MENU

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015 - 0:20Autódromos

SALVEM BRASÍLIA

SÃO PAULO (please) – Maurício Slaviero, da Vicar, que organiza a Estoque e outras categorias, esteve terça-feira em Brasília para ver as obras paralisadas no autódromo. Reuniu-se com o governador do DF, Rodrigo Rollemberg, para falar sobre o futuro do circuito. Segundo a Vicar, o governador vai terminar as obras. Elogiou o novo asfalto e as novas áreas de escape.

A Estoque tem etapa marcada para Brasília no dia 26 de abril. Será um “racing weekend”, com Brasileiro de Turismo, Brasileiro de Marcas e F-3 andando junto. O problema maior, imagino, são os boxes. Foram derrubados.

A verdade é que as trapalhadas envolvendo a Indy não podem matar o autódromo. E o governo do DF tem obrigação de deixar seu equipamento em condições de uso. Mas para abril, também acho que não vai dar. São dois meses e meio para fazer tudo.

10 comentários

  1. Ricardo Bigliazzi disse:

    Vão liberar grana governamental para as obras??
    Será que os advogados da Band mexeram os pauzinhos?? Ou a multa cavalar vai cair nos cofres da cidade?
    Nesse angu só tem caroço.

  2. Marcos Ferreira disse:

    Flávio, me tira uma dúvida… O autódromo não é patrimônio tombado em Brasilia? Se é, poderiam derrubar os boxes?

  3. Paulo Moaraes Junior disse:

    Se deve ou não ter autódromo é polemico e sempre será… Então pelo menos conservem os que já existem! Mas o problema é que bem ou mal havia um autódromo e hoje não tem mais, como no Rio de Janeiro! O sempre competente Mauricio Slaviero da Vicar fez o que o sempre incompetente Anderson Clayton Pinteiro da CBA não fez e nunca irá fazer… Se mexer!!!

  4. Winston disse:

    Privatiza todos os autódromos. Adoro automobilismo, acho que o governo deveria fazer as ruas de acesso, abastecimento de agua, luz, segurança. Mas o autódromo? Por mais que goste de automobilismo, é brinquedo de rico. Privatiza! aproveita e privatiza os estádios também, diminui a carga tributaria que tudo se sustenta.
    Já pensou todas as escolas públicas com campos de futebol, quadras poliesportivas, piscinas, pistas de atletismo, equipamentos modernos?
    Ai sim, formaríamos cidadãos e esportistas de alto nível.

    • Egaz Ramirez de Arruda disse:

      Se privatizar fosse de perto a solução, já teriam vários autódromos privatizados pelo país. Privatizar afundaria o esporte de vez.

      E não deve conhecer nenhum usuário do autódromo, pois senão não diria que é brinquedo de rico.

      Para se ter ruas de acesso, abastecimento de água, luz, segurança, escolas públicas com campos de futebol (pra quê mais campo de futebol? – é uma monocultura esportiva impressionante), quadras poliesportivas, piscinas, pistas de atletismo, equipamentos modernos, cidadãos e esportistas de alto nível etc não precisa jogar o autódromo no lixo.

  5. Ricardo Bigliazzi disse:

    Na boa, muito provavelmente o Autódromo virará um monte de prédio. A área é “estupidamente nobre” para estar sub utilizada como é hoje. Não falta espaço nos arredores de Brasilia para a construção de um belíssimo Autódromo, o que falta é seriedade nos governantes.

    Acredito que temos um monte de empreiteiras que adorariam construir naquela área. Acho até que pagariam pelo terreno e de brinde construiriam um novo Autódromo na Cidade. Vamos esperar esse pessoal das empreiteiras sair da cadeia para propor esse negócio para eles. Acredito que agora sairia por um preço mais justo.

    • Antonio disse:

      Concordo, o autódromo de Brasília, assim como aconteceu no Rio de Janeiro, será engolido pela especulação imobiliária. Até aqui em Curitiba já surgiram rumores que a demolição do autódromo para dar lugar a conjuntos habitacionais era favas contadas. Mas até agora, felizmente, continua do mesmo jeito. Mas parece que Brasília é a bola da vez.

    • Egaz Ramirez de Arruda disse:

      Só quem lucraria com a especulação imobiliária que torceria para o autódromo dar espaço a mais prédios no centro da cidade, para aumentar ainda mais o caos no trânsito, a impermeabilização do solo urbano etc.
      Um dos pontos que destacam esse autódromo de brasília em relação a praticamente qualquer autódromo no mundo, é justamente sua localização. Se bem utilizado, a cidade ainda pode lucrar muito com ele.
      Com mais prédios ali, só as empreiteiras lucrariam, vide o que ocorreu com o Noroeste e os problemas que apresenta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>