetracampeão do mundo e com dois campeonatos a bordo do seu próprio carro.

      Da turma das antigas, Brabham, Emerson e Mario Andretti são os meus preferidos.

      • Rallyman disse:

        Brabham perdeu a freada por uma desconcentração momentânea devido ao cansaço: ele passara a noite da corrida trocando ele próprio o motor de seu carro. Rindt tinha então 28 anos e Brabham 44.

  33. alan disse:

    Piloto de verdade, senna era fichinha perto dele…..

Deixe uma resposta para viúva solitária Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>