MENU

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015 - 18:39F-1

BYE, CATERHAM

SÃO PAULO (feia, a coisa)A Caterham vai a leilão. Acabou o sonho de seguir na F-1, já que não apareceu investidor nenhum. Eram 11 equipes no ano passado. Duas delas, a própria Caterham e a Marussia, chegaram ao fim do ano capengando, faltando a algumas provas, dando claros sinais de que não sobreviveriam.

Sem a Caterham, sobram dez times. Mas ninguém deve imaginar que vai aparecer alguém para salvar a Marussia. Esqueçam. Serão nove equipes, 18 carros. Com um risco, de a Force India não aparecer nas primeiras. A equipe já avisou que não deve participar da segunda bateria de testes, em Barcelona.

Assim, com muita sorte, serão 18 carros no grid de Melbourne. Se a Force India não resolver seus problemas, 16.

Hoje o WEC divulgou sua lista de inscritos. São 35, nas quatro categorias, como informa o sempre diligente Rodrigo Mattar. Para Le Mans, 63 confirmados.

Acorda, Bernie.

40 comentários

  1. Sil Vino disse:

    Se falou muito em crise na F1 em meados de 2002, quando a falência da Prost, e a triste situação de Arrows, Minardi e a decadência da Jordan. Além de claro a “era Shumi” que tornou a corridas enfadonhas. Parece que este ano a nova “era turbo” vai ser interessante, o ruido aumentou e o design dos carros melhorou. Veremos…

  2. Paulo disse:

    O pessoal poe a conta só nas costas do gagá, sim ele é responsável.

    Mas a FIA também convenhamos tem culpa no cartório. .Inventaram esse regulamento RIDICULO que só fez aumentar os custos (coincidência ou não Marussia e Caterham abriram o bico de vez ano passado.)

    Se houvessem 9 equipes fortes ninguem iria reclamar.. mas enquanto a gastança for desenfreada, regulamentos estapafúrdios como o atual, vai continuar essa coisa insonsa.. duas equipes (na melhor das hipoteses) disputando de verdade..

  3. lincoln falcao disse:

    TUDO MUITO CARO PRA UM ESPORTE SEM EMOÇAO ALGUMA,, BANDO DE FILHINHO DE PAPAI…..

  4. Claudio Aun disse:

    Valorizaram tanto a entrada de novas equipes que deu no que deu, ninguém quer, o publico antes fiel virou as costas e o Sr. Bernie deu um salto no escuro mas deslisou no momento do impulso e despenca abismo abaixo ,mas se perguntar ele dirá, até aqui tudo bem.

  5. RENE FERNANDES disse:

    Não Gomov….O certo é adormeça Bernie…( ad infinitum )

    • LUZ PRATA disse:

      Fala meu querido Rene…vamos nos divertir esse ano de novo heim meu brother…o boteco eletronico do Gomes com esses treinos 15…ja esta ficando manero…ate breve,valeu.

      • RENE FERNANDES disse:

        Claro meu amigo!!! São muitas e muitas luas partilhando a grande lombra da F1 ! Nada como um bom boteco eletrônico. Na Austrália a equipe do Grande Prêmio estará in loco e nós estaremos mutcho locos!!! Que venha las carreras.. Um Abraço RedLabelano! Tudo de bom!

      • LUZ PRATA disse:

        Valeu meu Brother…essas carreras do outro lado do planeta…com o fuso horario favorecendo a degustacao de um Bom Red Label…num grande copo de cristal…com bastante gelo de agua mineral…prometem ser Brilhantes…hahahahahaharsss valeu.

  6. LUZ PRATA disse:

    Boa tarde Gomes e galera.

    Ai Gomes…sei que vc torce para o Alonso…abra um post sobre o COCO/hibrido/HONDA…que Vexame Pokemonico…hahahahahaharsss estou ate com pena do Alonso ter de aturar andar LA….ATRAS…em ULTIMO…desse geito toma-PAU ate de um F 3….hahahahaharsss valeu.

  7. Sanzio disse:

    Eu disse isso na época do lançamento do WEC e reforço agora: Se eles encontrassem um formato que agradasse às TVs, o WEC engoliria a F1.

    Em 2012 fui assistir pela primeira vez na vida às 3 categorias: Indy, F1 e WEC. A Indy até que foi legal, mais por causa da corrida dos GTs que teve no sábado do que da própria Indy. F1 foi mais ou menos no autódromo e uma puta corrida na TV. O WEC foi sensacional, tanto que em 2013 e 2014 foi a única categoria a qual voltei, e voltaria esse ano se tivesse de novo.

  8. Fernando Kesnault disse:

    naaaaaooooo….deixe o verme-anão dormindo, pois se acordar irá querer acabar com as outras categorias em detrimento da fake f-1…….mas nao tem o Mosley como parceiro mais né???? Dois vigaristas que acabaram com o Mundial Marcas naquela oportunidade….

    A ACO esta cuidando bem da WEC e demais categorias esporte-prototipos e temos o sucesso da Blancpain Endurance e agora Sprint Series…..sem contar as categorias nacionais a nivel internacional da classe turismo…. muito bom.

  9. Acarloz disse:

    Perderam a mão, agora pra recuperar só mudando tudo, que comecem pelos motores e a assistência eletrônica.

  10. Fabio Amparo disse:

    Flavio

    A FIA e o bicho Bernie deveriam flexibilizar as regras de motores ao menos, deixando com que cada montadora desenvolvesse seu pacote competitivo. Assim é feito no WEC e assim era na F1 de antigamente.

    Alguém acorde o Bernie, senão a F1 dorme para sempre.

  11. willian disse:

    torcer pra esses 18 carros andarem juntos pq imaginem se começar a distanciar um do outro……corremos o risco de não ter brigas por posições durante uma corrida inteira.
    Lamentável

  12. Lúcio disse:

    É triste a principal categoria do automobilismo mundial ficar com poucos carros no grid. Sinto saudade de um grid mais cheio. Mas preenchê-lo com equipes que não conseguem ao menos pontuar também não é o ideal. Falando nisso. Só por curiosidade. Alguém aí sabe informar qual foi o número máximo de carros que já alinharam em uma largada de Fórmula 1?

  13. BELLISSIMO disse:

    Nossa!!! E já houve época que o número de carros numa etapa de Formula 1 passava dos 30.. Tinha a pré classificação, não me lembro se era esse o nome..

  14. Pedro P. disse:

    Sem falar que hoje no WEC e Le Mans tem proporcionalmente mais pilotos recebendo para correr do que na F1, em que metade do grid tem assentos comprados. Se não mudarem logo a F1, ela vai sumir em 10 anos. Já deixou há alguns anos de ser a melhor vitrine para mostrar talento de pilotos. Ano passado deixou de ser a mais tecnológica, como a Audi mostrou em seu estudo de Le Mans. Vai sobrar o que?

  15. Alexandre disse:

    Bernie está com a faca no pescoço. Por contrato precisa ter no mínimo 18 carros na pista e se a Force India não for para Austrália está infringido este acordo o que gera implicações de todo tipo para a FOM.

    Cara, Bernie está gagá, não tem jeito. A CVC se mostra incompetente ao não tirá-lo.

    Um cara que diz que não precisa do público jovem já atesta sua incompetência.

    Por mim, que se foda a F1. Sou da época de Senna e mesmo depois de sua morte eu não perdia nem um treino e nem uma corrida. Fiquei por mais de 15 anos sem perder uma classificação e corridas.

    Faz uns três anos que passei a perder classificação e ano passado perdi duas corridas, além de só ver as da madrugada no Sportv.

    a f1 ficou muito chata, e graças ao Bernie.

  16. O Bernie reinventou uma F1 que deu muito dinheiro e perdeu a graça para quem assiste aos poucos. Tá na hora de reinventar de novo com a saída dele.

  17. Mauro Batera disse:

    Flavio

    Bernie Ecclestone quer levar a F1 junto com ele quando o sedã branco chegar para ele.

    É o que eu acho, pois a F1 só tem piorado a cada ano.

    Abraço!!

  18. Carlos Pereira disse:

    O Tio Bernie e nosso querido, amado, idolatrado, hiper mega super PLUS governador Picolé de Chuchu tem algo em comum: ambos estão destruindo o que controlam. Tudo ai acabar numa secura. Só resta saber se propositalmente consciente ou por incompetência mesmo…

  19. Rafael Chinini disse:

    o WEC ainda tem um calendário bem menor hein!
    digo, arrecadação deles deve ser menor.

  20. pedro araujo disse:

    muito tosco isso. ja fiquei chateado no gp do ano passado, fui a interlagos e queria ver de novo o kobayashi correr.

    e nao é so o koba nao, fico imaginando todos os mecanicos e funcionarios sem perspectiva ou definicao sobre seus empregos. isso enfraquece a categoria tambem quanto ao aspecto profissional: hoje é arriscado um engenheiro trabalhar na f1, pois a empresa pode simplesmente falir.

    e estamos falando da categoria top. a curto prazo a f1 vai perder muita gente boa pra dtm, wec, wrc. se é que ja nao esta acontecendo.

    sugestao de pauta, gomes: que tal voces checarem a opiniao e situacao do engenheiros e mecanicos dessas equipes medias e pequenas quanto a essa crise anunciada?

  21. Celio Ferreira disse:

    Aí eu pergunto : quanto custa pra colocar um LMP1 na pista e um F1.
    Claro um F1 é o dobro do custo calculo eu , aí um tem 16 carros o outro 35.
    Por isso tem montadora que prefere o WEC , porque F1 tem o Bernie
    que só pensa em levar vantagem, e digo mais no segundo semestre
    corre o risco de ter 14 carros no grid. E os promotores de corridas de F1,
    compraram o evento com 22 carros, e agora vão ser ressarcidos ?

  22. Thiago Moyses disse:

    Parece que a McLaren-Honda estão perto de fechar juntos a compra da Marussia. É o que diz a boataria do Silly Season. Seria a equipe 2 deles para desenvolverem o motor Honda e testarem jovens pilotos da McLaren…

    • Marcos José disse:

      Taí um coisa que faz sentido porque a Honda precisa de mais uma equipe para ajudar no desenvolvimento e na evolução de seu motor na F1.

    • Lúcio disse:

      Só se tiver uma forma de inscrevê-la para o mundial de 2016. Este ano já era. Não dá simplesmente pra aproveitar o carro do ano passado, que teria que ter seu uso autorizado pelas demais equipes, e trocar um motor pelo outro. Não funciona assim. Mas com certeza a equipe seria mais competitiva. Acredito que seria como a Toro Rosso.

  23. Ricardo disse:

    Pô, Flavio, gosto muito do site, acompanho o blog, mas acredito que a mídia tem uma parcela de culpa nessa crise. Desde que entraram, as três finadas pequenas foram defenestradas por boa parte do jornalismo especializado. Inclusive o GP. Seja pela performance, seja pelo esforço, seja pela mudança de donos… Achei louvável a entrada dos times sem apelar para a compra de um outro existente. Eles começaram tudo do zero. Profissionais, equipamentos, parcerias… No entanto, era óbvio que sua performance seria inferior. E tudo que vi foram muitos sites, emissoras e demais canais de mídia condenando a presença das três. Assim fica difícil conseguir investimento.

    O parágrafo final da matéria “Caterham anuncia leilão…”, hoje (05/02), no GP, nada mais é do que um retrato desse destrato: “Em cinco temporadas na F1, a Caterham não conseguiu um pontinho sequer. A equipe que começou como Lotus e, envolta em disputas fora da pista o tempo inteiro, não há de deixar saudades.”

    Claro que há!

    Forte abraço!

    • Helton Fernandes disse:

      Complicado isso.
      No início a mídia taxou a Virgin como uma “jogada de marketing” do Richard Branson e depois como uma “lavagem de dinheiro de empreendedores obscuros” da Russia – Estava cérta..
      A Caterhan era Lotus 2 e todo mundo achando o Tony Fernandes o cara mais simático do planeta, aí o cara perdeu o nome e foi se virando com o mídia tascando a lenha até perder todos os patrocínios e ir pro vinagre. A HRT já nasceu de uma baita série de tropeços, atropelos do Adrian Campos e terminou na mão de um ” empresário obscuro do ramos de imóveis.

      Putz, ninguém sério enfia grana ou quer ser parceiro de jogadas de marketing, lavagem de dinheiro, de um fulano simpático sem resultado ou de empresário obscuro. Mas a mídia tb não pode deixar de passar a informação.

      Outro dia o Flávio colocou que mídia local batia demais no Fittipaldi e no Coopersucar e esse é um dos motivos que que fez a equipe não dar certo.

      Pra ter patrocínio tem que ter bom resultado e apoio da mídia. A mídia só fala bem se tiver bom resultado. Se a mídia não falar bem o patrocínio não vem. Sem patrocínio não dá pra ter bom resultado…

      Isso vira o cachorro correndo atrás do rabo.

  24. Jonatas disse:

    Retificando: APOSENTA, Bernie!

  25. Mario Sarot disse:

    Acordar múmias ainda é um desafio para a ciência.

  26. evandro Garcia disse:

    Não que faça muita falta, mas 18 carros, se não for o menor grid da história está perto! infelizmente a formula 1 é algo totalmente diferente da Indy onde os times só tem a opção de motor diferente pois o chassi é padrão, a F-1 ficaria estranha nesse padrão já que a tradição dos times e construir e tem ótimos projetistas no meio, embora o padrão Indy fez em 2014 7 carros diferentes chegarem na posição 1, em quanto a formula 1 apenas 2 carros diferentes ganharam em 2014, ironicamente o grid da F-1 este ano é a metade do grid máximo obtido nas 500 milhas de Indianápolis em 2014 com 36 carros, não existe solução fácil para melhorar o grid na F-1, mas existe gente capacitada no meio e que podem arrumar soluções para este problema!

    • sandro disse:

      Até nisso o pessoal da F1 é besta, inclusive da imprensa. Em 2011 se não me engano, que foi até a única vitória do Maldonado, o pessoal ficava tudo reclamando porque toda corrida ganhava um diferente e ninguém sabia quem era forte quem não era, isso era ruim para categoria. Vai entender..

      • Renatorockshow disse:

        Acho que foi em 2012 com o fim do difusor soprado.

        Mas pelo que me lembro, (quase) ninguém ficou reclamando. Muito pelo contrário, todo mundo gostou muito, pois aparentemente tinha acabado o domínio da Red Bull.

    • Davi disse:

      Grid de temporada é um dos menores. Lembro – acho que foi 1988 que teve 18 também. Fora aquela patética corrida em Indianápolis com apenas seis carrinhos.
      Consequência da forma esdrúxula, tapada, antiga – não poderia ser diferente com a idade dele – de tio Berine. As equipes têm que acordar e forçar a barra para redução de custos. Reavaliar a premiação. Rever calendário, tornar a construção mais simples, exigindo menos dinheiro em pesquisa. Adotar equipes clientes – que compram um carro pronto um modelo B de determinada equipe. E por aí vai…

Deixe uma resposta para Carlos Pereira Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>