BATIZADA | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015 - 11:09F-1

BATIZADA

SÃO PAULO (incrível) – A fase da Petrobras está realmente longe de ser a melhor da história da empresa. Não bastassem os funcionários corruptos que sangram a estatal (com a óbvia cumplicidade de grandes grupos empresarias brasileiros no papel de corruptores, os de sempre, que não sabem fazer nada sem comprar alguém), agora entrou água no chope da gasolina que está sendo desenvolvida para a Williams.

Na primeira passagem da Petrobras pela F-1, também como fornecedora da Williams, o produtor brasileiro foi muito elogiado. Agora, no entanto, a qualidade não é a mesma dos produtos fornecidos pela Petronas. A informação é do Américo Teixeira Jr., que já adianta: se as coisas não endireitarem, pode ser que o contrato com a Williams seja revisto.

É uma questão técnica, não política. Portanto, malas sem alça que sabem quem são, se tiverem algo para dizer, limitem-se à questão técnica. Ando meio sem paciência, ultimamente.

86 comentários

  1. Chupez Alonso disse:

    Hoje em dia no Brasil não há mais como de discutir nada no que diz respeito à política, economia, saúde, educação, ética, dentre outros.

    As alcunhas “leitor da veja”, “coxinha”, bem como “esquerda caviar”, são usadas como se resumissem toda e qualquer situação e encerrassem qualquer discussão. Pensamento mais raso e obsoleto que esse só o dos próprios políticos nacionais.

    E assim caminha o Brasil: fechando os olhos para seu problema mais sério, a corrupção, e tergiversando sua realidade:

    http://m.oglobo.globo.com/brasil/esquema-de-corrupcao-na-petrobras-nao-foi-estancado-diz-mpf-15054192

    • alan disse:

      Pois é. a malandragem tem um passado glorioso e um futuro promissor no brasil….

    • Chupez Alonso disse:

      Enquanto se discutir política no Brasil apenas como política partidária, sem senso crítico, fechando os olhos para a realidade, vai ser por aí.

      A partir do momento que tivermos formadores de opinião apartidários e realísticamente críticos, podemos almejar uma mudança coletiva de mentalidade.

      • Ubaldir Jr. disse:

        Disse tudo. Nunca entendi torcida por partido político ou ideologia. A torcida certa é pelo país e sua população, e não por determinado grupo que está usufruindo do poder no momento. Me soa tão besta quanto torcida por marca de carro.
        Mas no Brasil tudo é assim. Tudo acaba em torcida.

  2. Alberto disse:

    Poxa Flávio, voce coloca uma frase claramente com opinião política e pede para os leitores não se pronunciarem politicamente!

  3. jose alfredo c a jr disse:

    que a Petrobras se expluda , QUERO MEU AUTÓDROMO DE VOLTA ,,,,sos Jacarepagua !!!!!

  4. Allez Alonso! disse:

    Off: nova Ferrari 666,

    http://www.affaretrattore.it/wp-content/uploads/2012/11/490708.jpg

    Percebe-se claramente a mão do Marchionne e do grupo fiat, suspensão pull rod para alegria do Kimi e difusor redesenhado para satisfazer o Vettel.
    Agora vai!

  5. RENÊ FERNANDES disse:

    Teremos um upgrade em 2015. Começando pelo nome dos produtos A Podium vai mudar para “Phodium” A Grid vai virar Grade e a Empresa vai mudar para Petrax ( ô merda…eu tinha que estragar tudo…..)

  6. Speed Racer da Mooca disse:

    Céus!!! Gasosa batizada é um caso para os fiscais do Kassab!!!! Mas me diga, batizada num nível, digamos, de posto Ale?

  7. Marcio disse:

    FG, voce está cada dia mais mala…

  8. alan disse:

    FG, na boa, se estas estressado vá pescar! é uma ótima terapia!

    Mas leitores aporrinham o saco mesmo, principalmente quando não pensam do mesmo modo que o dono do blog.

    Quanto ao assunto específico, achei sempre desnecessário o investimento da petrobrás nas F1, ela deveria na verdade ter investido nos anos dourados Fittipladi/Piquete/senna e ter formado uma equipe 100% brazuca, nos moldes da coooperçucar que até hoje não entendo porque não deu certo. Então se ela sair da F1 será apenas mais uma Kgada na história da companhia ( adivinha quem paga a conta quando esssas cag/adas acontecem….????) , aliás, a petrobrás fora do Brasil é só vexame, uma vez ela formou uma rede de postos de gasolina na Florida mas simplesmente deu com os burros nágua (isso foi nos saudosos tempos de FHC, viu FG sou imparcial!!!!), depois veio Passadena e nao deu outra…..!!!!
    O negócio da petrobráis é o Brasil e pronto, ela devia ter posto toda essa grana da Florida, da Passadena, e do roubo estratosférico cometido nos últimos anos ( obviamente cometido com conhecimento/anuência/cumplicidade do poder central e não somente de funcionários!!!!) e investido em fornecimento de eletricidade para veículos, produção nacional de veículos elétricos, etc…. ( a Copel do meu glorioso Paraná faz isso e sem se vangloriar!!!!) ai sim o Brasil teria marcado um golaço, ganhado e evoluído muito e todos estaríamos sorrindo, e não pagando gasolina pura a R$ 3,50 ( porque R$ 2,90 somente aquela mistureba ( que na verdade é um mix de combustíveis e não somente gasolina) com quase um terço álcool , enquanto os Americanos estão pagando em média R$1,60/litro= 1,9U$$/galão, e ainda exportaram álcool de milho pro Brasil ano passado, e produzir gasolina no Brasil já esta mais de 30% mais oneroso do que importar, então o préssal ão tem a mínima chance de ser viável!!!!)) Então FG ´é isso que penso, não quero te chatear, procurei ser imparcial e sem rodeios, Um ABRAÇO AO MEU AMIGO FG e a todos os leitores deste blog, mesmo os que enchem o saco!!!!

  9. davi disse:

    eu tenho para mim, mas posso estar enganado, que funcionários da Petrobras são os concursados que estão ali a 20,30 anos e tem orgulho do trabalho que desenvolvem. na minha humilde opinião quem sangra a estatal são os diretores nomeados pelo governante de plantão. não cabe aqui demonizar Dilma, Lula, FHC ou quem quer que seja, todos eles e os outros antes, nomearam diretores que em algum momento fizeram cagadas. acho apenas que citar os funcionários da empresa sem diferenciar corpo técnico de diretores babões não condiz com o jornalismo sério que você pratica aqui blog.

  10. Fernando disse:

    Mas que estranho, esse negócio. Quer dizer que foi a Petronas quem forneceu os combustíveis para a Williams e a Petrobrás apenas faz merchandising? Mas não é uma anti-propaganda, isso daí? Acho que só faz sentido se a petrolífera também fornece os combustíveis também. É a mesma coisa, por exemplo, a McLaren ser patrocinada pela Honda e andar de motor Mercedes.

  11. Raphael disse:

    Sinceramente, a Petrobras não ganha nada fornecendo combustivel para a Williams. Tá só jogando dinheiro fora, é um daqueles patrocinios que não faz diferença visto que a empresa já detem quase todo o mercado nacional.

  12. Ju disse:

    Kkkkkk,kkkkkk,lkkkk…..rs..FG

  13. antonio stricagnolo disse:

    Diga-se de passagem que essa relação propina não é restrita entre as grandes estatais e as grandes privadas,no Brasil é impossivel vender um prego sem molhar a mão de alguem,mesmo entre empresas privadas de qualquer porte.Já tive um patrão (o dono) que vestia a fantasia de comprador da empresa só para ganhar um por fora! Ele se achava o maximo.
    Chega ser considerada praxe comercial da terra.Raras exceções são encontradas,sem duvida.Numa das montadoras que trabalhei encontraram comprador com fazenda e avião!!!!!!!

  14. Casão disse:

    Vamos e venhamos, combustível é detalhe… Na época que a Petrobras fornecia pra Williams, qual foi o salto que a equipe deu por causa do combustível exclusivamente? Nenhum. Tanto faz a gasolina, desde que ela não seja de posto sem bandeira!

    (E aliás, o amarelinho que reabastecia a Williams no pitstop só fazia cagada… Se bem que a Williams sempre cagou no pitstop, desde sempre.)

    Penso que a Williams deu um belo de um tiro no pé. Pois, se o combustível leva tempo pra ser desenvolvido em parceria com o motor, a equipe já começa em desvantagem nesse quesito, embora não o ache de tão fundamental importância. Também não vejo como um bom negócio para a Petrobras, como marketing. A F-1 anda bem caída por estas bandas, não valeria o investimento. Seria algo mais marcante se ela tivesse embarcado com a Copersucar-Fittipaldi naquela época… Na Williams, até o logo ficou padronizado em azul, sem as próprias cores… Esquisito isso.

    • Glaucio disse:

      O logotipo INTERNACIONAL da Petrobras é azul e branco mesmo, por força de acordo comercial com A BRITISH PETROLEUM (BP) que tinha uma marca registrada mundialmente e que a logotipo PETROBRAS (BR) nas cores verde e amerelo gereva confusão de identidade.

      por isso no mercado internacional a PETROBRAS adota o azul e branco apenas.

  15. Paulo Pinto disse:

    A qualidade não é a mesma dos produtos da Petronas. Essa comparação é realmente necessária? E suficiente para que o contrato seja revisto?

  16. Oi? disse:

    Acredito que a Dilma seja honesta e competente. Todavia, encontra-se cercada de incompetentes.
    Falta autocrítica ao PT.

  17. Niva27 disse:

    A culpa é sempre do mordomo. Nesse caso sobrou para os funcionários. E os chefes?

  18. fernando disse:

    “A questao e tecnica, e nao politica”. So que no aparelhamento, colocaram politicos no lugar dos tecnicos sem conhecimento e compromisso com a empresa. No primeiro escandalo, sao desligados da empresa e 1 mes depois ja estao empregados em outro cargo noutra estatal ou ministerio, novamente sem compromisso, e assim as coisas caminham.

    Imagino tambem a motivacao dos trabalhadores serios e honestos observarem este aparelhamento / zona imposta pela diretoria.

  19. MInoru disse:

    Engraçado como as “mulas” vão para onde o cabresto as direciona.

    Engraçado que ninguém falou que TODAS as petrolíferas desvalorizam com a queda artificial do preço do barril, que quer atender a objetivos políticos como colocar um cabresto no Urso Russo e, como consequências colaterais, prejudicar Irã e principalmente Venezuela de onde vem 1/3 do petróleo americano e que fica a 1/5 de distância do seu outro fornecedor que é a Arabia Saudita, que só topou entrar nessa roubada para tentar tornar inviável economicamente o desenvolvimento do óleo extraído do Xisto (shale oil) onde os Estados Unidos avançaram muito nas pesquisas durante esses tempos de barril caro.

    Engraçado como falam tanto em queda do preço da ação da Petrobrás sendo que Citigroup deu sinal verde para a aquisição e um dos maiores urubus especuladores do planeta – George Soros – comprava tudo o que podia enquanto trombeteavam a desgraça na mídia dos PIG… se fosse tão ruim assim garanto que ele nem passava perto… aliás, não vou entrar em explicações sobre mercado primário e secundário mas por mim o secundário (que é a dita Bolsa de Valores) só serve apenas e tão somente para uma coisa: especular e tirar dinheiro da grande maioria dos incautos amadores.

    O importante mesmo é o mercado primário, onde a empresa abre o seu capital para que novos sócios possam INVESTIR nela mesma e esse papel emitido que é a tal da ação, “descola” da empresa quese de imediato e toma vida própria, conforme as conveniências do seu portador.

    E enquanto isso e sem alarde a produção do pré-sal vem crescendo e quanto ao “shale oil” adivinhem onde fica a segunda maior reserva de xisto conhecida do mundo?

    Onde está sediada a Petrosix, a mesma que faz a gasolina para a Williams de F1…

    Eu como acionista da Petrobrás estou tranquilo e até compraria mais ações se tivesse grana, me aproveitando da maré de pessimismo feita pelos coxinhas do quanto pior melhor… mas quero ver se quem tem ações do grupo Abril pensa do mesmo jeito hehehe!

    • Jonas disse:

      Essa é a falácia que querem empurrar com essa “manipulação” da verdade.

      O que importa não é se todas desvalorizaram, mas quanto cada uma desvalorizou. E a Petrobrás caiu muito em comparação as outras (não que ela estivesse próximo das maiores pra início de conversa) e não desvalorizou exclusivamente por causa da queda.

      É a mesma maquiagem que se faz quando se diz que não é só o Brasil que anda mal, que todo mundo em volta está sofrendo também… mas ai você para para analisar e não é exatamente assim e o Brasil realmente é quem anda muito mal comparado com os outros diante das crises, perdendo muito mais que até países considerados “mais fracos” pela nossa politicagem/imprensa (naquele festival pachecão de que no grupo aonde o Brasil se encontra, dos países em desenvolvimento, se não é o Brasil, então é país porcaria).

  20. Julio Cesar Gaudioso disse:

    Desenvolver um produto extremamente sofisticado como o combustível da F1 demora. Foi assim na primeira participação da Petrobras. E não se pode esquecer que é um produto que precisa mudar um pouco a cada 15 dias, ou a concorrência supera.
    Quem acha que é só misturar A+B e já está com a receita, certamente é engenheiro de sofá ou vídeo game. No mundo real tem que ralar muito para criar um produto que atenda satisfatoriamente as necessidades da F1 e sem um motor Mercedes para servir de cobaia. Foi assim no tempo da BMW. E, se no começo demorou, depois funcionou muito bem. Vamos dar uma chance para a equipe técnica realizar com calma seu trabalho. Essa mentalidade imediatista já ajudou a destruir a experiência brasileira na fórmula 1; bastou o primeiro insucesso do Coopersucar e também caíram de pau, criticando e ridicularizando tanto que os técnicos não conseguiam nem pensar nas soluções para os problemas que apareciam.

    Esse lixo agora revelado tem de ser responsabilizado e penalizado da forma mais severa possível, sem poupar ninguém, seja o político por mais graúdo que for, empresário ou funcionário pois cometeram um crime de lesa-pátria, hediondo por danoso à toda a nação.

    Corruptos, corruptores, políticos e toda a “fauna ” pertinente são muito menores que o quadro de técnicos honestos e qualificados da Petrobras.

  21. Luiz Fernando disse:

    Em um passado recente, uns 6 anos eu diria, o combustivel na F1 era gasolina só no nome, na realidade eram formulas complexas exclusivas para funcionar com aquele motor especifico. Me lembro que depois houve mudança de regras, tentando trazer o combustivel para algo mais proximo a “gasolina”, mas certamente ainda com muitos segredos e necessidade de tempo para desenvolver (isso sem falar nas maracutaias para driblar o regulamento). Nao vejo nehum desmerito se a Petrobras nao conseguiu desenvolver isso em 1 ano.
    O que enche o saco na internet hoje é que a maioria não entende porra nenhuma e quer comentar em tudo. Junte-se a eles os imbecis que vao criticar qualquer coisa do governo PT e o resultado é conhecido.
    Por fim, seria legal tambem antes de opinar escutar o outro lado, ou seja, o que tem a dizer a Petrobras.

  22. Valerio disse:

    Faltou no texto os políticos ,que adiministram a estatal omitidos por razões obvias ,quanta desonestidade na petrobras e nos textos dos jornalistas

  23. Paulo Leite disse:

    Ah, entendi quem é o culpado pela campanha mediana de Massa, comparado com Bottas. Na Finlândia não tem carro Flex, como a Willams sem Flex gasta menos, Bottas acelera mais. A Willams de Massa, coitada, é Flex, gasta mais, logo, Massa acelera menos, vota em Aécio, que também não acelara nada. Culpa de quem ? De Dilma, claro. (Claro que nada do escrito acima faz sentido, tô apenas zoando dos pelegos, que não conseguem escrever nada que faça sentido). Desculpe.

  24. leohora disse:

    Se fosse possivel separar o tecnico do “politico”, Abreu e Lima estaria pronta a uns 4 anos atras, e se não estivesse, certamente custaria bem menos…..

  25. Artur Faria disse:

    Quem faz uma empresa são pessoas. Desde o chefão, passando por cada um, nas mais diversas áreas.
    É inegável que a gestão da Petrobrás se perdeu na suas ações (ou na sua negligência). De algum modo, muitos lá estão pensando mais em si – ou no partido político que são lidados – do que no interesse da empresa pela qual trabalham…
    Rumos não se mudam da noite para o dia… Ainda vamos colher bastante frutos desse descaminho…

  26. Ernesto disse:

    O primeiro parágrafo é de uma pureza comovente.

  27. Fernando disse:

    Já ouvi dizer que na primeira empreitada da Petrobras na F1 a gasolina era desenvolvida por um laboratório estrangeiro, tipo terceirizada. Procede isso? Sempre achei muito estranho. De qualquer forma, e não há como fugir disso, os descalabros políticos que estão infelizmente abalando a empresa devem ter alguma influência nisso, se é que é verdade mesmo.

  28. Eduardo disse:

    Estranho… durante o ano, notei que os carros da Williams eram, em boa parte das vezes, os que consumiam menos combustível (de acordo com as informações mostradas durante os GP’s). E pelo que também se notou, a diferença de performance entre a Williams e a Mercedes era mais nítida nas pistas mais travadas – ou seja, o gargalo me parecia ser chassis, e não motor. Mas… sei lá. Eles que se entendam.

  29. Chupez Alonso disse:

    A corrupção e o aparelhamento da Petrobrás, cuja ação hoje vale menos que um Big Mac, chegou ao ponto de interferir até na qualidade de seus produtos.

    Vai ver o Massa já sabia do que estava falando.

  30. Ricardo Bigliazzi disse:

    Não acredito que seja apenas uma deficiencia técnica dos produtos da empresa.Não dá para se pensar em uma F-1 vencedora com menos de 3 a 4 anos de desenvolvimento de um projeto. O proprio pessoal da Williams sabe que ainda não tem carro (não apenas gasolina) para vencer na F-1. Todos sabem que a Petrobras está retornando a categoria e que o desenvolvimento sempre será gradual. e em bom ritmo. A Petronas esta na F-1 a no minimo 15 anos (bota minimo nisso) e certamente é uma das melhores do Grid,

    A Petrobras pode ter deficiencias técnicas, mas tenho certeza que as mesmas não se encontram em seu departamento de pesquisa e desenvolvimento.

    Segue o jogo, ainda bem que não temos nenhum Politico envolvido nos problemas da Petrobras (pelo menos é o que eu pude deduzir do texto do Flavio Gomes).

  31. Zé do Carmo disse:

    Quer dizer que só os funcionários e os empresários é que destruíram a Petrobras? Os políticos não têm nada com isso? Flávio, seja mais jornalista e menos militante. Seus leitores agradecem.

  32. Ricardo Jimenez disse:

    O buraco é mais embaixo Flavio o Massa conseguiu o patrocinio via apoio de um deputado federal foram juntos na Petrobras no final de 2013. A Petrobras nao queria e estava encaminhada com outra equipe incluindo Nasr no pacote para 2014 mas a direcao da empresa nao teve força para impedir a politicagem por causa do deputado. Quem fechou foi o deputado e a Petrobras vai cair fora assim que der. O contrato nao duraria mesmo mais tempo com a diretoria contra. Quem me contou participou das reunioes.

  33. Allez Alonso! disse:

    Pasadena foi culpa de quem, senão da própria Petrobras? Aliás, que cagada…

    • Oi? disse:

      Pelo menos a visão coxinha vc e o chupez compartilham.

      • Allez Alonso! disse:

        Geralmente não passa na moderação, mas vamos tentar…
        A própria Graça Foster reconheceu o erro. Não precisa ser gênio, militarismo partidário tem limites, não dá pra viver numa dicotomia extremista entre direita e esquerda e não enxergar o óbvio. Pior é idolatrar a Alemanha e a usá-la como exemplo, mas sem defender a privatização de empresas públicas é no mínimo hipocrisia. Qual a maior estatal alemã?? Citam EUA e Europa como fomentadores do estado islâmico (!) e esquecem da Rússia e sua política atual, vide Ucrânia, dois pesos e duas medidas?
        Ahh, você votou no PT, portanto não pode reconhecer que Pasadena foi um erro? Tenha dó, esse mundinho bipolar da guerra fria, EUA = Direita Coxinha/Tudo de Ruim, já a Rússia = Esquerda Reacionária/Lindo maravilhoso mudou faz tempo. Sejamos adultos! Ahh e posso te garantir, os ideais dos meus familiares, que foram presos na ditadura, eram bem diferentes dos que vemos hoje na prática. E eles pregavam seus ideais políticos na prática, eram homens de ação, não o faziam de maneira covarde e hipócrita, somente em palavras.
        Se quiser saber mais, O comunismo do Brasil de John W.I. Dulles.

      • Paulo Pinto disse:

        Allez e Chupez: um não existe sem o outro (até o Alonso se aposentar como bi, é claro).

  34. kleodolfo disse:

    Os meus conhecidos que defendiam a situação também estao “sem paciencia ultimamente”

  35. Luis Felipe disse:

    Tudo culpa da Dilma irao dizer alguns por aqui

  36. João Ernesto disse:

    Se a F1 está tão preocupada com questões ambientais adotando os motores turbo/hibridos com limitação de consumo de combustível, nada mais natural seria adotar o etanol como combustível..

    Os motores turbo iriam respirar/assoprar melhor por sinal.

  37. Estevão disse:

    Não é a gaolina da Petrobrás que é ruim. Longe disso. É a Petronas que conseguiu desenvolver um produto melhor. Agora, tem que ver se Shell e Total também tem uma gasolina tão boa quanto a Petronas. Se não, então a Williams já tá querendo demais.

  38. Elvys disse:

    Interessante, isso é o embate Petrobrás x Petronas. Aliás, a Petronas não está com a Mercedes? Concordo o Flávio, são questões técnicas, onde disputam duas gigantes do setor petrolífero.

  39. mauro disse:

    Funcionários ? ah tá bom.

  40. Fabio Amparo disse:

    Estranho o fato da Petrobrás não conseguir atingir o nível técnico exigido pela F1.

    Certamente o corpo técnico precisa incrementos, ou quem sabe os equipamentos para desenvolvimento não devem estar atualizados à ponto de atingir a qualidade necessária.

    Também junte-se o fato de que o combustível da F1 atual deve ser bem diferente daquela época, e talvez por ter ficado de fora do fornecimento de combustíveis de altíssima performance por tanto tempo, pode ter causado um degrau técnico grande.

    Há que se esclarecer isso, ora pois.

    Abraços

  41. Eraldo disse:

    Flávio, é claro que os problemas politicos/policiais que afetam a empresa, também a afetam tecnologicamente. Não dá para afastar as coisas.

  42. Daniel MD disse:

    Quem forneceu gasolina pra Williams em 2014?

  43. Seinfeld disse:

    Não é só no caso da Petrobrás que a questão é técnica, não politica (neste caso)
    O problema geral nas estatais e na administração pública do Brasil é falta de administradores TÉCNICOS E COMPETENTES em cargos que são ocupados por POLÍTICOS.
    Se tivéssemos governantes, no caso um presidente HONESTO e que pense mais no país do que no seu partido, teríamos no comando da Petrobras. profissionais de primeira linha, especialistas competentes e não meros burocratas colocados lá por indicação de algum partido.
    Esse é o problema, indicação política, vaga política, profissional do “partido” em cargos onde precisa de especialistas, gente com capacidade e principalmente HONESTIDADE.
    A saída para a Petrobrás e o pais e essa mesmo: Menos poder politico mais competência, seriedade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>