A DROGA DA DROGA | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quarta-feira, 24 de setembro de 2014 - 20:31Automobilismo internacional

A DROGA DA DROGA

SÃO PAULO (larguem) – Não vou despejar aqui nenhum discurso moralista. O que penso sobre o uso de drogas não vem ao caso. Mas no esporte, e num esporte perigoso como o automobilismo, é inaceitável.

Antes de mais nada, deixo claro que estou comprando a versão da promotoria que está cuidando do caso da morte daquele piloto nos EUA, atropelado por Tony Stewart numa corrida de midgets num pequeno oval de terra. Ela diz que o rapaz, Kevin Ward Jr., tinha fumado maconha pouco antes da prova.

Ward Jr. se irritou com um toque que sofreu de Stewart, saiu do carro para reclamar, foi para o meio da pista, Tony não viu o menino, atropelou e matou. Uma desgraça.

Não é o caso de demonizar o rapaz, evidente. Maconha é uma realidade muito próxima de todos os jovens. Mas, porra, Kevin, fumar antes de uma corrida? Porra, Kevin. Você colocou em risco a vida de todo mundo que estava correndo com você, rapaz. Você colocou sua vida em risco.

Você morreu de bobeira, Kevin.

98 comentários

  1. alan disse:

    Vamos fazer um enquete, Quem confia em maconheiro…….

  2. Alsan Matos disse:

    Ih, Flávio, q situação q vc arrumou, hein! Nesses tempos de hoje, feio é “criminalizar a vítima”. A propósito, concordo parcialmente contigo. Acho também q o Tony Stewart tem seus contatos, na real ele deveria ser responsabilizado sim, mas como é um figurão, vai dar em nada pra ele. A culpa fica pro maconheiro, não por ser maconheiro, mas por ser desconhecido. E quem garante q T. Stewart também não dê seus tapinhas. Enfim, vacilou, perdeu, vai pra vala. Assim é a vida, linda mas dura.

  3. Maconheiro disse:

    Para os preconceituosos que não sabem absolutamente nada sobre maconha vou desenhar:
    O efeito da maconha dura uma hora no maximo duas, portanto se o cara fumou antes da corrida, no momento do acidente ele estava de cara. Não adianta falar que o efeito pode ter durado mais, pois fumo há 30 anos e sei do que estou falando. Já estive em Amsterdam e passei uma semana fumando de 5 a 10 gramas por dia e depois de uma a duas horas de fumar um baseado estava de cara.
    Sou piloto de Kart e conheço vários pilotos de Kart que fumam e NINGUÉM fuma antes de uma corrida, pois o efeito da maconha faz a pessoa ficar mais lenta, o efeito é calmante, desta forma se o cara fumar um antes de uma corrida ele vai ficar mais lento.
    Acredito que o cara fumasse, pode ter fumado na noite anterior, ou até na manhã do dia da corrida, mas momentos antes nunca.
    Se ele tivesse chapado, nunca teria saido do carro para pagar sapo para o outro, teria ficado morrendo de vergonha dentro do carro e sairia com a cabeça baixa pensando que se não tivesse fumado não teria batido.

    • alan disse:

      Tai um caso raro de maconheiro sincero…..

    • Cranio disse:

      Hahaha… Boa…

      Quem em sã consciência fumaria maconha antes de uma corrida? Que tipo de vantagem poderia ter? Se tivessem falado cocaína ou alcool, até vai… Para se sentir mais “fodão” e tal… Mas concordo que maconha não dá este estímulo para uma corrida.

      E os caras disseram no relatório que havia sinais muito altos de THC no sangue do figura. A maconha leva, em média, um mês (depende do metabolismo de cada um) para sair completamente do sangue.

      Ainda acho que livraram a cara do Stewart nessa. Não que eu ache ele culpado, mas pra não manchar a carreira do que ficou vivo.

  4. Luis disse:

    Motorsport is dangerous. O uso de quaisquer substâncias que alteram o seu estado padrão torna o esporte mais perigoso.

    Foi uma morte estúpida. O rapaz nunca deveria ter entrado no meio da pista – terra, noite, corrida em andamento. Difícil afirmar como a maconha alterou a capacidade de julgamento dele. Difícil dizer se o Stewart poderia ter tido alguma ação ou julgamento diferente naquela situação. Caso triste, mas siga-se adiante.

    • alan disse:

      Realmente Luis, é difícil afirmar categoricamente, mas como esses casos não são tão frequëntes (ser atropelado), parece que sim que algo a mais esteve presente ( os outros pilotos que saem dos carros não se arriscam tanto) e no caso o mais provavel seria que a percepção, o dicernimento e as reações do atropelado estavam diminuidos e prejudicados pelo uso de drogas…. UM EXEMPLO TRÁGICO MAS MUITO VÁLIDO!!!!! Quem for sdábio e prudente que aprenda com isso!!!!

  5. Rodrigo Monteiro disse:

    Embora seja, de fato, inadmissível qualquer um dirigir sob efeito de qualquer substância proibida, o menino não morreu de bobeira e muito menos por ter supostamente fumado maconha. Ele morreu porque o medalhão quis dar uma de gostoso e resolveu tirar uma fina do garoto. Ele não morreu por ter fumado, morreu por ter sido atropelado. Podemos discutir se o menino não deveria ter saído do carro, podemos debater se o Ward o avistou ou não, mas jamais alimentar o álibi hipócrita de que ele morreu por ter fumado maconha. Mas desde que vi o Flávio postando essa notícia aqui que já dava para esperar qualquer tecnicalidade que salvasse a pele do medalhão.

    • alan disse:

      Morreu de bobeira SIM !, porque so um BOBO turbinado com maconha decide entrar numa pista de corrida com os carros ainda em disoputa e alta velocidade, a maconha usada no caso tirou o pouco de juizo que o cara tinha e ele pagou caro por isso, como muitos maconheiros por ai, mas infelizmente as vezes pessoas sem nada a ver cokm a vida do viciado acabam sendo prejjudicadas juntas. Agora jogar a culpa num piloto que estava numa disputa oficial, dentro da pista, que nao teve como evitar o acidente que na verdade foi provocado pela imprudencia;negligencia de um inconsequente que estava grogue de tanta maconha, negar ou relativizar isso significa aceitar desculpas esfarrapadas e argumentos pifios que sao somente um monte de baboseiras inuteis.

  6. Fernando disse:

    Primeiro ponto: fumar maconha antes de uma corrida é ilegal e pode prejudicar a segurança de todos envolvidos,pois há uma porção de efeitos prejudiciais aos sentidos da pessoa.

    Segundo ponto: associar o fumo à postura imbecil do cara de ficar esbravejando no meio da pista é desonestidade intelectual.

  7. Celio Ferreira disse:

    Pessoal eu não apóio o uso nem de cigarro , quanto mais de maconha e outros
    quetais, Fumou maconha Kevin pra mim perdeu a razão e a vida.

  8. Luiz Lavor disse:

    A nossa Sociedade alcoólatra, “moralista” e hipócrita,
    Só há 1 fato nesta história e é, ele não deveria ter fumado antes da corrida e ponto, o fato não é droga A ou droga B e sim o consumo de uma substancia ilícita proibida no regulamento que altera sua capacidade de discernimento, se te deixa ligado no 220v ou lento feito um 147 rebocando um Opala, não importa

    Agora, lembram disso? http://www.youtube.com/watch?v=wTJVcgLRqrA

  9. Alex Santos disse:

    Darwin agiu, pena que usando o Stewart como álibi.

    Se realmente for comprovado que ele fumou, pode jogar a culpa nele. Coitada da família. Uma pena!

  10. Daniel disse:

    Pô Flávio, sem querer fazer apologia ou algo do gênero, mas maconha não é alucinante e tampouco tira as faculdades mentais de alguém a esse ponto! Ele ficaria sim com reflexos menos apurados e não deveria mesmo ter fumado antes de correr, mas aí apontar q isso ocorreu pelo uso da mesma, é complicado.

    Esse discurso dos hipócritas de plantão (o q não acho q seja seu caso) contra a legalização da maconha então, como fazer? Pois o álcool e o cigarro matam mto mais que ela e são legalizados há tempos

    Foi uma fatalidade, q não deve ser resumida dessa forma rasa

  11. Seinfeld disse:

    Se estivesse chapado de maconha não ia nem conseguir sair do carro, quanto mais sair pra brigar.

    Se fosse outra droga como cocaína ou crack que deixa o cara alucinar a ponto de se sentir um super-homem com mania de grandeza, eu acreditaria na influência da droga nesse caso.

    Não estou defendendo a maconha. Mas já foi estudado e provado que o “efeito” é diferente das drogas sintéticas.

    Essa multidão de bandidos que andam barbarizando por aí não estão sob efeito (só) de maconha, tenham certeza.

  12. Ted de Gros disse:

    Área de comentários de qualquer site: O local preferido para os brasileiros demonstrarem suas opiniões a lá século XIX sobre todo e qualquer assunto.

    Me impressionam três fatos. 1 – Como ninguém realmente lê os textos que comentam, ou, se leem, não sabem interpretar. 2 – A quantidade absurda de opiniões fascistoides sobre tudo e qualquer coisa. 3 – A imensa quantidade de pessoas absurdamente corretas que comentam. Incrível são todos exemplos de bom civismo a lá direita linha dura!

    Não acho correto o garoto fumar maconha antes de entrar numa pista de corrida, assim como não acho correto ele ir reclamar com o Stewart e também não concordo com a tiradinha de chinfra que o segundo deu um segundo antes de acertar Kevin.

    Mas é um absurdo sem tamanho encerrar o caso por causa disso. Se você vem dirigindo irresponsavelmente e atropela alguém, a culpa será tua mesmo que a outra pessoa s esteja completamente alucinada na droga, ponto.

    Kevin ter fumado não é a coisa mais correta, mas isso não livra Stewart de toda e qualquer culpa.

    • Anselmo Coyote disse:

      Como é que é? Dirigindo irresponsavelmente? Estamos falando de trânsito urbano?
      Não. O cara não estava “dirigindo”. Estava pilotando um carro de alta performance em alta velocidade num circuito onde vence o mais veloz, numa disputa regular. Se há alguma coisa objetiva nisso tudo é que o rapaz saiu do carro e foi para o meio da pista entre os carros reclamar. E ainda havia usado uma substância entorpecente.
      Outra coisa: alguém aqui, alcoólatra, ou não, disse que se Kevin estivesse alcoolizado estaria tudo certo e que está errado só porque era maconha o que ele tinha usado?
      O que é que há, meu Deus?
      Quer dizer que se eu tiver dirigindo irresponsavelmente…
      Vamos lá:
      1. transitar a 54km/h numa estrada onde a máxima é 110km/h é infração de trânsito, logo é direção irresponsvel.
      2. neste caso se um alucinado se jogar na minha frente e for atropelado a culpa será minha? Porque eu estava andando devagar demais?
      Bom… neste caso se eu tivesse mais rápido eu já teria passado quando ele se jogou, por isso a culpa é minha. Mas o raciocínio se aplica também se eu tivesse a 111km/h. Se tivesse mais rápido já teria passado quando o alucinado se jogou.
      Essa simplificação é ridícula.
      Abs.

      • alan disse:

        O RACIOCINIO DO TED DE GROS JA NAO FUNCIONA HA MUIITO TEMPO

      • Ted de Gros disse:

        Muita erva, Alan!

      • Ted de Gros disse:

        Anselmo, das duas, uma. Ou vc não leu o que escrevi, ou vc também está sob efeito do cigarrinho do capeta.

        Não especifiquei velocidades, nem que o camarada pularia na frente do seu carro. Leia outra vez e vc vai entender.

        O que disse é um dos fundamentos do direito, simples. É o seguinte, se vc agiu irresponsavelmente e causou dolo a outra pessoa, não interessa o estado em que a outra pessoa estava, a responsabilidade é tua. Simples.

        E, de verdade, quer que eu desenho ou agora vc entendeu?

      • Ted de Gros disse:

        Anselmo, simplificando, ao máximo agora.

        Se Stewart foi imprudente ao tentar jogar lama e acabar atropelando o garoto, não interessa se o Kevin tinha fumado ou não, a ação foi do Stewart.

        Se Kevin estivesse mutcho loco e se jogasse na frente daquele buggynho do capeta, blz. Mas não foi isso que aconteceu, tanto que o carro bateu nele da lado.

        Menos moralismo canhestro e mais interpretação de texto, por favor.

        De verdade, não tem como simplificar mais.

  13. Ricardo Bigliazzi disse:

    Drogas são uma droga.

    Levante a mão no blog que não tem um amigo que não morreu por causa dessa bagaça.

    Obs.: Para quem levantou a mão digo que é apenas uma questão de tempo.

      • Maconheiro disse:

        Fumo há 30 anos e nunca ouvi dizer que alguém morreu de over dose de maconha. Não conheço ninguém que tenha morrido por over dose de nenhuma droga. Conheço sim, pessoas que morreram em função da guerra contra as drogas. Alex você é tão burro que não consegue enxergar que as autoridades dão a exclusividade de venda e produção para o crime organizado sem que o mesmo precise pagar impostos?
        A guerra contra as drogas mata mais que o uso de todas as drogas licitas e ilícitas juntas. Esse país já acabou com o preconceito contra negros, deficientes e gays, só falta acabar com o preconceito contra a maconha. PS nunca tomei remédio tarja preta ou para dormir, tenho meu remédio que é proibido, porém mais eficiente e sem efeitos colaterais.

  14. Marcelo Silva disse:

    Concordo com quem escreveu aqui antes ! Quer dizer que todo valentão que saiu de seu carro , soltando bravatas , estaria dopado ?

  15. alan disse:

    Dizem que a maconha relaxa…. mas este e so o efeito inicial da droga, depois desse relax inicial o usuario fica inquieto, agressivo, violento, alterado, quem nunca viuum maconheiro quebrando tudo a sua volta, batendo ate na mae e roubando ate o pai pra sustentar o voicio e que nem 3 policiais nao conseguem segurar…… dificil acha um maconheiro que nunca tdenha feito algo assim ou parecido……. ISSO E FATO CIENTIFICO
    No Estado do Tocantins, na Capital Palmas, recentemente um maconheirinho que mora num famoso condominio simplemeste resolveu que queria pular do alto cdos 15 andares (mas nao conseguiu porque o telha tem varios niveis), quebrou todo acesso ao telhado (prejuizo)+ vergonha para a familia+vergonha para todo o condominio, nao contente, no mesmo dia foi ao aeroporto local e quiz incendiar o aeroporto, avioesd, ameacou pilotos e outros funcionarios, quebrou um monte de coisas so porque queria visitar a namorada no rio apos nao conseguir pular do predio, finalmente foi detido a forca pela Policia Federal, a familia pagou uma grsana alta pela fianca pois o bacana nao trabalha, outra grana pelos estragos no aeroporto e no condominio, alem da vergonha para a familia, vizinhos de condominio, atrasos no aeroporto, processos a responder, etc……. UM MACONHEIRO ATRAPALHA;INCOMODA MUITA GENTE!!!!!

    • Alessandro disse:

      Cara, para escrever um comentário deste nível você realmente não sabe nada sobre o assunto. É incrível como nestes comentários só encontramos pessoas que são exemplos de conduta social. É bem mais provável que um pai de família chapado de cachaça,. que não tem dinheiro para comprar leite para os filhos mas que consegue recursos para a bebida quebre tudo e todos dentro de casa do que uma pessoa que fumou maconha.

    • Ted de Gros disse:

      “quem nunca viuum maconheiro quebrando tudo a sua volta, batendo ate na mae e roubando ate o pai pra sustentar o voicio”

      Alan, se o meu raciocínio não funciona a tempos, o teu nunca funcionou.

      Primeiro, aprenda e escrever. Segundo, conheça minimamento um assunto antes de comenta-lo.

      • alan disse:

        TEM ERROS DE DIGITAÇÃO MAS O ASSUNTO ESTA 100%, TANTO QUE VOCE SE TOCOU PROFUNDAMENTE!!!!!!

      • Ted de Gros disse:

        Não, Alan, só procurei alguma besteira que vc escreveu para te devolver o elogio. Na verdade, tá mal escrito pacas e mostra perfeitamente que vc só está tentando preservar a moral e os bons costumes do mundo e não que vc tem algum conhecimento – por menor que seja – sobre o assunto.

        Uma dica? Fume um enorme e gordo baseado, uma delícia para escrever!

  16. carlos lima disse:

    Concordo, esporte nenhum combina com drogas. Excelente post. Bravo!

  17. Tuta disse:

    Fumou e se irritou? Que tipo de erva estão vendendo nos USA? O cara fuma e se irrita? hahahah

  18. alan disse:

    Este post serve muito bem o raciocinio, a lógica, os argumentos e explanacao dos maconheiros e afins dos que nao sao usuarios de drogas ….

    Gostaria de que os que aqui defendem as drogas assumissem que sao no minimo maconheiros, QUERO VER SE TEM CORAGEM, e nao adianta disfarcar dizendo que defende mas nao usa, ninguem acreditaria numa farsa dessas!!!!!

  19. alan disse:

    Quem defende as drogas nunca esta bem intencionado!!!!!

  20. Bosley de La Noya disse:

    Descobri um parente lá nos EUA. Kevin de La Noya…

  21. Flavio Bragatto disse:

    … e ainda querem legalizar esta merda!

  22. Rogerio disse:

    Na verdade, se fumou, ele deveria estar mais relaxado então… Acho que a atitude dele de garoto inconsequente nada tem a ver com fumar maconha antes da prova. Ele morreu por essa atitude. Apesar, claro, que é uma irresponsabilidade gigante usar uma droga que retarda seus reflexos antes de uma corrida (!!!), não tem a menor coerência fazer isso

  23. charles disse:

    Os maconheiros “teorizando” em 3…2…1

    • Seinfeld disse:

      Se drogar antes de qualquer atividade que envolve risco é errado.
      Ninguém está defendendo a maconha.
      E também ´muito hipocrisia desse povo que julga, aponta o dedo na cara e no fim de semana enche a cara de alcool que é uma DROGA legalizada e que acaba com a vida de muita gente por aí.

      “Alcoólatras defendendo o alcool em 3,2,1…” (???)

  24. Jayme disse:

    Esse é o problema do drogado, ele não tem consciência dos seus atos, senão todo mundo saia doidão por aí, se não houvesse consequências. Você já viu os acidentes no nosso país causado por álcool e drogas? Numa pista é até seguro.

  25. Johelmyr disse:

    A promotoria conseguiu me explicar por que ele é tão burro…
    O cara já é imbecil por fumar maconha… imagina quanto imbecil mais ficou depois de fumar…

  26. Cacá Camargo disse:

    A ultima frase diz tudo!!!!

  27. Paulo César_PCB disse:

    Se droga fizesse bem, não “chamaria” droga.

    Generalizando, esse é o meu direito constitucional, todo mundo que fuma, cheira, pica e também bebe além da conta é um imbecil e covarde. Não tem coragem de encarara a vida de cara e mente limpa.

    Quer colocar a sua vida em risco, se matar ? Vá em frente, é seu direito. Mas NÃO ENVOLVA GENTE INOCENTE OU QUE NÃO TEM NADA A VER COM O SEU MOMENTO.

    • DSA disse:

      “Se droga fizesse bem, não chamaria droga”.

      Boa, cara, genial você! Como não pensei nisso antes? As drogas que todos compram em drogarias para tratar doenças não fazem bem, né? Para que ir a drogaria então? Deveriam ser proibidas de funcionar, já que vendem produtos que “não fazem bem”.

      É cada um que me aparece…

  28. Mario disse:

    James Hunt usava de tudo e mais um pouco e é tido como ídolo por muitos aqui que vao reclamar do rapaz que “supostamente” fumou o baseado antes da corrida!
    Texto péssimo, sem uma análise profunda e só fazendo aumentar o preconceito das pessoas que ainda pensam que a maconha é uma droga pior que o álcool!
    PS: Realmente, se vai praticar automobilismo, nao fume, nao beba, nao tome remédio tarja preta, nada. Agora, depois…. fume, beba, faca o que quiser! =)

    • alan disse:

      Nao tente tapar o sol com uma peneira, maconha prejudica o usuario e os outros, usuarios de drogas sao como usuario de armas!!!! maconheiro curte o pretenso barato sozinho, mas os efeitos danosos ele compartilha com a familia, amigos, vizinho e toda a sociedade, sujeitos bem sacana esses maconheiros, nao achas…..

      • fabio disse:

        Não :)
        Fumo. Levo minha vida numaboa. FAco meu doutorado, minha pesquisa, não financio o tráfico (sei que você ia usar ese argumento que é bem fraco,mas nanão funciona no meu caso de qualquer modo), tenhouma ffamília que me vê comoa ppessoa que une as pessoas de casa e resolve os problemaspor lá, pratico esportes, gostoda nnatureza, não jogo lixo no chão,nanão desrespeito os outros, não furo fila, ofereço o lugar para outros sentarem no transporteppúblico, era o úniconeto qque ia visitarminha vvó doente antesde ela morrer. SSó fumoum bbaseado de vez em quando amigo… Não sou um problema para o seu mundo

      • alan disse:

        Fabio, largue a maconha enquanto e tempo cara, senao logo logo voce entrara com certeza nas estatisticas negativas!!!!! PENSE NISSO!!!!!
        So uma peregunta= os traficantes lhe fornecem a droga de graca ou voce paga…… se paga voce sustenta sim o trafico, NAO SE ILUDA, Seja homem o suficiente para viver uma vida digna longe das drogas, NAO MSE ILUDA FABIO, VOCE FUTURAMENTE VAI VIRAR DESTAQUE NAS PAGINAS POLICIAIS, FREQUENTAR DELEGACIAS E TRIBUNAIS E HOSPITAIS;HOSPICIOS E ACABAR NA MISERIA…. O VICIO EM DROGAS SIGNIFICARUINA PROXIMA, E SO UMA QUESTAO DE TEMPO….
        PENSE NISSO

  29. alan disse:

    A justiça americana está de parabens!!!!! devermos reconhecer isso !!!! pois analisaram bem o ocorrido e em vez de culpar alguém que estava fazendo seu dever (pilotar) souberam dicernir que o problema foi outro: uso de drogas pela vitima do acidente!!!!

    Conheço juristas que tratariam o maconheiro morto como uma vitima e heroi!!!!!!!

    • alan disse:

      Dizem que a justiça é cega….. se ela é cega e quer ser cega o problema é com ela…. agora A POPULAÇÃO ENXERGA E MUITO BEM E CADA VEZ MAIS OS ABSURDOS , DESCALABROS E PALHAÇADAS Cometidos pelos sistemas legislativo e judiciário brasileiros. Pior cego é aquele (s) que não querem ver ou que negam o que veem!!!!!!

  30. alan disse:

    Quem usa drogas tem sua consciencia, raciocínio, reação e percepção alterados e isso é fato científico/histórico consagrado e não adiata argumentar ou tentar relativizar, ENTÃO QUEM USA DROGAS ASSUME O RISCO DE CAUSAR DANOS/LESÕES A SI MESMO E A OUTROS, DAÍ QUE DEVEM SER RESPONSABILIZADOS!!!!! NINGUÉM PODE POR A VIDA DOS OUTROS EM RISCO POR SEU BEL PRAZER!!!!! Usar drogas segue o mesmo princípio de dirigir bêbado: usar drogaas em si pode não ser crime para muitos: MAS POR A VIDA DOS OUTROS EM RISCO POR ESTAR SOB EFEITO DE DROGA(QUALQUER QUE SEJA) É INASCEITÁVEL!!!!! Acidentes, agressões, assassinatos, estupros, roubo, corrupção, humilhações são consequencias diretas do uso de drogas, QUEM USA DROGAS DEVE SER RESPONSABILIZADO PELOS ATOS QUE FAZ SOB EFEITO DESTAS!!!!

  31. Carlos Pereira disse:

    Por mais que o rapaz fumou, nada justifica ele descer do carro e entrar no meio da pista. Não acredito que há um piloto que entre em uma corrida para matar um adversário. Ocorreu um acidente que, a meu ver, não é culpa do Stewart.

  32. Thomas Visani disse:

    Curso de interpretação de texto, parte I: Em nenhum momento FG disse que o chilique do piloto foi por causa da maconha.

    Curso de interpretação de texto, parte II: O que FG questiona é se realmente é seguro fumar maconha antes de uma prova, principalmente para os outros pilotos. Motivo: efeitos colaterais da maconha como sonolência, diminuição dos reflexos, etc. Se o cara fumou logo antes da corrida, ele colocou em risco sim não só a si, mas também a todos os outros. Isto é irresponsabilidade demais. Ameniza o fato do garoto ter 20 anos, mas mesmo assim. Automobilismo exige maturidade e responsabilidade desde os primeiros passos, qualquer vacilo pode ser fatal. E o moleque vacilou, 2 vezes.

    Curso de interpretação de texto, parte III: Se o moleque quer fumar, que fume, problema dele. Mas não pode fumar logo antes de correr.

    • Thiago Leal disse:

      A parte II pra mim é muito direta: não.

      O Barrichello, por exemplo, já disse que dorme muito cedo. Ou seja, qualquer coisa que altere a consciência (não apenas drogas, mas cansaço, mental ou físico, sono etc.) podem ser fatal. E isso vale, inclusive, para o trânsito. Por mais rígida que seja a atual Lei Seca, muita gente a burla e ainda se gaba disso. E quando alguém que anda na linha, corre o risco de ser criticado!

  33. Felipe Fugazi disse:

    “Precisamos falar sobre Kevin”

  34. Luis disse:

    Nunca fiz uso de psicotrópicos ilegais, mas maconha pelo que já ouvi dizer não seria para tanto. Cocaína teria mais a ver com gerar esse tipo de comportamento. De qualquer forma, acusarem a vítima de ter usado maconha me parece muito mais um artifício canalha e moralista para tentar arrefecer o crescente apoio da sociedade pela gradual descriminalização da maconha, usando-se de uma pessoa que nem pode se defender.

    • alan disse:

      Maconha chama-se droga e tras consequencias sim, seja adulto e honesto o suficiente para encarar isso, e o exemplo deste drogasdo serve muito bem nesse caso! Maconheiros sao covardes que nao tem personalidade e carater o suficiente para encarar a vida!!!!

      • Cranio disse:

        A Maconha (Cannabis Sattiva) foi incluída na classe de drogas leves por volta de 1940, portanto pouco mais de 60 anos atrás e ainda numa situação em que um cara supostamente sofreu overdose de THC.

        Pesquisas indicam que para que isso ocorra, o figura deveria ter fumado 13 Kg. Nem Bob Marley conseguiria tal feito. Já teria dormido antes de fumar 1 Kg.

  35. Fabio Souza disse:

    Não seria a maconha que iria fazer ele virar imbecil e esquecer que tava na pista correndo risco. Provavelmente ele fez e faria isso independente de ter fumado antes. A atitude estava mais ligada ao caráter e à raiva dele que o levou a negligenciar o risco. Mas, concordo contigo que, esporte é esporte e um atleta/profissional tem que separar as coisas.

    • alan disse:

      O que voce acha de fazer uma viagem de aviao com um piloto com cocaina na veia……???? e ser operado por um medico chapado com maconha…….ou pegar um taxi com um motorista totalmente noiado…… ou ser defendido por um advogado que só quer ficar curtindo um baseado…..??????? Ou um policial armado com craque nas idéias…… ou o professor dos seus filhos usuário de drogas pesadas……. PENSE NISSO E NÃO RELATIVIZE O QUE É FATALMENTE NOCIVO!!!!!
      As pessoas que se drogam curtem o BARATO (como dizem) sozinhas mas o MALEFÍCIO elas dividem com os outros!!!!!

      • alan disse:

        No caso em questão é obvio que a maconha o levou a ser mais agressivo e afoito e NEGLIGENCIAR o risco: TAVA DOIDÃO!!!!! a maconha afetou o raciocinio e a percepção do cara e ele pagou caro!!!!! Quantos maconheiros já não provocaram acidentes (muitos fatais) !!!!! Quantos homicidios causados pelo uso de drogas, quantos usuários roubam até os pais pra sustentar o vício….?????? isso não é relativo!!!!!

      • Daniel disse:

        Alan, o q vc acha de ser operado por um médico q acabou de encher a cara de whisky? Isso acontece hj em dia, mas não vejo ninguém reclamando!

  36. Rafael Rodrigues disse:

    Conheço algumas pessoas que já tem uns 10 anos de maconha nas costas. Todas, todas sem exceção, possuem velocidade de análise, compreensão e reflexo mais lentas que a média geral.

  37. Rodrigo disse:

    Agora quero ver o que à família dele vai falar. Sentou, fumou o cigarro do capeta, resultado? pijama de madeira.

  38. cauê abbá disse:

    depois dessa, pode entrar pra liga das senhoras católicas.

  39. Chupez Alonso! disse:

    Se fumar, não dirija.

    • Ulisses disse:

      Exatamente!
      Se fumar, beber e … tomar energéticos também!

      Patrocínios milionários à parte, energéticos tem um pico de “atividade” cerebral e física que são, algum tempo depois da ingestão, “compensados” pelo organismo através de um estado de relaxamento que causa inclusive muito sono!
      Se for tomar energético e dirigir, calcule o tempo de direção, você vai ficar “ligadão” mas depois, terá muito sono.

  40. Thiago Leal disse:

    Só me pergunto uma coisa: essa atitude de sair do carro e pagar uma de machão indo pro meio da pista é ridiculamente corriqueira no automobilismo americano. Nunca vi na Indy, mas até na NASCAR acontece, inclusive o próprio tri-campeão Tony Stewart já protagonizou isso. Então, todos que fizeram isso antes haviam usado maconha e por isso tomaram essa atitude? Ou há algum estímulo, ainda que indireto, no automobilismo americano que leva pilotos, desde cedo, a tomarem essa atitude? O Tony, aliás, quando bancou o Superman ainda atirou um capacete no carro do piloto que o fechou. Quantas vidas colocou em risco com essa estupidez?

    Pra mim a maconha tá sendo bode expiatório nessa história. Não foi por isso que ele saiu do carro e acabou atropelado, embora eu acredite, também, na inocência do Tony. Estivesse limpo, Ward Jr. agora seria objeto de uma investigação importantíssima no esporte americano que poderia, quem sabe, levar outros jovens a rever suas atitudes na pista.

    No mais, concordo contigo. Não vou ser moralista e entrar no mérito de debater as drogas, mas se entorpecer (de maconha, álcool, o que quer que seja, até mesmo ficar “bebo” de sono) e dirigir é burrice e egoísmo, coloca a própria vida e a de outros em risco.

    • alan disse:

      Thiago você não esta sendo LEAL!!!!! dizer que a maconha esta sendo usada de bode expiatório é DESLEAL!!!!!!!! A maconha colaborou de gorma direta pra tragédia, logo não pode ser simplesmente negligenciado isso se quisermos ser honestos com os outros e consigo mesmo!!!! PENSE NISSO!!!!

      • Thiago Leal disse:

        Hahahahahahahahaha! Mano, já ouvi muito essa piadinha de “Leal” e “Desleal” desde a infância (inclusive cumprimentos tipo “Diz, Leal!”), mas admito que dessa vez ri alto. Foi legal (ou ilegal, já que estamos tratando de uma droga ilícita)! =D

        Quanto à maconha, ela pode, sim, ter contribuído de forma direta. Mas como vamos saber? Porque é uma atitude corriqueira de pilotos americanos. Estão todos dopados quando fazem isso? Infelizmente, a maconha serve como justificativa para o acidente, sim, mas não temos como saber se foi a explicação final. Será que Ward, Jr. não poderia estar simplesmente imitando os caras que sempre admirou, independentemente de ter ou não fumado? Argumentar que o cara estava chapado e encerrar o caso por causa disso é negligência, também.

        Mas, independentemente disso, é inaceitável consumir certas coisas (maconha, álcool, o que seja) e dirigir. Nesse sentido, o pobre do Ward, Jr. é totalmente culpado.

    • Lucas Herrera disse:

      Essa atitude de sair do carro pra reclamar com o outro na pista sempre foi algo comum na Nascar, mas óbvio que depois do acontecido já fizeram algo pra coibir. Já está valendo uma regra onde o piloto obrigatoriamente deve aguardar dentro do carro até o comissário liberar, logicamente com exceção do carro estar pegando fogo.

      Na minha opinião o que aconteceu é muito simples, as imagens não são esclarecedoras e os depoimentos devem ser divergentes. Aí descobrem que o cara deu uma fumada antes e o Tony Stewart estava limpo, quais vão ser as evidências pra promotoria indiciar o cara dizendo que ele culpado?

      Então ficou elas por elas mesmo, a família do cara deve processar o Tony e fazer um acordo pra levar uma grana. A única parte boa de tudo isso foi a implantação dessa regra que evita essas situações de reclamar no meio da pista que apesar de comuns não deixam de ser ridículas.

      • alan disse:

        O judiciaRIO AMERICANO E SERIO, RESPONSAVEL E COMPETENTE, MEU CARO,
        Voce entrar deliberadamente (provavelmente se sentindo mais corajoso devido uso de droga=maconha) numa pista de corrida de automoveis trata-se de praticamente um SUICIDIO!

        basta analisar as imagens da corrida e os exames toxicologicos do acidentado e demais relatos, simples assim!!!!!

      • Thiago Leal disse:

        Verdade, colocaram a regra. E, se não me engano, já teve piloto desobedecendo. A corrida seguinte à desse acidente do Tony/Ward Jr. foi em Watkins Glenn. Depois dessa teve a corrida noturna de Bristol e parece que nela teve piloto saindo do carro e jogando objeto em adversário. Ou seja, ainda tem um longo caminho pra percorrer.

        Ainda acho que o Tony é inocente. Porra, um circuitozinho de terra, oval, em carrinho de sprint, poeira, à noite, pouca iluminação… acho que ele simplesmente não viu o moleque. Mas pra mim a NASCAR e a polícia poderiam lidar com mais cuidado. A NASCAR protegeu o Tony e de repente quando surge maconha na parada tudo se resolve.

        Acho que a NASCAR devia pegar o Tony e outros pilotos experientes para trabalhar na conscientização dos pilotos mais novos. Se o Tony realmente tá carregando um fardo, não vai querer que ninguém esteja no lugar dele, logo, vai querer evitar outros acidentes.

    • Rodrigo disse:

      Pois é… toda cara de bode expiatório muito conveniente para continuar tudo como está. Nenhum acidente fatal (seja de carro, moto, bike ou avião) tem causa única, mas infelizmente vão botar tudo na conta do muleque, o famoso vai sair impune e nenhuma atitude vai mudar…

    • Issac Nemach disse:

      Concordo contigo, ao invés de culpar o “jeito norte-americano de resolver as coisas”, colocam a culpa na maconha.

      Por isso, não gosto da NASCAR, além de ser insuportável em 99% do tempo, estimula esse péssimo comportamento.

      • Pablo disse:

        Mas culparam esse tal “jeito norte-americano de resolver as coisas” também, tanto é que os pilotos da Nascar não podem mais sair do carro pra tirar satisfações sem antes o fiscal liberar.
        E ah, a Nascar é insuportável em 99% do tempo? Conte me mais sobre a F1 e suas punições por qualquer coisa e corridas chatas em circuitos meia-boca..

      • alan disse:

        Pelo menos os americanos resolvem a maioria dos seus problemas, o efeito da maconha sim tras grandes consequencias e a culpa e de quem decide usar uma droga como essa, nao adianta esconder o sol com uma peneira= quem se droga assume o risco de prejudicar a si mesmo e aos outros e devem ser respopnsabilizados por isso, quanto a voce nao gostar da nascar me parece totalmente irrelçevante!

    • Rodrigo - CPQ disse:

      Thiago, entendo seu ponto de vista. Mas o cerne principal é o seguinte: dar um tapa ou um tiro antes de participar de uma corrida!!! Isso é um troço um tanto perigoso!! Me lembro de ter lido declarações de pilotos de Stock Car, quando pegaram um piloto no doping (nem vou citar nome, porque não lembro direito, vai que erro) dizendo que tinha gente que usava drogas e outros que bebiam antes das corridas. Isso é grave, extremamente grave. Não deveria ocorrer NUNCA em esportes de alto rendimento, e que ainda envolvem riscos a terceiros, como é o caso do automobilismo.

      Esquece a história de encobrir a culpa de fulano ou beltrano. O mais grave é um piloto usar drogas antes de correr. É gravíssimo. []s

  41. Toni Casagrande disse:

    Mas, segundo a teoria dos usuários e simpatizantes, ele não deveria estar “relaxadão”???

Deixe uma resposta para DSA Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>