TEMPOS INCRÍVEIS | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

terça-feira, 23 de junho de 2015 - 12:13F-1

TEMPOS INCRÍVEIS

11541877_999037820130686_687953086075689366_nSÃO PAULO (lembro bem…) – O Cacá Vita postou a foto da “GazetaPress” no Facebook. Lembram disso? “Nelsão ao lado de Eulázia da Silva, oficial de Justiça, ao receber a intimação para comparecer ao magistrado e explicar se falou ou não que o piloto Ayrton Senna não gostava de mulher. Jacarepaguá, 1988.”

Jacarepaguá, 1988. Minha primeira cobertura de GP “in loco”. Eram dias bem divertidos.

65 comentários

  1. Davi Lima disse:

    Essa Mulher é minha tia, ela ainda mora no RJ e tem um recorte de Jornal que ela guarda com muito carinho sobre esse tema, hoje aposentada, conta para nós sobre o dia em que ela ficou ao lado dos dois maiores ídolos do Brasil naquela época!

  2. Alvaro disse:

    Já começou nessa época essa chatice de ter que explicar pra justiça tudo que se fala ou pensa.

  3. Marcelo Feitosa disse:

    O pessoal se ofende por pouca coisa.
    Qual o problema se o Senna gostasse de rapazes?
    O Piquet mito apenas tirou onda com o cara.

  4. Macho velho midiático disse:

    Mês passado, o Nelson BICOTA, prá aparecer na mídia,
    beijou o Lauda na boca
    Anteontem, o Nelson PICAS, prá aparecer na mídia,
    segurou e balançou a do Prost
    Mês que vem, qual será a BRINCADERINHA que o Nelson BUQUET fará
    para aparecer na mídia? …sai prá lá, BICHO VELHO…
    Vencer corrida, que é bom, o “MACHO VELHO” não vai vencer, né?…quando era novo, ele já custava a ganhar um GP …

  5. Luiz disse:

    Como piloto 10, como pessoa -0! tanto é que a midia internacional e principalmente a Britanica falam dele pouquissimo e idolatram o mito Senna….e devo dizer que o filho absorveu muito os exemplos do pai….

  6. Marcelo disse:

    O Piquet foi bem franco em uma entrevista, disse que não inventou nada, que o buxixo rolava a um bom tempo nos boxes. E todos se perguntavam “Padoock lotado de mulher gostosa ‘dando em cima’ e o Senna sempre ao lado de um amigo?”

    Prost e Piquet viviam tirando sarro pelas costas, aí veio a entrevista com Senna querendo esnobar o Piquet . O jornalista perguntou para o Senna o motivo de ter sumido por algumas semanas. Senna respondeu que era para dar ESPAÇO NA MÍDIA para Piquet aparecer…pura dor de cotovelo! Piquet tinha acabado de ser tricampeão, estava em alta. Aí o jornalista não perdeu tempo(bobo ele né), foi lá entrevistar o Piquet. Nelsão tava ‘atacado e com a bola no pé’…disparou essa: “Pergunta pra ele porque ele não gosta de mulher(kkkkk mito), esta todo mundo comentando nos boxes”. Foi o maior bafafá na época. Jogo de farpas fazia parte pra atacar o rival. Senna foi querer esnobar, se fodeu…saiu como viadão na história!

    Depois o Senna apareceu com uma namorada e o tal processo, mas o fato é que ele em início de carreira terminou um casamento por causa do automobilismo. Teve aquele namoro(faz de conta) com a Xuxa, depois a imagem que me lembro, era dele com a Galisteu. Prioridade do Senna era as corridas, nem filho ele fez! Não é que ele não gostava de mulher, mas ele tinha traçado uma meta. Piquet mesmo admitiu que achava Senna bem esquisito. Sempre se arriscando ao extremo na pista, ao mesmo tempo pouco curtia o que a vida oferecia fora da F-1. Piquet sempre foi taxativo, jamais arriscaria a vida por uma vitória ou um título. E Nelsão fez muita farra com aquele iate chamado “gostosa”. Acho que o Senna ia formar família só depois da F-1, não deu tempo…

  7. Gustavo Segamarchi disse:

    Aqui no Brasil, o pessoal idolatra bastante o Senna e esquecem do Piquet, que é uma lenda viva da F1.

    Nelson Piquet é um MITO da F1.

  8. Lourenço Pillar disse:

    Olha a cara de preocupação de Piquet. Tudo isso para nada. Ele disse mesmo, depois de provocação do Senna, que aceitou uma declaração de Piquet que não disse o que disse. Como diz Flávio Gomes – “Piquet o mais interessante”. Por incrível que pareça, até hoje, contando os aposentados e os da ativa. Ótimo post.

  9. APM disse:

    O “irreverente” Nelsão desmentiu que disse o que disse na frente do juiz e o processo acabou. Memória curta do povo.

  10. Mario Mesquita disse:

    Eu ia falar algo, mas já disseram tudo.

    Nelsão é foda. Único tricampeão brasileiro vivo e hétero.

    • Jr. disse:

      Hétero que senta no colo de um e tenta agarrar o pau do outro???
      Vai se enroscar com ele lá bibona.

      • Mario Mesquita disse:

        A diferença entre um macho seguro e bem-resolvido é poder brincar com amigos sem se importar com o se vai pensar. O falecido era enrustido e do tipo escroto que tratava mal até crianças que pediam autógrafo. Um cara que comeu as melhores mulheres do mundo em tem uma penca de filhos não precisa provar nada pra ninguém, ainda mais prum pela saco como tu. Vai lá no cemitério chorar no buraco da biba das tardes de domingo, kkkkkkk

      • Muito macho disse:

        1) Mes passado:. Nelson PICAS beija o Lauda na BOCA;
        2) Ontem: Nelson PICAS segura e balança a do Prost
        3) Mes que vem: o que o Nelson BIQUET fará…e o pior…com quem?…Te cuida, MANSELL, não brinca o MACHO VELHO, não…

    • Jr. disse:

      Mantenho o que disse.
      Um sujeito que enche a boca pra chamar um outro de macho dessa maneira deve conhecer bem essa qualidade… E não vou chorar na tumba do Senna não, meu caro. Volta a sentar no colinho do Piquet, vai!

  11. Parachoque de caminhão disse:

    1988…
    Piquet: veteraníssimo, 36 anos de idade, iniciando sua 11ª temporada na F1…
    Senna: novato, 28 anos de idade, iniciando sua 5ª temporada na F1…
    Vítima do bullying (coisa feia, coisa de covarde) do veterano Piquet, não restou ao novato Senna outra alternativa senão recorrer à justiça…estavam tentando atrapalhar a carreira de quem acabava de chegar…
    Fez bem, o Senna…a história (e a opinião pública mundial, depois do documentário Senna, 2010) mostrou que o Senna era o maior piloto de todos os tempos mesmo, já naquela época…o Piquet era só mais um pobre coitado tentando “cortar o mal pela raiz”…liquidar o novato na base do desespero…pelo bullying, vê se pode…como diz o povão brasileiro “É. Piquet…a inveja é uma merda…”
    Obs: em 88, Piquet havia acabado de ser campeão na Williams…foi “promovido” indo para a …Lotus!?!…resultado: Piquet/Lotus, em 88: zero(! )vitórias e zero(!) poles, terminou o campeonato em 6º!!
    Senna, em 88…deixou a Lotus (agora do “campeão” Piquet, rs) e foi para a McLaren, ser campeão do mundo, com 8 vitórias e 13 poles-positions…
    Obs 2: em 1988, o novato Senna, com o contrato milionário com a McLaren, ganhava muitos milhões a mais que o “campeão” Piquet, “promovido” para correr na…Lotus(!!!)…Só restava ao pobre Piquet fazer o que sempre fez, mesmo…e receber oficial de justiça na porta de casa, com um riso amarelo na cara…

    • Harry disse:

      Meu caro, fui nesta corrida. O Piquet era o atual Campeão de F1 após o titulo conquistado em 1987. O Senna largou dos boxes, nem do grid foi, se me engano deixou o carro morrer na volta de apresentação.

    • Marcelo disse:

      PARACHOQUE DE CAMINHÃO, vc escreceu um monte de bobagens!!!

      Piquet acabava de ser tricampeão em 87, e fechou contrato de dez milhões de dólares com a Lotus, uma fábula na época. Piquet era o único tricampeão na época, não precisava provar mais nada na F-1. Senna teve aceitar redução de salário(na Lotus ganhava em torno de quatro milhões), na Mclaren começou ganhando apenas um milhão por ano! Com o título de 88 veio aumento de salário!

      Senna sempre mostrou desespero pra bater Prost, Mansell e Piquet, basta lembrar os xiliques nos tempos da Lotus, Senna fazia muitas poles em 85/86 graças ao fantástico motor Renault de classificação que durava apenas 15 minutos, esse motor especial tinha cerca de 100 cv a mais de força que os rivais. Coloquem 100 cv no carro do Vettel na classificação pra ver o que acontece…

      Na corrida, Senna tinha que usar o motor normal, mas pra se manter a frente usava a velha estratégia, jogava o carro em cima de quem tentava ultrapassar. Muitas vezes a disputa terminava em acidentes e brigas nos boxes. Senna teve o motor francês por dois anos e sequer conseguiu desenvolve-lo ao extremo. Observe Nelson Piquet no primeiro ano de motor BMW-Turbo, foi uma temporada para resolver todos os problemas de confiabilidade do motor alemão, no segundo ano Piquet já conquistava o título, mesmo caso aconteceu com o motor Honda.

      Geralmente motor de fábrica já chega forte na categoria, o problema é resolver os problemas de configuração de corrida. Senna nunca conseguiu pegar motor em baixa e levar até os títulos, mesmo caso serve para chassis ou marca de pneus. Piquet foi além, foi campeão por equipes, motores, chassis e pneus diferentes. Senna nunca conseguiu esse feito. Lembrando que, nessa época pilotos como Lauda, Piquet ou Prost também ajudavam organzar uma equipe, a Bhabham não via um piloto campeão desde 1967, com o brasileiro chegou ao título no terceiro ano. Pela Williams, o título veio mais cedo, no segundo ano!

      Na Mclaren, Senna pegou tudo de ‘mão beijada’, graças ao metódico Prost. A Mclaren era o time mais organizado da F-1. Prost só não disputou o campeonato em 87 porque faltou motor, a TAG-Porsche tinha anunciado que seria o último ano na F-1, não se preocupou em desenvolver o propulsor, mas só foi colocar o Honda(desenvolvido por Piquet em 86/87), que a Mclaren voltou a dominar o mundial. Senna foi campeão com chassis desenvolvido por Prost e motor desenvolvido por Piquet, assim é fácil chegar aos recordes e títulos.

      Em 89 o francês vinha dando “aula” de regularidade em cima do brasileiro. Com equipamento igual, Prost já tinha sido superior em 88, mas os ‘descartes’ deram o título a Senna. Um título no mínimo “artificial”, o que vale é bater o rival na pista e nos resultados, isso Senna não conseguiu em cima de Prost na Mclaren. Observe as duas temporadas de 88 e 89 e vejam quem foi o melhor piloto do ano. Em todas as corridas que terminou em 88, Prost ou foi primeiro ou foi segundo, teve dois abandonos por quebras. O francês não cometeu nenhuma pixotada ao volante na temporada 88, já Senna…jogou duas vitórias no lixo.

      Depois de mais uma cagada do brasileiro na pista(no GP de Portugal-89, Senna bateu com Mansell, que estava de bandeira preta), Prost disparou: “Ele é rápido mas erra, e quando errar estarei por perto. Senna é muito forte em classificação, mas em corrida nunca me impressionou, erra muito”. Em mais uma corrida “cerebral”, Prost herdava mais um segundo lugar. Advinha em que posição estava Senna nessa corrida quando bateu com Mansell? E por favor, não me venham com MIMIMI que Senna seria campeão em 89. Mesmo vencendo no Japão, Senna teria que vencer na Austrália, Ayrton largou na pole, liderava tranquilo quando veio outra pixotada. Pra quem fez 13 poles, 89 foi um ano para esquecer, em nenhum momento Senna foi melhor que o francês na temporada.

      Muitos acusam Prost de jogo sujo no GP do Japão, mas ninguém leva em conta a trapaça que Senna fez no GP de Imola. Cansado de ver o companheiro ser favorecido na equipe, Prost disparou a Ron Dennis em um teste programado: “Ele(Senna) vai tirar férias em Angra, e eu fico aqui sozinho desenvolvendo o carro?. Estou indo para Ferrari, Steve Nichols vem comigo. Nunca mais volto a pilotar pela Mclaren. Quero ver quem vai desenvolver seus carros quando perderem performance”. Furioso, Ron Dennis começou a boicotar Prost na equipe, enquanto o francês tinha meia dúzia de engenheiros, Senna tinha um batalhão ao lado. E Prost estava certo, depois de dois anos sem melhorar o carro, Senna deixava a Mclaren. E o que dizer do herói nacional na Williams, no primeiro teste já chamou o carro de Newey de porcaria, mas com esse carro o novato D.Hill venceu seis corridas e foi ao pódios onze vezes. Senna chegaria o tricampeonato se ficasse na Lotus entre 88 e 91? Muito difícil, ainda mais com Prost na Mclaren e Piquet na Williams.

      E Senna não era nenhum “Deus” ao volante, maioria dá crédito por causa de meia dúzia de corridas, mas Senna não venceu os melhores campeonatos nos anos 80 ou início de 90. Prost por exemplo, com carro inferior em 86 deu “aula” em cima de Piquet e Mansell. Em 89 voltou a fazer o mesmo, dessa vez a vítima foi o companheiro de equipe. Foi nesse ano que Prost ganhou o apelido de “professor”.

      Hilário foi ver Senna telefonar para Prost em 94 pedindo ajuda(desespero?), o francês pouco disse, o recado foi claro, se vira com o carro da Williams, vc não é o Senna? A Williams tinha ninguém menos que Adrian Newey, mas Senna foi atrás de Prost…Certas coisas não tem como defender, Prost e Senna nunca foram amigos, como é que o brasileiro vai pedir ajuda justo para o francês, é muita cara de pau, ou seria desespero? Prost foi claro “esse carro foi todo desenhado para Mansell pilotar, eu mesmo tive que me adaptar em 93. O carro é o mesmo, só não tem suspensão ativa, se vira herói”…

      Outro detalhe, em nenhum momento o novato D.Hill reclamou do carro Williams em 94. Nem todo piloto consegue se adaptar ao carro em time de estréia, a maior crítica de Senna ao carro de 94 era em relação ao o cockpit “se eu engordar um quilo, não entro no carro”. E não tem coisa pior que pilotar um F-1 com desconforto, seria esse o motivo de tantos erros de Senna ao volante em 94? Rodou de bobeira em Interlagos, teve uma largada ruim em AIDA, voltou a rodar nos treinos em Imola.

      Pra finalizar…

      1-Piquet não precisou de ajudinha do regulamento(descartes) pra ser campeão!
      2-Piquet não precisou de jogar carro em cima de rival pra ser bicampeão!
      3-Piquet não precisou pegar motor, chassis, pneus desenvolvidos, ou equipe já organizada pra chegar ao tricampeonato!

      Coisa feia é piloto que ignorar o companheiro de equipe com as pernas quebradas no hospital, Senna sequer telefonou para Ceccoto! Senna saiu no tapa com De Angelis e Mansell, deu soco na cara de piloto novato(Irvine). Agrediu fiscais de pista em 87, vivia maltratando jornalistas(menos da Globo) até deu soco na cara de um. Senna também arrumou confusão com os cartolas da FIA. Impressionante como a mídia brasileira destruía a imagem de um, e endeusava a do outro…

      • Apoiado! o ufanismo de Galvão e da Globo ajudaram e muito a transforma-lo em herói é claro que era um excelente piloto mas o Senna não era nenhum santo era cheio de babaquices e era evidente que seu alvo era passar o Fangio e para isso faria qualquer coisa, não sabia perder já tinha perdido 2 campeonatos e quando viu o Schumi sumindo na ponta da tabela tentou levar como sempre o carro no braço sem desenvolve-lo ou entender que seria preciso um novo carro pois aquele chassis foi desenvolvido para uma série de tecnologias que haviam sido banidas e sem elas o chassis não funcionava direito vibrava demais faltava tração e etc infelizmente deu no que deu Senna era ótimo mas muitas vezes faltava cérebro e frieza coisa que sobrava no Nelsão!

      • Piquê, Lotus? Piquê? disse:

        Senna na Lotus, com 25, 26 e 27 an0s, nas suas 2ª, 3ª e 4ª temporaddas na F1…A DECADENTE LOTUS, RESSURGE DAS CINZAS E BRIGA PELO CAMPEONATO NAS 3 EDIÇÕES “SENNISTAS” 4º lugar geral em 85 e 86 e 3º lugar em 87…e chegando a ficar líder do campeonato em várias oportunidades…6 incríveis 1ºs lugares conquistados, 10 incríveis 2ºs lugares conquistados, 6 incríveis 3ºs lugares conquistados, de 85 a 87, contra as McLaren MP4 de Prost e as Williams FW11 de Mansell e Picas, digo, Bicota, digo, Biquete
        Nelson Piquet, em 88, recèm tri-campeão do mundo é “promovido” para correr na Lotus…resultado…a lotus VOLTA PARA A DECADÊNCIA FINAL E DEFINITIVA…NOS 2 ANOS DA ERA PIQUET, logo após a era de ouro de Senna…A LOTUS NÃO VENCEU MAIS NENHUM GP!!! ZERO!!! não conseguiu nenhum 2º lugar e teve que se contentar com parcos tres 3ºs lugares…O PIQUET DESFEZ , EM 2 ANOS, TUDO O QUE O SENNA CONSTRUIU NOS 3 ANOS ANTERIORES…OS 22 pódiums que o Senna heroicamente forneceu à Lotus de 85 a 87 foram dizimados pelos idículos 3 pódiums que o Piquet “conseguiu”…o Piquet destruiu a Lotus…

      • Tag Heuer disse:

        Nossa…como as piquetistas estão nervosas!!!!

    • Secundino retranqueiro disse:

      O Nelson Piquet foi o tricampeão com MENOR número de vitórias!!! Para assistir corrida dele, só sendo muito fanzoca, mesmo…ou da família…o cara só chegava em 2º lugar…Chegou ao cúmulo de ser campeão na Williams, em 87, com MUITO menos vitórias que o Mansell (Mansell, 6 vitórias e 8 poles, com o mesmíssimo carro…Piquet, 3 vitórias e 4 poles)…por isso que, em 88, Piquet foi demitido da Williams (mesmo sendo campeão) e o Mansell continuou…empregado…
      (não teve que procurar subemprego na Lotus e na Benetton, igual ao Piquet “campeão”)
      Schumacher tri (força, Scumacher)…30 vitórias
      Senna tri…22 vitórias
      Stewart tri;;;17 vitórias
      Prost tri…13 vitórias
      Lauda tri…13 vitórias
      Emerson bi (+ 1 vice) – 72 a 74…11 vitórias
      Mansell campeão (+ 1 vice) – 91 e 92,…14 vitórias
      Piquet tri…só 9 vitórias…
      É, prá ser fanzoca do Piquet tem que gostar muito do cara, mesmo…ou ser da família…porque em termos de corrida SÓ DÁ 2º LUGAR (é o “campeão” com maior número de 2º lugares na história (7, em 87)
      na campanha do tri, Piquet teve os pouquíssimos 9 1ºs lugares e os inacreditáveis 17 2º e 3º lugares…êita campeãozinho que gostava de um 2º lugar, gente…Viva o 2º lugar!

    • Roberto disse:

      Cara, impressionante !!!
      Você só falou asneira.
      Não sabe nada.

    • Mario Mesquita disse:

      Desiste, as víúvas vem aqui defender o cadáver com unhas (pintadas) e dentes. Espera pra começarem com a lenda da vitória só com a sexta marcha, kkkkkkkk

      O fato é que um foi tricampeão dando piti, aquela viadagem com o `Prost e tá morto. O outro foi tri do mesmo jeito, mas viveu pra curtir sua grana e ser feliz.

      Em 80 o Alan Jones jogou ele na parede quando disputavam o título e nunca vi o Nelson chorar essa porra e nem se vingar do cara. EM 86 sacanaearam ele de toda forma e a equipe preferiu perder o titulo que deixá-lo vencer o Mansell. Em 87 ele montou uma equipe dentro da equipe e foi campeão. Foi pra Lotus por um caminhão de dinheiro e levou o Honda, deixando o babaca do Patrick Head comendo o pão que o capeta amassou com um Judd capenga.

      Não adianta, Senna é moda, Piquet é foda!

  12. Ricardo Bigliazzi disse:

    Interessante, se bobear a Tia recebeu uma cantada.. . do Piquet é claro… pois o outro??

  13. mario aquino disse:

    E o que temos a ver com isto, cada qual na sua,, o Piquet talvez tenha sido um piloto de maior talento que o Senna, mas este era mais determinado, mais esforçado, por isto tinha um potencial maior, quanto a opção de cada um, trata-se de assunto irrelevante, somente um ogro leva isso em consideração e creio que o Piquet foi este ogro quando se manifestou sobre o assunto.

  14. Custodio Rangel disse:

    Senna: Mauricinho, espirituoso, calculista, paulista

    Piquet: Playboy, malandro, autentico, carioca (no jeito)

    sou mais Piquet! Rs

  15. Wolf disse:

    Show !!! Figuraça !!!!!! HAHAHAHHA!!!!

  16. Leah disse:

    Se era verdade ou nao eu nao sei, mas meu marido em Monza via sempre o Senna com um “amigo” dele o tempo todo… onde um ia o outro também ia. Todo ano era a mesma coisa…

  17. José Angelo disse:

    Dá pra ver como o Piquet ficou preocupado só de olhar pra cara dele…

  18. Banana Joe disse:

    Só mesmo um mega asshole como o Senna pra levar um negócio desses a justiça e tomar tempo de um juiz…

  19. Thiago Leal disse:

    Putz, a senhora é a cara da minha Tia Socorro!

  20. joao disse:

    piquet sempre foi bocudo mas tem campeao do mundo que vive sendo procurado por oficiais de justiça porque nao paga ninguem e so viaja pelo mundo numa boa garanto que isto virou nada como tudo neste pais

  21. L-A. Pandini disse:

    Um amigo meu estava lá nesse dia. Disse que a mulher chegou cheia de dedos para entregar a intimação, foi super bem recebida e saiu adorando o Piquet. A foto não deixa mentir.

  22. marcelo silva disse:

    Piquet rachando o bico !!!

  23. Roberto Fróes disse:

    Hoje isso seria considerado “elogio”, nada de (in)Justiça.
    Tem gosto prá tudo…

  24. Alfredo Junior disse:

    Mais afinal de contas, isso foi verdade, ele falou mesmo?? (Piquet figuraça)

  25. AS disse:

    Meu Deus !! Lá vem as viuvas… nao faz isso !!!

  26. Simão disse:

    Putz… Sensacional!!!!!!

  27. Reube Reis disse:

    E que bela corrida do Nelson naquele domingo, levando a Lotus ao Pódio de forma honesta dentro das possibilidades. Lembro do Capelli pressionando bastante o Piquet durante uma parte da prova, depois o Nelson abriu distância com ritmo de corrida consistente.

    Além da ultrapassagem do desclassificado Senna em cima de Piquet, e os comentários apaziguadores do Galvão.

  28. Luiz disse:

    Ainda tem gente que fala que o cara é antipático. No dia em que tive o prazer de encontrar com ele, pedi pra tirarmos uma foto junto e quando me aproximei para ficar perto da poltrona onde ele estava sentado ele chegou para o lado e me mandou sentar do lado dele. Não era um sofá, apenas uma poltrona para uma pessoa, mas ele se espremeu pra eu sentar com ele.

    • Pedro Araújo disse:

      Sempre aparece um testemunho sobre como o Piquet é um cara acessível pra quem realmente gosta de automobilismo…

      A história que André Jung contou do encontro dele com o Piquet também é muito boa:

      Ele só puxa um alô, se apresenta, aí o Nelson convida o cara pra sentar ao lado dele no avião e passaram a viagem toda conversando (Autotrac, vida fora da F1, Arisco, etc.). Aí o Jung no meio da conversa lembra o Piquet de uma rodada/um erro numa corrida em 86, o que teria custado o campeonato daquele ano, e ele nem ficou puto nem nada. só contra argumentou que um outro erro dele em outra corrida foi mais determinante.

      A crônica é muito legal, mas nunca mais achei, o endereço de internet que guardei não hospeda mais o arquivo…

      A propósito, Gomes:

      1) tem como vocês (ou o Jung) republicar os textos antigos dele?

      2) estou sentindo falta dos textos do Jung, espero que eles voltem. O último foi do início desse ano…

  29. Alan disse:

    Sensacional! e o desdobramento desta história?

    • oswaldo disse:

      O que deu é que o Nelsão na época contratou um advogado pra resolver a questão e simplesmente ele descobriu que o casamento do Ayrton tinha sido anulado.
      Nelson entrou nos boxes da McLaren puto e falando que agora ele ia ter que explicar pro mundo todo porque o casamento dele tinha sido anulado.
      Daí os assessores chegaram junto, pagaram o custo do advogado do Piquet e ele nunca mais falou no assunto.

  30. luigi disse:

    Parece que o tiro também saiu pela culatra ,pois segundo Flavio Briatore o “Junior ” também não gosta !

    • Pedro Araújo disse:

      Por isso que a gente tem que começar a levar esse assunto como um fato normal da vida. Senna, Nelson Ângelo, Mark Webber… Ninguém fica melhor ou pior piloto se sair do armário, ou se tem algum armário ou não na história.

      Prova de que a humanidade tá longe de poder ser chamada de desenvolvida é que o patrocínio de empresas (ou o culto ao ídolo, no caso do Senna) ficam sempre prejudicados quando um atleta sai do armário.

      Tá aí o trabalho da turma do Eduardo Cunha fazendo isso tudo ficar mais forte ainda, e pior, com um viés institucional. Falta pouco pro Brasil virar uma república fundamentalista. Parabéns aos envolvidos.

      • Antonio Beringhs Jr disse:

        Uai…o Mark Webber – interrogação (meu teclado esta estragado)

      • Diogo Sorocaba disse:

        Penso exatamente como você, Pedro. Infelizmente, Senna seria “menor” se tivesse saído do armário. Isso se os indícios forem verdadeiros.
        De fato, caminhamos a passos largos para o fundamentalismo. É tudo o que “precisamos” para cavar um tanto mais o fundo do poço.

      • Gustavo Segamarchi disse:

        O Mark Webber curte panela velha(Coroas)

        Panela Velha é que faz comida boa!

      • J Fernando disse:

        Acredito que você quis dizer Nico Rosberg ao invés de Mark Webber…
        Mas, sinceramente, acredito que ainda não vai ser nestes tempos que algum piloto se declarará gay. É quase a mesma coisa que ocorre no futebol. Fica só nas insinuações de que é, não é.
        Pode ter certeza de que o Senna como a mídia o retrata hoje, quase um herói, não seria nem metade disso se comprovassem que ele era gay.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>