BRABHAM NEEDS YOU | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quarta-feira, 24 de setembro de 2014 - 20:43Automobilismo internacional

BRABHAM NEEDS YOU

SÃO PAULO (será que rola?) – O Paulo Teixeira me mandou este intrigante vídeo estrelado por David Brabham. Pelo que entendi, a ideia é recriar a famosa equipe para correr no WEC. E pelo que entendi entrando no site do projeto, tem vaquinha virtual em andamento para arrecadar 250 mil libras.

Esse dinheiro não dá para nada. Vamos ver que bicho dá. Sinceramente? Acho que não dá em nada. Mas bem que poderia. O nome Brabham faz parte do imaginário e da memória afetiva de qualquer um que goste de automobilismo.

16 comentários

  1. Mauro Umorado disse:

    Este rebuliço gera buzz, e interação dos participantes, sejam doadores ou apoiadores emotivos da iniciativa. Todos estarão de olho, assistindo o nascimento e o progresso. O resto do dinheiro virá de contratos mais poupudos, conquistados por esta interação (engajamento de público), do tipo de contrato daqueles que miram adiante.

    Isto, apenas suponho.

  2. Jonny'O disse:

    Acho que podem fazer alguma surpresa…..os Brabham podem ter em sua genética o que Jack tinha…fazer magias com pouca grana.

    Em 66 a Brabham era o único carro a ter:
    - Motor derivado de bloco de serie …os outros eram motor exclusivamente projetados pra corridas.
    - Era a unica equipe a ter o chassi ainda em treliça de canos ….os outros eram monocoque de alumínio rebitado ,tecnologia vinda da aeronáutica.
    – Era a unica equipe a ter comando simples de val culas….. os outros eram todos comando duplo .
    – Era a unica equipe a ter o tanque de gasolina amarado por cintas nas laterais ….os outros eram embutidos no próprio monocoque de alumínio.

    Tudo isso porque tinha uma verba simplesmente ridícula em se comparando aos outros times.

    Resultado?

    Foram campeões em 1966 !!!!!…de piloto e construtores.

  3. Davi disse:

    Também quero ora bolas! Eles que não corram atrás de patrocinadores para a nova equipe fiquem aí! Idiota é quem colabora com isso…

  4. Alex Santos disse:

    Jogaram o nome no ventilador.

    Pra ver se aparece alguém do mundo árabe ou do leste Europeu e compre a “Marca”, pra depois fundamentar a equipe.

    Assim como foi com a Lotus.

  5. Fábio disse:

    Sera que eles não tem grana nem para comprar um Porsche e ir começando aos poucos!?

  6. Brabham-5 disse:

    Precisar de piloto, ‘tamos aí!!
    Corro DE GRAÇA, apenas pague minhas contas! rs

  7. Paulo Pinto disse:

    O japa lambão também fez uma “vaquinha” para voltar à F-1. E não é que deu certo? Está correndo, todo pomposo, pela Caterham.

    Dá certo, sim! É só acreditar.

  8. Fabio Amparo disse:

    Vai ser difícil conseguir, pois sabemos que não basta ter $.

    Se não tiver uma equipe competente não vai sequer sair do lugar.

  9. guilherme disse:

    Meu filho tá querendo começar a correr de kart, estou abrindo uma conta no banco para depósitos, aceito de R$1,00 a R$10.000,00, vou estampar o nome de cada otár… opa desculpe… de cada fã no macacão do meu filho…
    tá ficando fácil… agora todo mundo tá pedindo dinheiro para tudo, nada contra o mito Koba Sam que conseguiu juntar uma grana para correr na F1, até acho ele melhor que muito piloto que está por lá, mas se virar moda teremos muita gente desqualificada e com projetos pouco concretos, apenas querendo aperecer… vão jogar o nome Brabham no fundo do poço…

  10. André Nascentes disse:

    Achei interessante principalmente na parte de interação com fans. Aquele esquema das áreas do site onde o cara pode aprender sobre pilotagem e engenharia tem um potencial de aproximar os fans. Uma equipe popular atrai mais patrocinadores.
    O fan colocando dinheiro na equipe, mesmo que não pague as contas, aproxima mais.

  11. Igor Freire disse:

    Na verdade, ele fala que o orçamento estimado para o carro é de 8 milhões, mas esses 250 mil vão permitir a eles fazerem a parte inicial do projeto para, até mesmo utilizando o interesse do público, atrair outros patrocinadores. Não fala que vai bancar tudo só com crowdfunding não.

  12. Luciano disse:

    PS: quis dizer, não sei se você verá o antigo…

  13. guilherme disse:

    O vídeo diz que esses 250 dinheiros da rainha são para a fase inicial da criação da equipe e, supostamente, a partir da equipe “fundada”, ela se manteria com recursos próprios. Só que eles falam em open-source funding ou bicho equivalente, o que pressupõe que a verba virá do povo. Em troca, oferecem um site com promessas mirabolantes nenhuma amostra e acesso aos bastidores.

    Alguma coisa não fecha. Vão manter a equipe em troca de acesso a bastidor e fã clube? Se mil pessoas contribuírem e quiserem ir aos bastidores da corrida, vão enfiar tudo nos boxes? Em algum momento esse carro terá patrocinadores tradicionais, com nome no carro ou macacão? E, caso tenha, eu vou levar uma parcela de eventuais lucros por contribuir na vaquinha?

    Pensando bem, muitas coisas não fecham. Com as promessas vagas e termos obscuros, parece mais uma isca para tirar uma grana de gente ingênua, afinal esses projetos tipo Indiegogo ou Kickstarter não têm garantia de entrega. Ou seja, quem contribui o faz sob o risco de o produto nunca virar uma o produto nunca virar realidade e as recompensas não serem cumpridas se as coisas não darem certo no plano de negócios — ou os responsáveis sejam picaretas dando o golpe da vaquinha.

    Espero morder a língua, mas parece que não tem futuro.

  14. Roberto Borges disse:

    Aí tem!
    Não sei exatamente o quê, mas que tem, tem. Acho estranho alguém com nome, com carreira, se aventurar em uma coisa tão improvável se não tivesse algum patrocinador para surgir posteriormente.
    De 250 mil libras para os 8 milhões estimados para um P2 a distância é gigantesca.
    Será que é só um balão de ensaio? Se for, será uma pena!

    • Speeder_76 disse:

      Depende. Se a ideia é saber o que achariam de um regresso da Brabham, nesse caso, a resposta está a ser grande. O dia ainda não acabou e já superaram as dez mil libras angariadas. Se manterem o ritmo nos dias seguintes, creio que alcançam o objetivo em menos de um mês.

      E tive a ver as vagas. Só as duas mais valiosas, a “Founders”, que vale 500 libras, e o VIP, que vale 10 mil, se as conseguirem preencher, valerão juntas 450 mil libras. Quase o dobro que andam a pedir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>